Luz, câmera, ação!!! Raya e O Último Dragão

3 de abril de 2021

Diretor ou produtor:
 Don Hall; Carlos López Estrada
Ano: 2021
Gênero: Ação; Aventura; Fantasia 
Elenco:  Kelly Marie Tran; Awkwafina; Gemma Chan
Nota:    
Sinopse: Há muito tempo, no mundo de fantasia de Kumandra, humanos e dragões viviam juntos em harmonia. Mas quando uma força maligna ameaçou a terra, os dragões se sacrificaram para salvar a humanidade. Agora, 500 anos depois, o mesmo mal voltou e cabe a uma guerreira solitária, Raya, rastrear o lendário último dragão para restaurar a terra despedaçada e seu povo dividido. No entanto, ao longo de sua jornada, ela aprenderá que será necessário mais do que um dragão para salvar o mundo – também será necessário confiança e trabalho em equipe.

Resenha:

Animações definitivamente passam as melhores mensagens. 

Gente! Voltei com esse filme babado que me deixou muito intrigado com o trailer, e confesso que tenho gostado dessas novas princesas que estão entrando para o catálogo da Disney (possuem muito mais personalidade que as clássicas, devo enfatizar). 


Em Raya e O Último Dragão, vamos acompanhar a protagonista que dá nome ao filme numa jornada para tentar salvar a humanidade. Acontece que no passado os dragões viviam em harmonia com os seres humanos, mas foram todos extintos ao livrar Kumandra de criaturas das trevas. 


Esse mal retorna com ainda mais força, ameaçando os cinco reinos de Kumandra, que há muito tempo são inimigos entre si e deixaram de se unir após o desaparecimento dos dragões. A esperança para mudar esse cenário reside na volta dos seres míticos, e visando isso, Raya vai embarcar numa aventura repleta de descobertas.


Na tentativa de emplacar uma nova animação de sucesso, a Disney investiu pesado nesse filme. E eu tenho certeza que se não estivéssemos no meio de uma pandemia, o retorno viria facilmente para o estúdio, pois o longa é MUITO BOM no que se propõe.


O aspecto visual não poderia ser mais atrativo, com cores vivas que nos deixam hipnotizados (principalmente durante as aparições de Sisu, o último dragão) e imersos no mundo mágico de Kumandra. Tudo bem, pra quem ama dragões, como eu, é um prato cheio, mas acredito que entediado ninguém deve ficar assistindo a esse filme.


MAS uma boa animação também precisa de história né meu povo? E aqui temos diversos pontos para refletir. Entre eles, o que mais me chamou atenção é a questão da confiança, pois quando era criança Raya cometeu um erro ao confiar numa pessoa e depois disso nunca mais se abriu para ninguém (todo mundo fica na defensiva depois de ser traído por uma pessoa próxima, né non?). 


Ahhhh, além disso, essa questão dos reinos que não se falam reflete de forma extremamente sagaz um mal que estamos vivendo: o individualismo. E nesse sentido, o longa nos mostra que sozinhos não somos nada e não chegamos a lugar nenhum, Nesse momento de pandemia, é fundamental que cultivemos nosso lado altruísta e nos coloquemos no lugar de tantas pessoas lutando, sofrendo e tentando viver um dia de cada vez.


Delírios à parte, a parte cultural também não decepciona. Não consegui identificar quais são as inspirações, mas só posso dizer que fizeram uma farofa de culturas e ambientações que estranhamente deu muito certo. Achei diferente e conceitual, sem contar nos visuais (tem uma menina do reino vizinho com undercut e brincão que eu AMEEEEI). 


Já deu pra perceber que o filme é ótimo? Espero que sim. Conquistando tanto crianças quanto adultos (as animações da Disney estão ficando cada vez mais interpretativas, e eu adoro isso), Raya e O Último Dragão soa fresco e instigante, com uma protagonista humanizada que reflete a dificuldade que nós  temos de confiar nas pessoas (ou voltar  confiar). Só peguem a pipoca e não demorem pra conferir o filme!


Até mais! 


10 comentários

  1. Ah..rs
    Eu já vi duas vezes essa obra prima! Sim, foram duas vezes e sei que vou acabar vendo novamente, pois é um filme maravilhoso, pelo enredo, pelas cores, por Raya, por Sisu!
    Eu sorri, chorei, me emocionei e se pah, vou ver ele hoje de novo só pra aquecer meu coração!!
    Tomara que todos vejam esse presente!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Tem que pagar a mais pra ver esse filme, nao entendi??
    Nao vejo muita animaçao, mas algumas quando vejo gosto muito.
    Adorei a resenha dele!


    ResponderExcluir
  3. Quero assistir esse filme desde o lançamento. Depois dessa resenha tenho certeza que vou procurar alguém que tenha Disney +. Querendo muito bem. Concordo plenamente que estamos vivendo o indivualismo.

    ResponderExcluir
  4. Poxa! Só porque estou sem Disney Plus no momento.
    Amo uma boa animação com uma mensagem que toca não só os pequeninos mas os adultos também

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Embora gosto de filmes de filmes ja faz um bom tempo que não assisti um .
    Mas quando gosto assisto várias vezes
    Gostei da premissa do filme .passa a mensagem da importância da confiança e da união entre todos. E disso que estamos precisando nesses momentos complicados. Alem disso a animação tem um visual muito bonito
    Vou procurar para assistir.

    ResponderExcluir
  6. Não sei nem dizer o quanto eu AMO filmes assim com dragões. Nas minhas férias em janeiro, tirei 3 dias pra assistir sequencialmente o "Como treinar o seu dragão", fiquei apaixonada!
    Animações são tudoo de bom! Me emociono mesmo e choro que nem um bebê. Que delícia de indicação :)

    ResponderExcluir
  7. Alison!
    As princesas modernas da Disney estão show!
    Achei meio estilo Moana pelo trailer, mas gostei muito, ainda mais pelas cores e pelo enredo, falando sobre confiança ou desconfiança.
    Sem contar que dragões são sempre atrativos.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Olá Alison!
    Eu adorei o filme também. Tenho problemas em confiar nas pessoas e delegar tarefas importantes para terceiros, então a mensagem caiu como uma luva. Os personagens são muito cativantes, apesar de Sisu ser meio irritante às vezes. Minha única crítica é na caracterização dos dragões, que pra mim deixou a desejar (se o nome do filme não fosse Raya e o DRAGÃO e essa palavra não fosse usada para designar os seres, eu não ia me tocar que quilo era pra ser um dragão rsrs). Apesar disso recomendo muito para as pessoas assistirem.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá! Eu amo essas animações e sim, sem dúvida, elas passam as melhores mensagens sempre! Só pelo trailer já deu para sentir que vai ser mais uma história incrível e que provavelmente vou precisar da minha caixinha de lencinhos... ai ai meu coração!

    ResponderExcluir
  10. Amo animações e quero muito assisti com meu filho. Gosto de filmes que transmitem emoções e alegrias e ao mesmo tempo mexem com nossos sentimentos. Vou assisti assim que possível.

    ResponderExcluir