A Libélula No Âmbar - Diana Gabaldon

4 de junho de 2018

Título: A Libélula No Âmbar Outlander, 2
Autor: Diana Gabaldon
Páginas: 944
Ano: 2016
Editora: Arqueiro
Gênero: Aventura, Fantasia, Ficção, História, Romance, Literatura Estrangeira
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:   
Sinopse: Dois personagens inesquecíveis - Claire Randall e Jamie Fraser - estão de volta com uma história de aventura e amor que atravessa séculos...

Claire Randall guardou um segredo por vinte anos. Ao voltar para as majestosas Terras Altas da Escócia, envoltas em brumas e mistério, está disposta a revelar à sua filha Brianna a surpreendente história do seu nascimento. É chegada a hora de contar a verdade sobre um antigo círculo de pedras, sobre um amor que transcende as fronteiras do tempo... e sobre o guerreiro escocês que a levou da segurança do século XX para os perigos do século XVIII.

O legado de sangue e desejo que envolve Brianna finalmente vem à tona quando Claire relembra a sua jornada em uma corte parisiense cheia de intrigas e conflitos, correndo contra o tempo para evitar o destino trágico da revolta dos escoceses. Mesmo com tudo o que conhece sobre o futuro, será que ela conseguirá salvar a vida de Jaime Fraser e da criança que carrega no ventre?

Deixa eu começar aqui dando dois avisos.

Primeiro, por ser o segundo livro de uma série, pode conter spoilers na resenha. Faço de tudo para nunca falar mais do que devo sobre o livro atual, mas não tem muito o que fazer quanto aos anteriores, então siga a leitura da resenha por sua conta e risco!

Segundo, se quiser conhecer tudo o que já publicamos aqui no blog sobre Outlander, leia aqui.

Resenha: Então...bom...enfim, eu li esse segundo livro enorme! Estava protelando essa leitura, mas não tem jeito, essa é uma série que, quando começamos só dá pra parar quando chegar a última página, ainda que, para mim, esse livro tenha sido mais cansativo do que o primeiro.

Mas vamos às explicações primeiro. O livro anterior terminou com Claire e Jamie em um navio indo para a França, ainda a bordo ela contou para Jamie que estava grávida e pronto...acabou!!!

Então comecei esse certa de que ela estaria chegando à França, tendo um filho ou sei lá...fazendo qualquer coisa que não fizesse o Jamie sofrer tanto, porque, por favor, ô casal que sofre viu...tudo acontece com eles! E qual não é a minha surpresa quando a narrativa começa vinte anos à frente, no futuro novamente! Sério, essa eu não esperava não. E para coroar o bolo, conhecemos Brianna, a filha de Claire, ruiva, alta e linda...dá o que pensar né!

Pois Claire está com a filha de volta onde tudo começou, temos algumas páginas contando como a vida dela está lá no futuro, que acabara de ficar viúva, que havia voltado para o futuro e que, o então marido, Frank, a acolheu e criou Brianna como sendo sua filha, só que eles viviam um casamento de aparências, Claire se tornou uma renomada médica, mas é infeliz no casamento, tendo como única alegria além do trabalho, sua filha.

Ela voltou, até então, sabe-se lá como ou porquê, grávida, seu marido Frank a procurou por muito tempo, três anos se passaram, três anos ela viveu ao lado de Jamie momentos inesquecíveis. Lutou, brigou, sonhou, amou, foi sequestrada, quase violentada, era tida como "Bruxa", mas mesmo assim, era lá que sua felicidade estava, não queria ir embora. Como eu sei? Pois é....

Temos alguns capítulos na década de sessenta, onde Claire vai com Brianna procurar Roger, que era uma criança tempos atrás, criada por um amigo de Claire e um estudioso dos Jacobitas, lá ela está decidida a contar a verdade à filha e à Roger, já que ele também faz parte da história, mas como fazer alguém acreditar numa coisa dessas??? É impossível! Ainda assim, Claire tenta e é aí que começa a narrativa da história de Claire e Jamie novamente.

Então começamos a acompanhar os passos do casal, desde o momento que  eles chegam à França, a gravidez de Claire, que não é a Brianna, diga-se de passagem, o que explica porque ela foi parar ao lado de Frank novamente. Lá na França a vida deles é totalmente diferente, eles vivem em meio à realeza, Jamie está bem envolvido com a política e ele agora também tem que superar o trauma de tudo o que o doentio Blak Jack o fez passar.

Enfim, acompanhamos a saga desse casal até o momento que, aí eu entendi e achei lindo, Jamie a faz voltar para o seu marido, lá na Escócia da década de sessenta. Então voltamos ao presente e vemos como foi a reação de Brianna à essa história inacreditável, bem como a de Roger que agora tem um peso sobre os ombros, que só ele poderá tirar, ou não!

Difícil dizer o que achei, mas vamos lá, eu amei a história, amei ver como Jamie foi altruísta e saber o quando ele amava Claire e o quanto estava disposto a sacrificar pela felicidade dela e do filho deles e o que significou tudo o que ele fez....Enfim, eu não gostei muito da parte política, achei demais e meio arrastada, mas tirando isso....é uma leitura perfeita, maravilhosa, que supera qualquer expectativa e que te deixa ansioso pelo próximo livro!


Resolvemos que não haveria necessidade de resenhar a segunda temporada do série de TV, porque é tão fiel ao livro que achamos perfeito deixar tudo aqui, no mesmo post.... então daqui para baixo, são as palavras da Jéssica sobre a Série.


Diretor ou produtor: Ronald D. Moore, baseado nos livros de Diana Gabaldon
Ano Início (série): 2014
Ano do Término (se a série terminou): Em andamento
Temporadas: 3
Título: Outlander
Elenco: Caitriona Balfe, Sam Heughan, Tobias Menzies
Gênero: Fantasia, Histórico, Ficção científica, Romance
Nota:   
Sinopse: Outlander é uma série de televisão britânico-americana sobre uma viajante do tempo criada por Ronald D. Moore, baseada nos livros de Diana Gabaldon. Protagonizada por Caitriona Balfe, Sam Heughan e Tobias Menzies, estreou em 9 de agosto de 2014 no canal Starz, que havia encomendado uma primeira temporada de dezesseis episódios. Após a exibição do primeiro episódio, o canal renovou a série para uma segunda de, ao menos, treze. Em Portugal a série é transmitida pelo canal TVSéries, tendo estreado a 11 de janeiro de 2015. A estreia da segunda temporada foi em 2016, Outlander foi renovada para mais duas temporadas. No Brasil a Série é transmitida pela Fox e podemos também encontar as duas primeiras temporadas na Netflix.

A produção foi geralmente bem recebida pelos críticos especializados, e o piloto obteve uma média de 73% de aprovação.

Resenha: Nossa imaginação viaja da Escócia para França em Navio cargueiro e Claire já desembarca causando alvoroço e mostrando que seu sobre nome é “chama problema”.

Arrebatada pela imensa vontade de fazer as coisas certas, ela compra briga com gente grande e aos poucos vemos novos personagens serem envolvidos na trama.

Para variar, se história te agrada, a segunda temporada da série não deixou a desejar ao livro, além de conhecermos pontos históricos e personagens que de fato existiram, como “Bonnie Prince Charlie”.

 Acompanhamos Claire e Jaime de forma mais política, enquanto a temporada anterior falava de amor e como lidar com a transição para duzentos anos antes de tudo que a mocinha conhecia, nessa temporada vemos como ela e Jaime buscam forças, bem como aliados pra evitar a tão famosa batalha de Culloden Moor.

É fascinante ver de forma tão harmônica tudo que lemos retratados na série e aos poucos constatamos com louvor que a série é mais que um rostinho bonito, que veio pesada trazendo todo conceito literário que Diana Gabaldon envolveu em seu enredo. É maravilhoso!




14 comentários

  1. Oi, Denise.

    Talvez por conter um contexto histórico e por o livro também conter muitas páginas, pra mim, esse seria um livro cansativo.

    E, é evidente que a ação está mais presente nesse segundo livro. Tornando o livro mais intenso.

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise, sobre essa história por enquanto eu tô só assistindo e amo a série por sinal <3
    Fiquei feliz em saber que a segunda temporada foi bem fiel ao livro, consegui ir lembrando de tudo que assisti ao ler a resenha e sim, essa história é mesmo linda mas realmente a parte politica deve cansar um pouco no livro. Ainda não comecei a ler os livros, porque são muitos e enormes e acho que uma vez que for sugada não irei conseguir ler outra coisa haha, mas tenho planos de futuramente começar a ler. Amei a resenha ;)

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda retomarei esta série :/ Sabe quando você não se perdoa por ver tanta gente tecendo elogios aos milhares e você se olhar e dizer: tentei ver a série duas vezes e desisti? Pois..
    Não consegui. Não me prendeu e até hoje não entendo. Por isso, cada vez que vejo algo sobre Outlander, meio que me dói por dentro.
    Que livrão!!!Mesmo eu tendo ficado bem perdida em relação a fatos e nomes, deu para entender que é uma história que traz muito além do romance, é histórico de fato e com isso, engrandecedor!
    Prometo criar vergonha na cara e ler os livros e recomeçar a série.
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Oi, Denise! Eu estou morrendo de vontade de conhecer logo essa série, tanto a de livros quanto a de Tv, infelizmente sempre fico com o pé atrás por causa dos preços. Mas a cada resenha que eu leio como essa (só elogios) eu fico ainda mais com vontade.

    ResponderExcluir
  5. Aaah; estou com vontade de encarar esses calhamaços de Outlander, parece tão bom...
    E a série está na minha lista!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, Denise!
    Ainda não li os livros, se não fosse pela série na netflix nem saberia que era baseado nos livros.
    Não assisti a série, mas quando acabar a que estou assistindo vou começar Outlander.
    Muita coragem para enfrentar os calhamaços.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Eu ouço tanto sobre essa série, mas depois de comentários negativos resolvi não tentar ler por enquanto. Mas não descarto a possibilidade. Não sabia que havia uma série de TV sobre ela, sério (desatualizada ao extremo, é isto ahah), saber que é fiel ao livro (ao menos a segunda temporada) chega a me empolgar em relação á ela.

    ResponderExcluir
  8. Oi Denise,
    Eu não tive oportunidade de ler os livros - ainda - mas assisti a série, e como você disse, lendo sua resenha deu para perceber como a segunda temporada é fiel a escrita da autora. Sofro muito com esses dois personagens, eu amo esse casal, mas eles passam por tanta coisa ruim. Brianna me irritou um pouco, apesar de se parecer com o pai, ela tem uma chatisse que só pode ser de Frank, rsrs.
    Enfim, estou louca para comprar os livros, imagino que mesmo sendo enormes, o conteúdo histórico deles é incrível, principalmente passeando pela Escócia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá Denise! Que coragem ler essas 944 páginas! Eu não conheço a história mas já gostei logo de cara dessas aventuras e desventuras, reviravoltas e tragédias (AMO). Essa mudança de tempo no livro faz com que demoremos a nos adaptar à leitura, confesso que não gosto muito desse vai e vem, tem hora que não dá pra distinguir o passado do presente. Acho que vou dar uma conferida na série pra ver se vale a pena mergulhar de cabeça nesse universo. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá Denise,
    Depois do seu comentário de spoilers, eu vou pular a sua resenha. Comecei a ler o primeiro livro e ainda não terminei.
    Comecei a ler por causa da série. Eu assisti as duas primeiras temporadas da série e depois de uma amiga me aconselhar a ler o livro (por ser bem melhor que a série) eu acabei dando uma chance. Espero conseguir ler os livros em breve.

    ResponderExcluir
  11. Denise!
    Parece que não consigo colocar em palavras os sentimentos. É tão bom ver uma série perfeita em todos os aspectos, tanto na construção das personagens, ambientação dos lugares e uso do português que nos enriquece. Sou apaixonada pelo tema viagem no tempo e desde que essa série saiu, tenho interesse. Esperando apenas uma folguinha aqui para comprar todos de uma só vez. Amei sua avaliação bem detalhada.
    “Sou uma só. (...) Sou um ser. E deixo que você seja. Isso lhe assusta? Creio que sim. Mas vale a pena. Mesmo que doa. Dói só no começo.” (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JUNHO - 5 GANHADORES
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  12. A Diana Gabaldon é maravilhosa!
    Eu ainda não comecei a ler os livros mas eu estou vendo a série e com certeza está me deixando com vontade de ler o livro também. Mesmo tendo muita coisa política eu não achei que ficou massante porque curto muito isso.

    ResponderExcluir
  13. Eu acho interessante algumas partes mais políticas em éstórias. Infelizmente ainda não li o livro e nem mesmo comecei a ver a série. Mas ela está nos desejados porque me parece uma estória muito bem construída e adoro estórias de época.

    ResponderExcluir
  14. Oi Denise!
    Sempre leio sobre a série, tenho até curiosidade de conhecer mas não é aquela coisa que me prende sabe, espero qdo surgir uma oportunidade de ler os livros eu curta bastante.
    Bjs!

    ResponderExcluir