O Jardim Esquecido - Kate Morton

5 de novembro de 2018

Título: O Jardim Esquecido
Autor: Kate Morton
Páginas: 496
Ano: 2018
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance, Mistério
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Submarino
Nota: 
Sinopse:
Uma criança abandonada, um antigo livro mágico, um jardim secreto, uma família aristocrática, um amor negado. Em mais uma obra-prima, Kate Morton cria uma história fantástica que nos conduz por um labirinto de memórias e encantamento, como um verdadeiro conto de fadas.

Dez anos após um trágico acidente, Cassandra sofre um novo baque com a morte de sua querida avó, Nell. Triste e solitária, ela tem a sensação de que perdeu tudo o que considerava importante. Mas o inesperado testamento deixado pela avó provoca outra reviravolta, desafiando tudo o que pensava que sabia sobre si mesma e sua família.

Ao herdar uma misteriosa casa na Inglaterra, um chalé no penhasco rodeado por um jardim abandonado, Cassandra percebe que Nell guardava uma série de segredos e fica intrigada sobre o passado da avó.

Enchendo-se de coragem, ela decide viajar à Inglaterra em busca de respostas. Suas únicas pistas são uma maleta antiga e um livro de contos de fadas escrito por Eliza Makepeace, autora vitoriana que desapareceu no início do século XX. Mal sabe Cassandra que, nesse processo, vai descobrir uma nova vida para ela própria.

Resenha:  


“- Eu não fiz nada – disse a velha -, só abri seus olhos e mostrei o que você sabia que estava ali.”

A história começa com uma garotinha de uns 4 ou 5 anos, perdida num porto na Austrália. Aparentemente sem família ou alguém que a pudesse reclamar, Hugh que trabalhava ali, a leva para casa.

Sua esposa, Lil, que estava tentando desesperadamente ter um filho, logo se afeiçoa a pequena e com o tempo viram uma família. Até que um dia, passado um bom tempo, Hugh vê que alguém procura pela pequena, embora não tenha certeza, as características descritas batem.  E ele decide se mudar com sua esposa.

Lil consegue engravidar e dar a luz a mais duas meninas, mas nunca tratou Nell, diferente das outras.
Porém, em algum momento, Hugh revela toda a verdade a sua filha, se sente uma intrusa , como se aquela família e a felicidade não  fossem realmente suas.

Então seu pai lhe entrega um mala branca que era a única coisa que ela havia trazido da Inglaterra com ela. Dentro havia um livro de contos, o conteúdo em si não lhe chamara atenção, mas sim a foto na folha de rosto e o nome da autora: Eliza Makepeace. Ela tinha certeza que havia algum tipo de ligação entre elas, e com certeza, Nell descobriria.

"A chave do mistério fora a maleta branca, ou melhor, seu conteúdo. O livro de contos de fadas, publicado em Londres em 1930, o retrato na folha de rosto. Nell reconhecera imediatamente o rosto da contadora de histórias. Algo nos recônditos de sua mente forneceu os nomes antes que seu consciente fosse acionado, nomes que ela achava que pertenciam apenas a uma brincadeira de criança. A dama. A autora."
 Então, temos Cassandra, que após Nell sua avó de 90 e poucos anos falecer, se vê envolto num mistério que envolve um Chalé na Cornualha, sua herança deixada em testamento.

Ela também descobre a origem de Nell, e decide viajar para saber mais sobre ela e sobre si mesma.

“Cassandra teve uma súbita revelação. Por que não pensara nisso antes? De repente, soube exatamente o que precisava fazer, onde tinha que procurar. O único lugar onde poderia descobrir as pistas a respeito da origem misteriosa de Nell.”
O livro narra a história de três mulheres que viveram em épocas diferentes, mas de algum modo estão interligadas.
Nell havia morrido sem de fato descobrir muito sobre si, mas Cassandra sairá nessa Odisseia em busca de respostas e nessa viagem muitas coisas serão descobertas e reveladas.

"Vamos cumprir um ritual. Por isso é tão importante que você esteja aqui hoje. Esta arvore vai continuar a crescer , não importa para a onde a vida nos leve, e ela vai se lembrar sempre de nós: Rose e Eliza."
O Jardim Esquecido não é sobre romance, ou mesmo magia, é sobre laços, descobertas e o se encontrar no mundo. O lugar, o jardim em si, não é algo mágico, mas sim um lugar aonde essas mulheres deixaram um pouco de si  mesmas lá.


Foi meu primeiro contato com a autora, e gostei da narrativa, como a história se desenrola e também o fato da autora colocar as fábulas que foram escritas por Eliza, no livro. Misterioso e cheio de tramas envolventes, é um livro para quem gosta de protagonistas que nos fazem refletir, que tentam ao máximo descobrir seu lugar no mundo e deixar sua marca.

Recomendo.

12 comentários

  1. Olá! Fiquei de olho nesse livro desde o seu lançamento e por sorte o ganhei, por isso não vejo a hora de chegar e poder conferir toda a história. Gosto quando a história nos faz refletir e vai ser bem interessante acompanhar o que essas três mulheres tem a dizer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elizete!
      Sim,a historia é bem instigante.
      Boa leitura ;)

      Excluir
  2. Olá Karla,
    Me lembrou um pouco a história de O Jardim Secreto, e estou encantada com tudo o que o livro propõe. Mesmo não se tratando exatamente de magia, não dá para negar que a história que essas mulheres vivem tem seu ponto mágico, as descobertas que fazem, e mais, estou muito curiosa sobre o livro que foi entregue a Cassandra, e o que isso irá revelar.
    Fiquei apaixonada desde a capa, que é belíssima, até o enredo digno de uma adaptação, sem dúvidas irei ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vitória!
      Sim, realmente a leitura é permeada de mistérios e bem instigante.
      Seria maravilhoso se tivesse uma adaptação de filme ou série.
      =*

      Excluir
  3. Karla!
    Nada li da autora ainda, mas achei bem interessante o fato de ser sobre a história de três mulheres que se entrelaçam de alguma forma, parece uma ficção bem escrita e cheia de aprendizado para o leitor.
    Desejo uma ótima semana!
    “Para cada minuto que você se aborrece você perde sessenta segundos de felicidade.” (Ralph Waldo Emerson)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA NOVEMBRO - 5 GANHADORES – BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudynalva!
      A forma que a autora cria esse ambiente e conecta tudo,é interessante mesmo.
      Boa semana para você também!
      =)

      Excluir
  4. Oi, Karla!!
    Ainda não tive o prazer de ler nada da Kate Morton, mas a história do livro parece ter muitos segredos, fiquei bem curiosa para saber como a história dessas três mulheres se interligam.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marta!
      Foi minha primeira experiência com ela, e gostei muito!
      =*

      Excluir
  5. Oi Karla!
    Não li livros da autor ainda, esta é a primeira resenha que eu leio sobre esse livro e de cara já fiquei com vontade de ler.
    Essas reviravoltas na vida da personagem e esse mistério escondido pela avó, me chamaram atenção.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline!
      Mistério é o que não falta na história, é interessante descobrir aos pouquinhos do que se trata.
      =*

      Excluir
  6. Essa capa é lindissima e o título deixa muitas janelas abertas para o tema. Tambem não li nada da autora e seria uma aventura desvendar a escrita dela ao longo da narrativa. O que realmente me atraiu foram essas 3 mulheres em tempos diferentes, que mesmo ligadas tem suas vidas independentes, ou seja, se bem escrito, pode deixar a leitura super dinâmica e envolvente, com muito mistério e segredos a serem revelados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabiana!
      Eu também amei a capa e foi ela, juntamente com o titulo que me chamaram a atenção.
      É brilhante a forma como se intercala as personagens e tempo, muito bom mesmo.

      Excluir