Luz, Câmera, Ação!!! La Casa de Papel

2 de setembro de 2019

Criador: Álex Pina
Diretor ou produtor: Álex Pina, Sonia Martínez, Jesús Colmenar, Esther Martínez Lobato, Nacho Manubens
Ano Início: 2017
Ano do Término: em andamento
Temporadas: 3
Gênero: filmes de assalto
Elenco:  Úrsula Corberó, Itziar Ituño, Álvaro Morte, Pedro Alonso, Paco Tous, Alba Flores, Miguel Herrán, Jaime Lorente, Esther Acebo, Enrique Arce, María Pedraza, Darko Peric, Kiti Mánver
Nota: 
Sinopse: Após conseguirem roubar mais de 1 bilhão de euros, os envolvidos no assalto passam a ser procurados pelo país. Enquanto isso, o Professor está escondido em Palawan, nas Filipinas, onde vive recluso e despreocupado, como se nada tivesse acontecido.


Resenha: Terminei a terceira temporada de La Casa de Papel, na Netflix e estou com meu coração destroçado.

Primeiro... Achei que passou muito rápido, foram apenas 8 episódios mas, ao mesmo tempo, achei perfeita a duração da temporada por que ficou um pouco mais frenética e ágil, com o enredo bem distribuído e bem trabalhado.

Começamos a temporada 2 anos após o término da anterior e encontramos nossos amigos milionários vivendo em família (Tóquio e Rio, Denver, Mônica - codinome Estocolmo e o pequeno Cincinnati -filho biológico de Arturo, Helsinki e Nairobi, Professor e Raquel - codinome Lisboa) e curtindo toda a grana do assalto. Arturo aparece todo metido a herói e vivendo de palestras motivacionais... O velho oportunista de sempre.


Eles tem um acordo de não se comunicarem entre si mas, após Tóquio deixar a ilha onde vivia com Rio, este entra em desespero na solidão e faz uma ligação por satélite com telefones supostamente não rastreados, o que, lógico, não é verdade. Rio acaba preso e torturado sob o comando de Alicia, uma investigadora de polícia grávida e totalmente sádica. Tóquio entra em contato com o professor e a gangue se une para um novo golpe com a intenção de resgatar Rio.

Temos dois personagens novos que marcam como co-protagonistas: Alicia, a investigadora que assume as negociações com a nossa gangue e Palermo, um criminoso machista que bate de frente com Nairobi (que está mais absoluta que sempre) e Tóquio a temporada toda.

Nesta temporada os episódios fazem alguns flashbacks que nos mostram a ligação de Professor, Berlim e Palermo enquanto planejam o primeiro assalto e o plano colocado em ação atualmente e apresentam Tatiana, na época namorada de Berlim, uma personagem sem muita representatividade agora mas que pode ter algum envolvimento em futuras temporadas.





5 comentários

  1. Graças a Deus vem uma série que já as três temporadas(juro que minha fila está extensa por culpa de suas indicações..rs)
    Uma das melhores séries de todos os tempos e não vejo a hora de chegar ano que vem para ver a última(dizem que será) temporada desta saga, que creio eu, promete ser a melhor de todas, até pela vingança que acredito que virá!!!
    Não dá para falar muito desta série, acho que o sentimento só existe em que viu as temporadas e vibrou com isso de torcer o tempo todo pelos "bandidos"..rs
    Que venham 2020!!!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Só passando para dar Oi mesmo
    Não vi ainda nem a primeira temporada hahah
    😘

    ResponderExcluir
  3. Fabíola!
    Já comecei a assistir essa terceira temporada, embora tenha assistido apenas o primeiro episódio, mas já deu para sentir que terá muita ação e emoção.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Eu amo muitoo essa série! E terminei a terceira temporada com o coração na boca pelos últimos acontecimentos. No geral a série sempre foi incrível, e nem é por modinha, quando você começa, não quer mais parar. Agora estou mais do que ansiosa pelo que vai acontecer na quarta tempora e a pergunta que não quer calar: como eles vão sair dessa?
    Espero de todo o meu coração que a Nairóbi não tenha batido as botas pois é minha personagem favorita. E Palermo foi totalmnete irritante viu.

    ResponderExcluir
  5. Olá! Para ser sincera ainda não assisti nenhum episódio, mas vejo tanta coisa em relação a série que até que estou por dentro da história, o problema agora é só arrumar um tempinho e iniciar uma maratona (risos).

    ResponderExcluir