A Garota Corvo - Erik Axl Sund

Título: A Garota Corvo
Autor: Erik Axl Sund
Páginas: 584
Ano: 2017
Editora: Companhia das Letras
Gênero: Crime - Ficção, Thriller Policial, Thriller Psicológico, Literatura estrangeira
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Saraiva

Nota:    
Sinopse:
Tudo começa em um parque da cidade de Estocolmo, onde o corpo de um menino é encontrado. A detetive superintendente Jeanette Kihlberg lidera a investigação, lutando contra um promotor apático e uma força policial burocrática que não quer dedicar recursos para resolver o assassinato de uma criança imigrante. Todavia, com a descoberta dos cadáveres mutilados de mais duas crianças, fica claro que um serial killer está à solta. Kihlberg procura a psicóloga Sofia Zetterlund, uma especialista em recuperar crianças que sofreram violência, e as vidas das duas mulheres se entrelaçam de forma quase instantânea — profissional e pessoalmente. À medida que se aproximam da verdade sobre os assassinatos, as duas vão aos poucos perceber que os crimes escondem um mal subterrâneo que parece abraçar toda sociedade sueca. Na veia da série Millennium, A garota-corvo é um thriller sombrio e de tirar o fôlego, e uma investigação dos recantos mais sombrios da mente humana.


Resenha:

BookTrailer - Companhia das Letras


Quando uma série de crimes envolvendo crianças, mais especificamente, meninos, se torna “comum” na cidade, a detetive Jeanette Kihlberg se sente de pés e mãos atadas por não encontrar muitas pistas e nenhum superior disposto a colaborar com o caso. As mortes acontecem e ninguém sabe, ninguém viu e cada vez mais crianças imigrantes sem passado ou identidade são mortas brutalmente ou com requinte de crueldade.

Enquanto isso, a psicóloga Sofia Zetterlund, dedica-se cada vez mais para solucionar seus casos. A psicóloga divide seu tempo entre teses, recuperação de crianças que sofreram violência, consultas com seus pacientes no consultório e a idas periódicas a hospitais e presídios, onde alguns de seus pacientes considerados culpados ou perigosos "precisam ser ouvidos e compreendidos”.

A história dessas duas mulheres são inspiradoras e foi impossível não sentir uma pontinha de orgulho por ler personagens tão fortes sendo retratadas de maneira tão real. Jeanette e Sofia são profissionais éticas, dedicadas, determinadas e trabalham em suas respectivas funções a dez anos. A policial encontra cada vez mais desafios em sua vida com o passar do tempo. Com a narrativa sobre ela, percebemos todos os dilemas e desafios que uma mulher encontra quando exerce uma função predominantemente masculina. Além disso, mostra também a jornada dupla de trabalho de Jeanette, que se torna ainda mais difícil por seu maridão ser um zero a esquerda.

Já psicóloga depara-se cada vez mais com casos que tiram seu norte, pois lidar com vítimas e agressores psicopatas todos os dias, tentando encontrar um ponto de equilíbrio entre a necessidade cada um, não é algo fácil de realizar. Com seus pacientes “mais perigosos”,  Sofia avalia se eles possuem capacidade/ noção de seus atos/ precisão de tratamento psiquiátrico ou precisão de cumprir pena por seus crimes. Dentro desse cenário caótico, a psicóloga ainda tenta equilibrar sua vida emocional morna e superar o fim de seu relacionamento anterior.

Livro Lançamento de Maio da Companhia das Letras de Erik Axl Sund - pseudônimo do duo de autores suecos Jerker Eriksson e Håkan Axlander.

A história se funde, num mix de suspense e terror psicológico com uma pitada de drama, que é capaz de levar qualquer pessoa sensível as lágrimas. Sem contar, que trata explicitamente de exploração infantil e problemas com imigração infantil. Nesse ponto, é bom frisar que, se você não está legal, já passou por algum tipo de abuso ou está frágil, esse livro possui alguns gatilhos.

Durante a leitura, senti que estava literalmente, dentro de um documentário policial tratando de solucionar casos de homicídios/ crimes hediondos, que ao fim leva a um serial killer muito inteligente e frio. No decorrer da história, conhecemos alguns personagens desprovidos de qualquer culpa, o que os tornam excepcionalmente horrorosos enquanto relatam seus crimes com frieza, e isso me causou raiva e nojo. Por esse motivo, em diversos momentos foi necessário que eu respirasse, parasse e em seguida retornasse a leitura. E cá pra nós, eu AMO esse tipo de leitura que inquieta, que causa emoção seja ela qual for! Sendo assim, ponto para o autor!

Os personagens secundários, mais especificamente os pacientes de Sofia, trazem um “Q” de inteligência e charme característico dos psicopatas. Um deles, cita “Gnose” o tempo todo em que fala com sua terapeuta. E demonstra profundo conhecimento desse sincretismo religioso que mistura mistica, verdade espiritual e que foi, nos primeiros séculos, considerado heresia pela igreja. E achei esse tipo de caraterísticas uma sacada incrível para construção do personagem. Mostra que o autor trabalhou muito para construir os mínimos detalhes.

Todos os personagens são muito bem elaborados, como esse que citei a cima. É impossível não ficar feliz em ler essa construção, o que é mais um mérito do autor! Nesse livro, os capítulos possuem títulos de acordo com cada personagem envolvido e são narrados em terceira pessoa permitindo que o leitor conheça um pouco dos sentimentos de todos os envolvido. Agora, "Garota Corvo" por qual motivo? Não vou contar!! rs

Como se trata de um enredo que o cenário é em Estocolmo, na Suécia, confesso que os nomes de alguns personagens estou até agora sem conseguir pronunciar. São muitos “k”, “y” e “h” para um nome só. Rs
Mas nada disso influenciou de forma negativa a fluidez da leitura.

Esse livro é um thriller policial que fala abertamente sobre pedofilia, homicídio de crianças, compra e venda de PESSOAS (mas especificamente crianças) e sobre o que um trauma é capaz de causar no ser humano. Levando esse trauma em consideração, algumas pessoas reagem de forma agressiva e repetem as maldades sofridas, enquanto outras se tornam apáticas, tristes e amedrontadas. É um livro f#%d4!! Que no meu ponto de vista, tem intenção de causar exatamente o que me causou.

Extremamente bem escrito, claramente preocupado com os mínimos detalhes (sem excesso), capaz de causar tensão, nojo (ainda não tinha lido nenhum livro capaz de me causar nojo), muita tristeza e reflexão, A Garota Corvo é um livro para PROVOCAR! Um Suspense Assustador e "sem pregas na língua" que está ai para incomodar, para fazer você, leitor, se contorcer na cadeira com os temas abordados e no meu caso, me questionar qual meu papel na sociedade e a forma que devo me colocar diante das situações. Depois desse livro só quero exercitar minha percepção para nunca ignorar um pedido de socorro.

11 comentários

  1. Jhe que livro profundo e detalhista no mínimos detalhes.
    Não sou fã de terror psicológico, pois pode influenciar pessoas a serem assim, mas deve ser um pouco assustador ler um livro que provoca várias emoções....

    Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  2. Jessica!
    O problema das comparações é este, vamos com uma expectativa muito alta para a leitura e no final, ela poderia te sido ainda melhor.
    Na verdade gosto muito de thrilers do tipo, onde é abordado o lado psicológico do meliante e onde tem muita tensão e mistério em torno de quem anda cometendo os crimes.
    Claro que quero conferir.
    “Não saber é o que torna nossa vida possível.” (Lya Luft)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Jéssica, gostei de saber que o livro possui uma história bem elaborada, pois é um tema difícil de ser lido mesmo por aqueles que não tiveram nenhum trauma relacionado a infância, acho crimes que envolvem crianças tão bárbaros e sempre fico triste quando assisto ou mesmo leio algo relacionado a exploração infantil e pedofilia. Mas esses livros mesmo sendo fortes são importantes e achei a ideia de trazer duas protagonistas mulheres, que são exemplos e fortes, bem legal. Curti a resenha e se tiver a oportunidade vou querer conferir a história ;)

    ResponderExcluir
  4. Olá, como adoro suspenses policiais já adicionei a obra na minha lista, e esta conta com algo ousado, ao abordar tráfico de pessoas. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Jéssica, tudo bem?
    Eu só tinha visto a foto deste livro e de início não me senti muito atraída por causa da capa, mas agora lendo sua resenha sinto que preciso ler este livro para ontem. Fiquei muito feliz em saber que temos uma psicóloga (minha futura profissão <3) como protagonista da estória, e como eu adoro triler só aumentou mais a minha vontade de ler.
    Amei a sua resenha, e eu odeio nomes difíceis que tem tantas letras igual você citou rsrsrs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Que resenha maravilhosa.
    Amo livro de suspense e Thriller Policial. Ainda mais se envolver Serial Killer.
    Me encanta tentar decifrar a mente de um psicopata. O que os leva a fazer coisas tão arrepiantes.
    Sentir na pele como é ser um investigadora e tentar desvendar um caso criminal.
    Com certeza entrou pra lista de leitura.

    ResponderExcluir
  7. Esta vai ser uma leitura que virá para me fazer sair da minha zona de conforto, porém com muito orgulho. O que mais me chamou a atenção nesta obra, e como a psicologa lidara com esta situação, e como vai ser seu trabalho em direção ao psicopata, e claro, como será o desfecho desta trama, tão real e bem construída. Mesmo abordando um tema complexo, e difícil de lidar.


    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Amei! Amei! Amei!
    Preciso desse livro pra ontem... *-*

    Amo livros de suspense, policial e com psicopatas (não tenha medo de mim... Sou do bem)! Amo quando temos personagens femininas fortes, personagens bem construídas, história bem escrita e tudo o mais que está na resenha... hahahahahaha

    Esse livro vai para o topo da lista dos desejados!

    Obrigada pela resenha maravilhosa! ❤

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá !
    Gosto muito de livro investigativos e polícias no qual ficamos ansiosos e curiosos para saber o autor dos crimes .
    Esse livro parece ser intenso e envolvente que vai nos prender do início ao fim ..

    Gostei !
    Bjo

    ResponderExcluir
  10. Que resenha Jéssica, parabéns!
    Que livro mais intenso! Estou cada vez mais sendo fisgada por thriller policial, amo suspense e pelo jeito esse é da pesada. Os temas inseridos na história são muito pesados, trazendo uma história cruelmente realista. Um terror psicológico que mexe muito com a sensação de conforto do leitor. Acredito que essa leitura não é para qualquer um não, pois os crimes são fortes demais, a carga dramática trabalhada é cruel e de tirar o fôlego.
    Fiquei bem intrigada na questão da escolha do titulo do livro, quem é essa Garota Corvo? kkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Só essa capa já deixa a pessoa aqui angustiada. Não tenho a mínima coragem/estrutura/coração para ler o gênero, mas é uma boa dica para quem curte.

    ResponderExcluir