Princesa Mecânica - As Peças Infernais, Livro 03 – Cassandra Clare

17 de maio de 2020

Título: Princesa Mecânica 
Autor: Cassandra Clare
Páginas: 434
Ano: 2013
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia,  Jovem adulto, Literatura Estrangeira, Ficção, Romance.
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:    
Sinopse: Princesa Mecânica é ambientado no universo dos Caçadores de sombras, também explorado na série Os Instrumentos mortais, que chega agora ao cinema. Neste volume, o mistério sobre Tessa Gray e o Magistrado continua. Mas enquanto luta para descobrir mais sobre o próprio passado, a moça se envolve cada vez mais num triângulo amoroso que pode trazer consequências nefastas para ela, seu noivo, seu verdadeiro amor e os habitantes do Submundo.

Resenha:


“As peças infernais não tem pena. 
As peças infernais não tem arrependimento.
As peças infernais não tem número.
As peças infernais jamais deixarão de vir...
Que deus tenha piedade de nossas almas...”


Princesa Mecânica, é o terceiro livro da trilogia As Peças Infernais da autora americana Cassandra Clare, conhecida por seus livros de fantasias, que formam o Universo dos Caçadores de Sombras.

Os livros da trilogia As peças infernais levam a história dos caçadores de sombras para a Londres vitoriana.

Os primeiros livros da trilogia Anjo Mecânico, Príncipe Mecânico e outros livros da autora já resenhados aqui, e caso desejem ler sobre eles, basta clicar nas imagens abaixo:

                                    

Para os demais livros do Universo dos Caçadores de Sombras:



Por se tratar de uma resenha de série, esta resenha pode conter spoilers dos livros anteriores.

Preparados para um final épico?

Nos primeiros livros fomos apresentados a três protagonistas que conquistaram nossos corações: Tessa Gray, Will Herondale e Jem Carstairs. Uma feiticeira única no mundo, descendente de uma família de caçadores de sombras, e dois caçadores de sombras, que se apaixonaram por ela. Contundo, não é somente uma história de amor. As peças infernais, é uma trilogia de fantasia, com uma trama de vingança capaz de abalar toda a sociedade dos caçadores de sombra.

“Havia poucas pessoas para quais Will tinha de levantar a cabeça para olhar no olho, mas Magnus era uma delas. – Estrela brilhante – disse Magnus, com os olhos pensativos, como se lembrasse de alguma coisa ou de alguém. – vocês, que são mortais, ardem tão ferozmente. E você é mais feroz que a maioria, Will. Jamais vou esquecê-lo.”

Tessa possui um poder de transformação, capaz de se transformar em qualquer pessoa, ela é o alvo do Magistrado. Ele que possui um ódio e rancor antigo contra os caçadores de sombras, conseguiu manipular vários membros do submundo para que fossem seus peões nessa luta contra os caçadores de sombra, e não somente eles, ele consegue se infiltrar dentro da própria clave – o governo dos caçadores – e manipular outros caçadores. Trazendo um exercito incapaz de sentir dor ou morrer, o inimigo está mais poderoso do que eles imaginaram.



Nossos protagonistas se encontram no meio de um momento muito dramático. Com suas vidas em risco, eles precisam mais do que nunca usar os dons do anjo para não somente se salvarem, como a todo mundo.
Tessa, Will e Jem estão apaixonados, mas o amor que sentem não vem sem uma grande parcela de dor, culpa e corações quebrados.

“Apesar de minha alma viver na escuridão, se erguerá em plena luz. Amei demais as estrelas para temer a noite.”

Enquanto Jem enfrenta a morte que se aproxima dele, Will se vê dividido entre ficar lealmente ao lado dele, ou ir à busca de Tessa que foi levada.

Enquanto ele parte em uma jornada perigosa, seu coração enfrentará algo que ele jamais imaginou e que ele não está nenhum pouco preparado.

“- Quis mostrar para você que eu não seria destruído, que o amor não era tão frágil. Fiz isso?
- Você salvou a minha vida.
- Isso é tudo o que eu sempre quis.”

Por ser o ultimo livro da série, não falarei muito mais sobre ela, vou me ater aos sentimentos sentindo ao ler.

Meu coração passou por uma verdadeira montanha russa de emoções. Alegria, tristeza... Ahhhh... Algumas lágrimas foram derrubadas.



Com uma trama muito bem escrita a autora nos entrega um final épico para uma história muito bonita. Amor e lealdade. Corações puros e heróicos. E essa sensação que fica ao terminar de ler esse livro. Que foi uma linda estória de personagens que vão ficar para sempre no coração.

“Os três eram um emaranhado quase incompreensível, mas havia uma certeza: a de que não faltava amor entre eles.”

Tessa, Will e Jem são inesquecíveis. Mas não somente eles, os personagens desses livros foram tão bem desenvolvidos que é como ler algo de pessoas queridas, impossível não torcer por eles e desejar o melhor para cada um deles. Magnus, Gabriel, Gideon, Sophie, Charlotte, Cecily, Henry... Amores...

Com um vilão que apesar de ter uma motivação, que não podemos deixar de compreender, ainda é um personagem que só me da ódio. Complexo e bem criado, mas odioso.

“- Sinto como se devesse a ele. Já ouvi dizer que quando você salva uma vida, se torna responsável por ela.”

Muitos dos personagens sobrenaturais de as peças infernais, vão ser vistos em outros livros da autora, Magnus bane, é o único que aparece em todos os livros dela, e é um elemento de ligação para todas as tramas, agindo como melhor amigo, conselheiro, e feiticeiro de confiança para todos eles... E é claro, sendo par romântico.


É definitivamente uma leitura que eu indico para os fãs de fantasia.
Foi uma linda e emocionante leitura. Espero que tenham gostado de conhecer essa trilogia. Uma favorita minha para toda a vida.

Aviso

Agora vou falar apenas um detalhe. A autora deu um enorme spoiler no inicio do livro, colocando uma árvore genealógica, se não quiserem saber o final do livro antes dele começar, pulem... É sério. E para quem quer ler os outros livros da autora, como Os Instrumentos Mortais, temos um spoiler no epílogo desse livro. É claro que dá para ler, se você não tiver uma memória excelente e tudo o mais. Quando eu li pela primeira vez não sabia disso, então eu fui ler o ultimo livro da série Os Instrumentos Mortais, já sabendo do destino de um personagem de lá... Mas fazer o que, um risco de ler uma serie de livros em um universo compartilhado. Só um detalhe.

“Às vezes, a pessoa deve escolher entre ser generoso ou honrado. Will lhe dissera. Às vezes é impossível ser os dois.”

Até a próxima.



Curiosidades.

 “Ave atque vale, pensou Will. Saudações e adeus. Nunca tinha pensado muito nas palavras antes, nunca pensou em porque não eram apenas uma despedida, mas também tinham uma saudação. Todo encontro levava uma partida, e assim seria enquanto a vida fosse mortal. Em todo encontro, havia um pouco da tristeza da separação, mas, em toda separação, havia um pouco da alegria do encontro.”


The Last Hours, é a nova trilogia da autora, ainda não publicado no Brasil e terá os herdeiros dos personagens desta história, e eu já li o primeiro livro assim que lançou lá fora. Caso desejem ler uma resenha dele, basta clicar na imagem abaixo:






10 comentários

  1. Preciso tanto ler mais da autora e cada vez que vejo esse post aqui no blog, o coração fica ao mesmo tempo feliz, triste.
    Eu só li a trilogia dos Instrumentos Mortais, por isso, afirmo que não sou uma conhecedora de Cassandra!
    Espero de coração ainda ter mais livros dela na estante e claro, nas mãos!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Vivian!
    "Algumas lágrimas foram derrubadas". Amiga???? Eu INUNDEI a minha casa de tanto chorar, a Cassandra Clare simplesmente estilhaçou o coração dos leitores com esse livro icônico e memorável.
    Tudo foi muito bem fechado neste terceiro volume, tivemos uma luta épica e perdas de partir o coração (embora em alguns casos não sejam exatamente perdas, né?). Eu fiquei tão feliz com a forma que a autora trabalhou o amadurecimento de Jessamine, sua jornada de redenção foi um dos destaques da história.
    E essa história de amor tão linda envolvendo três pessoas não poderia ser mais emocionante. A passagem de tempo que tivemos no final foi essencial para compreendermos a relação de certos dois personagens que não vou dizer pra quem não leu.
    Essa com certeza é a minha série preferida do universo shadowhunter. Não sei se a capacidade criativa de Clare estava no ápice, mas acredito que nada vai superar. Fiquei com muita vontade de reler, espero fazer isso em um futuro próximo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá Vivian!
    Esse com certeza é o melhor livro da trilogia. Que final épico. Cassie saber fazer a gente se emocionar. Esse epílogo me pegou de jeito. Mal posso esperar para continuar a leitura de mais livros do universo shadowhunter.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. As Peças Infernais é uma trilogia que quero ler faz muito tempo. Já li todos os livros da série Os Instrumentos Mortais, que gostei bastante apesar de algumas coisas que me incomodaram.
    Quando a Tessa apareceu em um dos livros da série, que não me recordo qual, fiquei com ainda mais vontade de ler essa trilogia, pois já sabia que ela era uma das protagonistas.
    Ainda espero ler todos os livros do universo dos caçadores de sombra, começando por esses.

    ResponderExcluir
  5. nossa são tantos livros dessa autora que fico até sem saber por começar
    embora não esteje acostumados com esse tipo de leitura eu gostaria de conhecer a escrita dela
    Vi o quanto esse termino da serie mexeu com voce Sinal que essa autora soube cativar seus leitores

    ResponderExcluir
  6. Ei Vivis!
    Esse livro é muito meu amor! hahahha
    Não preciso nem dizer muito porque você acompanhou minhas lágrimas e surtos na releitura, mas né.

    Eu acho impressionante a evolução que a Cassandra teve nessa trilogia, e a forma como ela desenvolveu esses personagens e a trama. E fiquei chocada comigo mesma por ter chorado quase o livro todo mesmo relendo ahahahhaha

    <3

    ResponderExcluir
  7. VIVIAN!
    Cassandra Clare consegue encaixar os fatos nos momentos certos, chega a ser assustador a forma como ela rege a história, é totalmente impecável.
    Bom ver a gradativa evolução dos protagonistas, conhecemos melhor o Jem e descobrimos algumas coisas sobre Will, Tessa é um caso a parte, ela é uma personagem que nem uma redação conseguiria descrever suas qualidades.
    Ótimo livro pelo jeito.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. ingriD Figueiredo22/05/2020 01:40

    Pra mim esse livro fecha com chave de ouro a trilogia do Anjo Mecânico. Comecei a ler porque aguardava a continuação de outra série. Achei a parte emocional do livro linda! A amizade, o amor entre Jem e Will é para chorar.
    Achei o final melancólico, mas se fosse diferente, não seria tão maravilhoso.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Confesso que passei lendo rapidinho a sua resenha com medo de descobrir algo que ainda não li, apesar de que possuo memória ruim, mas vai que lembro né?
    Não sabia desses spoilers colocados pela Cassie, mesmo odiando saber do que vai acontecer antes de ler, estou com uma vontade enorme de tirar os livros da prateleira para ver. Socorrooo! kkkk

    ResponderExcluir
  10. Tenho muita vontade de ler a trilogia, pois sempre que leio as resenhas são sempre positivas. Gosto do contexto dessa história, acho diferente, porém bem legal. Mais um livro para ler logo, logo.

    ResponderExcluir