Resenha: Romance Com o Duque ( Castles Ever After, 1) - Tessa Dare

Autor: Tessa Dare
Páginas: 256
Ano: 2016
Editora: Gutenberg
Gênero: Romance  Literatura Estrangeira
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:      
Sinopse: Izzy sempre sonhou em viver um conto de fadas. Mas, por ora, ela teria que se contentar com aquela história dramática.
A doce Isolde Ophelia Goodnight, filha de um escritor famoso, cresceu cercada por contos de fadas e histórias com finais felizes. Ela acreditava em destino, em sonhos e, principalmente, no amor verdadeiro. Amor como o de Cressida e Ulric, personagens principais do romance de seu pai.
Romântica, ela aguardava ansiosamente pelo clímax de sua vida, quando o seu herói apareceria para salvá-la das injustiças do mundo e ela descobriria que um beijo de amor verdadeiro é capaz de curar qualquer ferida.
Mas, à medida que foi crescendo e se tornando uma mulher adulta, Izzy percebeu que nenhum daqueles contos eram reais. Ela era um patinho feio que não se tornou um cisne, sapos não viram príncipes, e ninguém da nobreza veio resgatá-la quando ela ficou órfã de mãe e pai e viu todos os seus bens serem transferidos para outra pessoa.Até que sua história tem uma reviravolta: Izzy descobre que herdou um castelo em ruínas, provavelmente abandonado, em uma cidade distante. O que ela não imaginava é que aquele castelo já vinha com um duque

Resenha: 

Divertido. Doce. Romântico. Encantador.

" Ah, mas eu vou perceber que você está por aqui. Não existe castelo grande o bastante para evitar que um homem como eu não repare em uma mulher como você. Não precisa falar nenhuma palavra para que eu sinta sua presença nesse castelo. Eu posso ouvir o farfalhar das suas anáguas, eu sinto o cheiro de sua pele, eu sinto seu calor."
Em Romance com o Duque, conhecemos a doce Izzy, que cresceu rodeada pelos contos de fadas que seu pai escrevia, por anos ela sonhou com o seu príncipe encantado e seu lindo final feliz, mas como nem tudo são flores, seu pai acaba morrendo e a deixa sem teto e sem nenhum tostão. Quando ela menos espera, herda um castelo. Com suas energias " renovadas" e pronta para uma nova vida, Izzy deixa tudo para trás e vai receber sua herança.
Ela só não conta encontrar um lindo e misterioso homem no tal castelo que de longe parecia romântico, mas agora lhe causa arrepios.
Existem coisas na natureza cuja beleza vem de sua estrutura delicada e simetria perfeita - flores, conchas marinhas, asas de borboleta-, e existem coisas que são lindas por seu poder natural e por sua recusa em serem dominadas, como montanhas cobertas de neve, nuvens de tempestade, leões descabelados com dentes afiados. Aquele homem diante dela ? Ele pertencia, sem nenhuma dúvida, à segunda categoria. Assim como o lobo sentado aos pés dele.
Ransom sofreu um grave acidente, ele sempre foi um homem temido, rico e libertino. Agora, seu único desejo é ficar sozinho em seu castelo. Quando Izzy chega , ele quer de todas as formas que ela vá embora, ela não tem medo dele, apesar de ser misterioso e muito bonito, ela não pode deixar o castelo, pois não tem nem dinheiro, menos ainda um lugar para ficar. Então Ransom decide partir pra o ataque , e tenta assustar Izzi alegando o quanto a deseja, e de várias maneiras diz que se ela permanecer no castelo não estará segura.

Mas enquanto ele a beijava, algo saiu muito, muito errado.
Dessa vez ela retribuiu o beijo. Não com mera curiosidade ou entusiasmo inexperiente, mas com uma paixão encantadora, desenfreada, que fez doer seus ossos.
(...)
Ransom não sabia se sua estratégia de Cuidado-Com-Meus-Beijos-Perigosos estava tendo algum efeito em Izzy Goodnight, mas ele sabia de uma coisa... Aquele beijo o deixou completamente sem chão.
(...)
"Escute. Quando um homem acorda, ele sente desejo. Ele acorda duro, rude e dolorido de desejo." Ele se mexeu, pressionando sua imensa ereção no quadril dela. " Está sentindo isso?"
"Sim". Ela arfou.
"Ele quer entrar em você", disse Ransom.
"Em ... em mim."
"Isso. Em você. Duro, fundo, rápido e por completo."
O casal se conhece aos poucos, a química entre eles é palpável, adorei os embates deles, um mais teimoso que o outro.
Ransom fica perturbado com a presença da doce moça, tenta mantê-la afastada, mas a mulher é esperta e faz de tudo para conhecê-lo melhor.
" Não pense que consegue me envergonhar com seu silêncio", ele continuou. " Eu não sinto nem um pouco de vergonha. Só porque você faz amizades agindo como se tivesse sido encontrada embaixo de uma folha de nabo e criada por gnomos, não significa que todo mundo tem prazer em ser puritano".
Entre não sucumbir ao desejo, e tentar descobrir quem realmente é o dono do castelo, esses dois conseguem entrar em divertidas confusões. Os personagens secundários não estão ali só por estar, tudo é bem encaixado. Os diálogos são de um bom gosto sem precedentes. Esse livro me surpreendeu de várias formas, os personagens principais não são aquilo que se vê normalmente em romances de época. Ransom, tem uma certa limitação, não vou contar qual é, mas eu fiquei de boca aberta ao ler, e Izzy apesar de ter crescido respirando contos de fadas, é muito pé no chão, não espera nada do duque, ela quer viver apenas o momento. Reviravoltas, e muitos segredos revelados, esse livro te faz suspirar e desejar um duque como Ransom!

 Não deixem de conferir! Beeeeeeeeeeeeeeeeeeijos :*

Nenhum comentário

Postar um comentário