Além da Magia – Tahereh Mafi

10 de setembro de 2019

Título: Além da Magia 
Autor: Tahereh Mafi
Páginas: 368
Ano: 2017
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Fantasia, Ficção, Infantojuvenil, Literatura Estrangeira, Jovem adulto
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse: Há apenas três coisas importantes para Alice Alexis Queensmeadow, de 12 anos: sua mãe, que não sentiria sua falta; magia e cor, os quais parem escapar dela; e seu pai, que sempre a amou. No dia em que seu pai desapareceu de Ferenwood, ele levava consigo apenas uma régua. Já se passaram quase três anos e Alice está determinada a encontrá-lo. Ela o ama tanto quanto ama aventura, e está prestes a embarcar em um para encontrar o outro.
No entanto, trazer seu pai para casa não será tão fácil. Alice precisa viajar através da mística e perigosa Terra de Furthermore; onde para baixo pode ser para cima, papel está vivo e esquerda pode ser direita. Sua única companhia é um garoto chamado Oliver, cuja habilidade mágica é mentir e enganar – e com um mentiroso em uma terra onde nada é o que parece ser, requisitará de Alice toda sua concentração para encontrar seu pai e conseguir voltar para casa sã e salva. Em sua jornada, Alice precisa se encontrar- e se agarrar à magia do amor diante da perda.


Resenha:

“Ao longe há mais que Ferenwood!
Até onde a vista alcança
No mar um leve mergulho e até o joelho ele alcança depois da praia dorminhoca
O tempo é uma régua pesada e dura
Você vai encontrar atrás da porta
Aventura, aventura!
(ele perdeu os cabelos da cuca)”




Além da Magia, é um livro da autora Tahereh Mafi, voltado para o público infanto-juvenil, porém, uma aventura divertida para todas as idades, basta gostar de fantasia, contos de fadas e jornadas em um mundo repleto de magia e pequenas excentricidades. Publicado no Brasil em 2017, pela Universo dos Livros, já tem um segundo livro nesse mundo colorido e fantástico, lançado esse ano pela mesma editora.

Nesta bela história vamos acompanhar a jovem Alice, uma linda menina com apenas doze anos, que carrega dentro de si uma gama enorme de emoções e sentimentos, ela vive em Ferenwood, uma cidade mágica. Lá tudo é repleto de cores, com um povo conhecido como o mais brilhante de todos, e também o mais colorido de todos...

Até o nascimento de Alice, uma linda criança, mas sem cor alguma.

“Alice, não tinha nenhuma pigmentação. Seus cabelos e pele eram brancos como leite; o coração e a alma leves como seda. Os olhos haviam praticamente sido poupados de cores, traziam apenas o mais discreto toque de mel.”

Então, por muito tempo ela foi esquecida, considerada por todos fraca, tão sem cor afinal, mas ela tinha Pai, a quem considerava seu melhor amigo, e Mãe, e irmãos mais novos, por um tempo isso bastou, ela obviamente muito nova conheceu a tristeza de ser diferente, mas se esforçava para seguir em frente.

Até que Pai desaparece, vai embora levando um único objeto, e Mãe, se torna uma pessoa amarga e a vida de Alice então vai se tornando ainda mais triste.

Na escola as coisas se tornam tão horrível, que ela é expulsa aos 9 anos, e passa a considerar um outro garoto como seu inimigo particular.

“A dor era um peso palpável que o corpinho delicado de Alice lentamente aprendeu a carregar. Ela só tinha 9 anos quando Pai se foi, mas tão pequena Alice acordava no meio da noite raspando o fundo do coração em busca dele, e toda vez saía com dor e vazio.”

Tudo isso, é apenas o dia a dia da vida de Alice, ela sonha em encontrar Pai, em sair de sua cidade colorida, mágica e um pouco previsível. Porém, para isso ela precisa passar por um ritual aos dozes anos, nesse ritual uma tradição de ferenwood, toda criança no primeiro dia da primavera do ano que completa doze anos, deve se apresentar com seu talento mágico para toda a cidade. Após essa apresentação, cada criança recebe uma missão especial, que vai definir a sua vida.

Ela passou um ano se preparando para o seu grande dia, fez sua roupa e esta muito ansiosa por esse momento.
Obviamente esse é o momento de sua vida se complicar.

Oliver, o garoto que ela mais detesta no mundo chega, e diz que ela deve o ajudar em sua própria missão, aquela que ele recebeu um ano antes, e que em troca ele irá contar onde está Pai.

Vejam bem, é totalmente proibido receber ajudar em suas missões especiais, e para ajudá-lo ela deve abrir mão de sua própria missão...

Bom, muitas acontecem e não irei falar sobre elas, arrisquem ler esse belo livro... É apenas o começo da jornada de Alice e Oliver. Essas duas crianças tão diferentes entre si, irão se aventurar em outra terra muito longínqua e totalmente diferente do que Alice conhece.

Cores, sabores e vilarejos exóticos enchem esse livro de uma magia muito peculiar.



Os personagens principais Alice e Oliver, apesar de serem muito novos, possuem camadas de personalidades bem interessantes, ambos guardam muitos segredos, erram e apesar de alguns momentos eu ter achado que Alice iria me enlouquecer com as decisões dela, não consegui evitar torcer para que ambos sobrevivessem a essa jornada um pouco louca e perigosa e que ambos descobrissem o quão a vida pode ser divertida e cheia de amor.

Amor, no fim das contas, podia tanto ferir quanto curar. Estranho.”

Enquanto acompanhamos os dois, como todo bom conto de fadas, temos muitas lições sobre amor, honra, honestidade e lealdade.

Uma bela história sobre a força do amor e da coragem que habita em cada coração. E principalmente um livro de uma jornada muito importante: do amor próprio e aprendermos a gostarmos de quem somos, exatamente do jeito que somos.

“A verdade era que Alice sempre seria diferente – mas ser diferente era ser extraordinário, e ser extraordinário era uma grandíssima de uma aventura.”

Alice passou a vida toda querendo ter cores, querendo ser igual a todos e isso fez com que ela se fechasse para si mesma, seus talentos e até mesmo seu dom, enquanto ela amadurece durante a jornada, ela aprende a importante de que é única e especial.

Apesar de ser um livro voltado ao publico infanto-juvenil, eu apreciei muito a leitura que foi bem rápida e fluida, eu já conhecia a escrita da autora, porém em um estilo totalmente diferente deste. Ela escreveu a serie estilhaça-me, da qual sou muito fã e já estou aguardando o próximo livro.

Se houvesse um fofurômetro de livros eu daria 5 estrelas para essa edição, tanto a capa como as ilustrações internas são belíssimas. A ilustradora Juliana Fiorese é a responsável pelas ilustrações da capa e dos capítulos. Eu fiquei apaixonada por esse livro, lindo demais. Outro livro incrível que a Universo dos Livros trouxe para nós.

Leiam, para seus filhos, ou leiam apenas pela bela história, aposto que esse livro vai arrancar muitas risadas dos leitores.

Até a próxima.

7 comentários

  1. Quando vi este livro pela primeira vez e associei o nome da autora com Estilhaça-me meio que pensei que estava maluca.
    Acho isso tão maravilhoso, quando um autor ou autora criam um universo tão oposto e do nada, trazem algo ali, totalmente diferente do que já tinha escrito.
    Só conheço as letras da autora por Estilhaça-me também,mas por tudo que li acima, ela se saiu muito bem apresentando um universo mais infanto-juvenil, com magia, cores e? Família! Pois foi que me prendeu, essa busca pelo pai, essa busca talvez por si mesma, por sua falta de cores e pelo aprendizado que a personagem deve ter tido ao descobrir que as cores eram únicas e a dela era especial!!!
    Com certeza, espero muito poder ter e ler!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ângela
      Sim. Eu fiz o mesmo, li a autora e pensei: livro infantil dela!?
      Mas a capa me ganhou e acabei lendo.
      Amei demais.
      Uma leitura fluida e que cativa

      Beijos

      Excluir
  2. Oi Vivian, a Universo de Livros capricha, mesmo que algumas edições sejam simples, tem sempre algo que chama atenção, eu adoro essa editora!
    Quanto ao livro, não sei se leria, pelo gênero, e não pela autora, gosto muito da narrativa dela!

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mila
      A narrativa dela é ótima mesmo!
      Porém, o gênero é realmente bem específico.
      Contudo, a história é linda e amei
      Beijos.

      Excluir
  3. Vivian!
    Admiro autores que se arriscam a escrever coisas diferentes, sem se preocuparem com estilo.
    Já tive oportunidade de ler uma série maravilhosa da autora e aqui, senti que mesmo sendo algo mais teen, ela soube usar e abusar da criatividade, criando uma ficção cheia de tudo que há de bom na vida.
    Quero poder ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Fiquei muito triste por Alice, tão nova e teve que enfrentar tanta coisa por ser diferente. A história em si é tremenda criatividade e posso ver o quão colorido o mundo de Alice é. Que bonito e importante que a mensagem dada pelo livro seja o amor próprio, para Alice ter que se aceitar do jeitinho que é.

    ResponderExcluir
  5. Olá! Já estou de olho nesse livro há algum tempo e não teria como ser diferente com essa capa linda e essa história maravilhosa que mesmo voltada para um público mais jovem despertou meu interesse de imediato, afinal amo uma história de fantasia. Esse é daqueles livros que eu quero ler junto com meus sobrinhos, depois sozinha e sempre tirar da leitura uma belíssima reflexão.

    ResponderExcluir