O Vampiro Lestat - Crônicas Vampirescas, 02 - Anne Rice

27 de março de 2020

Título: O Vampiro Lestat - Crônicas Vampirescas, 02
Autor: Anne Rice
Páginas: 468
Ano: 1985
Editora: Rocco
Gênero: Fantasia, Horror, Literatura Estrangeira, Ficção
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:   
Sinopse: Narrado em forma de autobiografia, este segundo volume das Crônicas Vampirescas acompanha Lestat através dos séculos enquanto ele busca sua origem e um significado para sua existência. Ao invés da figura sombria descrita pelo vampiro Louis em "Entrevista com o vampiro", encontramos um Lestat de Lioncourt simpático, sedutor, romântico e até moralista. Passamos do mundo aristocrático da infância de Lestat, seu desbunde como ator no mundo cênico de Paris até sua transformação em vampiro. A partir desse ponto ele vai procurar entender quem é e de onde vem. Como um detetive, sai em busca de pistas que o levarão aos vampiros ancestrais, o elo perdido dos bebedores de sangue. Nessa busca, porém, ele também encontrará muitos inimigos. O predador é transformado em presa.



Resenha:

“Vindo de todos os contos que li na infância, das velhas fábulas, o nome me ocorreu como algo submerso que se arremessava para a superfície de água escura, irrompendo livre na luz.
-Vampiro! - soltei um último grito desvairado, empurrando a criatura com toda minha força.”


Olá, prontos para mais uma resenha vampiresca?

O Vampiro Lestat é o segundo livro das Crônicas Vampirescas da rainha do Horror Sobrenatural Anne Rice, publicado em 1985 em sua primeira edição, é o primeiro livro das crônicas a ser narrado por seu protagonista irresistível o famoso e sedutor Lestat. Que conhecemos no primeiro livro: Entrevista com Vampiro pelo ponto de vista e experiência de Louis, sua cria vampiresca melancólica, porém, mesmo ele, não o conhecia realmente, sua história e desejos.

Para o Projeto #LendoAnneRice, nós já lemos e resenhamos os livros Entrevista com Vampiro, tanto o original, como a Graphic Novel, para ler as resenhas basta clicar nas imagens abaixo:




Lestat é um vampiro poderoso que não gostou nem um pouco de como ele foi descrito em Entrevista com Vampiro, e será por esse motivo que Lestar, tomará para si a tarefa de contar sua história, neste segundo livro.

Após anos em um sono reparador, Lestat acorda em uma Nova Orleans moderna, despertado pelo som de uma música, ele aos poucos vai reunindo forças para reviver plenamente, após todos os acontecimentos e traições narradas em Entrevista com Vampiro. Ao descobrir que seu amado Louis escreveu um livro sobre ele, e ele detestar o modo como foi descrito, resolve que precisa chamar a atenção do antigo pupilo. Se torna então vocalista de uma banda de Rock, e faz de tudo para se tornar um astro. E enquanto isso começa a escrever ele mesmo um livro, que chama de O Vampiro Lestat.

Pelos olhos de Louis, tachado como um vampiro sanguinário e sem uma maior profundidade, essa  não é a realidade e logo vamos nos ver cativados por Lestat, enquanto ele nos conta sua vida desde seus anos como mortal, sua traumática transformação, e a busca incansável pelo o significado de sua imortalidade, incluindo encontros, prazeres e dores. O mais fascinante deste livro é o encontros com outros vampiros, ainda mais antigos do que ele e mais poderosos, como Aqueles que Devem Ser Preservados


Lestat é o sétimo filho do marquês d'Auvergne e nasceu em 07 de novembro 1760 - Signo de Escorpião, o que combina muitíssimo com ele - , em Auvergne, França, em um castelo pertencente a seus antepassados. Oriundo de uma família nobre, porém decadente, ele por ser o sétimo filho estava a destinado a nada herdar de qualquer forma, porém a pobreza marcou sua infância negando a ele algo que ele consideraria muito importante por toda a sua longa vida - educação - além disso, ele cresceu tendo com sua família um relacionamento no mínimo conturbado, tendo em sua mãe Gabrielle sua única amiga e confidente.

Foi ainda muito jovem que teve um encontro que mudou a sua vida. As pessoas da cidade vieram para lhe falar sobre lobos que entraram na aldeia assustando as pessoas. E o corajoso jovem tomou para si a caçada a eles. Durante a caçada foi atacado por 8 deles, essa experiência de quase morte mudou o modo como ele encarava a vida, após um tempo e revolução interna ele toma a decisão de partir de sua cidade em direção a Paris para viver o sonho de sua vida. 

Foge ao lado de seu amigo Nicolas, um violinista.

Foi sua aura e paixão pela vida que atraiu a atenção de um antigo vampiro chamado Magnus, que o rapta e transforma em vampiro contra vontade.

"Êxtase. Eu disse a palavra e ela me pareceu clara, esta palavra única, embora não pudesse falar ou de fato mexer meus lábios. E percebi que não estava mais respirando. No entanto, alguma coisa me fazia respirar. Ela estava respirando por mim e a respiração saía no ritmo do gongo que não tinha nada a ver com meu corpo, e eu o adorei, o ritmo, a maneira como ele soava e soava, e eu não tinha mais
que respirar ou falar ou saber coisa alguma."

É só o começo dessa jornada maravilhosa, em O Vampiro Lestat, vamos conhecer um pouco mais do vasto mundo sobrenatural criado por Anne Rice, outros vampiros serão apresentados, e com uma empolgação eu li e reli esse livro. Romance, Sedução e a busca insaciável por conhecimento e pelo prazer da vida é tudo o que vamos encontrar no livro.

A História de Lestat, como mortal é cheia de uma vivacidade que não se perde após sua transformação, porém adquire outras emoções como o desejo por sangue, pela violência e por encontrar companheirismo e amor, mesmo quando ele acredita que por ser uma criatura do mal, ele não merece amor. E é claro, ele não ser a criatura mais fácil de se lidar.


Lestat é caprichoso, mordaz e espirituoso, capaz de oscilar entre uma bondade pungente e uma maldade cortante. É basicamente um: Ame ou odeie.

Vilão e Herói de sua própria história e daqueles que sua vida toca, ele é uma verdadeira força da natureza. Capaz de despertar o amor mais intenso assim como o ódio mais puro.

Anne Rice, nos cria um personagem muito denso, sua personalidade é tão humana, porém, com uma grandiosidade e poderes que o tornam irresistível. Sua imperfeição, é encantadora.

E não somente Lestar me cativou nesse livro, novos personagens vão surgir e impossível não desejar conhecer a história de cada um deles, como Marius um vampiro tão poderoso.

"– O que é, Marius?
– Fale-me honestamente – ele disse. – Você lamenta que eu tenha ido procurá-lo no Cairo? Lamenta que o tenha trazido para cá?
 – Como poderia? – perguntei. – Só lamento por estar indo embora. E se eu não puder encontrá-lo de novo ou você não me encontrar?
– Quando chegar o momento eu o encontrarei – ele disse. – E lembre-se sempre: você tem o poder de me chamar…"

E para a alegria minha e dos fãs, iremos os conhecer muito bem nos próximos livros.

Indico esse livro para todos os fãs de livros sobrenaturais e de horror pessoal. 

Venham, venham de onde vocês estiverem para ler sobre a vida, a morte e a vida após a morte de Lestat!

4 comentários

  1. Anne é um ícone da literatura vampiresca. E como eu queria poder viajar nestes livros. Amei o jeito que este livro é apresentado, a narração e isso parece que deu um ar ainda mais sombrio e delicioso ao enredo.
    Claro, teu capricho com as fotos é outro "detalhe" que deixa a gente louca para conferir até rótulo de detergente né?rs
    Engraçado que hoje em dia, ninguém mais cita o nome da autora. Meio que ela foi esquecida e isso é muito ruim. Essa mulher é um dos grandes nomes.
    Sacanagem!
    Preciso muito!!!!

    Beijo
    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Oi Vivian, nunca li nada da autora, mas comprei os livros assim que saiu o filme, devo dizer que fiquei encantada com a capa dos livros, mas ler mesmo que é bom, nada rsrs
    Espero um dia ler!

    Beijos
    http://dailyofbooks.blogspot.com/2020/03/vivendo-na-quarentena.html

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Então não sou muito de ler livros onde há vampiros, mas alguns que li adorei muito. Fiquei um tanto curiosa por esse, tem uma ótima premissa.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  4. Olá! Cada vez mais animada para conhecer a escrita da autora e nem mesmo a palavra horror me fez repensar a ideia. Não é para menos, vampiros são uns dos meus favoritos no quesito sobrenatural, por isso, não vai ser sacrifício algum conhecer a história deles. E pelo jeito nosso protagonista mesmo sendo um vampiro se mostra bem humano no quesito ame e odeie, herói e vilão em um só já gostei.

    ResponderExcluir