Quarta Asa - Rebecca Yarros

21 de maio de 2024

Título:
 Quarta Asa
Autor: Rebecca Yarros
Páginas: 544
Ano: 2024
Editora: Planeta Minotauro
Gênero: Romantasia
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Classificação Etária: +16
Nota:     
Sinopse: 
Um dragão sem seu cavaleiro é uma tragédia.

Um cavaleiro sem seu dragão é um homem morto.


Em Quarta Asa, best-seller #1 do The New York Times, uma jovem precisa sobreviver ao treinamento em uma escola de elite para poderosos cavaleiros de dragões, onde a única regra é se formar... ou morrer tentando.

Violet Sorrengail, uma jovem de vinte anos, estava destinada a entrar na Divisão dos Escribas, levando uma vida relativamente tranquila entre os livros e as aulas de História. No entanto, a general comandante das forças de Navarre – também conhecida como sua mãe –, durona como as garras de um dragão, ordena que Violet se junte às centenas de candidatos que buscam se tornar a elite de seu país: cavaleiros de dragões.

O problema é que, quando você é menor que todos os demais candidatos e certamente mais frágil que eles, a morte está a apenas uma batida de coração de distância... Porque os dragões não se unem a humanos “frágeis”. Eles os reduzem a cinzas.

Todos no Instituto Militar Basgiath têm um objetivo. Com menos dragões disponíveis que cadetes, a maioria estaria disposta a matar Violet para aumentar suas próprias chances de sucesso. O restante a mataria apenas por ser filha de quem é – e um bom exemplo disso parece ser Xaden Riorson, o líder de esquadrão mais poderoso e implacável na Divisão dos Cavaleiros.

Entre amigos, inimigos e amantes, Violet precisará contar com sua inteligência se quiser sobreviver. Mas as proteções do reino estão falhando e a cada dia que passa a guerra se torna mais mortal. E o pior: Violet começa a suspeitar que a liderança está escondendo um terrível segredo.


Resenha:

Tudo desaparece ao nosso redor quando meu mundo todo se resume ao brilho arrogante de seus olhos. Ele é tudo que vejo, tudo que sinto.


Violet Sorrengail é uma jovem que tinha uma vida tranquila e dedicada aos livros, até que é subitamente alterada quando sua mãe, a general Sorrengail, a obriga a ingressar na Divisão dos Cavaleiros.


A general Sorrengail, impõe à sua filha um destino distante de seus desejos pessoais, Violet sonhava em ser uma escriba, assim como o pai. Enquanto sua mãe e seus irmãos mais velhos, Brennan e Mira, seguiram o caminho da Divisão por vontade própria, Violet se vê arrastada para esse mundo de treinamento rigoroso e desafios perigosos.


 O que diferencia Violet dos demais cadetes é sua fragilidade física. Com ossos e articulações frágeis, ela enfrenta a difícil realidade de ser facilmente quebrável. Sua condição, misteriosamente associada a uma febre durante a gravidez de sua mãe, a torna vulnerável em um ambiente onde a força física é fundamental.


 O alistamento na Divisão dos Cavaleiros representa para Violet um desafio emocional e físico, ela nunca havia treinado antes e mesmo que poucos meses antes do alistamento tenha se dedicado a aprender, ainda é pouco. Com a pressão de sua mãe e o peso das expectativas, ela embarca neste desafio repleto de perigos e incertezas. No entanto, mesmo diante do medo e da insegurança, Violet demonstra coragem e determinação, isso foi uma das coisas que mais amei nela, sua resiliência e coragem.


Antes do primeiro desafio do Alistamento, que é passar pelo parapeito, Violet recebe ajuda de sua irmã, Mira, que também a enche de recomendações, uma delas é ficar bem longe de Xaden Riorson, um cavaleiro terceiranista e filho de um separatista.


— Quer tirar sangue meu hoje, não é, Violência?


Mira pede que Violet encontre Dain, um amigo de infância, que é um segundanista e líder de esquadrão. Dain pode ser um personagem totalmente irritante, ele quer proteger Violet, mas não pensa no que ela quer, no que ela realmente deseja. E mesmo que algumas atitudes sejam totalmente compreensíveis, outras não são.


Xaden é um personagem enigmático e que deixa Violet totalmente desconfortável, ela sabe que por ser filha da General, está no topo da lista de vingança de Xaden. A todo momento ela se pergunta, será que é agora que Xaden irá me matar?


— Vocês todos estão mortos pra caralho.


Tanto Xaden quanto Violet, surpreendem positivamente em diversos momentos, ela por jamais desistir e sempre procurar uma forma de continuar viva e ele, bem... ele a mantém viva, alerta e a protege. A impulsiona a treinar mais, melhorar, ser forte e isso é o que o diferencia de Dain. Aliás, amei todas as cenas repletas de tensão e química entre Xaden e Violet.


Você nunca chegou a considerar que talvez o motivo seja que eu não consigo ficar longe de você?


Ah e os dragões ... criaturas místicas dotadas de personalidades distintas, eles adicionam aquele toque de magia e aventura à história, enquanto cada cavaleiro cria seus laços com seu dragão.


O verdadeiro brilho de "Quarta Asa" está na força e resiliência de Violet Sorrengail. Uma personagem que não só cativa, mas também nos inspira, sua jornada de autodescoberta e superação é fascinante. Sua inteligência, coragem e determinação a tornam uma personagem inesquecível, acompanhar seu crescimento ao longo da história foi incrível.


  Além de explorar temas como amor, coragem e lealdade, "Quarta Asa" também aborda questões mais profundas, como a aceitação da própria vulnerabilidade e a busca pela verdadeira força interior. A representatividade é outro aspecto importante, com Violet servindo como um exemplo inspirador de superação e determinação.


Então se você procura uma história repleta de romance, aventura e magia, Quarta Asa é tudo isso e muito mais! Com uma narrativa envolvente e viciante, personagens cativantes e plots surpreendentes, Rebecca Yarros entregou tudo e não vejo a hora de iniciar “Iron Flame”, que será lançado no segundo semestre!


O Acordo - Amores Improváveis, 1 - Elle Kennedy

24 de abril de 2024

Título:
 O Acordo
Autor: Elle Kennedy
Páginas: 360
Ano: 2016
Editora: Paralela
Gênero: Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Classificação Etária: +18
Nota:     
Sinopse: Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto… Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha. Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo que tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo..


Resenha:

"E a lição mais importante que aprendi é que não sou uma vítima, mas uma sobrevivente."

O Acordo, é o primeiro livro da série Amores Improváveis, composta por quatro livros (e um livro de contos que reúne quatro histórias dos casais após o final feliz) , cada um contando a história de um casal diferente. Cada livro pode ser lido de forma independente, mas eu recomendo seguir a sequência para evitar spoilers e aproveitar ao máximo a experiência de leitura.

Viver bem e ser feliz é o jeito de superar as merdas que ficaram no nosso passado.

Nessa história, duas pessoas completamente opostas irão arquitetar um plano meio maluco, com um relacionamento falso, mas advinha? Eles irão se apaixonar!
Hannah é uma aluna dedicada que tem seus próprios fantasmas do passado para enfrentar, enquanto Garrett é o típico astro do hóquei, charmoso e popular.

Após a morte de um professor, e a professora substituta resolver mudar o sistema de avaliação das provas, Garret tira um belo zero. Ele não pode ficar sem jogar, seu futuro depende disso. Seu sonho depende disso, então depois de um breve encontro na sala com Hannah, Garrett vê que ela foi uma das poucas pessoas a passar na matéria.

Garrett, sendo Garret, decide que Hannah irá ajudá-lo, o problema? Hannah não é como as outras garotas da faculdade que caem aos seus pés. Ela o dispensa, mas nosso querido mocinho começa a ir atrás dela em qualquer lugar, pedindo e depois implorando que ela o ajude.

Hannah não cede aos encantos de Garret, porém ele nota que ela está interessada em Justin, um jogador de futebol americano. Então ele sugere que eles finjam que estão saindo juntos, para que Justin repare nela. Assim que esse relacionamento falso começa, todos começam a reparar em Hannah, e até a desejá-la.

"Às vezes, as pessoas entram na sua vida e, de repente, você não sabe como foi capaz de viver sem elas antes."

O que começa como uma aliança, logo se transforma em uma amizade genuína e, eventualmente, em algo muito mais profundo. Elle Kennedy nos presenteia com uma história envolvente e cheia de momentos divertidos, mas também com uma delicada abordagem de temas pesados como sobrevivência ao estupro e abuso emocional.

Hannah e Garrett são cativantes e autênticos, e é impossível não se apaixonar por eles. Os dois são exemplos de força e resiliência, eles transformam suas experiências passadas em motivação para seguir em frente e buscar a felicidade

Após altos e baixos, Hannah e Garret conseguem passar por cima de todos os problemas, e juntos lidam com o desconhecido. Além de Garrett e Hannah, iremos conhecer Allie, que é amiga de Hannah, Dean, Logan e Tucker, que são amigos de Garrett e também serão protagonistas nos próximos livros!

Esses meninos são extremamente divertidos e adoram se meter na vida um dos outros e nas mais variadas confusões!

Esse foi o primeiro livro da autora que li, lembro claramente lá em 2016, logo que lançou o quanto me apaixonei por esses personagens, anos depois, o sentimento continua sendo o mesmo! Essa série é uma das minhas favoritas da vida!
 
“Então não tá mais toda caidinha por ele?” Um lampejo de humor brilha em seus olhos.
 “Tô toda caidinha por você, Garrett. Só você.”

Então se você gosta de comédia romântica, com cenas quentes, fake dating, temas importantes e sensíveis, com toda certeza irá amar esse livro!


Logo mais tem resenha do segundo livro, "O Erro".

Corte de Mel e Cinzas - Mel e Gelo, 1 - Kelly St. Clare e Shannon Mayer

22 de abril de 2024

Título:
Corte de Mel e Cinzas - Mel e Gelo, 1
Autor: Kelly St. Clare e Shannon Mayer
Páginas: 288
Ano: 2023
Editora: Astral Cultural
Gênero: Fantasia
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Classificação Etária: +16
Nota:  
Sinopse: Após um brutal treinamento de oito anos em Underhill, Kallik, uma mestiça metade humana e metade feérica, sobreviveu ao teste final e poderá retornar para casa e, quem sabe, ter a vida que sempre sonhou desde que perdeu a mãe e se viu jogada em um orfanato depois de ser renegada pelo próprio pai.
Mas durante seu juramento, Underhill — o lar ancestral dos feéricos e fonte da magia primordial — é destruído, Alli é a única que sabe o que aconteceu de verdade no momento em que tudo explodiu. E essa informação poderá ser sua morte se ela não agir rápido.
Agora para tentar salvar seu povo e provar sua inocência, Alli vai fugir para o último lugar que qualquer feérico iria: o Triângulo. Enquanto busca por respostas e conta com ajudas inesperadas, Kallik vai embarcar em uma aventura e descobertas que a farão compreender que ela é mais do que
apenas uma órfã mestiça. Talvez ela seja a chave para algo maior.


Resenha: Mas eu estava louca para ler esse livro desde que o vi pela primeira vez. 

Tem tudo o que eu amo aqui: mocinha que luta pela liberdade do povo, mocinho que não sabemos se é vilão ou não, mas que tem toda pinta de vilão!!! feéricos, migalhas, pois é só migalhas mesmo de romance (sem Hot, coisa que não me faz falta), enfim....tem tudo para ser maravilhoso.

"Engoli em seco, tentando não pensar no que significaria se fosse reprovada no teste final, depois de tantos anos de treinamento intenso e brutal. Oito anos culminaram neste momento: ou vai ou racha."

E foi muito bom! Confesso que no começo achei que não seria. Tinham uns trocadilhos estranhos como: "tenha um dia feé-tástico", que me desanimaram bastante, mas isso foi só no comecinho e poucas vezes, deu para aguentar! 

Começamos a leitura com kallik, de casa nenhuma, assim ela é chamada, pois é órfã, logo, não tem casa mesmo...em um treinamento brutal. Ela precisava superar várias outras pessoas para conseguir o status de algo como uma soldado, ou algo assim.

Após oito anos o treinamento finalmente chegou ao fim e na hora de Kallik fazer seu juramento, bem na vez dela lugar mágico onde os feéricos estavam desapareceu. Ninguém sabe o que realmente aconteceu, mas após chegar ao castelo e ser colocada em uma das melhores posições que poderia chegar, teve que fugir. Porque obviamente a suspeita de destruir Underhill, recaiu sobre ela.

“O poder tende a corromper, e o poder absoluto corrompe por completo. Grandes homens e mulheres são quase sempre maus.”

Os humanos e os feéricos coexistem, mas isso não significa que gostem disso, pelo contrário e além disso, temos os Perdidos, que são feéricos párias, excluídos ou expulsos e foi para lá que kallik acabou indo para tentar descobrir o que de fato aconteceu com Underhill..

Ela precisa descobrir o que aconteceu e se ela realmente é culpada da destruição, ou sumiço do lugar. Será que está mesmo destruída? Assim, com sua amiga Hiacynth, Kallik vai em busca de respostas.

"Treinada. Caçada. Capturada. Elevada. Destronada. Executada. Bem, eu ainda não tinha sido executada, mas tinha certeza de que seria."

Lembram que eu falei que eram migalhas de romance né? Então, são migalhinhas mesmo. E temos o mocinho bad boy Faolan, que as vezes parece que está ali por kallik, as vezes parece estar só por ele mesmo, mas está sempre ali, sempre por perto. Ele é uma paixão de criança dela, só que agora eles não são mais crianças....

“Aprendi que tentar controlar o que os outros fazem é inútil. Só posso controlar minhas reações.”

Enfim, foi um livro bem gostosinho de ler. Eu li em duas noites. A escrita é muito boa e os personagens são bem cativantes, com uma boa construção e um crescimento interessante. O livro que parecia simples é na verdade uma miríade de mentiras, tramoias e tramas políticas. Não consegui saber quem estava ao lado de quem até o fim do livro e quando terminei fiquei pensando que talvez o final tenha me enganado. Agora eu estou ansiosa pelo segundo livro pois amei esse e com certeza vou ler todos os próximos!

Luz, Câmera, Ação!!! A Queda da Casa Usher

19 de abril de 2024

Diretor/Produtor: Mike Flanagan e Michael Fimognari
Ano Início: 2023
Temporadas: 01 - Minissérie
Episódios: 08
Gênero: Terror, Drama
Elenco: Carla Gugino, Bruce Greenwood, Mary McDonnell, Henry Thomas, Kate Siegel, Rahul Kohli, Samantha Sloyan, T'Nia Miller, Zach Gilford, Willa Fitzgerald, Michael Trucco, Katie Parker, Sauriyan Sapkota, Matt Biedel, Crystal Balint, Ruth Codd, Kyliegh Curran, Carl Lumbly e Mark Hamill
Nota:    
Sinopse: Ela não perdoará ninguém.
Nesta série criada por Mike Flanagan (A Maldição da Residência Hill) e baseada na obra de Edgar Allan Poe, os implacáveis irmãos Roderick e Madeline Usher transformaram a Farmacêutica Fortunato em um império de riqueza, privilégios e poder. Mas os segredos do passado vêm à tona quando os herdeiros da dinastia Usher começam a morrer nas mãos de uma mulher misteriosa de sua juventude.


Resenha:

Olá praticantes de Livroterapia

Hoje a minha indicação de série, bebeu e mergulhou nas grandes obras de Edgar Allan Poe.

A Queda da Casa Usher é uma minissérie do consagrado  Mike Flanagan , mais da sua parceria de sucesso com a Netflix.

Desta vez, Mike Flanagan usou referências à diversas obras de Poe, como: "A Queda da Casa de Usher", que deu o nome a minissérie, e tem seus protagonistas extraídos deste conto, porém, cada um dos oitos capítulos tem o nome de um conto de onde há personagens ou a historia como inspiração, tais como: "O Corvo", "A Máscara Vermelha da Morte", "O Gato Preto", "O coração delator ", entre outros.


 Nós iremos acompanhar, como já podem imaginar pelo título, a derrocada da Família Usher, que conta com os irmãos gêmeos Roderick e Madeline Usher, que com muito esforço e uma ajuda peculiar, conquistaram o controle da farmacêutica Fortunato e a tornaram um conglomerado bilionário, cujo carro chefe de produtos é um remédio "milagroso" com efeitos devastadores!

Roderick é um patriarca, com vários herdeiros, dois de seu primeiro casamento e outros tantos de relacionamentos extraconjugais ou temporários, dos quais, reconheceu a todos como herdeiros e a maior parte deles estão trabalhando diretamente no negócios da família.


Madeline, optou por nunca ter herdeiros, e bom ela tem ótimos motivos, dos quais vamos conhecer quando um a um dos filhos de Roderick começam a morrer de formas bizarras, o que leva aos irmãos a revistar seus passados e encarem as consequências de suas escolhas em uma noite exótica de ano novo.

É uma trama muito bem escrita, amei ver as referências a Poe, e como o material original se tornou algo atual e ainda mais sombrio. Apesar de ser uma minissérie de terror e suspense, com toque sobrenaturais nefastos, A Queda da Casa Usher, não utiliza de cenas corriqueiras de sustos para impactar, existem sim, cenas extremamente perturbadoras e terríveis, mas isso é usado em momentos pontuais, deixando o drama familiar e horror das consequências de más escolhas serem o principal. 


Não há muito mais o que falar sem dar spoilers, então deixo aqui minha indicação de uma série que maratonei, sobre uma família de pessoas horríveis (com poucas exceções), que acabam por conquistar nossa atenção e até mesmo em determinados casos, nossa empatia e sofrimento com o fim deles. 

Os atores são excelentes, para quem já acompanha as séries de Flanagan, não terão surpresas, ele escolheu atores para seus personagens e tem se mantido fiel nas escalações, tirando alguns novatos, vocês verão as mesmas estrelas de A Maldição da Mansão Bly, A missa da Meia Noite, A Maldição da Hill House, etc

Com interpretações impecáveis, eu senti o horror, solidão e desespero deles, mas Bruce Greenwood, Rahul Kohli e T'Nia Miller, para mim merecem destaque.



Recomendo para todos que gostam de uma trama coesa, sombria e de terror pessoal. E é claro, dos fãs de Poe.

Espero que tenham gostado da minha indicação e até a próxima.




Dolores Claiborne - Stephen King

17 de abril de 2024

Título:
Dolores Claiborne 
Autor: Stephen King 
Páginas: 240
Ano: 2024
Editora: Suma de Letras
Gênero: Ficção, Suspense, Mistério, Terror
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Classificação Etária: 14 anos
Nota:    
Sinopse: Publicado nos anos 1990 como Eclipse total e há décadas esgotado no país, um dos livros mais aclamados de Stephen King retorna ao mercado brasileiro em edição especial da Biblioteca Stephen King, com nova tradução e conteúdo extra. Dolores Claiborne é um suspense poderoso e inesquecível sobre uma mulher que esconde um segredo perturbador.

Faz décadas que Dolores Claiborne trabalha para Vera Donovan, milionária dona de uma mansão na ilha Little Tall, no Maine. Determinada, com três filhos para criar, Dolores enfrentou desde o início a personalidade tempestuosa da patroa e, diferente de incontáveis antecessoras, conquistou a confiança da mulher e a estabilidade no emprego.
Quando Vera morre em um acidente, porém, todas as suspeitas caem sobre a funcionária. Questionada pelas autoridades, Dolores faz uma confissão e revela, durante seu testemunho, algo inesperado pela polícia: uma história sobre um relacionamento abusivo e a misteriosa morte de seu marido, que ocorreu trinta anos antes, em Little Tall.
Publicado no Brasil com o título Eclipse total e adaptado para o cinema em 1995, com atuação de Kathy Bates, Dolores Claiborne é um suspense psicológico de tirar o fôlego. O relato comovente e inquietante da protagonista faz deste um dos romances mais originais de Stephen King.


Este livro foi cedido pela Editora Suma de Letras, porém as opiniões são completamente sinceras. Não sofremos nenhum tipo de intervenção por parte da Editora. 


Resenha:

Olá praticantes de Livroterapia 

E aqui estou eu, podendo finalmente indicar um dos livros do King que mais gostei! E que por anos e anos, foi uma verdadeira lenda urbana.

Estou falando é claro, do super lançamento de Dolores Claiborne de Stephen King.

Dolores Claiborne, recebeu finalmente uma edição a sua altura, após anos sendo uma edição em português esgotada, a Suma, trouxe ela em uma edição belíssima da Biblioteca Stephen King, o livro recebeu uma nova tradução agora da Regiane Winarski, e dessa vez, saiu com o título original, já que a primeira versão em português teve o nome de Eclipse Total 

Neste livro iremos acompanhar a história de Dolores contada por ela mesma, em prosa direta e sem outros pontos de vista, diálogos ou até mesmo capítulos.

Já que é Dolores contando sua vida em um interrogatório, sequer temos a influência das perguntas dos detetives, sem ser por Dolores as vezes as repetindo para ver se entendeu! 



Essa estrutura de narração, tornou a leitura algo único e empolgante, o suspense foi se desenrolando de uma forma que prendeu minha atenção totalmente 


A história de Dolores Claiborne é que ela trabalha há décadas para Vera Donovan, uma milionária  ilha Little Tall, no Maine. Com três filhos para criar, Dolores precisou enfrentar a personalidade difícil de Vera e, diferente de inúmeras outras pessoas, conquistou a confiança de Vera e permaneceu no emprego.

Porém, já no começo do livro sabemos que Vera morreu misteriosamente e que um detetive está determinado a culpar Dolores pela morte dela.

O que Dolores não está disposta a deixar acontecer, e para limpar seu nome, ela resolveu confessar algo terrível 

Mais uma vez, King conseguiu escrever uma história que me arrebatou. Com uma trama poderosa que fala sobre violência doméstica, a invisibilidade feminina na sociedade, a resiliência de uma mulher que precisa lutar para sobreviver, não somente a um relacionamento abusivo, mas carregando um segredo que lhe custou muito.

Dolores, é um personagem poderoso e que comanda sua história enquanto a narra, é impossível não se solidarizar com todo sofrimento que passou, e ver o relacionamento entre ela e Vera se tornando mais do que um mero relacionamento entre empregada e patroa e sim adquirindo nuances poderosas e se tornando algo crucial para ambas.

É uma indicação de leitura para os fãs de King, é claro, mas para todos que amam dramas poderosos, histórias que são ficção mas poderiam ser reais, e trama onde o maior horror é o ser humano.

Foi uma das leituras mais interessantes do ano até agora e espero que todos tenham gostado da indicação.

Curiosidades

👑O livro publicado na década de 90, aqui recebeu o nome de Eclipse Total, e o motivo é que esse fenômeno é muito importante na história de Dolores. 

👑E como um livro do Kingverso, esse é o mesmo eclipse que aparece em Jogo Perigoso.

👑 O livro foi adaptado para o cinema em 1995, e tem Kathy Bates no papel de Dolores. Vale a pena conferir o filme!