Codinome Villanelle - Killing Eve, Livro 01 - Luke Jennings

27 de maio de 2022

Título: 
Codinome Villanelle
Autor: Luke Jennings
Páginas: 216
Ano: 2020
Editora: Suma
Gênero: Crime, Ficção, Literatura Estrangeira, Suspense, Mistério
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:    
Sinopse: O surpreendente thriller que deu origem à série de sucesso Killing Eve, um drama de espionagem diferente de tudo o que você já viu.
Villanelle (um codinome, é claro) é uma das assassinas mais habilidosas do mundo. Uma psicopata hedonista, que ama sua vida de luxo acima de quase qualquer coisa... menos a emoção da caçada. Especializada em matar as pessoas mais ricas e poderosas do mundo, Villanelle é encarregada de aniquilar um influente político russo, e acaba com uma inimiga determinada em seu encalço.
Eve Polastri é uma ex-funcionária do serviço secreto inglês, agora contratada pela agência de segurança nacional para uma tarefa peculiar: identificar e capturar a assassina responsável e aqueles que a contrataram. Apesar de levar uma vida tranquila e comum, Eve possui uma inteligência rápida e aguçada – e aceita a missão.
Assim começa uma perseguição através do globo, cruzando com governos corruptos e poderosas organizações criminosas, para culminar em um confronto do qual nenhuma das duas poderá sair ilesa. Codinome Villanelle é um thriller veloz, sensual e emocionante, que traz uma nova voz à ficção internacional.

Este livro foi cedido pela Editora Suma das Letras, porém as opiniões são completamente sinceras. Não sofremos nenhum tipo de intervenção por parte da Editora. 


Resenha:

“Para Villanelle, o que importava era que havia se escolhida como instrumento de uma organização todo-poderosa que compreendia, assim como ela mesma sempre soubera, que ela era diferente.”

Codinome Villanelle é o primeiro livro da trilogia de suspense e espionagem Killing Eve, do autor britânico Luke Jennings, o livro é publicado pela SUMA, e nós como parceiros recebemos acesso ao livro antecipadamente para uma leitura na época de seu lançamento em 2020, mas era pandemia e o livro físico teve seu lançamento adiado, recentemente, com o lançamento da conclusão da trilogia, recebemos os três por aqui. Então, eu mergulhei novamente no mundo de Eve e Villanelle. E para preparar vocês para os próximos livros, vou panfletar esse livro aqui de novo!


O livro é um suspense, que inspirou uma série de sucesso, a Killing Eve.

Codinome Villanelle é um livro para quem gosta de dramas de espionagem e personagens com múltiplas nuances de personalidades. Vamos acompanhar a trama pelo ponto de vista de Villanelle uma jovem russa, filha de um ex-oficial do exercito russo o Spetsnaz, um especialista em combate corporal, que pouca coisa fez pela filha, além de garantir que ela poderia se defender.

“- Então, o que você quer de mim? – perguntou ela. Konstantin falou, com riquezas de detalhes, o que aconteceria. E conforme ela escutava, foi como se toda a sua vida tivesse sido conduzida para aquele momento. A expressão em seu rosto não vacilou nem por um instante, mas a empolgação que se espalhou por seu corpo era tão ávida quanto a fome.”

No começo do livro, temos duas linhas temporais, a primeira: uma missão que ela está trabalhando e uma linha no passado que explica como ela chegou até aquele momento.


Porque muitas coisas em sua vida a levaram a ser uma assassina profissional, e esse primeiro livro é justamente focado em Villanelle e sua jornada pessoal. Conheceremos um pouco melhor como funciona sua mente e alguns dos seus segredos.

É somente do meio do livro em diante que conhecemos a outra protagonista dos livros Eve, uma funcionária da inteligência britânica, responsável por analisar situações de riscos e decidir quem deve ou não receber uma escolta do governo para proteção. Porém, mais do que isso ela se encontra um pouco entediada. E possui um interesse peculiar: assassinos profissionais, com foco em mulheres assassinas, então quando uma missão de Villanelle esbarra com um serviço de Eve, uma caçada internacional começa.

“Assassinas profissionais são muito raras...”

A dinâmica entre as duas protagonistas é muito interessante, e uma obsessão nasce entre elas. Enquanto Villanelle marca Eve como sua inimiga, Eve, deseja a todo custo a prender... E sim, tem muito mais por trás de ambos os desejos, mas como todo bom livro de suspense, eu deixo esses intrigantes detalhes de fora, para que possam ler e se surpreender.

Codinome Villanelle, é um primeiro livro de uma série de suspense que tem tudo para ser ótima. O autor tem uma escrita bem fluida, e não enrola, tudo no livro tem um motivo, as pequenas relações entre os personagens dão uma profundidade maior, para que não somente possamos os entender, como ter uma empatia por suas histórias. O estilo de escrita do autor é recheado de um humor negro, o que torna alguns momentos que deveriam ser muito sombrios, algo mais leve, só que não deixa de tornar a narrativa séria nos momentos em que deve ser, principalmente nos momentos onde existe as tomadas de decisões de Villanelle e onde ela usa sua criatividade e inteligência nos assassinatos.



Villanelle é uma protagonista muito interessante, a incapacidade dela de sentir emoções e o modo como ela vai vivendo sua vida, são bem fascinantes, principalmente para quem gosta de personagens com distúrbios de comportamento. Confesso que gosto muito mais de Villanelle no livro do que sua adaptação para as telas. Apesar de que imagino que os próximos livros haja um maior equilíbrio no protagonismo, esse livro foi toda da Villanelle, que de longe é a que tem um melhor desenvolvimento e tempo nas páginas. Por isso, acredito que se tornou minha personagem favorita, coisa que não era na série.

“Villanelle sente a ansiada onda de poder. A sensação de invencibilidade que o sexo promete, mas só o assassinato bem sucedido proporciona de fato...”

Eve é uma bagunça, muito inteligente e focada, porém, sinto que ela ainda não se encontrou, com um objetivo de vida... Pelo menos não ate agora, então estou muito curiosa de como será os próximos livros.

“Preto, branco e vermelho. Trevas, neve e sangue. Talvez apenas uma pessoa russa consiga entender o mundo assim.”

Um livro muito bom, que me empolgou, apesar de ser um livro que serve mais para apresentar os personagens e suas motivações do que tudo. As investigações, assassinatos estão apenas no começo. Sem contar que existe uma poderosa e misteriosa entidade por trás de Villanelle e suas missões assassinas...

Indico para quem curte livros de suspense, espionagem, humor negro e obsessões.

Até a próxima 😘

Luz, Câmera, Ação!!! Rebelde

26 de maio de 2022

Diretor ou produtor:
 Santiago Limón e Yibrán Asuad
Ano Início: 2022
Temporadas: 1
Gênero: Juvenil, Drama, Romance, LGBTQIA+
Elenco: Azul Guaita,Franco Masini,Sergio Mayer Mori
Nota: 
Sinopse: No colégio, começa o novo ano escolar, mas uma sociedade secreta ameaça os sonhos musicais dos alunos.

Resenha:

Eu sempre achei muito complicado mexer numa antiga produção que foi e de certa forma ainda é um sucesso mundial, pois é difícil alcançar o mesmo nível de sucesso e agradar os fãs que vão reparar em cada mínimo detalhe. Quando eu soube que dessa vez Rebelde seria o escolhido logo fiquei com medo, pois peguei essa geração RBD e até hoje ainda escuto algumas músicas. Porém esta série não é um remake, e sim um spin-off da novela.

O Elite Way School (EWS) continua sendo um colégio medicando voltado para os alunos de classe alta, no entanto também oferece vagas para alunos bolsistas. A escola está em grande destaque por saído dalí a famosa banda RBD, fazendo com que vários adolescentes músicos e aspirantes sonhem em estudar neste lugar. Agora o lugar conta com novos alunos que estão sob a direção de Celina, uma ex estudante de lá.

Os jovens chegam na escola com seus próprias individualidades para enfrentar, todos com suas próprias inseguranças e muitos segredos. Mas o amor pela música é um dos principais motivos de estarem lá e eles precisam conquistar seus lugares no mundo, e o principal caminho no momento é vencer a Batalha das Bandas. Entretanto os ataques do antigo grupo secreto chamado de Seita estão de volta, dificultando ainda mais as chances dos calouros ganharem a disputa.

A melhor parte da série é, sem dúvida, a contemporaneidade que chegam para acrescentar no enredo. Questões como sexualidade, religião, etnias e culturas são alguns pontos atuais que marcam a juventude hoje e ganharam representatividade. Assim, a principal diferença desta série em relação a novela da Televisa é a diversidade.

Adorei o enredo de alguns personagens e fiquei curiosa para saber mais sobre eles, por isso já fico na torcida por uma próxima temporada. No entanto os protagonistas em si deixaram um pouco a desejar, tanto na atuação quanto no canto, como por exemplo a própria Jana. Minha atenção na verdade ficou com Dixon, um rapper extremamente adorável e o mais sensato de todos ali, e a MJ, que foi aos poucos ganhando destaque e mostrando seu talento gigante!

Estou simplesmente apaixonada e não paro de ouvir algumas canções da série, principalmente esta colocada acima, porém os covers em si do RBD não ouso escutar de tão frustrada que fiquei. Mesmo achando que o enredo foi um pouco fraco e poderia ter sido melhor desenvolvido, ainda estou ansiosa para descobrir mais sobre meus personagens favoritos e esperando que eles tenham mais destaque. Não foi uma experiência tão ruim assim, afinal!

Garota em Chamas - C.J Tudor

25 de maio de 2022

Título
: Garota em Chamas
Autor: C.J Tudor
Páginas: 352
Ano: 2021
Editora: Intrinseca
Gênero: Suspense e Mistério
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse: Há muito tempo uma história sinistra é contada na pequena Chapel Croft. Cinco séculos atrás, mártires protestantes foram traídos, e então queimados. Trinta anos atrás, duas adolescentes desapareceram sem deixar vestígios. E há algumas semanas, o responsável pela paróquia local se enforcou na nave da igreja.
A reverenda Jack Brooks, mãe solteira de uma jovem de quatorze anos, chega a esse vilarejo em busca de um recomeço. Em vez disso, encontra um lugar tomado por conspirações e segredos, e é recebida com um estranho pacote de boas-vindas: um kit de exorcismo e um bilhete: Não há nada escondido que não venha a ser descoberto.


Resenha:

"Em Chapel Croft, você não precisa brincar com fogo para se queimar."
 
Em Garotas em Chamas, iremos acompanhar a chegada da  reverenda Jack Brooks e sua filha Flo numa cidadezinha  chamada Chapel Croft, no interior da Inglaterra.

Longe de ser um local calmo como todas cidadezinhas deveriam ser, Chapel Croft é marcada por acontecimentos bizarros que influenciam completamente a vida de nossa protagonista, e logo que chega é recebida com um kit de exorcismo e um bilhete misterioso onde estava escrito  "Não há nada escondido que não venha a ser descoberto" fazendo com que fiquemos intrigados e curiosos logo no início.


Com o passar do tempo, iremos conhecer os peculiares e estranhos moradores do lugar, assim como alguns personagens nos são apresentados, quase todos envolvidos em mistérios, aquela vibe de que há algo escondido ali,  e não é algo bom.

"Uma mentira por omissão continua sendo uma mentira. Mas me pergunto: quem sou eu para julgar?"

Coisas estranhas acontecem, como o desaparecimento de duas jovens e anos depois, o aparente  suicídio do responsável pela paróquia local.

Foi após esse último acontecimento, que a reverenda Jack Brooks chega à cidade para ficar no lugar do pároco que morrera. Mas não chega sozinha, ela traz sua filha adolescente, Flo.

O lugar sombrio e cheio de mistério mexe com nossas protagonistas, Flo começa a ver meninas ardendo em chamas, trazendo o sobrenatural para a história . 

Segredos do passado são revelados, e ninguém estará impune ou livre de suspeitas.

A história é contada por vários pontos de vista, Jack narra sua história em primeira pessoa e sua filha, Flo, em terceira. Alguns outros personagens também entram na narrativa, mas o que deveria ser um diferencial, deixa a história confusa e cansativa...


Esse deve ser o segundo livro que li da autora, e percebo que apesar de ter uma boa premissa, Tudor peca e muito no desenvolvimento da história. 

Joga muitos plots twists desnecessários, muitas coisas amontoadas e sem sentido fecham os ingredientes que fazem de Garotas em Chamas, totalmente morno e enfadonho.

Foi a resenha mais difícil que fiz na vida, pois quando não gosto da leitura a resenha costuma demorar, e quando sai não consigo focar nas partes boas ...Se indico? Leia por sua conta e risco .

Corrupção Mortal - Série Mortal, 32 - J. D. Robb (Nora Roberts)

24 de maio de 2022

Título:
Corrupção Mortal - Série Mortal, 32
Autor: J. D. Robb (Nora Roberts)
Páginas: 454
Ano: 2020
Editora: Bertrand
Gênero: Romance Policial
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:    
Sinopse: Em Corrupção Mortal, o 32º volume da série policial mais bem-sucedida do mundo, a tenente Eve Dallas persegue de forma incansável todos os que violam a lei - em especial os que juraram defendê-la.
Eve Dallas e sua parceira, a detetive Peabody, desvendam um crime brutal e sem sentido. Um idoso dono de uma loja de conveniência é morto por três clientes drogados. Pela primeira vez em sua carreira, Peabody se torna a investigadora principal de um caso e precisa se habituar ao novo grau de autoridade e responsabilidade. Para sua sorte, aprendeu os truques do ofício com Eve Dallas, a melhor instrutora que uma policial poderia ter.
Após a conclusão de seu primeiro caso como investigadora principal, Peabody se depara com uma situação muito mais perigosa. Ao terminar uma sessão de treinos na antiga academia da Central de Polícia, que raramente é usada, ela está debaixo do chuveiro tomando uma merecida ducha quando, ao desligar a água, ouve a porta da academia se abrir; duas pessoas entram e trocam palavras suspeitas. Encolhida na cabine e tentando não denunciar sua presença, Peabody ouve dois colegas, Garnet e Oberman, discutindo. São feitas referências à entrega de um certo “produto”, uma casa de praia e alguém chamado Keener, cuja morte deve parecer uma overdose. Peabody descobre, nesse momento, que os dois colegas são policiais corruptos envolvidos em um caso de assassinato.
Embora Peabody tenha recebido um bom treinamento de Eve, uma situação como essa é perigosa demais para desvendar sozinha. Agora Peabody, Eve e seu marido, Roarke, precisam conseguir evidências concretas para condenar os policiais corruptos. O perigo é que seus novos inimigos já mataram e continuam dispostos a tudo para manter a operação em segredo.

Resenha:

"— Ela acha que você se casou comigo pelo poder — disse ele, enquanto caminhavam. — Renee. Porque é exatamente isso que ela teria feito. O poder e o dinheiro são a mesma coisa para ela. 
— Ela está redondamente enganada. Eu me casei com você pelo sexo."


O melhor livro da série até agora!!!!

Mas antes de falar dele, preciso dizer que temos todas as resenhas anteriores aqui no blog, para ler, clica na imagem abaixo:



"— Pronto, basta apertar a tecla ENTER. 
— Por que eu? 
— Porque somos cúmplices neste crime. 
— Merda. — Ela apertou ENTER e ouviu claramente vários estalos elétricos agudos. 
— Muito bem. Você nasceu para isso. 
— Vá lamber sabão. 
— Prefiro lamber você."

Pois bem, vamos falar do trigésimo segundo livro da Série Mortal, escrito pela Nora Roberts, sob o pseudônimo J.D.Robb. Estamos falando de Corrupção Mortal! Um livro intenso e cheio de surpresas e que eu aqui na minha ignorância, não esperava muito, pois me guiei pelo título e achei que teria muita política. Me enganei feio, felizmente!

Corrupção Mortal já começa com um crime, pelo jeito era algo não muito complicado, pois Eve faz de Peabody a detetive principal, com Eve como sua auxiliar. Bom, realmente não foi muito difícil de resolver já que ao fim do dia, o caso estava encerrado mesmo.

Entusiasmada, Delia Peabody resolveu ir à academia fazer alguns exercícios, como é toda insegura e não queria que a vissem malhando, resolveu ir à uma academia lá na central de polícia mesmo, pois foi a pior escolha que poderia ter feito na vida. Lá ela estava tomando seu banho quando ouviu conversas, como o tom da conversa não parecia lá muito amigável, ficou bem quietinha para não ser vista, afinal, nem roupas estava usando.

"— Um policial como nós vale mais que dez dos que são como ela — disse Eve, repetindo as palavras dele. — Você é um de nós. 
— Sei que você enxerga isso como um elogio, mas... — Ele parou e suspirou. — Mesmo assim, obrigado."

A conversa mostrou que dois policiais corruptos estavam brigando, falam do assassinato que cometeram ou que iriam cometer a fim de calar alguém que sabia demais e falam da entrega de um certo "produto". 

“Eu estava pelada e presa na cabine, minha arma no armário e meu tele-link também. Eles começaram a abrir as portas das cabines e socaram uma delas, que por sinal eu desistira de usar porque estava sem xampu.”


Bom, era coisa grande e ela não poderia ficar calada. Liga então para o seu namorado McNab que também é policial e ambos foram direto para a casa da Eve e do Roarke. A partir daí Eve começa a tomar providências para primeiro proteger a sua amiga e parceira, chamando o Comandante Whitney, que é o superior delas.

"— Eu já tive medo antes. Você precisa sentir medo ao encarar algumas situações, senão é burro. Mas isso... Quando a briga esfriou e eles se acalmaram um pouco, ela se encostou na minha porta do chuveiro e... caraca, a porta se entreabriu. Consegui ver o braço dela, parte do vestido, os sapatos. Bastava ela empurrar mais alguns centímetros e eu já era... ia ser vista no canto da cabine sem nada no corpo."

Então, começaram uma investigação complexa e perigosa demais, já que uma das pessoas é, além de filha de um policial muito conhecido e bastante condecorado, ela mesma está quase chegando a posição de comandante. Vai ser difícil saber quem faz parte da rede de corruptos e quem não faz e Eve agora pode contar somente com a sua equipe, que ela sabe que pode confiar e que sabe que jamais colocariam Peabody em perigo.

"— Você não está dando toda essa atenção à roupa por causa de Whitney — lembrou Roarke. — Pelo menos, não especificamente. O velho ditado é verdadeiro: verdadeiro: as mulheres se vestem para outras mulheres. Hoje você está vestida para Renee Oberman."

Esta equipe já investigou muitos casos, afinal são 32 livros, já vimos muita coisa, mas este livro, na minha opinião, foi o melhor deles, pela forma como os amigos se uniram na hora que algum deles estava em perigo, pela confiança cega de Eve no que Peabody poderia ter interpretado errado, pela confiança da própria Delia em Eve e em todos ao seu redor. Este livro veio para mostrar que se a amizade e a confiança estiverem acima de tudo, nada é impossível, mesmo que pareça num primeiro momento!

"...— Ela é uma assassina de policiais. Você é policial. — Roarke deu uma batidinha com o dedo no queixo dela. — Você é a minha policial."


Então, acho que já falei demais, não quero estragar a surpresa que vocês terão ao ler este livro. Não... surpresa não é bem a palavra, mas não sei bem como dizer, admiração talvez, enfim, vale a pena demais saber que vamos chegar ao trigésimo segundo livro de uma série e encontrar uma trama tão bem desenvolvida como vimos aqui.


"— Eve se agachou dolorosamente, inclinou-se perto do rosto de Renee e falou baixinho, só para as duas ouvirem: — Está vendo esta policial, Renee? A detetive que está prestes a prender você? Ela é a razão de tudo isso. Ela é a razão de você estar aí caída, derrotada e prestes a ser presa. Ela é mais policial, mais mulher, mais humana do que você jamais foi. E ela é minha parceira."

 

Ah, teve pegação viu, Eve e Roarke nunca param, mas até isso, na minha opinião ficou em segundo plano em relação à investigação deste livro! 

🗡️⚔︎ Leitura Coletiva - Império de Tempestades - Trono de Vidro, 05 - Sarah J. Maas ⚔︎ 🗡️

23 de maio de 2022


Olá praticantes de Livroterapia.

Uma linda semana para todos, estamos chegando quase ao final de mais uma Leitura Coletiva do Tracinhas EPL, e dessa vez estamos lendo, em companhia da queridíssima Yohanna, do @hanna_books, e uma das séries de fantasia que mais amamos, estou falando de Trono de Vidro, da Sarah J. Maas.

Império de Tempestade, é o quinto livro, e um dos maiores, primeiro foi lançado em 2 tomos por aqui, mas depois, a Galera resolveu ouvir nossos pedidos e lançou em volume único, o que eu sempre prefiro.

Neste livro temos muitas emoções e muita coisa acontecendo, ao mesmo tempo, e em diversos locais, tudo culminando em final de destroçar corações e deixar todos ansiosos para o último livro.


Nós já temos resenhas dos livros da série aqui, para lerem elas, basta clicar nas imagens abaixo:

 

 

E para ler as LCs dos três primeiros livros, basta clicar na imagem abaixo:



Sem mais enrolações vamos ver o que Denise, Marcinha, Yohanna e eu achamos desse livro:

Yohanna


🦅"— Sempre encontrarei um caminho de volta até você."


⚔️Depois de recuperar o fôlego com um livro super intenso, seguimos com o quinto livro. Ele foi divido em dois Tomos, mas como eu tenho o box, está em um volume único.

Em Rainha das Sombras ( livro 4), titia Sarah nos faz acreditar que vai dar tudo certo, é sério, eu já sentia o cheiro de Terrasen, imaginei pássaros cantando, crianças correndo ao redor de Aelin e tudo mais ! Quem foi totalmente enganada? Advinha?! EU! Não sei nem porque eu fui besta ao ponto de achar que as coisas seriam tranquilas, afinal, é a SARAH!


Enfim, o final de Rainha das Sombras foi intenso e de longe um dos melhores livros, muitas coisas acontecem e ver o quanto Aelin não somente é inteligente como muito astuta, me fez ter mini infartos. Meu cristalzinho, Dorian, foi libertado do controle do príncipe Valg, o rei foi derrotado e diversas lacunas começaram a finalmente fazer sentido. Aliás, o que foi aquilo com o Arobynn? TUDO! Lysandra te venero! Como eu mencionei na resenha do livro anterior, a tensão entre Aelin e Rowan deixam a leitura ainda mais gostosa. Fora os planos malucos e insanos de Aelin, planos esses que ela não conta os detalhes, foca nisso tá?

Logo no início de Império de tempestades eu senti que esse livro iria acabar comigo. Porque eu ainda estava naquela vibe sabe? Vai dar tudo certo e agora sim Aelin chega ao trono. Porém as coisas não seguem bem assim e Aelin não pode ter o trono. Isso porque os lordes não aceitam Aelin como Rainha. Sim, olha só a cara de pau desses lordes! Eu entendi totalmente o lado deles, Aelin passou anos se escondendo, fazendo todos acreditarem que ela estava morta enquanto seu povo era massacrado, eu amo a Aelin, mas nisso eu não pude passar pano. Eles estavam certos.

Mesmo após a rejeição dos lordes de Terrasen, Aelin não desiste e começa a cobrar suas dívidas. Afinal, Erawan está reunindo um exército, fora as outras criaturas malignas que ele anda criando.

Então conheceremos novos personagens, que fizeram parte do passado de Aelin enquanto ela era a assassina Celaena.


São encontros por vezes tranquilos e em outras vezes cheios de tensão. O círculo íntimo de Aelin, está mais forte que nunca, Aedion, Lysandra e Rowan são simplesmente demais e vê-los trabalhando juntos foi demais. Dorian está lidando com sua magia, que é maior do que ele supunha e também ainda sofre com as lembranças de tudo o que sofreu enquanto o príncipe Valg ocupava seu corpo.

Muitas coisas acontecem ao mesmo tempo nesse livro e ver as coisas se encaixando me fez criar aquelas teorias malucas e fantasiosas. Manon continua maravilhosa, perfeita, meu amor todinho e ela irá fazer descobertas importantes que mudarão o seu caminho de formas que ela jamais imaginaria. 

Império de tempestades é cheio de ação, daquele jeito que só a Sarah consegue escrever, digo isso porque ela escreve vários pontos de vista e faz com que a história de cada um se entrelace. Pode não fazer nenhum sentido a princípio, mas tudo se encaixa perfeitamente. Uma forma de deter Erawan finalmente é revelada e Aelin segue firme em suas convicções de que apenas ela pode salvar todos. 


Eu acho que Império de tempestades foi o livro que mais surtei internamente. Apesar de óbvio, conversar muito com as meninas no grupo Denise e Vivian, eu ainda fiquei criando muitas teorias e diversas saídas para algo que claramente não estava caminhando para um final feliz. A questão toda é que esse livro é tão cheio de reviravoltas que foi difícil imaginar que as coisas dariam certo . Pude ver os planos de Aelin tomando forma e mesmo que ela tenha criado algo mais grandioso, isso não impediu que eu sofresse horrores com os capítulos finais. Meu coração se quebrou em milhões de pedacinhos e eu só pude ficar chocada e temerosa. Por mais que eu sentisse que não ia dar tudo certo, ainda fiquei com aquela fagulha de esperança. E a Sarah não teve piedade e foi só ladeira abaixo. As 3h da manhã só fiquei: NÃO, NÃO, NÃO, NÃO ! Vivi de café, força de vontade e noites insones.

🗣️Mas foi um livro intenso, doloroso e incrível de várias maneiras. Como eu disse, o final é de quebrar o coração... o próximo livro é ainda mais doloroso! 


Marcia:

⚔️ Nossa como a Aelin carrega um fardo grande nesse livro viu! Pobre garota 😔 Quando mais precisou de aliados, quando mais precisou de ajuda... essa não lhe foi dada. Graças à Deusa que ela é inteligente, e forte, e perspicaz... Porque se dependesse de alguém ela tava morta...

"As pessoas que ama são apenas armas que serão usadas contra você..."

Só contou com sua fiel corte. Amigos verdadeiros... E que amigos, meus amigos😍!! Aaah e nesse livro dei um jeito de arrumar outros shipps😁. Sou uma romântica incurável (me julguem😚)!


Enfim, sigo firme e forte torcendo por Aelin... Por uma vitória numa guerra onde as sombras da maldade já parecem ter vencido 😕


Denise: 

⚔️ Como tenho falado muito aqui, as nossas impressões mudam pra caramba em uma releitura! E aqui não foi diferente. Minha visão do final mudou bastante. Antes eu ficava brava, achando aquele final desnecessário e de muito mau gosto. Agora vejo diferente. Não sei se por mudar a minha visão ou por agora eu saber que o próximo livro já está em minhas mãos.

"Mesmo quando este mundo for um sussurro de terra esquecido em meio às estrelas, amarei você."

Enfim, continuo achando que foi imposto sofrimento demais à Aelin. Pobre criatura!!! Mas espero que a autora dê um descanso para ela, porque gente, ninguém merece se esforçar tanto para salvar o mundo e sofrer tanto de volta!

"...Uma corte que não apenas mudaria o mundo. Mas que recomeçaria o mundo. Uma corte que poderia conquistar aquele mundo e qualquer outro que desejasse."

Mas bom, temos mais do que falar né. Em meio à tanta maldade e tanta gente virando as costas para a garota, conhecemos melhor a sua corte. Eles sim estão ao seu lado para tudo. E Dorian né...

Além disso, uma coisa mudou pra caramba para mim. Minha visão da Manon. Antes eu a detestava, mas agora aprendi a entender a criatura e até gosto dela!




Vivian:

"...Uma corte que não apenas mudaria o mundo. Mas que recomeçaria o mundo. Uma corte que poderia conquistar aquele mundo e qualquer outro que desejasse."

⚔️ Se existe algo em que a Sarah sabe fazer muito bem são personagens e tramas que conquistam nossos corações para logo depois nos fazer passar por mil emoções com eles.

Eu não me canso de falar que amo os livros dela, e TOG, é a série que conquistou meu coração para os livros da autora, e cada releitura, este amor e admiração só aumentam.

Podem ver por tudo o que as meninas disseram acima, que Império de Tempestade é um livro intenso demais, um verdadeiro calhamaço, com múltiplos ponto de vista, e muita ação acontecendo com cada núcleo da história, tudo convergindo de uma forma que eu preciso ser totalmente honesta: OBRA DE ARTE!

"Alguns sussurros o atingiram do outro lado da água. O Lobo do Norte; General Ashryver. Alguns começaram a contar histórias; muitas eram mentiras descaradas, algumas estavam bem próximas da verdade."

Eu poderia me dedicar por horas para falar deste livro, de como Aelin, Manon, Lisandra, Aedion, Dorian e Rowan se superam, como cada um deles vão se tornando ainda mais incríveis. 


Aedion é meu maior crush, amor todinho da minha vida, conhecer mais dele tem sido maravilhoso, até mesmo quando ele quebra meu coração com seu sofrimento, e me faz ficar pensando, quando ele vai abrir seu coração para o pai, (este pai, é outro que merece todo amor do mundo...), Dorian, nunca errou e se errou foi tentando acertar, Rowan ta ai para provar que homens podem ser os alphas, e mesmo assim serem os maiores defensores e apoiadores de suas amadas.

Lisandra, está sempre me surpreendendo, mesmo quando não concordo com as decisões dela, não tem como negar o quão incrível ela é. Aelin, me mata, ela sempre guarda segredos desnecessários, ela faz com que a vida dela e de todos seja ainda mais difícil por causa disso, mas ela nunca desiste! Manon, é definitivamente a dona do melhor arco deste livro, digo isso de arco individual, se ela não já tivesse conquistado meu coração, neste livro ela o teria feito.

"Entendeu que não nascera sem alma, não nascera sem coração.
Pois ali estavam ambos, implorando a ela que não descesse aquela espada."

E é isso que torna esta leitura tão maravilhosa, personagens complexos, que erram, acertam, que são pura luz e carregam trevas e dor em seus corações, mas que são uma força poderosa.


O final do livro despedaçou o coração de todas por aqui, e é impossível parar de ler.

Como estou relendo, sei que vou chorar horrores a seguir e mesmo assim, não desisto também, e como alguém que gostaria de ser da corte de Aelin, sigo em frente na leitura.

Espero que todos estejam gostando da nossa LC, segunda que vem é o último livro, então se preparem... lágrimas rolaram e muitos sorrisos.

E já estamos também imersas em outra LC grandiosa, imaginam de qual série?

Até semana que vem e se cuidem!