Vermelho, Branco e Sangue Azul - Casey McQuiston

13 de fevereiro de 2020

Título: Vermelho, Branco e Sangue Azul
Autor: Casey McQuiston
Páginas: 392
Ano: 2019
Editora: Seguinte
Gênero: Ficção, Humor, Comédia, LGBTQ, GLS, Literatura Estrangeira, Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:    
Sinopse: O que pode acontecer quando o filho da presidenta dos Estados Unidos se apaixona pelo príncipe da Inglaterra?
Quando sua mãe foi eleita presidenta dos Estados Unidos, Alex Claremont-Diaz se tornou o novo queridinho da mídia norte-americana. Bonito, carismático e com personalidade forte, Alex tem tudo para seguir os passos de seus pais e conquistar uma carreira na política, como tanto deseja.
Mas quando sua família é convidada para o casamento real do príncipe britânico Philip, Alex tem que encarar o seu primeiro desafio diplomático: lidar com Henry, irmão mais novo de Philip, o príncipe mais adorado do mundo, com quem ele é constantemente comparado ― e que ele não suporta.
O encontro entre os dois sai pior do que o esperado, e no dia seguinte todos os jornais do mundo estampam fotos de Alex e Henry caídos em cima do bolo real, insinuando uma briga séria entre os dois.
Para evitar um desastre diplomático, eles passam um fim de semana fingindo ser melhores amigos e não demora para que essa relação evolua para algo que nenhum dos dois poderia imaginar ― e que não tem nenhuma chance de dar certo. Ou tem?

Este livro foi cedido pela Editora Seguinte, porém as opiniões são completamente sinceras. Não sofremos nenhum tipo de intervenção por parte da Editora. 


Resenha:

“Mas a verdade também é simplesmente a seguinte: o amor é indomável.”

Vermelho, Branco e Sangue Azul, é um romance New Adults – tramas voltadas para um publico jovem, porém, maior de idade e com conteúdo que pode possuir: erotismo, violência, abordar temas atuais e que podem conter gatilhos de temas pesados - da autora Casey McQuiston, publicado pela editora Seguinte, do grupo editorial Companhia das Letras.

O livro foi definitivamente um dos mais comentados do ano de 2019, antes mesmo do seu lançamento, graças ao netgalley, eu pude ler alguns capítulos desse livro, porém, foi somente agora que li ele na integra. Apesar de muitos comentários enaltecendo o livro, eu estava esperando o momento certo para lê-lo, já que muito influenciada pela Jully e Nick, estava ansiosa para entrar no clima dessa leitura. 
Já que nem sempre estou no clima de romances fofos. 

E é exatamente isso o que ele é. Com um dos clichês literários mais utilizados – inimigos que se amam – e tramas secundárias com temas poderosos, só que em sua trama principal, está um romance muito fofo.

“Você ama de uma maneira tão maior que você mesmo, maior que tudo.”

Alex e Henry estão atualmente entre os meus casais LGBTQ, mais queridos.

A história é centrada no relacionamento de Alex, filho da presidente dos estados unidos, e Henry, príncipe da coroa inglesa. Começou como muitos relacionamentos literários. Eles de odiavam, tudo por causa de um incidente nas olimpíadas do rio de janeiro. Porém, ao protagonizarem um escândalo no casamento do irmão mais velho de Henry, amos se viram diante de uma situação potencialmente drástica para o relacionamento político entre os dois países, para evitar uma verdadeira crise diplomática, eles se vêem forçados a fingir uma amizade entre eles.

“- Estou te ofendendo? Desculpa se não sou tão obcecado por você quanto todo mundo. Sei que deve ser confuso.
- Quer saber? – Henry diz. – Eu acho que você é, sim.
Alex fica boquiaberto, enquanto a boca de Henry esboça um sorriso quase maldoso.
- Só uma idéia – Henry diz, com o tom polido. – Você já notou que nunca abordei você e fui exaustivamente educado todas às vezes em que nos falamos? Mas aqui está você, me procurando de novo. – Ele dá um gole do champanhe. – só um comentário.
- Quê? Eu não... – Alex balbucia. – É você que...
- Tenha uma ótima noite, Alex – Henry diz, tenso e se vira para ir embora.”

A partir deste ponto Alex percebe que sua impressão de Henry não é correta e vice e versa, ambos começam a trocar emails, e segredos, uma amizade real vai ser forjando, e a tensão sexual entre eles, – que fique bem claro, sempre existiu – vai ser fortalecendo.

É o momento em que Alex, começa a se olhar mais atentamente e pensar nos seus sentimentos, afinal, ele tinha vinte e um anos, e sempre se viu como heterossexual, e apesar de já ter tido algumas experiências, por mera curiosidade, foi somente ao se apaixonar de verdade, que muitas das emoções, dúvidas e situações surgem em sua vida.

É o contrario com Henry, que apesar de ser muito discreto, sempre aceitou que é homossexual, apenas, por obrigação aos protocolos da nobreza inglesa, deixava essa parte importante de si mesmo, em segredo.

A trama tem uma passagem de tempo, que podemos acompanhar através de algumas datas nas trocas de emails entre o casal, o que gostei, pois, nem tudo aconteceu muito rápido. Há um desenvolvimento dos sentimentos entre eles, e a autora escreve com muita delicadeza as descobertas dos sentimentos.


Contudo, é um livro com um grande conteúdo sexual, após eles assumirem um para o outro o que sentiam, ou o mais próximo disso possível, eles fazem o que todo casal em inicio de relacionamento faz: não conseguem tirar as mãos um do outro, e manter as roupas em seus corpos. Fiquem avisados desse conteúdo, já que a capa fofa, pode enganar, o livro não é inocente. 🔥😉

Eu particularmente, gostei da forma como muitos temas importantes foram abordados, a visibilidade da sexualidade, e não somente a homossexual, como a presença de outros personagens, dentro de outros aspectos da sigla LGBTQI ,como o B de bissexualidade, vi alguns comentários falando de promiscuidade, porém, levei mais pela expressão saudável da sexualidade de um jovem. É um tema importante para debate.

Porém, a trama secundária, que atraiu mais a minha atenção foi de longe a trama política e dos bastidores da corrida presidencial, é importante que livros voltados ao público jovem, tragam informações sobre política e da importância de se conhecer esses assuntos.


Alex, é um protagonista que deseja mudar o mundo através da política, vem de uma família de políticos que representa muito, uma mãe: presidente dos EUA, um pai senador, que é filho de mexicanos, um padrasto que assumiu os cuidados da casa enquanto a esposa governa. Uma família poderosa, em muitas formas.

“Pegue tudo o que quiser e saiba que você merece ter.”

É a trama política, e os problemas dos protocolos ancestrais da nobreza que servem de pano de fundo para o romance entre Alex e Henry, que por precisarem manter em segredo o que sentem um pelo outro, precisam, descobrir se o que sentem é real, para enfrentarem a todos que vão ser contra a eles.

“Então, você sente que é para sempre?”

Existem outras sub-tramas muito inteligentes na história: a obsessão das mídias em torno da vida de ambos, a pressão social, e muito mais, que só ampliam a importância desse romance, que poderia ficar muito pesado, mas com uma escrita fluida, a autora conseguiu deixar a trama leve, o linguajar boca suja, própria dos rapazes de vinte e poucos anos, as conversas que vão desde sexo e papos filosóficos e história, sem contar as inúmeras referências à cultura pop em geral.


Outro ponto positivo: os personagens secundários são maravilhosos, eu poderia passar horas falando sobre eles, mas apenas deixo aqui meu carinho por eles. A amizade, lealdade e amor que amigos e familiares dão uns aos outros equilibra muito.

“Se houver um legado para mim nesta terra maldita, quero que seja verdadeiro. Para poder dar a você tudo de mim, em todos os sentidos que você me quiser, e para poder te oferecer a chance de uma vida.”

O único ponto que deixou a desejar um pouquinho é que como o livro está sob o ponto de vista de Alex, não temos muito do cotidiano e política inglesa, sabemos das regras e protocolos que impedem Henry de se assumir a principio, mas ficou bem superficial essa parte, principalmente comparando a importância da trama da corrida presencial americana para a história.

Um livro que pode agradar a todos que gostam de romances fofos, porém, com um conteúdo mais adulto e tramas inteligentes.

Leitura super rápida desse janeiro que parece que não acabava nunca. Leiam para saber qual o fim desse casal improvável e espero que tenham uma experiência literária tão boa quanto a minha.

Até a próxima.

3 comentários

  1. Um dos livros que está na minha listinha de desejados. Não somente por trazer o amor mais uma vez tendo que superar as dificuldades,mas por ver também que o amor não escolhe raça, sexo, situação econômica. É preciso ter amor em todos os lugares!
    E este livro traz tudo isso,a política, o amor, a amizade, tudo junto sim no mesmo enredo.
    E tem pimentinha ali..rs(adoro)
    Espero ter e ler em breve!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Olá! Estou bem curiosa para conferir essa história, achei a proposta da autora muito bacana, parece ser uma história divertida, e que também nos fará refletir sobre um tema, ainda não respeitado e compreendido por muitos, e tudo isso acontecendo em um cenário com os membros da realeza e da representante da nação mais poderosa do mundo, como fã do bom e velho clichê espero poder conferir o livro em breve.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Esse é uns dos livros que quero muito ler. Já li varias resenhas e são bem positivas. Gostei muito da trama, me chamou bem atenção, então espero ler logo!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir