Amante Renascido - Irmandade da Adaga Negra, 10 - J.R. Ward

3 de setembro de 2019

Título: Amante Renascido - Irmandade da Adaga Negra, 10
Autor: J.R. Ward
Páginas: 704
Ano: 2012
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Erótico, Fantasia, Ficção, Literatura Estrangeira, Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:     
Sinopse: A série internacional de vampiros Irmandade da Adaga Negra, de J.R. Ward, já conta com onze volumes e é um dos principais sucessos do gênero. Em “Amante Renascida”, o leitor conhecerá a história de Tohrment. Fisicamente abalado e com o coração partido desde a morte de sua shellan, o vampiro é levado de volta à Irmandade e está prestes a enfrentar uma nova tragédia.
Ao descobrir que sua amada está na verdade presa em um submundo frio e isolado, Tohr procura o anjo Lassiter na esperança de salvá-la. No entanto, quando Lassiter lhe diz que ele precisa aprender a amar outra fêmea para libertar sua antiga parceira, Tohr percebe que eles estão condenados para sempre.
Mas ele não esperava que uma mulher intrigante e sexy começasse a mexer com seus instintos adormecidos. Em meio a uma guerra violenta contra os redutores e um novo clã de vampiros competindo pelo trono do Rei Cego, Tohr divide-se entre o amor antigo e um futuro arrebatador. Será que ele se entregará a essa nova paixão e conseguirá libertar a todos?



Resenha:

Os sagazes e os mortos são todos iguais. Todos estão em busca de um lar.” – Lassiter

Chegamos ao 10º livro da serie Irmandade Da Adaga Negra, da autora J.R. Ward. Publicado no Brasil pela Universo dos Livros. É uma das séries de vampiros mais duradora e bem estabelecida. Com 16 livros já lançados da série oficial e mais 4 livros dos spin-off e extras.

Por se tratar de uma série esta resenha contém spoilers dos livros anteriores.

Caso desejem ler as resenhas dos livros anteriores, cliquem na imagem abaixo.


http://www.eupraticolivroterapia.com.br/search?q=Irmandade+da+Adaga+Negra

O livro é focado na longa jornada de cura de Tohr, o comandante da irmandade, sofreu uma grande perda, sua shellan Wellsie, foi morta pela sociedade redutora, enquanto estava grávida do primeiro filho do casal, a perda de ambos, destruiu sua mente e coração, e ele passou quase um ano, vivendo a sem se alimentar em uma floresta.

Até que o anjo caído Lassiter, recebeu uma missão de seu criador, - que aqui vale inserir eu acredito fortemente ser o pai da Virgem Escriba e de Omega, e de todos os anjos do universo da autora, que possuem seus próprios livros lançados, Fallen Angels, também publicados até quarto volume pela UDL – de salvar Tohr e o reabilitar, possibilitando que ele viva plenamente.

É claro, que isso não será fácil, e Lassiter, não vai estar sozinho nessa missão, tem ao seu lado a ajuda de No’one, a mãe de Xhex, que no livro dela e de John, descobrimos através dos flashbacks, ter sido em vida, a jovem da glymera Rosalhynda, que seqüestrada por um sympatho, sofreu abusos sexuais e cuja missão de salvamento, foi feita por Darius e Tohr, mas não rápido o suficiente para evitar que ela fosse engravidada pelo sequestrador. Em desgraça e abandonada pela família, os guerreiros a acolheram e protegeram, viveram juntos pelo um ano e meio e cuidaram de tudo para ela durante a gravidez. Apesar de tudo, ela não se recuperou totalmente, sofrendo por tudo o que ocorreu, ela viveu o suficiente apenas para dar à luz a filha, já que não desejava a condenar a uma morte.

No mundo vampírico  o suicídio é condenado totalmente pelos deuses, uma alma suicida é impossibilitada de ir para o Fade, reino atemporal onde os mortos reúnem-se com seus entes queridos e ali passam toda eternidade, mas também não é levada para o Dhunhd, o inferno. É condenada a ir para o Limbo, porém, tocada pelo sofrimento de Rosalhynda, a virgem escriba, permitiu que ela ficasse no santuário das escolhidas, em uma vida, as servindo.

Quando Payne foi ferida e veio a terra, No’One, como assim ela escolheu se chamar, já que não era mais a jovem que outrora pertencera ao mundo dos vivos, veio, na esperança de forjar um vinculo real com sua filha, a quem vigiara pela vidência das escolhidas a vida.




É aqui mais um momento que preciso dar meus parabéns ao talento de escrita da autora, com uma história envolvente e cíclica, ela une esses personagens no passado e agora no presente em uma jornada de cura, aceitação e amor.

Se no passado Tohr ajudou ela agora é a vez dela o ajudar. Assim como Darius no passado protegeu Xhex e nessa outra vida como John a ama e estão vinculados.

Quando ele assentiu solenemente, ela o envolveu em seus braços e o segurou firme. Ser nomeada era ser reivindicada, e aquilo a fez sentir-se renovada e… renascida.”

Este livro é separado em estações do ano, primavera, verão, outono e inverno, e é muito difícil, porém lindo ver o elo entre eles se formando. Muita coisa acontece, Tohr, não está em seu melhor momento, amargo com seu destino, ele se ressente de muitas coisas, das chances que seus irmãos receberam, de ter suas shellans ressuscitadas e com vida eterna e ele não. Isso é algo que não somente ele tem pensado e sofrido, veremos outro irmão, com um coração enorme que sofre por ele também.

“– Bela?
Sim. – É isso que você é – ele beijou o outro mamilo e o chupou para dentro de sua boca. – Bela. E acho que você devia deixar de usar esse manto de uma vez por todas.O que eu vou vestir, então?Vou arrumar algumas roupas para você. Todas que quiser. Ou então você pode ficar pelada.
Na frente dos outros… – ela provocou.
O silvo que saiu da boca de Tohr foi o melhor cumprimento que ela já recebera.
Não?
Não.
Então, talvez em seu quarto.
Isso eu posso aceitar.”


Mas nem tudo é sofrimento nesse livro, o casal tem algumas das melhores cenas hots entre eles, e não somente o amor romântico esta sendo forjado, No’One está conhecendo a filha, e elas são meus amores, adoro todos os momentos em que estão juntas.

"… eu errei ao ter virado minhas costas para você. Foi errado de minha parte esperar tanto tempo. Errei em tudo, mas… - Ela bateu o pé. – Esta noite eu assumo todos os meus erros, para que eu possa lhe entregar meu amor, independentemente de quão imperfeito e indesejado ele seja. Eu não mereço ser sua mãe ou chamá-la de filha, mas talvez possamos formar uma espécie de amizade... Mas saiba que estou aqui, com meu coração e mente abertos, para descobrir mais sobre quem você é e o que você é."

Xhex está passando por uma crise em seu casamento com John, e isso também será visto nesse livro, além das outras tramas paralelas.

Um livro muito rico, cheio da magia das segundas chances, da importância da vida e de como devemos lutar e seguir em frente, mesmo que para isso precisamos lidar com o nosso luto, nossa dor.

Mas então, ele acreditava que o processo de recuperação, em contrário ao de trauma, era gentil e lento… O suave fechar de uma porta, ao invés de uma batida forte.”


Vale lembrar que nesse livro temos a entrada de outro personagem, que chamou minha atenção. O vampiro Assail. Veio do antigo país e pretende ocupar o vazio de Rehvenge na sociedade mortal. Foco nele.

E os Bastardos, começam a agir na cidade e isso não vai trazer nada de bom para a irmandade e para o rei.

Mas é a quadrilha amorosa formado por Layla, Qhuinn, Blay, Saxton e um Bastardo que veremos com foco total no próximo livro.

Volto com a resenha de Amante Finalmente na próxima.

11 comentários

  1. Ah meu Deus!Lá vem resenha desta saga que morro de vontade ler(mas já tá virando repetitivo que eu só tenho o primeiro livro, por isso evito o ler para não ficar na amargura de não poder comprar os demais por enquanto)
    Mas esta saga de vampiros mexe com leitores há tanto tempo e sabe a sensação que tenho? Que pode passar o tempo que for e o número de páginas que cada livro tenha, são sempre histórias que deixam um gostinho de quero mais.
    Já fiquei mexida com a vida sofrida de Tohr e deste recomeço, apesar da dor estar ali tão presente.
    Outro ponto que amo nesta série(eu amo spoilers) é a parte hot do "treim". rsrsrs
    E gostei de saber que neste livro em particular, há esta divisão por estações, deve ter dado um ar mais gostoso a todo o enredo!
    Sim, espero ler e todos!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ângela
      Sim, esse livro é muito fofo em suns estações e foram belas metáforas do processo de luto.
      Eu gostei muito!
      Espero que possa ter todos eles em breve!

      Excluir
  2. Vivian!
    Para mim que sou apaixonada por esses seres magnifíficos chamados VAMPIROS, já tive oportunidade de ler toda a série e para mim, é uma das melhores relacionadas ao tema que teve uma época que ficou bem batido, mas o autor aqui sabe diversificar, misturar personagens do passado e do presente, enfim, torna a trama sempre renovada.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy
      O tema vampiro é muito usado na literatura e pode ser batido mesmo. Mas sempre te autores que conseguem trazer algo novo para o tema. E a Ward é uma delas.
      Apesar dos romances serem já um estilo dela próprio cada livro trás algo interessante
      Gosto muito
      Beijos

      Excluir
  3. Conheci essa série a pouco tempo, mas estou gostando muito e querendo muito ler. A Ward tem uma criatividade sem fim para esses 16 livros! É todo um mundo muito bem construido.

    Não é de se admirar que a série seja tão bem criticada. São tantos detalhes e acontecimentos ao mesmo tempo que, me sinto um pouco perdida sem ter lido a série ainda. E a maneira como o mundo vampirico condena quem se suicidou é tanto quanto interessante, e bem diferente. Enquanto eu nem nunca tinha ouvido falar em outro livro vampirico que condenassem suicidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mirian

      Os livros são muito complexos e repletos de jornadas pessoais.
      Eu acho que realmente apenas na IAN, eu vi falarem sobre suicídio e o que acontece com a alma dos vampiros
      E como é tratado o suicídio aqui é bem complexo e vale muito a pena ler e entender um pouco do ponto de vista da autora

      Beijos.

      Excluir
  4. Olá! Para variar mais um história que eu quero muito ler (a tentação de pular uns livrinhos é grande). Deu para perceber que temos aqui uma história bem emocionante e vai ser lindo poder acompanhar como esses dois vão se dar uma chance depois de tanto sofrimento, lendo a sinopse já fiquei com o coração apertadinho, afinal é uma escolha bem complicada para o nosso protagonista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elizete
      A vontade de pular livros é forte. Mas a autora amarra tanto as histórias delas que as vezes pode dar uma sensação de confusão ler fora de ordem
      Então espero que logo possa os ler todos de uma vez.

      Beijos

      Excluir
  5. Começei a acompanhar essa série há algum tempo, pois queria ler e achava um máximo a història. Depois de um tempo deixei de acompanhar e assim chegou ao décimo livro e nem comecei o primeiro. Mas curto o estilo que a autora apresenta os personagens. Creio que quando eu for ler, a leitura fluirà bem por curti bastante o que leio nas resenhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana Paula

      Volte a acompanhar! Os irmãos estão te esperando.
      Os livros são muito bons. Com um pouco de tudo. Romance, erotismo, ação e drama.
      Vale muito a pena a leitura
      Beijos

      Excluir
  6. Oi Vivian,
    Acho que essa é a série mais longa que tenho conhecimento é uma das que mais quero começar a leitura. Para ser honesta, como este é o 10º livro eu já não esperava uma premissa que conseguisse me cativar, principalmente com a ideia de um possível triangulo amoroso. Gostei dessa união entre passado e presente e mais ainda pela causa que isso irá ocorrer. Pelo o que pude notar até agora dos livros, o amor é algo bem importante para a raça e imagino que sofrer por ele deve ser muito intenso para os vampiros. Por isso esse livro me chamou atenção em relação aos outros, pois trata de outros sentimentos, tanto bons quanto ruins.

    ResponderExcluir