A Insustentável Leveza do Ser - Milan Kundera

Título: A Insustentável leveza do Ser
Autor: Milan Kundera
Páginas: 344
Ano: 2017
Editora: Companhia das Letras
Gênero: Filosofia, Drama, Romance.
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:                       
Sinopse: É um livro em que o desenvolvimento dos enredos erótico-amorosos se conjuga com extrema felicidade à descrição de um tempo histórico politicamente opressivo e à reflexão sobre a existência humana como um enigma que resiste à decifração - o que lhe dá um interesse sempre renovado. Quatro personagens protagonizam essa história - Tereza e Tomas, Sabina e Franz. Por força de suas escolhas ou por interferência do acaso, cada um deles experimenta, à sua maneira, o peso insustentável que baliza a vida, esse permanente exercício de reconhecer a opressão e de tentar amenizá-la.

Resenha: 
 "Quanto mais pesado é o fardo, mais próximo da terra está nossa vida e mais real e verdadeira ela é.
Em compensação, a ausência total de fardo leva o ser humano a se tornar mais leve que o ar,leva-o a voar, a se distanciar da terra,do ser terrestre, a se tornar semi irreal , e leva seus movimentos a ser tão livres como insignificantes. O que escolher então? O peso ou a leveza?"
Nesse livro o autor fala sobre a história de Tomas e Tereza, um casal que vive em Praga na época em que há a invasão da Rússia na Tchecoslováquia .

 O autor utiliza o romance como forma para discorrer sobre a dualidade do ser humano, a questão do peso/leveza uma questão levantada por Parmênides, citando também Nietzsche e Sartre ao longo do livro observamos e entendemos como é aplicado o pensamento deles por meio de Tomas principalmente.

O nosso protagonista, Tomas, um médico bem sucedido  se recusa a carrega o peso, e vive sua vida de forma leve seja assuntos de ordem política ou amorosa, Tomas não consegue lidar com o "peso" de sua decisões ou que a vida uma hora ou outra lhe oferece.
"Nunca se pode saber o que se deve querer ,pois só se tem  uma vida e não pode nem compará-la com as vidas anteriores nem corrigi-la nas vidas posteriores."
Ele mantém um relacionamento comum com Tereza, uma moça simples vinda interior, por quem sente algo que não consegue definir e que talvez seja o mais perto de carinho e amor que já tenha sentido por alguma mulher em sua vida.

Temos também Sabina, mulher com a qual Tomas tem um relacionamento mais livre, sem rótulos, onde se sente mais a vontade, afinal ela se mostra muito liberal e receptiva com o que ele pode e quer lhe oferecer.
"Ele dizia consigo mesmo que , com um sentimento de felicidade, que carregava seu modo de vida como um caracol carrega sua casa. Tereza e Sabina representavam os dois polos de sua vida,polos distantes,inconciliáveis, mas ambos belos."

A insustentável Leveza do ser é um livro que nos oferece uma visão filosófica da vida, utilizando de metáforas para tratar assuntos como compaixão, amor e até mesmo empatia.

Uma passagem muito interessante que o autor trata é  a questão da meditação de Nietzsche, através da teoria do Eterno Retorno, onde o indivíduo prevê o angustiante vazio para quem assume levar uma vida línea,reta, direta. Fala também que  na vida erramos e voltamos a errar quantas vezes forem necessárias para sairmos da mesmice, e essa teoria nos convence a tentar levarmos uma vida mais leve e que vale a pena ser vivida.
"O debate entre os que afirmam que o universo foi criado por Deus e os que pensam que o universo apareceu por si mesmo implica algo que vai além de nosso entendimento e experiência.Muito mais real é a diferença entre os que duvidam da existência tal como foi dada ao homem (pouco importa como e por quem) e os que aderem a ela sem reservas."
 Essa nova edição da Companhia das Letras é uma obra de capa dura com uma imagem linda, a tradução e diagramação impecáveis como o esperado da editora.

Um livro que me tirou da zona de conforto e me fez repensar em muitas coisas referentes à fugacidade da vida e como perdemos tempo com coisas até mesmo irrelevantes nesse ciclo da mesmice humana.

Com certeza um clássico que merece estar na estante de casa, e ser lido mais de uma vez na vida.

8 comentários

  1. Karla que resenha boa é essa?
    Vai estar na minha estante mês que vem, com certeza.
    Uau... Eu gosto de livros que me fazendo pensar ou repensar na vida.
    Faz um bem danado!

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Oi Karla, ainda não tinha visto nada sobre esse livro e me pareceu ser um romance maduro, se entendi certo, Thomas se envolve com duas mulheres, sendo que ama uma delas e mantém um relacionamento liberal com a outra, não sei se curti muito essa parte, mas achei interessante o período em que a história se passa e fiquei curiosa pra saber como o autor retrata a Praga dessa época. Curti a resenha e a achei a dica interessante ;)

    ResponderExcluir
  3. Olá, o livro, além de nos entregar uma mensagem interessante, também faz com que conheçamos um pouco do contexto histórico daquele período. Espero ler a obra em breve, beijos.

    ResponderExcluir
  4. Ao ver que o autor faz referências há Satre só lembro do meu querido professor de filosofia ao me recomendar ler o ser e o nada, que eu não entenderia nada ao ler pela primeira vez. O que é verdade. KKKKK
    Eu desconheço o autor e o livro, mas só por fazer referências a Nietzsche e Sartre merece ser lido.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá !
    Por mais que Filosofia não seja minha matéria favorita gostei da ideia desse livro ..
    Nos fazer pensar de como vivemos nossa vida .. Gostei !!

    Já vou colocar na minha lista !

    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Esta e uma edição maravilhosa, até porque esta em capa dura, toda trabalhada. E a primeira vez leio a resenha deste livro, e fiquei completamente extasiada já que se trata de uma visão filosófica sobre vida, e sua diversas metáforas, abordando tema interessantes como amor e empatia, me interessei e muito por esta leitura, e acho que irei amar esta obra.


    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Karla, adorei a resenha!
    Já tinha visto várias citações sobre esse livro, mas não sabia sobre o que ele falava.
    Adoro livros que me faz refletir! A história me interessou muito.
    Com certeza o colocarei na lista dos desejados.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Karla,
    Não conhecia esse livro, mas achei muito interessante, é um livro bem diferente do que estou acostumada a ler. Que intrigante essa forma de abordagem de relacionamento que o autor criou, trazendo essa visão filosófica da vida de um jeito mais distinto, e acredito, com uma narrativa de fácil compreensão. É um livro que foge totalmente da minha zona de conforto mas fiquei bem curiosa para ler, ainda mais por trazer metáforas para abordar os temas inseridos na trama, sem falar nas reflexões geradas nessa história.
    Beijos

    ResponderExcluir