A Aposta - Rachel Van Dyken

Título: A Aposta
Autor: Rachel Van Dyken
Páginas: 286
Ano: 2013
Editora: Suma das Letras (Companhia das Letras)
Gênero: New Adult 
Adicione: Skoob
Onde Comprar: SaraivaSubmarino, Amazon,  Americanas, Livraria Cultura
Nota:  
Livro Cedido pela Editora para Resenha          
Sinopse: Kacey deveria ter fugido assim que ouviu essas palavras do milionário Jake Titus. O amigo de infância que Kacey não via há anos é hoje um dos homens mais poderosos e cobiçados de Seattle. E ele precisa de um favor dela: que ela finja ser sua noiva em uma viagem para visitar a avó Nadine, que está muito doente. Kacey aceita sem hesitar, afinal, o que poderia acontecer em apenas quatro dias? Mas o que ela não esperava era reencontrar Travis, o irmão mais velho de Jake, Quando mais novo, ele adorava perturbar Kacey: já incendiou uma boneca, colocou uma cobra em seu saco de dormir. Por isso, recebeu dela o apelido de “Satã”. Mas depois de tantos anos, Kacey se vê diante de um homem lindo, por quem se apaixona no momento em que vê o seu sorriso. O que ela não sabe, no entanto, é que os dois irmãos haviam feito uma aposta quando eram meninos: quem se casasse com Kacey receberia um milhão de dólares. Em “A Aposta”, da autora best-seller do New York Times Rachel Van Dyken, Kacey terá que descobrir qual dos irmãos é o cara certo e fazer sua escolha. Essa é a única certeza que lhe resta.

 Resenha:

O famigerado triângulo amoroso! 😜
  Kacey, nossa “mocinha”, se vê novamente cara a cara com a pessoa que a magoou profundamente. Ela tinha começado a seguir sua vida da maneira mais normal possível, estava na faculdade, trabalhava em uma cafeteria e tentava manter o máximo de distância do seu trágico passado, porém ele estava ali, encarando-a como se nada tivesse acontecido, e para piorar lhe pediu um favor inimaginável.

  Jake Titus é um grande empresário, bilionário, o solteiro mais cobiçado de Seattle e melhor amigo de infância de Kacey. Como estava tendo problemas com sua imagem pública, e consequentemente com sua família, Jake faz uma proposta à velha amiga: Ela teria que fingir ser sua noiva por um final de semana. Com isso, ele conseguiria passar a imagem de um empresário sério e comprometido para a mídia, e de uma pessoa responsável e dedicada para a família, principalmente para avó Nadine, que se encontrava com a saúde fragilizada.

  Kacey não podia acreditar no que estava ouvindo. Jake Titus, o mesmo que partiu seu coração no passado, e que agora havia retornado como se nada tivesse acontecido para pedir um favor a ela!? Kace estava preste a rejeitar a essa proposta, quando Jake mexeu em seu ponto fraco: Avó Nadine. Ela sempre foi muito presente na vida de Kace, e saber que ela estava adoecendo era desesperador para ela. Por isso, e só por isso, ela aceitou fazer parte dessa farsa.

  Os dois embarcaram para Portland, e uma grande atração entre eles começa a ressurgir, tão forte que era quase palpável. Ao chegar na cidade, ela reencontra o irmão de seu noivo de mentirinha, Travis Titus, e ele estava completamente diferente do pestinha que costumava ser.

  Travis Titus sempre foi o coadjuvante na relação entre Jake e Kace. O irmão mais velho vivia para perturbar Kace, puxar seu cabelo ou colocar bichinhos mortos em lugares estratégicos só para assusta-la, mas o que ela não sabia era que Travis sempre foi apaixonado por ela que e fazia tudo isso para chamar sua atenção. Os irmãos viviam brigando por ela quando crianças, a ponto de apostarem quem casaria com ela primeiro. A princípio, Travis tinha perdido a aposta, pois Jake namorou Kacey no passado e agora desfilava para cima e para baixo com ela nos braços, mas ele não aceitaria perde-la assim tão fácil.


  O livro “A aposta” tem um enredo com muitas informações e várias lembranças do passado bombardeando o presente, mas que por incrível que pareça se unificam no final da história. São três narradores, logo, três pontos de vista diferentes que ao invés de trazerem uma maior compreensão, plantam várias dúvidas que ao decorrer da história vão sendo esclarecidas de maneira simples. Os personagens não evoluem, ou seja, suas personalidades permanecem intactas até o final da história, e seus objetivos poderiam ter sido alcançados de uma forma menos conflituosa, demonstrando uma certa imaturidade dos protagopnistas. Kacey precisa se reencontrar em Portland, precisava enfrentar seu passado e todas as coisas que deixou para trás depois da noite fatídica.
“O olhar de vovó Nadine ficou muito sério.
- Querida, é no fim da vida que a gente percebe as besteiras que fez. Um dos meus maiores erros foi não obrigar você a voltar para casa, encarar seus medos, superar seu passado.”
E ao final da história ela se reencontra com a ajuda da pessoa que ela menos esperava. Mas, e a aposta? O enredo acaba não girando em torno desse tema e o título perde um pouco o sentido. Portanto, a aposta é deixada no escuro para que se possa iluminar a construção de uma relação amorosa que evidência quem é o vencedor dessa disputa.

  Livro leve e de fácil leitura, ótimo para aqueles momentos em que você está tendenciada a livros mais soltos e com uma linguagem mais fluída. O desfecho deixa um gancho para o segundo livro “O Desafio”, que aparenta ser muito interessante, e que tem como tema uma segunda aposta feita pelo casal que se formou no primeiro livro. Não foi um livro marcante, mas foi bem descontraído como eu esperava.



Um grande beijo e boa livroterapia! 💙

Nenhum comentário

Postar um comentário