História de Um Grande Amor - Trilogia Bevelstoke, 1 - Julia Quinn

13 de janeiro de 2020

Título: História de Um Grande Amor - Trilogia Bevelstoke, 1
Autor: Julia Quinn
Páginas: 288
Ano: 2020
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de Época
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:   
Sinopse: Primeiro Volume da Trilogia Bevelstoke.
Julia Quinn já vendeu mais 1 milhão de livros pela Editora Arqueiro.

Aos 10 anos, Miranda Cheever já dava sinais claros de que não seria nenhuma bela dama. E já nessa idade, aprendeu a aceitar o destino de solteirona que a sociedade lhe reservava.
Até que, numa tarde qualquer, Nigel Bevelstoke, o belo e atraente visconde de Turner, beijou solenemente sua mãozinha e lhe prometeu que, quando ela crescesse, seria tão bonita quanto já era inteligente. Nesse momento, Miranda não só se apaixonou, como teve certeza de que amaria aquele homem para sempre.
Os anos que se seguiram foram implacáveis com Nigel e generosos com Miranda. Ela se tornou a mulher linda e interessante que o visconde previu naquela tarde memorável, enquanto ele virou um homem solitário e amargo, como consequência de um acontecimento devastador.
Mas Miranda nunca esqueceu a verdade que anotou em seu diário tantos anos antes. E agora ela fará de tudo para salvar Nigel da pessoa que ele se tornou e impedir que seu grande amor lhe escape por entre os dedos.
Resenha: Mais um lindo romance de época! De três livros lidos esse ano, dois foram nesse gênero literário...Comecei com o pé direito!

Bom, eu havia comprado o ebook na pré venda em dezembro. Preciso dizer que isso de ler quase só em ebook é maravilhoso nesse sentido. Comprei o livro na Amazon e lá dizia que no dia 10 de janeiro baixaria para o meu kindle automaticamente. Pois quando vi, estava já no meu kindle no dia 8. Ah gente, sério...se fosse livro físico, mesmo adiantando a pré venda não seria tão rápido receber.



Enfim, comecei a ler no mesmo dia! E terminei no dia seguinte!

História de Um Grande Amor é o primeiro livro da Trilogia Bevelstoke, que foi escrito pela Julia Quinn e publicado pela Editora Arqueiro.

Sabendo quem era a autora, dificilmente não iria gostar. Disso eu sabia, então não foi surpresa quando me vi dando boas risadas com esse livro!

"Não quero que mamãe me veja assim. Ela acha sujeira deplorável, e eu acho deplorável ter que ouvir suas reclamações sobre como ela acha a sujeira deplorável."

Começamos quando Miranda, ainda criança está na festa de 11 anos Olivia, sua melhor amiga e de seu irmão gêmeo Winston. Lá podemos conhecer um pouquinho da vida da menina que se achava feia demais, sem graça demais e além disso tinha um pai ausente, não um homem ruim, apenas um cara que vivia mais preocupado com seus livros do que com a filha. Me pareceu que, se fosse um filme, o ator seria alguém que jamais sequer mostraria o rosto, tamanha sua "importância" na trama.

O homem era tão desligado que esqueceu de buscar a filha da festa dos amigos, o que fez com que a mãe dos gêmeos pedisse ao seu outro filho Nigel, ou Turner, como ele preferia ser chamado que acompanhasse a menina até em casa.
Turner era bem mais velho e claro que via Miranda como uma criança, mas ela não o viu dessa maneira.

2 de março de 1810
"Hoje eu me apaixonei"

O tempo passou, Turner viveu momentos terríveis que o fez se tornar amargo e solitário e Miranda cresceu. Guardou em seu coração e nos diários que escrevia seus sentimentos pelo rapaz. Turner não queria saber de envolvimento. Com ninguém. Muito menos com a menina que ele considerava uma irmã, até que percebeu que a menina que cresceu com sua irmã já era uma mulher. Uma mulher linda.



Então coisas acontecem. Coisas que acabam sempre fazendo com que eles fiquem próximos. Como ninguém imagina que Miranda é apaixonada por ele desde os 11 anos e que ele, sem perceber, está se apaixonando por ela, não ligam que estejam ficando cada vez mais próximos, afinal, são quase da família não é mesmo? Sobretudo quando Olivia resolve que Miranda precisa casar com seu irmão. O errado: Winston.

"Como se os seus ouvidos  fossem muito mais impuros do que os meus. Talvez os ouvidos não fossem, mas o resto do corpo definitivamente era, pensou Miranda, com certa tristeza."

Como já era de esperar, adorei a leitura! Achei o livro mais apimentado do que o normal da autora. Não sei se foi impressão minha, provavelmente foi, mas eu sou meio implicante nesse aspecto mesmo...

"Você me quer, ou quer a sua honra? - murmurou Miranda. Ele a olhou como se ela tivesse deixado passar alguma informação primordial, e então respondeu: - São a mesma coisa."

Enfim, é um livro lindo, adorei passar a tarde com esse casal que mais brigou do que fez qualquer outra coisa! Estou ansiosa pelos próximos, eu imagino que sejam sobre os gêmeos, vou ficar torcendo por isso. Pelo que sei, vão sair ainda do primeiro semestre de 2020! Adoro essa agilidade dos autores e Editoras que não nos deixam esperando pelas sequências.

Leiam gente, vale a pena e garante boas risadas!

6 comentários

  1. Julia é rainha, não adianta negar isso e este super lançamento dela já está dando o que falar e olha aí que surpresa chegar no blog e ler a primeira resenha dele e assim, tão linda!!!!
    Com uma pimentinha ali(adoro)
    Além dos diálogos sempre bem humorados e as brigas já tão presentes nos enredos da autora, este primeiro livro também traz o amor, aquele amor que só os românticos acreditam. O amor que vence o tempo!!!
    Já está na lista de desejados!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Olá Denise!
    Amo as histórias da Julia e estou desesperada para que todos os livros dessa trilogia saiam logo (que dádiva saber que não preciso esperar muito!). Achei tão meigo Miranda cultivar esse amor de infância e já vi que a obstinação de Olívia em juntar a amiga com o outro irmão vai deixar a história ainda mais interessante. Estou curiosa pra saber o que tornou Nigel tão amargurado. E que capa maravilhosa esse livro tem!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá Denise!
    Confesso que esperava uma história mais diferenciada, porém percebe-se que essa trilogia vai ser mais um padrão da autora, com plots que os leitores do gênero já estão se cansando. Tem a excelente escrita de Quinn, com o bom humor característico? Tem! Tem química entre os personagens? Tem!
    Mas a autoria poderia ter acrescentado algo para deixar a história mais intrigante, inovando um pouco e fugindo dos clichês do gênero.
    Naturalmente, a obra é uma leitura gostosa e que deve agradar, pois é impossível não se apegar aos personagens citados pela autora, né?
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Falando de Julia Quinn, sempre irei amar os livros dela. A premissa é fofa e encantadora. Estou bastante curiosa pela leitura e doida para ter o exemplar em minha estante. A resenha está incrível!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  5. Denise!
    Quando a autora vendo muito como a Julia, certeza que os livros das séries saem logo e isso é bom demais.
    Já querendo essa série nova. A Julia encanta com sua criatividade e traz sempre enredos com dramaas, bem calientes que adoro, e ainda com várias questões a serem resolvidas.
    Linda essa paixão desde a infância quero acompanhar.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Denise e suas resenhas de livros de época só para me tentar...
    Aí já quero ler esse livro.
    Mas foco nas metas literárias de janeiro! 😂😂😂
    Gostei bastante da premissa do livro e que capa linda! Já está na lista de leitura de fevereiro! 😉

    ResponderExcluir