Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz


Título: Aristóteles e Dante descobrem os segredos do Universo
Autor: Benjamin Alire Sáenz
Páginas: 392
Ano: 2014
Editora: Seguinte
Gênero: Ficção Juvenil
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon, Saraiva
Nota:               
Sinopse: Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão. Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.






Resenha: Um livro sutil, sensível, delicado e apaixonante! Dante e Ari se conhecem por acaso na piscina perto da casa de Ari, mas jamais imaginariam que seriam grandes amigos e que cada tempo que passam juntos se conhecendo ou distantes, pois Dante vai com seus pais para Chicago, por alguns meses, descobrem cada vezes mais algo sobre seu próprio universo.

Eles criam outras amizades, porém a mais forte, leal e verdadeira é a de ambos. Eles passam por experiências e Dante é o mais falante e conta praticamente tudo o que ocorre com ele em Chicago, em sua vida, enfim, tudo mesmo. Os passeios pelos metrôs, menos à noite, o museu de artes, que eu esqueci o nome, sim sou desatenta....kkk, mas Ari é mais fechado, não compartilha tudo, conta algumas coisas, não escreve tantas cartas para Dante, já Dante escreve várias.

A narração da história toda é pela visão de Ari, ele conta tudo como ele vê ou imagina ver. A relação que tem com seus pais, com seu amigo Dante, com os pais de Dante, com as amigas da escola, com a primeira festa que vai, a visão que tem do seu irmão que não está com ele, com as irmãs. Porém é uma visão muito boa. Eu fiquei imaginando como seria na visão de Dante tudo que o ocorreu na história e faz muito mais sentido na visão de Ari para que ele se abra para mundo, para si e comece de fato viver a sua vida e não ser mais um espectador.

Enfim, cada um com sua maneira de ser, mas Ari é mais fechado, calado e esconde quem ele mesmo é, pois ele ainda não conhece seu próprio universo e, os seus sentimentos perante seu amigo e amigas. Mesmo assim, eles tem mais sensacionais conversas, afinidades e uma amizade inabalável, que acabam vendo a beleza da amizade deles e, não isso o eles mesmo sabem de si, principalmente, Ari, que não é muito de falar e nem de se expressar.

A cada capítulo fiquei pressa na história, encantada com a pureza das descobertas deles, da maneira de se expressar, de ler, de conviverem, do acidente. Salvei várias frases que tocaram meu coração. Não! Eu não chorei. Chorar ou se emocionar em um livro é uma raridade acontecer, mas é muito singelo esse livro. Eu indico ele com toda a certeza. É uma ótima leitura. Li praticamente em um dia. Os capítulos são curtos e bem rápidos e fáceis de ler. Algumas palavras fui consultar o dicionário, não nego, mas foram bem poucas e você acabam entendo as palavras pelo contexto. Eu que gosto de caçar algumas palavras mesmo...kkkkk 



8 comentários

  1. Oi Raquel, como eu não sou difícil de fazer chorar e a história é singela e parece ter uma certa carga emocional devo me acabar em lágrimas rsrs. Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro, achei interessante e curti esse último quote que você incluiu ;)

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Não conhecia o livro nem o autor. No entanto essa capa é tão linda. É uma pena que o livro seja de ficção juvenil é um gênero que eu não gosto de ler.
    Mas bela resenha e fica a dica pra quem gosta do gênero.

    ResponderExcluir
  3. Olá, gostei do modo como a a autora deu personalidade a cada filósofo, como se fossem pessoas normais. Não sabia que a trama seria tão leve, achava que continha um teor mais didático. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Raquel, tudo bem?
    Eu estou doida neste livro faz um tempão. Li o lançamento do Benjamin e me apaixonei pela escrita dele. Ouvi dizer que o Ari é um pouco chatinho, mas acho que é pelo jeito que ele é fechado. Amei este quote <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá !!
    Esse livro parece ser bem legal que mostra amizade e as desobertas nas vidas desses jovens só que agora eu não leria esse livro !

    Mas quem um dia no futuro?

    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Raquel, adorei a resenha! Fiquei ainda mais interessada em ler esse livro. Li muitos, muitos, muitos elogios a respeito desse livro! Preciso ler com urgência!
    Confesso que sou manteiga derretida e choro fácil com os livros... rsrs
    Obs: quando desconheço uma palavra, tento descobrir seu significado com o contexto do livro. Dificilmente procuro o significado no dicionário.

    ResponderExcluir
  7. Oi Raquel,
    Fiquei completamente cativada por Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo *-*
    Li esse livro no inicio de 2016 mas lembro muito bem do que senti durante a leitura, foi uma bela de uma grata surpresa. Não tinha ideia do que esperar, mas me apaixonei demais pela história do livro, achei tão fofo!
    Agora estou aguardando o lançamento da continuação, estou ansiosa para ler mais uma história do Ari e Dante, personagens super cativantes.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Tenho o sonho de ler esse livro. Sinto que será impactante, emocionante e, por fim: a realização. Está na minha listinha de leituras há meses, mas eu sempre deixo para depois. Quero muito conhecer Aristóteles e Dante.

    ResponderExcluir