O Desafio do Amor Verdadeiro - Querida Conselheira Amorosa..., 2 - Laura Lee Guhrke

16 de novembro de 2019

Título: O Desafio do Amor Verdadeiro - Querida Conselheira Amorosa..., 2
Autor: Laura Lee Guhrke
Páginas: 320
Ano: 2019
Editora: Harlequin
Gênero: Romance de Época
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:  
Sinopse: Para Clara Deverill, ser a verdadeira Lady Truelove significa dar conselhos sobre problemas que ela mesma nunca superou. Só lhe resta refugiar-se em uma casa de chá e esperar que a inspiração chegue entre um bolinho e outro.

Isso não acontece até ela escutar um canalha falando eloquentemente sobre a honorável arte de terminar com uma dama. O cafajeste pode se parecer com um Adônis, mas ele está prestes a conhecer o outro lado de Lady Truelove. Rex Galbraith é um herdeiro sem planos de se acomodar com uma donzela. Ele flerta com inúmeras jovens para animar sua tia casamenteira, mas Clara é a primeira a conquistar seu olhar namoradeiro. Ao descobrir que ela ― como Lady Truelove ― usou seu conselho como material para o jornal, Galbraith fica furioso.

Mas quando é forçado a fazer um acordo secreto com ela, Rex percebe que tem um problema muito maior ― porque Clara está contrariando tudo o que ele achava saber sobre as mulheres e sobre si mesmo...
O primeiro livro já foi resenhado aqui no blog, para ler, clica na imagem abaixo:

                                                    

Resenha: Eu tinha gostado bastante do primeiro livro. Conheci Clara em A Verdade Sobre Amores e Duques, mas não dei muito importância à ela. A achei sem graça, tanto que me surpreendi ai saber que O Desafio do Amor Verdadeiro seria sobre ela! Na minha cabeça, a menina não tinha conteúdo...Eu achava que o segundo livro seria sobre algum amigo do visconde de Dare, do livro anterior, mas não! É sobre a irmã da  Georgiana. O que faz sentido já que o nome da série é Querida Conselheira Amorosa e a conselheira é justamente a Lady Truelove!

Para quem não conhece Lady Truelove, é um personagem fictício, criado pela irmã de Clara. Elas têm um jornal, e nesse jornal há uma coluna em que Lady Truelove escreve para dar conselhos em respostas às perguntas anônimas.

"O rosto era perfeito, as feições pareciam ter sido esculpidas com a simetria de uma estátua, e quando ele sorriu, seu rosto inteiro se iluminou e o coração de Clara bateu mais forte."

Pois bem, Clara era só uma espécie de secretária da sua irmã. Até que ela casou e foi viajar em lua de mel. Era Georgiana quem escrevia para a coluna, e ao viajar, deixou várias "respostas" já prontas para Clara. Acontece que a viagem se estendeu, as colunas já escritas acabaram e Clara está sendo cobrada pelo editor do jornal, um carinha insuportável que a irmã deixou contratado antes de viajar, sem saber o mala que ele se tornaria.

Ela vai ter que escrever, só que não tem talento nem imaginação para isso.  Desesperada, vai à um pub e escuta uma conversa entre amigos, onde um deles, Rex, ensina o amigo, descaradamente a terminar um namoro.

Com raiva pela dama, escreve uma coluna praticamente endereçada à pobre dama, que ao ler, reconhece ali cada palavra.

"Temo que você tenha descoberto meu maior segredo, Clara. Tenho um desejo compulsivo de ser querido pelas pessoas."

Rex reconhece o texto também, como sendo suas palavras e vai ao encontro de Clara. Ele é lindo, segundo ela, mas um libertino! Antipatiza com ele de cara, ou não!

Acontece que o destino, e a tia de Rex estão querendo mesmo é que eles se encontrem cada vez mais e a animosidade de antes vai se tornar atração e atração, em algo mais.

Só que Rex não quer casar, como nenhum mocinho desses livros aliás, e Clara sonha em casar e ter muitos...muitos filhos!

É uma leitura rapidinha! Divertida, com um romance, como sempre, bem bonitinho!

9 comentários

  1. Como fã assumida de um bom romance de época me recordo muito da resenha do primeiro livro e do quanto senti vontade ler a obra. Mas ainda não o fiz ;/
    Pelo que li acima, a autora continua nessa linha de trazer um pouco de bom humor e espero que os diálogos sejam tão bem humorados como o primeiro!
    Adoro esse jogo entre casais..rs
    Lerei!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Denise!!!
    Eu estou começando a ler romance de época agora mesmo, estou surpresa com as séries e como elas se interligam. Achei até divertido o fato do jornal ter ficado nas mãos da protagonista e me peguei imaginando o que fará para dar conta do recado enquanto sua irmã está fora. Sobre o romance para ser muito fofo e bem interessante. Adoro esse clichê de guerra entre os personagens, já sabemos onde essa história vai parar né.
    Ótima resenha,
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  3. Olá Denise!
    Tudo que envolve publicação editorial me chama atenção, logo é claro que eu fiquei com vontade de conhecer essa personagem, que entrou em uma verdadeira enrascada, né?
    O romance, por outro lado, não se destaca tanto, pois se mostra bastante padrão para o gênero e o leitor facilmente consegue desvendar as etapas de tensão entre os protagonistas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Ah eu não sei porque me veio a mente aquele filme: Como perder um homem em 10 dias (já que não tem muito a ver o filme com o livro)
    Adorei a resenha. Acho que Clara vai ganhar a minha atenção e esse romance entre ela e Rex parece divertido.

    Quem sabe após eu ler os Brigadeiros esse seja o próximo de época para ler 😍
    😘😘😘

    ResponderExcluir
  5. Denise!
    Como não li o romance anterior, não tenho juízo a fazer a respeitode Clara, porém, pelo que entendi, ela vai conseguir se impor através da sua escrita e fazer o tal libertino se apaixonar e mudar de ideia quanto ao casamento.
    Adoro romances assim.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Oi Denise,
    Nos últimos meses romances de época tem sido meu gênero favorito de leitura e a cada nova indicação fico mais encantada e curiosa pelas histórias. Algo surpreendente em uma trama é quando o autor transforma aquele personagem sem graça em um protagonista muito interessante e, não vou negar, Lady Truelove parece ser uma personagem que sabe marcar presença. Clara em meio as obrigações e sem escapatória irá descobrir muitas verdades, tantos dos homens quanto de si mesma. Acho que esse é bem aquele tipo de livro onde a mocinha tem um crescimento muito significativo durante a trama e mesmo que Rex seja o clichê dos romances de época a ideia de Laura Lee Guhrke é bem atrativa e, acredito, promete uma leitura muito divertida e encantadora.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Já tinha visto muito esse livro nas livrarias mas não procurei conhecer a trama, ao ler aqui fiquei com uma curiosidade imensa. Gosto bastante de romance de época e claro que esse terei que ler né.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  8. Olá! Nossa, meu tipo de livro, ai ai já estou aqui suspirando só com a resenha! Estou de olho nesse livro há um tempinho, afinal estamos falando do meu gênero favorito da VIDA, mas como a fila está grande, acabei deixando essa vontade de lado, mas agora depois de ler tanta coisa linda sobre ele, ficou impossível resistir neh!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Denise
    Eu li o primeiro da série ano passado e não gostei muito não kkkk
    Mas a Clara parece ser bem legal e fofa, divertida, família mesmo kkk
    O Rex parece ser daqueles mocinhos que fogem da mocinha e no final corre atrás dela kkk
    bjs

    ResponderExcluir