A Filha do Conde - Sins for All Seasons, 03 - Lorraine Heath

15 de julho de 2020

Título: A Filha do Conde - Sins for All Seasons, 03
Autor: Lorraine Heath
Páginas: 304
Ano: 2020
Editora: Harlequin
Gênero: Romance de Época
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:  
Sinopse: Era revoltante ver que ela estava ainda mais bonita do que quando a vira pela última vez, quando trocaram juras de amor e fizeram promessas que foram quebradas poucas horas depois… Os anos e a maturidade tinham acrescentado uma graça que Lavínia não possuía aos 17, quando Finn declarara o seu amor.

Será que ela ainda se lembrava dos momentos com carinho ou a memória também rasgava seu coração, como fazia com o dele? Lavínia o fizera de tolo. Nenhuma das lembranças que tinha dela deveriam ser agradáveis. Mas, em algumas noites, ainda ficava na cama encarando o teto, porque a imagem dela surgia sempre que fechava os olhos.

Cinco anos de sua vida em isolamento, e a única coisa para lhe fazer companhia, para mantê-lo são, era a lembrança que tinha dela. Aquelas memórias eram seu sustento. No começo, ele as invocava para alimentar a sede de vingança, de retribuição, mas a solidão fora aumentando até transformá-las em sonhos. As lembranças traziam a esperança de que o amor estaria esperando em algum lugar, que voltaria a tê-la, sorrindo para ele, rindo com ele, enchendo-o de alegria.

Lavínia não era mais sua - na verdade, nunca fora - mas, ainda assim, uma parte tola de si não conseguia se esquecer de quando quase a tivera, aquela garota que amara no passado.


Resenha: 

Vamos começar com as resenhas do livros anteriores? Se quiser lê-las, clica nas imagens abaixo:


                                                     

"Sem nunca experimentar a dor, Vivi, como é possível apreciar a alegria quando não se está sofrendo?"

Pronto, agora podemos falar desta leitura, no mínimo, intrigante!

Conhecemos Lady Lavínia no segundo livro e confesso que eu tive um impressão completamente diferente dala!

A garota havia sido prometida ao O duque de Thornley ainda criança, seus pais fizeram um acordo e os dois, bons filhos que eram, o honrariam, mesmo que o duque não visitasse a menina, não lhe fizesse a corte, afinal, pra que, se o casamento já era certo né?


Então, aos 15 anos ela acaba conhecendo Finn Trewlove, ficam amigos e acabam tendo vários encontros clandestinos, já que ela é tão novinha, ele dá somente sua amizade à Lavínia. Porém quando ela completa dezessete anos, ele decide que não precisa mais esperar e acaba se declarando à ela. Acontece que ela também nutre fortes sentimentos pelo cara e eles acabam namorando...clandestinamente!

"Você a amou como um menino, quando dá pra ser feliz por coisas mais simples, quando a perseguição é mais divertida, e a captura, mais decepcionante.
Agora, você a ama como homem, quando se é feliz em ter e manter, encontrar a estabilidade, não perseguir mais a felicidade, porque o que você conquistou é a melhor coisa de todas, e você sabe que nunca poderia ser melhor."

Então algumas coisas acontecem e o final feliz que eles esperam ter acaba não acontecendo!

De um lado ele nutre um ódio e um desejo de vingança pela garota que o humilhou e o abandonou, por outro, ela sente uma enorme mágoa, afinal, ele a abandonou...

“O sujeito ficou parado na frente dela como uma espécie de lorde do mundo inferior, duro e implacável, cheio de malícia e pronto para fazer valer sua justiça. Usava roupas tão escuras que se misturavam à noite. A brisa leve fazia a bainha do sobretudo tremular ao redor das panturrilhas e bagunçava as mechas do longo cabelo loiro, solto e sem chapéu. Lavínia já se regalara com aquelas mechas, entrelaçando-as nos dedos.”

Enfim, dá para ver que alguém não quer que eles sejam felizes né?

Todo o destino deles converge ao dia do casamento de Lavínia e Thorne, o duque. Que foi quando ela fugiu do altar e deu início lá no segundo livro! Então, Thorne a encontrou, mas no caminho se apaixonou, e casou, com a irmã do Finn ( no segundo livro), olha a confusão!

Bom, confusões à parte, agora Lavínia, anos depois é uma mulher de 25 anos, que fugiu do noivo no altar e que agora vive no lado pobre da cidade, "comprando" crianças, para tirar das mãos das mulheres que criam bastardos apenas pelo dinheiro. A mágoa dela nunca passou, assim como o desejo de vingança dele...


Até que eles se encontram e em meio às faíscas eles descobrem que um não traiu o outro e sim que foram enganados. Só que agora, tanto tempo depois, a bagagem que cada um carrega, o sofrimento que lhes foi imposto, não são nada pequenos e nem um pouco fáceis de superar. Caberá à eles tentar se curar, ou um curar o outro, se o amor for realmente tão grande quanto achavam que era na juventude.

Então! Eu gostei, mas não tanto quanto gostei dos anteriores. Li em ebook e até uns 30% da leitura, fica muito chato porque o livro se divide entre o passado e o presente, o que o tornou cansativo demais, massante demais.

Conheci duas Lavínias e digo que a adolescente não me agradou em nada! Achei-a simplória e superficial, uma riquinha mimada acostumada a ter o que queria sem pensar nas consequências. Ela era infantil e boba, não má pessoa, apenas, mimada. A maturidade e o sofrimento a mudou e moldou tornado-a uma mulher que sim, eu gostei, apesar das inseguranças que ainda trazia, mas que só se curariam mesmo com o tempo.

"Conforme fui crescendo, aprendi que não é o sangue que cria uma família. É amor. Eu amo você. Passei um bom tempo da minha vida amando você, e isso nunca vai mudar. Você é o que me faz completo."

Finn, por outro lado me conquistou desde a adolescência, talvez por ser um bastardo criado por uma mãe sem condições, percebemos que ele tem muito mais a agregar do que ela!

Mas, no geral, foi uma leitura bastante agradável, os personagens são bem construídos e bem cativantes, até os que não cativam muito...hehe


15 comentários

  1. Eita!!! Aquele tipo de resenha que a gente fica lendo e visualizando tudo igual uma cena de cinema!Sei lá, mesmo tendo as resenhas anteriores, este foi o livro que mais me agradou.
    Eu gosto muito quando um casal se conhece sendo tão novinhos, com isso do "não ficarem juntos" e tempos depois se encontrarem e o sentimento que estava ali adormecido, acorda!
    Já preciso muito destes livros!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Adoro um romance e época! Não conheço nada da autora. O primeiro quote é bem real e reflexivo, devemos valorizar até os momentos de dor, para apreciar os de alegria. Claramente eles foram enganados mesmo, pois um acha que foi abandonado pelo outro (confusão até nisso haha).
    Gostei de todos os quotes.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá Denise!
    Nutria uma esperança que você fosse falar o que os separou no passado, mas aí já seria spoiler, né? rsrs. Só sei dizer que a história me encantou, amor de infância/juventude sempre aquece o meu coração. Quanta confusão com esses relacionamentos, ainda bem que ficou tudo em família hahaha. Muito tocante essa ação de Lavínia com as crianças. Particularmente gosto dessa visão do passado e do presente, mas para alguns pode incomodar mesmo. Preciso ler algo da Lorraine, ainda não conheço a escrita dela.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. ola
    realmente é dificil suportar personagem futil mimada.Mas o sofrimento a transforma em uma pessoa melhor e é isso que eu gosto ,que a autora transforme seus personagens em pessoas melhores .
    eu tenho o livro Desejo e escandalo e quando completar a trilogia quero fazer a leitura o mais rapido possivel pois vejo muitos comentarios positivos a respeito dessa autora

    ResponderExcluir
  5. Posso dizer facilmente que essas é uma das séries dos romances de época que eu mais adoro! Foi uma descoberta incrível a escritora que a Lorraine é, assim como gosto muito de Sedutores de Havisham, outra série dela.
    Desses três livros, o segundo é o meu favorito, acho a personagem muito forte, que tem um bar e não deixa de ser diferente por ser uma duquesa. Mas esse terceiro também tem sua graça. Achei bem engraçada essa mistura que aconteceu.. lady Lavínia é o amor de Finn, que é o irmão de Gillie, que é casada com Thornley, que foi deixado no altar por Lavínia... JESUS! KKKKKKKK
    Do começo, a gente já percebe que teve uma armação aí, basta saber como foi que aconteceu. É muito bom ver o momento que eles realmente conversam e colocam tudo em pratos limpos. Mas óbvio que algo assim não iria acontecer no início do livro e tudo ficar bem até o final ne hahahaha Como você falou, a menina que ela era tinha seus defeitos, mas acho que quando ela cresceu e passou a morar naquele lugar, sem condições, ela aprendeu muito. E tudo que ela faz pelas crianças é muito lindo! Esses irmãos Trewlove roubaram meu coração :)

    ResponderExcluir
  6. Olá Denise!
    Esse livro tem tantos encontros e desencontros que daria uma ótima novela mexicana, não é mesmo? O leitor que deseja ver esse casal junto vai precisar ter muita paciência, pois a autora adora complicar as coisas pra esses protagonistas (o que com certeza deixa a leitura mais instigante, apesar do ritmo desacelerado pela narrativa dividida entre o passado e o presente).
    E que bom que temos um amadurecimento no comportamento de Lavínia, afinal muitos anos se passaram e seria estranho se a protagonista conservasse aquele comportamento insosso de uma garota "sem vivência". E essa relação dela com essas crianças também deve chamar atenção do leitor, acredito que foi uma sacada da autora para "humanizar" a personagem. Uma escapatória fácil? Sim! Mas que funciona muito bem aqui para que haja o resgate desse amor por Finn.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oii
    Eu só li o primeiro livro dessa série, e amei demais o livro!! Eu amei a história e amei a narrativa da autora! Estou doida pra ler os próximos livros também. Eu já achei o enredo desse livro super interessante, mas confesso que também não gosto tanto quando o livro fica intercalando muito o passado e presente, só espero que isso também não me incomode tanto. Só é uma pena que pra você esse foi o pior livro da série 😕
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Denise!
    Umka pena que não foi o melhor da série na sua opinião, mas ainda assim foi bom.
    Amo a autora.
    Adoro quando é intercalado entre passado e presente.
    O cuidado que ela teve com as personagens e com todo enredo.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  9. Só li assim sem me prender a detalhes pois quero ler ele kkkk
    Curiosa com o que foi feito a eles para eles se separarem e guardarem tanta mágoa um do outro por tanto tempo!
    Acho que Lavinia mostra um crescimento bom na trama e gostei desse detalhe!

    Vou ler qualquer dia desses!
    😙😙😙

    ResponderExcluir
  10. Oie Denise
    Nossa, eu sou louca pra ler essa série!!! Eu já vi muita gente que ama todos os livros, e que falam que é um dos melhores que já leram de época. Eu acho o enredo dos livros super interessante e diferente, e acho que vou gostar. Que pena que você não gostou tanto do começo desse livro, acho ruim também quando o livro fica intercalando muito os tempos.

    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  11. Olá! Os dois primeiros livros dessa série chegaram essa semana aqui em casa, e não vejo a hora de começar essa leitura. Os livros me conquistaram com essas capas lindas e essas história para lá de interligadas hein, vai ser muito bom finalmente conhecer um pouco mais dos personagens.

    ResponderExcluir
  12. Eu li o segundo livro dessa série, e confesso que pelo pouco que conheci não nutro muita simpatia pela Lavínia não, espero que isso mude ao ler sua história e entender o que de fato aconteceu com esses dois.

    ResponderExcluir
  13. Eu amei essa serie de uma forma que nem consigo explicar. Já estou ansiosa por continuações. Mas sem duvida a Gillian foi minha mocinha favorita . Ainda não terminei a leitura desse terceiro livro mas pelo visto vai ser um dos meu favoritos do ano.

    ResponderExcluir
  14. Meu deus! Minha cabeça rodou com tamanha confusão provocada por Lavínia (ou por seus inimigos). Entretanto, gostei bastante da série e de como ela nos promete um furacão de emoções, nada de lentidão por tamanhos acontecimentos. Gostei também de como temos vários acontecimentos em idades diferentes da vida da mocinha. Coloquei a série na lista!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Denise
    Coitados! Que rolo! Quanta coisa que os impediu de ficarem juntos.
    Que pena que a Lavínia era chatinha assim, mas pelo menos ela foi amadurecendo.
    Fiquei curiosa para saber se o final será romântico. Vai pra meta!
    Bjs

    ResponderExcluir