A Escolha - Nicholas Sparks

Autor: Nicholas Sparks
Páginas: 303
Ano: 2012
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Saraiva
Nota:              
Sinopse: Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta.

Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever.

Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?
Resenha:
  Gabby decide se mudar junto com sua cadela Molly, de Savannah para Beauford - uma pequena cidade no interior - para ficar mais próximo de seu namorado Kevin. Ela decidiu se mudar para que ele visse essa atitude como "dar um passo a mais" no relacionamento deles, mas Kevin não estava querendo saber de nada muito sério, e vivia se esquivando do assunto "casamento". Gabby passou a se sentir muito sozinha naquela nova cidade, e sua companhia era apenas sua cadela.

  Travis era o novo vizinho de Gabby. Atlético, bonitão, apaixonado por animais, bom partido e solteiro, algo que os amigos deles não conseguiam acreditar. Todos já tinham formado família e esperavam que ele fizesse o mesmo, mas Travis ainda não queria isso para sua vida.

  Os vizinhos se conhecem quando Gabby nota que Molly está grávida, e imediatamente culpa o cachorro de Travis. Ela atravessa o quintal furiosa com o ocorrido, e ao encontrar o dono do responsável por esse desastre, esbraveja tudo que estava sentindo, toda a frustração da mudança, e externa toda sua raiva por ter mudado sua vida por nada, em forma de ameaças e ordens de como ele deveria ser mais responsável com seu cão. Travis tenta se defender, mas o furacão Gabby não permite. Apesar de desastroso, esse encontro foi responsável por mudar o destino dos dois.

  No dia seguinte, Molly passa mal e Gabby decide leva-la ao veterinário. Ao chegar na clínica, ela descobre que o veterinário era Travis - momento torta de climão - e para piorar, descobre que Moby não poderia ser o pai dos cachorrinhos, pois ele era castrado. Agora era a hora de Gabby tentar se desculpar por esse micão e a partir disso, surge uma amizade entre os protagonistas. Travis a chama para um passeio de barco com os amigos dele, e ela aceita. Com isso eles começam a passar mais tempo juntos, e uma paixão inevitável começa a surgir.


   Gabby se vê entre duas possibilidades, dois homens completamente diferentes. Kevin, apesar de sua alergia a matrimônio, lhe dava um sensação de segurança, pois os dois se conheciam a muito tempo. Travis era uma pessoa totalmente diferente dela, desconhecido, mas que tinha despertado coisas que ela nunca havia sentido.

   Enganam-se quem pensa que o motivo do título se baseia nessa escolha em especial. A história avanças uns anos e algo surpreendente acontece com a protagonista. Cabe a Travis decidir o que acontecerá com Gabby, - a não ser que ela já tenha escolhido seu final -  mas ele não tem muito tempo. Essa era a verdadeira escolha.
"Até onde você iria para manter o amor da sua vida?"
  Um dos meus livros favoritos do Nicholas, A Escolha tem a dose certa romance e drama. Gabby e Travis são protagonistas incríveis, com uma história super divertida e com um desfecho emocionante. Ao ler, eu me sentia parte de tudo aquilo, parte de todo o sofrimento vivido por Travis, e é simplesmente incrível quando um autor tem a capacidade de te transportar para história que ele está contando.

  Sou suspeita para falar, mas eu super indico esta obra para os fãs de romances dramáticos, e também para os não tão fãs assim, pois eu não sou muito de ler drama - abro aquela exceção para o Nicholas Sparks - e me apaguei de forma impressionante a essa história. Ela é realmente apaixonante.
"Até onde devemos ir em nome do amor?"



  Um grande beijo e boa livroterapia!    
   

Nenhum comentário

Postar um comentário