Luz, Câmera, Ação!!! Locke and Key

16 de maio de 2020

Diretor ou produtor: Carlton Cuse, Meredith Averill, Aron Eli Coleite e Joe Hill.
Ano Início: 2020
Temporadas: 01
Gênero: Fantasia, Terror, Aventura.
Elenco: Emilia Jones, Connor Jessup, Jackson Robert Scott, Darby Stanchfield, Laysla de Oliveira, Aaron Ashmore.
Nota:  
Sinopse: Quando o patriarca da família Locke é assassinado, Nina e seus três filhos, Tyler, Kinsey e Bode, decidem recomeçar a vida em uma mansão na Nova Inglaterra. No entanto, o que era para ser o início de uma fase mais tranquila logo se revela um lugar repleto de segredos e magia.





Resenha:

Locke & Key é uma série Norte-americana produzida por Carlton Cuse, Meredith Averill e Aron Eli Coleite, baseada na série de quadrinhos de mesmo nome de Joe Hill e Gabriel Rodríguez. 

A série estreou na Netflix em 7 de fevereiro de 2020. Trazendo uma fantasia sombria, cuja primeira temporada mostrou um universo e mitologia riquíssimo. 

Vindo com uma aposta em um gênero que anda agradando muito os telespectadores: Crianças e adolescentes versus o mal. Locke & Key é uma trama interessante onde acompanhamos os protagonistas: os irmãos Tyler (Connor Jessup), Kinsey (Emilia Jones) e Bode (Jackson Robert Scott) Locke, que junto a sua mãe Nina (Darby Stanchfield), se mudam para a casa secular em Massachusetts, que pertence à família de seu pai. A Casa conhecida como Key House, parece ser ela própria uma personagem da série. 


A família que ainda está tentando encontrar um meio de lidar com um forte trauma e aprender a seguir com suas vidas, acabam descobrindo que além de precisarem lidar com seu luto e uma nova cidade. Sua casa está repleta de misteriosas chaves. Cujas mágicas são intrigantes e despertam a ganância de um inimigo.


As chaves mágicas que conferem poderes sobrenaturais a quem as utiliza, são de longe a parte fantástica que mais gostei. Cada uma capaz de algo único, como de levar seu usuário a qualquer lugar, transformá-lo em fantasma e até literalmente abrir sua cabeça, (entre outros ainda mais peculiares poderes), as chaves são a magia para o mundo sombrio e triste dos Locke. 


É claro que tudo que pode ser tão incrível, pode ser também muito perigoso. Conforme os irmãos vão descobrindo a magia e as chaves, uma misteriosa mulher: Dodge (Laysla De Oliveira), que possui um passado que abalará a vida dos Locke surge, colocando em risco a vida de todos.

A primeira temporada tem 10 episódios e apesar de ter os primeiros episódios basicamente focados em apresentar os personagens, deixando o clímax para os últimos episódios, criou uma base empolgante para as futuras temporadas. Com uma mitologia que me fisgou e uma boa reviravolta no final, estou ansiosa para a próxima temporada.

A série é baseada em uma HQ de Joe Hill, um conhecido autor de terror e horror sobrenatural, porém, em sua adaptação, a trama foi conduzida com um pegada mais de aventura e drama e um grau menor de horror, apesar de  não poder fazer uma comparação já que não li as HQs a série como um todo me agradou.


Com protagonistas talentosos e cativantes como Jackson que faz o mais novo do dos Locke, Bode que entrega uma excelente interpretação, assim como Os atores que fazem a mãe e o filho mais velho, que apesar de em alguns momentos apresentarem um ar meio perdido em outros me comoveram com suas interpretações. Já a personagem Kinsey eu fiquei 70% do tempo querendo matar e 25% gostando muito, os outros 5% só queria dar uns sacodes. Mas o que seria da minha existência se não visse uma série adolescente sem um adolescente que me fizesse passar raiva?

Contudo, alguns pontos eu gostaria que na segunda temporada fosse melhor trabalhados, como os desenvolvimentos de alguns personagens principais, que em alguns momentos foram ofuscados por personagens secundários que roubam a cena.

Uma série de fantasia com uma trama inteligente e que prende nossa atenção Locke & Key tem tudo para ser um sucesso se na próxima temporada a direção acertar o tom e entregar ainda mais a magia que tão potencialmente mostrou na primeira temporada. 

Uma indicação de série para quem gosta de séries de fantasia, dramas familiares e suspense!

Sim, não falei, (de propósito!) porém, tem um suspense e mistério que adorei nessa série!

Esperam que vejam e tenham uma ótima experiência como eu tive!



Até a próxima. 


Curiosidades.

Aaron Ashmore é o jovem tio da família Locke, e não... Não é o Homem de Gelo e sim seu irmão gêmeo! Saudades de assistir série com ele!

11 comentários

  1. Olha aí!Eu penso que você adivinha. Estava olhando sobre essa série ontem. Mas acabei deixando passar. Eu amei ler sobre ela, sobre isso da fantasia e pelo que vi, a fotografia da série parece ser muito e sombria.
    Eu adoro isso!
    Claro que agora verei!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  2. Olá Vivian!
    Ai menina, eu juro que TENTEI, mas parei de ver no terceiro episódio. Assim que saiu o trailer eu fiquei muito empolgado e já fui logo marcando a data de estreia para não esquecer.
    Locke & Key tem um conceito diferenciado que chama atenção, pois quem não vai gostar de chaves mágicas espalhadas por uma casa sombria que dão acesso a vários lugares?
    Mas a série é MUITO lenta, tem uns episódios que literalmente não servem pra nada. Além disso, a atuação dos personagens é muito ruim, não sei se a maioria é iniciante mas achei fraquíssimo.
    E apesar de ter sido renovada para um segundo ano, minha intuição diz que a série não passa da segunda temporada (considerando que a Netflix vai cortando tudo que não dá audiência).
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ei Vivis.
    Essa série é um caso sério na minha vida! Vi o trailer e fiquei doida querendo ver, mas daí tinha as HQs (em inglês) no Unlimited, e resolvi ler primeiro. Amei até onde li (terceiro volume, de seis), e fui assistir. Dai começa meu nervoso ahahahahahah
    Ela foge MUITO da história das HQs, e tá, eu já esperava por algo do tipo, como em toda adaptação, mas tem questões importantes que não foram tratadas e umas mudanças nos personagens que não dá pra relevar não HSHHAHAHAHAH Dois exemplos: a Kinsey parece outra pessoa kkkkk e a forma com que apresentam e desenvolvem head games.
    Se puder, leia as HQs, não vai se arrepender. <3

    ResponderExcluir
  4. Vivian!
    Gostei muito da sua resenha, principalmente porque amo esses filmes que trazem um mistério, mais do que terror.
    Pelo trailer, achei bem escuro, mas talvez seja apenas para dar o clima de suspense.
    Não li as HQs, mas vou ver se assito.
    O Aaron e o Shadow são idênticos, não é?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. ingriD Figueiredo17/05/2020 03:50

    me lembrou cronicas de narnia, espero que tenha uma segunda temporada pq depois dessa resenha eu vou assistir kkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Confesso que a serie não me atraiu muito mas de qualquer modo vou anotar aqui para futuramente dar uma espiada ,na verdade não sou fissurada em series então eu sempre enrolo para assistir

    ResponderExcluir
  7. Olá Vivian!
    Ahei bem interessante a premissa da série. Adorei o plot das chaves, além de serem muito bonitas, envolvem uma magia fascinante. Também nunca li nada do autor. Espero que na próxima temporada os protagonistas tenham o destaque que merecem. Acho que vale a pena dar uma conferida.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Não sabia sobre a existência da série, já que faz um tempão que não procuro coisas novas na Netflix.
    A série não faz muito o meu estilo, mas se torna boa para quando está procurando algo novo para se assistir já que a temporada conta com poucos episódios.
    P.S. adorei o design das chaves.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eita! Como nunca reparei nessa série quando estava navegando pela Netflix?!
    Gostei bastante da ideia das chaves, nunca vi nada parecido. Parece ser bem fantasia, apesar do suspense. Se colocassem uma pitada de terror seria perfeito! haha
    Vou procurar assistir.

    ResponderExcluir
  10. Olá! Para variar não conhecia a série (risos). E mesmo não focando muito no terror, não sei se ela entrará para a minha lista, que, aliás, já está imensa.

    ResponderExcluir
  11. Vi o traller da série e me interessei muito, a princípio fiquei com um pouco de medo, mas depois vi que era pura fantasia. Gostei bastante e vou assisti assim que possível. Essa mansão da medo.

    ResponderExcluir