A Procura do Par Perfeito - Jennifer Probst

Título: A Procura do Par Perfeito, 2
Autor: Jennifer Probst
Páginas: 227
Ano: 2017
Editora: Paralela
Gênero: Ficção, Literatura Estrangeira, Romance, New Adult
Adicione: Skoob
Nota:   
Sinopse: Linda, talentosa e apaixonada por seu trabalho, Kennedy é sempre estilosa, e sua imagem transmite feminilidade, confiança e profissionalismo. Quem a vê nem imagina sua adolescência difícil e uma vida inteira de luta contra o peso. Coach e consultora da famosa agência de relacionamentos Kinnection, Kennedy cria dates incríveis, encoraja solteiros a brilharem, e nunca recusa um desafio – nem mesmo Nathan Ellison Raymon Dunkle, cujas iniciais são N.E.R.D! Ele é engenheiro aeroespacial, um gênio, e o mais novo cliente de Kennedy, que vai trabalhar sua mágica para transformá-lo de desajeitado e mal vestido no mais desejado gato de Verily. Quando ela se dá conta de que ela e Nate são muito parecidos e podem ser perfeitos juntos, será que ela vai permitir que seu coração entre no caminho certo? Ou seus próprios medos e inseguranças vão condená-la a uma vida de solteira enquanto ajuda Nate a encontrar outra pessoa?
Resenha:


A Série "A Procura" conta com 7 livros, desses 7 apenas os 2 primeiros foram lançados no Brasil pela Editora Paralela.
O Livro "A Procura de Alguém" conta a história de Kate, amiga e Sócia de Kennedy. 

Embarquei nessa história na expectativa de encontrar um personagem masculino dentro de um ChickLit cheio de situações estabanadas e divertidas. Mas não foi bem isso que encontrei. Pelo menos não totalmente.

Nathan, vendo o tempo passar sem emoção, decide que é a hora de estabelecer a vida, nesse caso, satisfação profissional (que ele já possui) não basta, o moço deseja constituir família. O jovem Engenheiro Aeroespacial anda um tanto cansado de sua rotina atolada de trabalho no laboratório, pois vive mergulhado em teorias e fórmulas para descobrir a melhor maneira de mandar o ser humano para um passeio pelo espaço.

Como bom nerd que é, Nathan decide buscar soluções teóricas para iniciar sua procura pela esposa ideal. E acredite, ele não faz questão de nada, o cara tem visão e quer apenas alguém legal e que role química. Mas tentar encontrar uma boa teoria em testes de revista não me parece uma ideia muito inteligente. E essa busca já inicia com fortes sinais de fracasso!

Não sabendo muito bem onde encontrar essa "química", ainda que com todo o seu vasto conhecimento de revista, ele precisa de campo para por em prática suas teorias e decide ir à um evento armado por agências de relacionamentos. Esses eventos permitem que você converse durante alguns minutos com possíveis parceiros e ao final escolhe quem mais te agradou e pode marcar um encontro de verdade.

Nathan não foi muito bem na escolha da roupa para o evento, tão pouco das palavras. O cara trabalha num laboratório e usa jaleco em todo lugar, sempre se suja de molho na hora de comer, apesar de saudável e dono de boa aparência, ele parece que saiu da década de 80 com suas roupas esquisitas e cabelos longos sem corte. Foi surpreendente que algumas mulheres demonstrassem interesse por ele durante o evento. Porém, as coisas começam a dar errado e os poucos minutos na mesa com as mulheres, mostra ao Nerd que suas teorias de nada valem. Então ele muda a abordagem e tenta ser direto. O que acaba criando uma situação embaraçosa, chamando a atenção de Kennedy, a organizadora do evento, pra ele.

                                      

Pronta para engolir Nathan pelo rebuliço causado, Kennedy o chama firmemente para conversar. E ele, que parecia ser um grosseirão total, conseguiu passar a ela a imagem certa de si: estabanado, Nerd, sincero e de bom coração. Movida por desafios, essa situação instiga Kennedy. A jovem propõe ajudá-lo e oferece os serviços da empresa pra ele, que aceita.

Como a maior parte dos homens, Nathan é literal. Não entende meias palavras. Sua maior qualidade é também seu maior defeito: a sinceridade. Empenhada em ter êxito nessa difícil missão, Kennedy reúne todo o seu acervo de fada madrinha para ajudar o boy a se encontrar. Ou melhor, encontrar uma abordagem mais suscita e ganhar a esposa dos sonhos. Mas será que o caminho é mesmo esse? Será que jogos e dicas realmente garantem um "par perfeito" para alguém?

Com o passar de páginas, conhecemos os demônios de Nathan e se torna palpável a vontade de dizer pra esse personagem "tudo vai ficar bem, o mundo não é tão cruel, nem as mulheres"... Enquanto na mesma proporção, o coração se desmancha quando a fada madrinha Kennedy vai revelando que também tem um passado sombrio.

É um fato: eu amo romances, amo chicklit e esse aqui me encantou. Tiradas cômicas que deixam a história mais leve, dramas reais, superações e personagens secundários encantadores, principalmente Connor, irmão de Nathan e ao meu ver, um dos personagens mais debilitados emocionalmente, porém, pouco aprofundado na história. Alô Jennifer Probst, se tiver Spin-Off para ser preparado, não esqueça do Connor.

Disposto a colaborar, Nathan se mostra um bom aluno, tão bom que a "professora" fica mexida com seu jeito, pois, por trás de tanta falta de estilo existe um cara fofo e com pegada! Kennedy fica perdida e sem saber muito bem como lidar com a situação. A verdadeira imagem de mulher forte, decidida e inteligente a gente vê por aqui. E o que pode ser feito quando um cara chega, te tira da sua zona de conforto e bagunça com todas as suas certezas?

Não foi muito difícil me apaixonar pelos personagens e chorei com alguns trechos. Achei que seria um livro bem levinho, mas essa história toca na ferida de assuntos sérios e o mais forte deles é a gordofobia (dizem que não existe, mas ela existe). Então, sendo eu gorda, consegui sentir facilmente a mensagem que a autora passa e me emocionei.

Prova que tive motivos pra chorar. rs
Adorei o Nathan mais que tudo e como fã, tô aqui escrevendo e pensando sobre a sinceridade que esse personagem cativante possui, muitas vezes essa sinceridade me remeteu à sintomas de autismo leve. Fica implícito e não sei se a intenção da autora era deixar isso no ar ou apenas criar um modelo sistemático de homem Nerd. Mas adorei essa inquietação que senti acerca do tema.

Além disso tudo, as amizade são de aquecer corações gelados. Kate, que tem o livro anterior a esse todinho só para ela, é a amiga mais fofa que alguém desejaria ter e Kennedy tem sorte em possui-la! Bem como as outras duas amigas e sócias da empresa, que são o verdadeiro "pau pra toda obra" e com jeitinhos únicos, fazem da empresa Kinnections uma agência de relacionamentos especial e Mágica!
                  
O foco da trama entrelaça passado e presente, mostrando claramente como bullying pode destruir a autoestima até daqueles que parecem perfeitos e fortes. Da mesma forma, deixa EXPLÍCITO que "quem vê cara não vê coração".

Nesse livro consegui ver um pouco de mim, de você, de toda a galera que tenta se encaixar, que faz força pra caber no "certo" e mesmo assim é julgada. Ainda que já tenha percebido isso a anos, o livro reforça a mensagem: VOCÊ NÃO PRECISA CABER NUM PADRÃO PARA SER FELIZ! Engraçado é que não esperava essa mensagem NESSE LIVRO.

Divertido e bem escrito, A Procura do Par Perfeito mexe com os sentimentos e faz pensar. É um livro sexy na medida certa (sim tem cenas de sexo bem detalhadas, mas um sexo devocional e interessante de ler), que aborda assuntos sérios com certa leveza e que deixa claro que a perfeição é uma busca pessoal e padrão é mutável, adaptável e irrelevante, principalmente ao coração!


O amor está em todo lugar ❤

Bjs e boa leitura :* 

13 comentários

  1. Confesso que tenho um baita receio de pegar chicklit porque muitos que li achei bobo ou acabei ficando irritada com personagem fútil e coisa assim. Agora só se ver falando muito bem ou alguma coisa me chamar muita atenção. Esse não chamou inicialmente, mas até acho que seria legal de ler porque fui com a cara desse Nathan e toda história. Não parece boba. E pelo jeito toca nuns assuntos um pouco pesados, se emociona pode ser bem interessante. Tem uma história legal e que acho que iria gostar de ler por tudo que ela consegue passar. Vale a pena uma leitura que te faça pensar nas coisas né.

    ResponderExcluir
  2. Não sou muito de ler chicklit, geralmente acho eles bobos, mau escrito e sem profundidade. Mais esse chamou minha atenção, principalmente por ser a história de um homem tentando acha um par perfeito. E um livro que eu leria.

    ResponderExcluir
  3. Jéssica!
    Adoro chick list.
    Bom ver um segundo livro ainda melhor que o primeiro.
    Também com um protagonista tão persistente e bonzinho, nem tem como não cair de encantos por ele, né?
    Quero poder ler.
    Desejo um ótimo final de semana!
    “Saber quando se deve esperar é o grande segredo do sucesso.” (Xavier Maistre)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  4. Olá, o livro não peca em entregar uma chick-lit leve e engraçada, mas se destaca ainda mais por abordar os dramas dos personagens de forma bem aprofundada. A capa é linda e parece ter tudo a ver com a história. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Jessica.
    Eu adorei sua resenha, de coração.
    Eu não sou nenhuma fã de chicklit por na maioria das vezes ter personagens que não me conquistam.
    Porém agora tenho que dizer que eu PRECISO ler essa série, eu adoro que tem toda uma mensagem sobre padrões e como não precisamos deles para ser feliz, eu já estou apaixonada pelo mocinho e não vejo a hora de ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Eu não costumo muito ler livros de ChickLit, mas após ler a sinopse deste livro e a resenha fiquei bem curiosa para conferir esta história, não sabia que este livro faz parte de uma série composta por 7 livros, uma pena apenas os dois primeiros ter sido lançados no Brasil.
    A história parece ser bem interessante, e além disto aborda assuntos delicados como bullying e gordofobia, a história parece ser muito interessante, pretendo ler A Procura do Par Perfeito.

    ResponderExcluir
  7. Eu adorei esse livro!! Eu também sou super fã de chick lit e de romance. E amo todos os livros dessa autora! Eu gostei muito dos personagens desse livro, gostei muito dos temas abordados, e eu também chorei em algumas partes. Também quero muito que o Connor ganhe um livro para ele, e já estou doida pelo próximo livro dessa série :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Realmente não li livros que são chick-lit, mas algumas já me encantaram. Esse com certeza me encantou, tem uma premissa muito boa, mostrasse um cara nerd que procurar uma pessoa ideal para si e isso é incrível, já que muitas acredita que nerd sempre vai vive sozinho. Gostei do livro e estou super ansiosa por ler.

    ResponderExcluir
  9. Oi Jéssica! Apesar de um pouco clichê, a trama tem elementos que todo fã de romances ama, como um mocinho nerd e desajeitado e uma perspectiva de relacionamento a primeira vista improvável. Adorei a capa com essa alusão à cinderela. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Jéssica.
    Adoro chick-lits e fiquei bem curiosa quanto a esse livro.
    Além de divertir o leitor, esse livro passa uma mensagem importante sobre aceitar e sem feliz com quem você é. Gostei bastante!
    Gosto bastante de personagens nerds! Então acho que vou me encantarcom Nathan.
    Já até baixei o primeiro e o segundo livro! Não li nada da autora, então vou começar com essa série.
    Parabéns pela resenha!
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Não esperava que esse livro iria tratar de assuntos tão sérios, achei isso bem legal pois ao mesmo tempo em que estamos lendo uma história divertida ela também é uma história que nos faz pensar sobre o mundo de hoje em dia, o Nathan parece ser um fofo e acho que me identificaria muito com ele, sou uma pessoa muito de exatas e que sempre fui considerada a nerd da escola, sou bem objetiva e falo algumas verdades que ninguém tem coragem, adoraria ler o livro e espero qua a editora publique as continuações.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá. Não gosto de romances hot, então não atraiu meu interesse para a leitura. É legal a abordagem sobre bullying e as consequências disso na vida de quem sofre, realmente é uma discussão muito importante. Mas ainda assim não me atraiu.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Olá, nossa o livro parece ser uma gracinha, aqueles romances fofos que a gente se apega. Gostei da parte que mencionou que trata sobre Bullying, realmente um assunto que precisa ser mais discutido. Adoro quando os personagens são tão diferentes um do outro mas que acabam tendo algo em comum que os une, adorei a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir