Glória Mortal - Série Mortal, 02 - J. D. Robb (Nora Roberts)

9 de setembro de 2020

Título: Glória Mortal - Série Mortal, 02
Autor:  J. D. Robb (Nora Roberts)
Páginas: 363
Ano: 2006
Editora: Bertrand Brasil
Gênero: Ficção, Suspense e Mistério, Romance policial
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:  
Sinopse: A primeira vítima foi encontrada caída na calçada, na chuva. A segunda foi morta no próprio prédio onde morava. A tenente Eve Dallas, da Polícia de Nova York, não teve dificuldades para encontrar uma ligação entre os dois crimes. As duas vítimas eram mulheres lindas e muito bem-sucedidas, mas que mantinham relações que poderiam provocar suas mortes. Suas vidas glamourosas e seus casos amorosos eram assunto na cidade, assim como suas relações íntimas com homens poderosos e riquíssimos. Livro escrito por J.D. Robb - pseudônimo da escritora norte-americana Nora Roberts.


Resenha: Porque eu me surpreendo né? Como eu não ia gostar desse livro? Adoro a escrita da Nora, adoro romance policial e adorei o primeiro livro da série! Aliás, para ler a resenha dele, basta clicar na imagem abaixo:

                                                                  

"Um foco único na vida nos limita e pode, com frequência, se tornar obsessivo. Uma vida saudável precisa de mais de um objetivo, de mais de uma paixão."

Então, não tinha como ser diferente. Estou prevendo que vou gostar de todos os livros. Todos os 31 publicados até agora!

Pois bem, vamos esperar para sofrer quando for a hora né? Por enquanto estou tendo sucesso em conseguir os livros. Se vejo uma promoção, me atiro "sem vergonha" nenhuma e consegui trocar muitos pelo skoob....

Mas então, vamos falar de Glória Mortal, um livro de suspense policial maravilhoso! Aqui temos a tenente Eve Dallas novamente, só que agora ela não é mais um policial que vive sozinha naquela bolha de autocomiseração descabida. Ela começa a viver. tudo isso porque em Nudez Mortal, o primeiro livro da série, conheceu Roarke, que era um dos seus suspeitos, apesar de que a culpa que ele teria nunca convenceu ninguém! Talvez porque ele seja lindo, inalcançável e riquíssimo...vai saber...

"Tudo bem, droga, tudo bem. Você venceu. Estou me sentindo podre. Era isso o que queria? Não consigo dormir, não consigo comer. É como se alguma coisa dentro de mim tivesse se quebrado e eu mal consigo desempenhar o meu trabalho. Está feliz agora?
Ele sentiu o primeiro sintoma de alívio e o aperto em volta do coração afrouxou um pouco.
-Deveria?
-Eu estou aqui, não estou? Estou aqui porque não aguentava mais ficar longe. - agarrando o cordão sob a blusa, voltou pisando firme até ele. -Estou usando esta porcaria!"

Bom, eles começaram um relacionamento que seguiu para este livro e espero, vai durar muito ainda! Tá, eu já fui "escarafunchar" nas resenhas e sinopses do livro 31 e meio que já sei a resposta, mas vou segurar a minha língua, por enquanto!

Eve é cheia de problemas e traumas por conta de um passado bem perturbador, que ainda não está muito claro para nós, mas pelo que vejo, vai se esclarecer ao seu tempo, Roarke também sofreu abusos, mas deixa seu passado mais claro que a amada, pelo meno parece que sim. Por conta deste passado de ambos, seu relacionamento começou bem confuso e cheio de limitações, o que continua em Glória Mortal, em menor escala, mas continua. Parece que vai demorar para que os dois consigam curar e superar as suas feridas, mas penso que vão conseguir.

"Não estou tentando prender você. Estou apenas tentando viver com você."

Paralelo à esta bagunça que é o romance dos dois, Eve tem seus casos para solucionar, que nunca são fáceis, simples ou bonitos. Desta vez ela é chamada para investigar a morte de uma grande amiga do seu chefe e da esposa dele! Mesmo pedindo imparcialidade no caso, o chefe não está ajudando, assim como a família da vítima que é uma juíza muito bem conceituada. Tudo piora quando aparece uma nova vítima, morta da mesma maneira, sugerindo que eles têm um assassino em série nas mãos.

"Os mortos eram o seu negócio. Ela convivia com eles, trabalhava com eles, estudava-os; sonhava com eles. E pelo fato de que tudo isso ainda não parecia ser suficiente, em algum lugar profundo e secreto do coração ela os pranteava."

O problema é que quanto mais fundo Eve cava, mais ela é direcionada para a família da primeira vítima! Isso na história fez muito sentido, mas eu tenho a tendência a desconfiar quando as coisas se mostram fáceis demais e descobri o assassino tão logo pulei para ler o final...kkkk...fazer o quê, é mais forte do que eu. A curiosidade me obriga a isso! E devo dizer que me surpreendi. Tanto com o assassino quanto com o motivo! Teve mais uma vítima e essa foi a que fez com que as tramoias do assassino começassem  ruir.

Mas vou parar por aqui, eu tenho a tendência a falar demais e como eu adoro quando recebo spoiler, preciso me controlar para não sair distribuindo spoilers como se fossem balas!

Mas tem uma coisa que eu preciso falar gente. É da Editora. Não dá para não elogiar uma editora que segue fiel aos leitores e que continua publicando os livros mesmo depois de tantos anos do lançamento! Eu vi em algum lugar que em breve sairá o livro de número 32 e poxa, é maravilhoso ver que  Bertrand continua lançando os livros, e relativamente rápido, com o mesmo padrão de capas, sem ficar relançando os mesmos livros só pra mudar a capa e deixar de trazer novos volumes. Só podemos agradecer toda esta consideração.

Ah e por falar nas capas, são lindas né? Simples e prestem atenção pois nela sempre há alguma dica da leitura. Nada de spoiler não, só uma ou outra dica, achei bem legal isso!

"- Coquetel? Que coquetel?
- Aquele que eu já marquei há mais de um mês - lembrou ele enquanto entrava no carro, ao lado dela. - Para dar a partida na arrecadação de fundos para o Instituto de Artes da Estação Grimaldi, em Mônaco. Do qual você concordou em participar e servir de anfitriã. Eve se lembrava, claro. Ele até trouxera para casa um vestido sofisticado que ela deveria usar.
- Você tem certeza de que eu não estava bêbada quando concordei com isso? Palavra de bêbado não vale nada.
- Não, você não estava bêbada - e sorriu enquanto dirigia o carro para fora do estacionamento. - Entretanto, você estava nua, ofegante, e quase implorando por alguma coisa, segundo me pareceu." 

10 comentários

  1. 31 Livros..isso sim é chamada Série! E eu fujo rsrsrs
    Não dou conta de comprar tudo e sei que vai ser igual você:Começar o primeiro e ficar nessa ansiedade pelos próximos.
    Mas ao mesmo tempo, eu amo o gênero e mesmo que não tenha lido nenhum livro nesse gênero da Nora(só li romances) esse lance do suspense me agrada demais.
    Não digo que não lerei rs(vontade demais)
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Amo a escrita da Nora .é táo fluida .náo pensei que essa serie é táo grande .eu li o primeiro e agora que a biblioteca de minha cidade voltou a funcionar quero ir la ver se tem mais alguns .
    eu tambem tenho a mania de ficar lendo partes de livros que ainda vou ler as vezes leio o final .gostei da resenha .voce resenha táo naturalmente que parece que voce esta na nossa frente comentando sobre o livro

    ResponderExcluir
  3. Série mais que perfeita para ter 31 livros não é para qualquer um. Lembro que li apenas o primeiro livro da série há uns 13 anos atrás, mas como me encantei pelos romances da Nora, deixei para la. Na época não curtia suspenses, hoje sou diferente e quero muito recomeçar a série.

    ResponderExcluir
  4. Quanta empolgação para ler todos os livro da série, hein?! Também estou assim para ler a série do Myron Bolitar, do Harlan Coben, que contém 11 livros. Fico chocado o quanto a Nora Robers é elogiada, independente do livro que ela lança. Esse livro me deixou com tanta vontade quanto o anterior. Além disso, eu amei ver que a Editora continua lançando os novos livros da série!

    ResponderExcluir
  5. É muito bom começar a resenha sabendo que você adorou, ainda mais que ela é uma escritora excelente e a gente fica até triste quando tem comentários negativos de alguém que a gente gosta HAHAHA
    Achei a primeira resenha incrível e estava ansiosa pra essa segunda, acaba dando muito mais vontade de ler quando todos os livros de uma série são bons.
    Só posso dizer que amo romances policiais e fiquei extremamente curiosa sobre esse livro :) E que linda essa editora, gente! Deveria ser inspiração para várias outras, né?
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oie Denise
    Confesso que lendo suas resenhas, já vi que a série não é nada do que eu imaginava, eu esperava coisas totalmente diferente, e antes eu imaginava que cada livro séria um casal de protagonistas. Eu não costumo ler muitos livros policiais, mas eu amo tanto essa autora, que estou com vontade de ler essa série. E realmente é ótimo ver que a editora continua lançando fielmente a série, e vai continuar ainda! Queria que todas as editoras fossem assim...

    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  7. Nossa, você realmente está empolgada com esse projeto! Está me animando também à começar a leitura dessa série interminável.
    Adorei saber que já temos um romance e que os assassinatos vão ficando mais escabrosos. kkkkk É exatamente o tipo de leitura que eu amo fazer. Vou ter que começar a série também.
    E parabéns mesmo para a Bertrand por continuar trazendo os livros todos na ordem correta e sem muita demora.

    ResponderExcluir
  8. Olá Denise!
    Que bom que você está animada com essa série, este segundo volume só deixa claro que tem muita coisa para trabalhar ao longo de tanto livro (até porque como temos crimes separados a autora consegue desenvolver outros aspectos aos poucos, como o amadurecimento dos protagonistas, por exemplo).
    E aqui temos a oportunidade de conhecer um pouco mais de Eve e Roarke, embora não o suficiente par saciar nossa curiosidade rsrsrsrsrs.
    Mas a Nora é esperta, claro que não vai entregar tudo pra gente ainda no começo, porém sabe como é leitor né. O que fica notório, por enquanto, é que esse trauma é algo que marcou muito a personagem.
    A propósito, Bertrand, se estiver lendo isso, nunca te critiquei. Tomara que essa fidelidade continue firme hahahahahahaha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá Denise!
    Como você consegue se torturar assim??? Eu nem cogito a possibilidade de ler a sinopse de um livro final de uma série, de tato medo de pegar spoiler e quebrar a "magia" da história. Com certeza a editora merece os parabéns pela resiliência, vamos torcer por mais editoras assim no mundo rsrs. Interessante essa conexão com o primeiro livro, hein? Estou curiosa pra saber em qual volume essa série vai parar kkkk, mas estou adorando as resenhas também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Ai Denise!
    Andei pesquisando os livros e os ebooks estão quase do preço dos livros físicos e ando fazendo muita pesquisa, porque como amo a autora, quero poder ler todos os livros lançados e fico bem feliz em saber que vai sair mais um.
    Bom ver que o romance vai evoluindo aos poucos e as feridas ainda não foram curadas.
    Pelo visto Eve é um policial excelente.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir