Dilema Mortal - Série Mortal, 18 - J. D. Robb (Nora Roberts)

2 de outubro de 2021

Título:
Dilema Mortal - Série Mortal, 18
Autor: J. D. Robb (Nora Roberts)
Páginas: 489
Ano: 2012
Editora: Bertrand
Gênero: Romance Policial
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:  
Sinopse: Reva Ewing, uma ex-agente do Serviço Secreto norte-americano que agora trabalha como especialista em sistemas de segurança nas Indústrias Roarke, é a principal suspeita num caso de duplo homicídio. Afinal, tinha muitos motivos para matar o marido, o escultor mundialmente famoso Blair Bissel. Além de ele estar tendo um caso, sua amante era a melhor amiga de Reva.
No entanto, chamada para investigar o caso, a tenente Eve Dallas acredita na inocência de Reva. Seus instintos lhe dizem que a cena do crime estava arrumada demais, lembrando um cenário, e as respostas pareciam muito óbvias. Quando investiga mais a fundo, descobre que, no exato instante em que uma faca de cozinha era enfiada entre as costelas das vítimas, a senha do estúdio do escultor morto estava sendo trocada e percebe que todos os dados de seu computador foram corrompidos e destruídos.


Resenha: Bom, antes de qualquer comentário, vou deixar abaixo o link das inúmeras resenhas anteriores. Para ler, basta clicar na imagem:


"— Você coloca muita fé no meu taco, tenente. — Minha fé vai toda para sua astúcia irlandesa, garotão."

Agora sim, vamos falar de Dilema Mortal, o décimo oitavo livro da Série Mortal! E se você pensou que não teria como estes livros nos surpreenderem ainda mais, se enganou, mesmo sendo um livro depois de tantos, as tramas continuam nos surpreendendo e não é pouco!

Quanta imaginação esta criatura tem, não é normal, ela tem vários clones que escrevem com ela, não é possível!

Mas enfim, já não sei mais nem dizer qual é o meu favorito, eu tinha um, mas então a cada nova leitura, temos uma nova surpresa e um novo favorito, então desisti de contar as predileções, decidi que gosto de todos!


"— Só isso e acabou? Acesso negado? Você dá de cara numa parede eletrônica e eu tenho de vir aqui sentar no seu colo? — Claro que não! Você está sentada no meu colo por causa do chocolate."

 

Neste livro, como o título diz, temos um dilema e é ele quem guia a nossa leitura, um dilema moral e um que ficou bem difícil de superar: Entre Eve e Roarke!


Mas antes vamos falar do crime que temos aqui! Reva é funcionária de Roarke e filha de Caro, a assistente muito confiável dele. Então imaginem quanta confusão acontece ao sabermos que Reva está sendo acusada do assassinato do próprio marido e da amiga. 

Eles eram amantes e Reva descobriu tudo por meio de uma carta anônima, contendo inclusive fotos dos dois, ela é especialista em segurança e ao saber da traição invade a casa da amiga para surpreender os dois. Mas acabou sendo ela mesma surpreendida ao encontrá-los mortos!


Claro que ela chama a mãe, que liga para Roarke, que avisa Eve. Começa então uma trama bem complicada e eu juro que desconfiei de cara de quem era o assassino, mas não podia acreditar que fizesse sentido que fosse quem eu pensei, mas era e a explicação foi perfeita!

"— Você é um cara esperto. Sabe o que deve ser feito. 
— E o que seria? Ele deu uma palmadinha no ombro de Roarke. 
— Você deve rastejar e ser humilde — sugeriu e empurrou a cadeira o mais longe possível de Roarke para não apanhar."

Bom, para explicar a coisa do dilema, eu preciso contar que estamos lidando com espiões aqui. Pois é, espionagem é algo que acontece desde sempre e lá pelas tantas Roarke descobre coisas sobre o passado de Eve. Descobre que o pai dela era espionado e que para "o bem das descobertas e disfarces" deixaram Eve com o monstro da pai dela, mesmo sabendo em primeira mão o que ele fazia com a menina.

Eu não vou falar o que ele descobre pois não quero dar spoiler, mas as cenas que vieram a seguir foram bem pesadas e difíceis e Roarke neste livro se torna um ser humano normal, cheio de falhas e acaba descendo do seu pedestal de ser humano perfeito. Ele quer vingança, Eve também. Só que a vingança dela é pelas mãos da justiça e a dele é matando os responsáveis pelo sofrimento no passado da mulher.

"Poucos dias, reparou ele, antes de Eve ser achada pela polícia em um beco, surrada e com o braço quebrado. Ricker sabia de tudo isso, refletiu, e a OSP também."

Está aí o nosso dilema. Ela sabe que se ele fizer justiça com suas mãos, estará passando uma linha que ela não aceita, a da justiça, ele também sabe, mas está irredutível e assim vemos nosso casal se distanciar mais e mais durante a leitura. 

"— Você é o amor da minha vida. Não me importo se essa frase parece piegas ou sentimental. Você é o começo de tudo, o fim de tudo. E o melhor de tudo."

Claro que tudo se ajeita, ele entende, não muito, mas consegue ver que a vingança que ele tanto queria era para ele e não para Eve e a reconciliação dos dois foi linda e bem intensa e tudo fica bem no final!

"— Eu amo você — sussurraram os lábios dele, ainda junto do coração dela. — Estou perdido de amor por você. Não perdido, refletiu ela, sorrindo no escuro e sentindo o pulso acelerar. Achado. Nós dois achamos um ao outro."

Peabody, que agora é detetive e parceira de Eve cresce a cada livro de uma forma que se torna tão indispensável quanto a nossa Protagonista e eu acabei terminando esse livro e indo correndo para o próximo pois não consigo ler somente um por vez!

"— Todas essas rotinas não se aplicam quando estamos Bondeando. 
— Bundeando? Quem é que está bundeando? Não estou interessada em bundear por aí. Aliás, detesto bundear. 
— Não, não... Bondeando. Significa atuar como Bond... James Bond. Você conhece, o carinha espião que é ultramag. 
— Deus Santíssimo! — Eve fez uma curva abrupta e pegou uma rua lateral, mas só conseguiu avançar um quarteirão antes de o tráfego parar novamente. — Por que eu?"

Como todos os anteriores, eu recomendo demais a leitura!


8 comentários

  1. Denise, viu que está em pré venda, Celebridade Mortal?? Assim que vi, lembrei de você.
    Bem.... o que mais temia aconteceu....mas ainda bem que foi por pouco tempo....ninguém mexe com meu casal.
    Nora passou mil vezes na fila da criatvidade, só pode.

    ResponderExcluir
  2. Eu amo acompanhar sua opinião sobre uma série que eu particularmente, nunca tinha dado atenção no começo, depois comecei a me interessar mais e hoje em dia, vivo num misto de desejo muito ler com sei lá rs
    Mas é bom ler que a cada livro as coisas vão se resolvendo e tudo acontecendo como se fosse um livro único e não parte de uma série tão grande!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Eita Denise!
    Quem diria que de alguma forma a relação de Eve e Rourke ficaria abalada em algum momento, hein?
    Bom é que fizeram as pazes e Rourke não precisou fazer vingança com as próprias mãos.
    Um livro melhor que o outro...
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Mulher, eu também acho que não é normal não! kkkkkkk eu fico chocada, acho que mais que vocês, toda vez que venho ver uma resenha e só tem 5 estrelas. Eu adoro a autora, leio muitos livros dela, apesar de não conhecer essa série. Mas de tanto que vocês falam, dá vontade de conhecer!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Hahaha que eu também acho bem mais fácil, nomear todos como favorito mesmo. E o dilema dessa história não vai ser fácil hein, mas que bom que os nossos protagonistas conseguem se entender no final.

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Essa autora tá sempre se reinventando né?
    Muitos livros publicados, sempre faz sucesso e deixa os leitores empolgados.
    Já esperando a leitura coletiva kkk

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Tenho dois livros dessa serie

    Uma pena que na biblioteca de minha cidade tem poucos livros dessa serie .gosto muito da escrita Nora Roberts sempre fluida.nunca canso de elogiar a criatividade dela em fazer uma serie tão longa mas que encanta a cada livro.isso é para poucos autores .

    ResponderExcluir
  8. Já tava de olho já série a um tempo mas não sabia que possuía tantos livros. Pra manter o hype deles lá em cima precisa mesmo de criatividade e tenho certeza que a Nora tem de sobra. Embora ainda não tenha lido nada dela. Gosto muito de tramas assim e já quero saber se acertaria quem é o assassino.

    ResponderExcluir