Os Sombras - Irmandade de Adaga Negra, 13 - J.R. Ward

30 de setembro de 2019

Título: Os Sombras - Irmandade de Adaga Negra, 13
Autor: J.R. Ward
Páginas: 638
Ano: 2015
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Erótico, Fantasia, Ficção, Literatura Estrangeira, Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: saraiva 
Nota:    
Sinopse: Dois irmãos, ligados por algo maior que o laço de sangue, lutam para evitar um destino brutal. Trez "Latimer" não existe de fato. E não só porque essa identidade foi criada para que o Sombra pudesse viver no mundo humano. Trez fugiu de sua prisão no palácio dos Sombras há anos, e agora vive em Caldwell como cafetão, sempre tentando evitar seu fatal destino como escravo sexual da rainha. Ele nunca teve em quem confiar de verdade... a não ser no irmão, iAm.
O único objetivo de iAm sempre foi impedir que o irmão de autodestruísse, e ele sabe que fracassou nisso. Só depois que Selena, uma Escolhida, entra na vida de Trez, é que o macho começa a dar a volta por cima; porém, é tarde demais. Chegou a hora de cumprir a profecia de se compromissar com a filha da rainha, e Trez não poderá fugir ou se esconder, e não há como negociar.
Encurralado entre o desejo de seu coração e um destino que nunca aceitou, Trez deve decidir se põe a si mesmo e aos outros em perigo, ou se esquece para sempre a fêmea amada. Após uma tragédia inimaginável, da beira do seu abismo emocional, Trez precisará encontrar um motivo para continuar ou se arriscará a perder tudo, inclusive a alma. Será que iAm, em nome do amor fraterno, aceitará realizar um derradeiro sacrifico em lugar do irmão?



Resenha:


“- Tem certeza de que isso é real?- Claro que é. Você e eu estávamos escritos nas estrelas...”


O 13º livro da Irmandade da Adaga Negra, da autora J.R. Ward, foi lançado no Brasil pela editora Universo dos Livros.  E traz um livro que me deixou imersa em lágrimas

Por se tratar de uma série, essa resenha contém spoilers dos livros anteriores.

Caso queiram conhecer um pouco mais e ler nossas resenhas anteriores, basta clicar na imagem abaixo.



“Não existe nada mais romântico no planeta do que amar alguém com o coração pleno, mesmo sabendo que essa pessoa vai embora.”

Os Sombras, são dois vampiros que surgiram na série como os leais guarda-costas de Rehvenge, e aos poucos se tornaram amigos dos guerreiros da irmandade.

Gêmeos, eles têm personalidades muito diferentes.

iAm, é um vampiro muito discreto, um cozinheiro talentoso, tem dedicado suas noites a seu restaurante italiano, aos amigos e a cuidar de seu irmão mais velho. Regrado e contido ele é o oposto do gêmeo.

Trez, é um bom vivant, sedutor, ele passa as noites aproveitando tudo o que pode: mulheres, bebidas e muito sexo. Contudo nos últimos livros, isso foi mudando, o ritmo frenético de suas conquistas simplesmente não estavam servindo mais para calar sua mente ou preencher de alguma maneira o vazio que existia dentro dele.

Tudo piorou quando ele conheceu Selena, uma escolhida e protegida do primaz Phury, que apareceu na mansão para servir as necessidades de sangue dos irmãos que não podem beber de suas shellans.

Ela o fisgou a primeira vista e aos poucos, foram interagindo um com o outro.

“Eu te amo para sempre...”

É claro que nada pode ser simples para a jornada do amor verdadeiro nesses livros.

Enquanto descobre a fêmea destinada a mudar sua vida, o passado de Trez surge com força total, inclusive suas obrigações em sua terra natal o território Hisbe.  O destino dele foi ditado pelas estrelas no momento de seu nascimento, e o ligou a uma obrigação junto à realeza. Um destino que desde o inicio fez com que ele desejasse fugir e nunca mais olhar para trás.



O que ele fez, com a ajuda de seu irmão gêmeo e Rehvenge, que os protegeu e deu um lugar para viver por anos.

Agora o tempo deles acabou, eles foram convocados a voltar ao território e servir como o destino assim ditou.

Então, para que o irmão possa ter uma chance de viver seu amor com Selena, iAm, volta a sua casa em busca de uma forma de se sacrificar ou evitar o destino do irmão.

Nesse momento, é que as estrelas sorriem para ele colocando em seu caminho Maichen, uma jovem serva sombra que abala sua existência.
Este livro é o primeiro onde temos dois casais protagonistas, ambas as tramas têm igual importância e foco.

Trez e Selena, precisam enfrentar muito mais do que o destino dele, e sim o destino dela, tão cruel quanto o dele, e algo que eu realmente não esperava.
Uma jornada difícil que vai trazer muitas emoções.

Por outro lado, porém, não menos complicado.
O relacionamento entre iAm e Maichen é muito bonito. Com direitos a revoluções, segredos e destinos estraçalhados.

“Eu te amo... ninguém conseguiria fazer isso por mim... Me fazer esquecer todos os meus medos.”

E também provando mais uma vez que nos livros da irmandade não adianta lutar contra o poder do vinculo.

Muitos consideram esse o livro mais forte emocionalmente falando da série, e pode ser tão lindo quanto triste.

Como trama paralela, temos o relacionamento entre a escolhida Layla e Xcor, como vocês podem se lembrar, ela salvou a vida de Xcor quando este foi seriamente ferido, e precisou de sangue, desconhecendo o fato de ele ser um inimigo jurado do rei e da irmandade, ela o ajudou de bom coração e agora se encontra grávida de Qhuinn e ao mesmo tempo, ligada a esse bastardo por um sentimento que não se atreve a reconhecer. Já o bastardo, está passando por uma transformação. A se encontrar furtivamente com Layla, engrenagens do destino são colocadas em movimentação. E ainda não sabemos o que esperar deles... Um possível casal? Ou a destruição de ambos?

“E sentiu gratidão profunda por eles o terem escolhido para que continuasse a liderá-los.”


E serão os acontecimentos marcantes desse livro que irá reverberar no próximo.

Cujo casal principal é novamente Rhage e Mary Luce, casal do segundo livro da série Amante Eterno e um dos mais estáveis e queridos de todos.

Eu volto com a resenha de A Besta.

Curiosidades da IAN

A Irmandade da Adaga Negra, é uma das maiores séries estabelecidas de vampiros publicada atualmente no Brasil
E a autora foi aos poucos ampliando o universo da irmandade.
Primeiro com o lançamento de um conto – que em breve trarei aqui – e agora criando um spin-off
A série Legado Irmandade da Adaga Negra, a princípio, foi anunciada como uma leitura totalmente opcional.

Como dica, eu falo que a série legados é importante para a série original, muito que acontece nos livros deles, impacta diretamente nos irmãos.

Com dois livros já lançados no Brasil, em breve teremos resenhas deles também. 
Beijos

4 comentários

  1. Meu coração fica num misto de sentimentos quando vejo e leio alguma resenha de um dos livros desta saga. É uma das séries que mais tenho vontade ler,mas como são livros demais e o desemprego tá firme e forte aqui, preciso não fazer contas..rs aí, fico somente sonhando e sonhando com os livros.
    Só tenho o primeiro volume e não o li pois sei que quando começar será um caminho sem volta.
    Mais uma vez há o amor presente no enredo e claro, nada pode ser fácil, pois há também os clãs e intrigas.
    Quero? Muito!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Vivian,
    Há mais dilemas a serem questionados nesse volume e as escolhas entre o coração e a obrigação, tenho certeza, rendem uma trama muito intensa. Sei que eu já disso isso em algum outro livro da série, mas esse tem uma das melhores premissas. Talvez seja pelo fato de autora estar explorando mais e mais o universo criado ou por essa explorar o relacionamento de dois casais (mais drama e mais paixão, com certeza). Mas não só a relação entre os casais como também entre os irmãos deve ser algo bonito de acompanhar. Já sei que os gêmeos irão me conquistar e junto com eles vou sofrer em cada obstáculo que eles encontrarem.

    ResponderExcluir
  3. Olá! É sempre tão legal ver mais da IAN por aqui, mesmo sendo um lembrete que eu PRECISO colocar a leitura en dia (risos). Por ser tratar de histórias com gêmeos, já virou leitura obrigatória para mim! Muito bacana que apesar de estarmos no 13° a autora ainda nos surpreende e nos presenteia con um casal de protagonista.

    ResponderExcluir
  4. Vivian!
    Vampiros já são atraentes e se vem em dupla, gêmeos, é um delírio. Confesso que nem sabia que poderiam nascer gêmeos vampiros.
    Pelo jeito é um dos livros mais inspirados e mexem emocionalmente.
    Ian sempre foi tudo de bom.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir