Uma Loucura e Nada Mais - Clube dos Sobreviventes, 3 - Mary Balogh

2 de julho de 2019

Título: Uma Loucura e Nada Mais - Clube dos Sobreviventes, 3
Autor: Mary Balogh
Páginas: 272
Ano: 2019
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse: TERCEIRO VOLUME DA SÉRIE CLUBE DOS SOBREVIVENTES.

Mary Balogh já vendeu mais de 100 mil exemplares pela Arqueiro e é presença constante na lista de mais vendidos do The New York Times.

Depois de sobreviver às guerras napoleônicas, Sir Benedict Harper está lutando para seguir em frente e retomar as rédeas de sua vida. O que ele nunca imaginou era que essa esperança viesse na forma de uma bela mulher, que também já teve sua parcela de sofrimento.

Após a morte do marido, Samantha McKay está à mercê dos sogros opressores, até que planeja uma fuga para o distante País de Gales para reivindicar uma casa que herdou. Como o cavalheiro que é, Ben insiste em acompanhá-la em sua jornada.

Ben deseja Samantha tanto quanto ela o deseja, mas tenta ser prudente. Afinal, o que uma alma ferida pode oferecer a uma mulher? Já Samantha está disposta a ir aonde o destino a levar, a deixar para trás o convívio com a alta sociedade e até mesmo a propriedade que é sua por direito, por esse...


Resenha: Antes de mais nada, se você quiser ler as resenhas anteriores, clica nas imagens abaixo:



Nos livros anteriores, conhecemos os membros do Clube dos Sobreviventes, ainda que cada livro fale de um deles especificamente, conhecemos todos de maneira menos aprofundada e desde o primeiro livro, simpatizei com Ben. O cara anda de muletas, pelo jeito, as muletas são meio que umas engenhocas para a época, mas ele se vira como pode.

Quando, na guerra, após ferimentos terríveis, queriam amputar suas pernas para que assim ele sobrevivesse, ele não quis. sobreviveu e se curou como pôde. Quando após isso, lhe disseram que jamais andaria novamente, ele deu um jeito de caminhar se firmando nas muletas. Quando lhe disseram que ele jamais andaria ele disse que ainda iria dançar.

O cara é, de verdade, um sobrevivente. Mas por tudo o que passou, é meio recluso, um tanto amargo e tem certeza de que jamais voltará a ter uma mulher em seus braços novamente, muito menos em sua cama. Casar é algo que ele não quer, ainda que a responsabilidade de um herdeiro pese sobre seus ombros.

Lá pelas tantas, vai visitar sua irmã, passa alguns dias com ela e conhece Samantha. Uma jovem viúva que vive um verdadeiro inferno sob o julgo da família do marido. São rígidos ao extremo e exigem dela o mesmo. Pouco se importam que Samantha tenha passado anos cuidando do marido, que havia se ferido na guerra. Ela passou mais tempo cuidando de um marido exigente do que vivendo seu casamento. Nem sabia o que era ser realmente amada, já que só se casou porque a família do falecido não a aprovava e ele queria afrontá-los.

Então, de repente, ela acaba tendo que escolher: ou vive de acordo com os padrões rígidos da família do marido, ou os enfrenta. Enfrentou. Ela vivia na casa sozinha e é avisada de que agora irá viver com os sogros. Sem alternativa, vai em busca de uma herança que sua mãe tinha deixado para ela.

Então aí, começam as aventuras do casal, pois Ben não a deixa seguir viagem sozinha, contra todos os princípios, viajam juntos. Samantha não sabe o que a espera, pode ser um casebre, ou não. Mesmo assim, arrisca tudo e vai ao encontro da felicidade, mau sabendo que a felicidade está ao seu lado o tempo todo. E Ben, que jurou não se apaixonar, vai descobrir que nem sempre a mente manda no coração...

Um livro muito fofo gente. A escrita da autora é leve e fluída e o livro não é carregado de cenas hots, nem tem. O romance é gostoso de acompanhar e ficamos torcendo a cada página para que eles percebam que, apesar das dificuldades e das diferenças, são feitos um para o outro!

14 comentários

  1. Olá! Mais um livro dessa série que fez meus olhos suarem um pouco, realmente Ben é um sobrevivente e daqueles, cheio de garra e muito determinado, e Samantha tendo que lidar com a família do marido morto, cheia de regras, que a sufocavam não tendo noção do que a aguardava em terras distantes, acho que os dois mesmos com suas vidas repletas de perdas e obstáculos, se completam perfeitamente bem, apesar da demora em perceber que foram feitos um para o outro, a maneira que o relacionamento de ambos é construído é muito lindo, amei cada página e está ficando difícil escolher o meu favorito de uma série tão encantadora, ansiosa pelos próximos.

    ResponderExcluir
  2. Ah adoro esses casais sem pretensões amorosas que encontram o amor quando menos esperam. A história do homem é bem forte, de sobrevivência e dificuldades, e da garota também, parece bem determinada e um tanto teimosa. Ver o que acontece nessa viagem entre eles deve ser muito gostoso. Gostei da premissa e é mais um dela que gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  3. Que livro lindo. Eu amo um livro onde os personagens passam por problemas porém, que os superam!
    Certeza que é um livro fofo demais e o casal parece ter tudo para me agradar!!!
    Parabéns.... 👏👏👏👏 Aumentou mais ainda a minha lista! Mas está de parabéns mesmo Denise 😂😂😂😁
    Amei 💙

    ResponderExcluir
  4. Olá Denise!
    Embora a obra apresente protagonistas muito bem trabalhados, a monotonia dos acontecimentos faz com que o ritmo de leitura seja prejudicado, uma vez que em alguns momentos o leitor fica com a impressão de que não tem muito o que acontecer na história. Essa atitude destemida de Samantha, contudo, é o ponto alto do livro, fazendo com que queiramos acompanhar o desfecho dessa sua viagem.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Denise,
    Já li o primeiro livro dessa série, foi meu primeiro contato com a autora e o suficiente para fazer eu me apaixonar por sua escrita e personagens. Apesar de ser um romance de época e da previsibilidade presente do gênero a autora consegue inovar com alguns elementos e são eles que tornam essa série tão interessante para mim. Já simpatizei com Ben desde o início e conhecer um pouco mais de sua trajetória durante e após a guerra deve ser muito interessante e dá para entender bem sua personalidade em função de tudo que enfrentou. Samantha, ao meu ver, é uma personagem que descobrirá ser mais forte do que imaginava, pois enfrentar a família do marido em uma época onde as mulheres quase não eram ouvidas ou nem sempre tinham suas opiniões respeitadas é sinônimo de muita coragem. Não vejo a hora de ter este e o segundo livro em mãos e dar sequência nessa série.

    ResponderExcluir
  6. Olá Denise!
    Nunca li nada da autora, mas sempre quis pois adoro muito romances de época e uma amiga me indicou outra série da mesma autora.
    Os livros desse gênero tem muitos clichês sim, mas quando a escrita da autora é boa e prende o leitor, não há como não gostar da história né? Já estou animada para chegar na história do Ben e da Samantha.
    E o que falar dessas capas lindas, a Arqueiro arrasa demais *-*
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Como não li os livros anteriores e conheço bem pouco das letras da autora, admito que só dei uma passadinha na resenha, pois esta é uma saga que pretendo começar em breve.
    Os romances de época retomaram seu lugar no coração dos leitores e pelo que li acima, esse colocar o enredo de forma diferente é fascinante.
    Talvez seja por isso que o nome da Mary está entre os mais elogiados no quesito romancista de primeira!!!!
    Lerei com certeza.
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Olá Denise!
    Que linda essa história dos sobreviventes, também já simpatizei com Bem. Além de ser uma história de amor, é uma história de superação de ambos os personagens. Achei a capa desses livros muito fofa e estou ansiosa pra conhecer a escrita da autora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Nunca li nada da autora e como amo romance de época não posso deixar de dar uma chance a essa série. Só pela resenha já gostei do Ben, principalmente por ele não desistir diante às dificuldades. E de Samantha pela coragem. Já vi que vou amar os dois! Com certeza vou ler as resenhas dos volumes anteriores e adicionar a lista de leituras haha

    bjs!

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho um pouco de medo de seguir a onda das séries de livros onde cada livro é uma história de personagem, porque no final das contas me parece que estou lendo o mesmo livro em um loop infinito. Mas é irresistível, né? Acabo lendo todos HAHAHA
    Eu não conhecia essa série, mas me chamou a atenção pelo título e pelo "nome" do "clube". Vou procurar para ler, a editora Arqueiro está investindo pesado em romances.

    ResponderExcluir
  11. Oiii ❤ Ahhh, que fofura de livro! Ainda não li nada da Mary Balogh, apesar de já ter ouvido falar muito bem de Os Bedwyns. Espero começar a ler seus livros em breve.
    Que horrível essa situação enfrentada por Samantha, ter que viver reclusa por culpa da família do falecido marido. Fico feliz que ela decide abandonar essa vida e ir atrás da herança de sua mãe.
    Benedict parece um mocinho de derreter corações. Não vejo a hora de ver o romance entre os dois personagens se desenvolver. Essa viagem que farão juntos promete... ❤
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  12. Olá! A cada resenha que leio sobre essa série, fico mais tentada a ler esses livros, que parecem se encaixar perfeitamente no tipo de leitura que muito me agrada. Ultimamente não estou dispondo de muito tempo para ler séries, mas sinto que preciso conhecer esses personagens e suas histórias. Vou ter que dar um jeito de ler esses livros o mais rápido possível, tô muitooo curiosa kkkk!
    Nunca li nada da Mary Balogh, mas tenho altas expectativas, já que ela é destaque no gênero.
    Esse livro parece ser uma fofura, o tipo de livro que aquece nosso coração e nos faz torcer com afinco pela felicidade dos personagens.
    Samantha e Ben parecem personagens muito bem construídos! Estou muito animada para os conhecer! ♡
    Muito obrigada pela indicação! Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Amo as resenhas de série clube dos sobreviventes, acho fascinante cada història. Gostei da resenha desse terceiro livro, como os outros bem simples e legal. A capa acho meio sem sal, porém a história compensa tudo. Com certeza vou ler.

    ResponderExcluir
  14. Geralmente eu gosto muito de romances de época, mas eu sinto como se de uns tempos pra cá eu tivesse cheia deles, sabe? Eu ia ler alguns que uns blogs me recomendaram, mas tinham uns comportametos nada a ver pra época e me irritava um pouco. Esse parece ser fofinho, ainda mais com o mocinho que vc descreveu hehehehe

    ResponderExcluir