A Sombria Queda de Elizabeth Frankenstein - Kiersten White

13 de setembro de 2020


Título: A Sombria Queda de Elizabeth Frankenstein
Autor: Kiersten White 
Páginas: 352
Ano: 2018
Editora: Plataforma 21
Gênero: Fantasia, Literatura Estrangeira, Ficção, Terror, 
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:    
Sinopse: Elizabeth Lavenza não tem uma refeição decente há semanas. Seus braços magros estão cobertos de marcas de seu "cuidador", e ela está prestes a ser jogada nas ruas... até que ela é levada para a casa de Victor Frankenstein, um jovem solitário que tem tudo - exceto um amigo.
Victor torna-se para Elizabeth a fuga da miséria. Ela faz tudo para se tornar indispensável - e isso funciona. Ela é aceita pela família Frankenstein e recompensada com uma cama quente, comida deliciosa e vestido da melhor seda. Logo ela e Victor são inseparáveis.
Mas sua nova vida tem um preço. À medida que os anos passam, a sobrevivência de Elizabeth depende de controlar o perigoso temperamento de Victor e atender a todos os seus caprichos, não importa quão absurdos estes sejam. Através de seus olhos azuis e doce sorriso reside o coração de uma garota determinada a permanecer viva, a todo custo... assim como o mundo é consumido pela escuridão.





Resenha:

“Ele não parou. Eu não o fiz parar. Folhas vermelhas. Faca vermelha. Mãos vermelhas. Mas vestidos brancos. Sempre.”

A sombria queda de Elizabeth Frankenstein é um livro da autora americana Kiersten White, e reconta o clássico da literatura, que criou a ficção cientifica: Frankenstein, de Mary Shelley. Publicado no Brasil pela selo jovem da V&R Editora, a Plataforma 21.

Acredito que todos já estejam familiarizados com o livro original, um jovem angustiado e decidido a triunfar sobre o grande inimigo da vida, cria um monstro a partir de retalhos humanos. Existe uma maravilhosa trama que até os dias atuais, choca e encanta os leitores. E em comemoração aos 200 anos da publicação original, o clássico foi recontado.

Kiersten, que já possui diversos livros que com bases em clássicos da literatura, alguns temos resenha aqui e para conhecer um pouco mais das obras da autora basta clicar nas imagens abaixo:

                                           

Kiersten toma para si uma missão extremamente audaciosa. Tecer uma nova história a partir do clássico, e tornar ela ainda assim algo novo. E como já é sua característica, ela escolhe uma heroína como sua protagonista.

É a história de Elizabeth Lavenza, que ainda criança conhece o sofrimento e sofre abusos nas mãos de uma tutora negligente, órfã ele não possui nada para si, e desesperada por uma fuga de uma existência horrível agarra com todas as forças uma chance que o destino joga em sua frente. Ser aquela responsável por humanizar Vitor Frankenstein, um jovem que tem tudo o que ela deseja – posses materiais e um lugar seguro no mundo – mas com uma natureza peculiar, está longe de ser a criança que os pais gostariam que ele fosse. 



Elizabeth então se torna a ponte entre Vitor e o mundo, fazendo com que o mesmo se torne o mais sociável possível ao longo dos anos.
Sua vida ao lado da família Frankenstein é um misto agridoce de emoções e ela se transforma de uma criança que não tinha nada, para uma jovem que faz o necessário para sobreviver.

“- Eu tinha que salvar você. – disse, piscando, como se me visse e não me visse ao mesmo tempo. 
– estou melhor.
- mas nem sempre estará. Algum dia, a morte virá buscá-la. E eu não permitirei...”

Porém, o inicio do livro nos leva a ela indo à busca de Vitor que ao ir para a faculdade a deixou sem noticias. É esta viagem ao lado de sua amiga mais fiel, que mudará o rumo da vida de Elizabeth.
Temos a história já conhecida agora recontada por outro ponto de vista, e não posso deixar de me sentir feliz dessa oportunidade. Kiersten, como sempre faz um trabalho primoroso de pesquisa, ela conhece muito bem o clássico, contudo, quando deseja ela usa da licença poética de uma forma muito equilibrada para dar uma nova vida e uma nova perspectiva para a clássica história.

O relacionamento entre Elizabeth e Vitor é a trama central da história. Mas há muito mais... Existe sem dúvida uma jornada de intensa de auto-descoberta para Elizabeth.

“- Valorizou-me quando ninguém mais o fazia. E pensei que isso tornava-me uma pessoa especial, o fato de que ele amava apenas a mim...”

Elizabeth é uma protagonista muito sombria, suas motivações, anseios e sonhos são todos tingidos pela necessidade de segurança e pertencimento. Isso torna seus atos manipuladores, suas ações e decisões muito mais interessantes, já que tudo está encoberto pelas necessidades dela e o que ela precisa fazer desde muito nova para sobreviver.
Que criatura dual e interessante é ela. 
Acredito que ela está entre as protagonistas da autora que eu mais gosto.

“- Você começou a existir no dia em que nos conhecemos. Você é minha Elizabeth, e isso é tudo o que importa.”


Falar mais do livro estragaria as surpresas, porém, eu li este livro em leitura coletiva, e devorei-o, em dois dias li todo ele, eu simplesmente precisava continuar lendo, saber o que estava acontecendo. E a cada reviravolta, melhor dizendo quando todas as peças iam se encaixando, eu ia surtando com uma das minhas amigas – Dinny, pobre alma abençoada que surta comigo – porque era impossível não querer conversar sobre esse livro. Essa é obviamente a melhor parte de ler com os amigos. Recomendo.

O livro é muito bem construído, mas como já acredito ser algo do estilo de escrita da autora o início, é um pouco lento, Kiersten, gosta de ir inserindo-nos aos poucos em seu universo e nos apresentando as nuances dos personagens, isso é claro, dá uma base maior para que possamos nos apegar até mesmo nos personagens secundários e ter uma imersão na história, mas podem acreditar, quando a ação começa a acontecer é uma sombria e intensa explosão de acontecimentos que te farão ficar grudada no livro até o final!

E que final... Que final... Mas poderia ter pelo menos mais uma página? Iria te matar Kiersten?  

“Que vida eu teria escolhido se soubesse?”

Indico o livro para todos que gostam de uma fantasia sombria e bem escrita, que ame os clássicos, porém, que estejam prontos para ver os outros lados das histórias já conhecidas.



E fiquem atentos, porque teremos mais resenhas dessa autora, podem ver que ela ganhou uma leitora cativa.


9 comentários

  1. Ja conhecia essa autora de outros titulos .mas esse é inedito para mim .
    Como náo sou leitora assidua de fantasia nao conheço a escrita da autora
    O fato de ler o livro em dois dias mostra que o livro é envolvente .
    Mas náo me despertou uma grande vontade de ler .

    ResponderExcluir
  2. Uau! Me lembro quando esse livro foi lançado e o ponto alto para mim foi a capa. Sei lá, dá um ar de capa amassada e eu fiquei doida pra ler.
    Mas? O tempo passou e eu esqueci rs
    Por isso, amei chegar no blog hoje e ler a resenha dele assim dessa forma, trazendo os pontos reais dessa releitura incrível do grande clássico!
    Com certeza, voltou a vontade de ter esse livro em mãos!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Olá Vivian!
    Estou namorando esse livro há bastante tempo, pois a capa é simplesmente MARAVILHOSA. E como sempre Kiersten White constrói uma protagonista forte e destemida que consegue nos conquistar facilmente pela inteligência.
    Vale ressaltar também que a releitura funciona muito bem e conserva aspectos importantes da obra magna de Mary Shelley, e por mais que o ritmo de leitura não seja tão acelerado, o leitor vai se inserindo na narrativa e absorvendo os elementos chave que o guiarão nesta história diferenciada e intrigante.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Eu amei essa ideia de dá uma repaginada na história de um clássico, que é Frankenstein, na pespectiva de uma protagonista feminina. Fiquei curiosíssimo pra ler essa obra que, além de uma boa ideia, é bem escrita!

    ResponderExcluir
  5. Vivian!
    Não conhecia a autora e a obra, entretanto achei fascinante essa releitura e o que mais gosto nelas é justamente a forma como o autor traz um novo universo para a história original e aqui me parece que ela soube trazer um lado mais emotivo e psicológico das personagens, fascinante.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Mesmo tendo tantas resenhas dela aqui, ainda não conhecia a autora. Realmente, recontar um clássico deve ser uma responsabilidade e tanto, mas também uma aventura. Confesso pra você que não estou tão familiarizada com a história, então ler a resenha me concedeu alguns momentos de novidade.
    Que bom que esse livro te agradou tanto e que a autora conseguiu o que almejava. Fiquei bem curiosa com essa resenha ;)

    ResponderExcluir
  7. Minha nossa, como não ler este livro depois ver uma resenha dessas? Eu simplesmente amei toda ela, e decidi que preciso ler pra ontem este livro!!😍 Que arraso Vivis, resenha maravilhosa, como sempre 👏.

    ResponderExcluir
  8. Oie Vivian
    Eu gosto bastante da história do Frankenstein, e fiquei super interessada nesse livro. A Kiersten é uma autora incrível, e eu já imagino mesmo que ela conseguiu surpreender com esse livro. Eu não gosto tanto de livros mais sombrios, mas eu gosto muito de fantasia, e adoro livros que contam o outro lado das histórias. Acho que vale a pena ler esse livro 😁

    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  9. Olá Vivian!
    Sei por auto sobre Frankenstein, mas adorei a audácia da autora em se aventurar por outros gêneros e trazer mais uma personagem feminina pra literatura. Tirei até um tempo para admirar a edição do livro, que está maravilhosa. Como vcs são rápidas pra começar uma nova LC rsrs. Fiquei curiosa para saber mais da história, Elisabeth é uma personagem muito intrigante.
    Beijos

    ResponderExcluir