Resenha: Pausa (Slammed 2) - Colleen Hoover

Autor: Colleen Hoover
Páginas: 301
Ano: 2013
Editora: Galera Record
Gênero: New Adult
Onde comprar: Saraiva,  Livraria Cultura
Adicione: Skoob
Nota:                
Sinopse:
Destinados um ao outro, Layken e Will superaram os obstáculos que ameaçavam seu amor. Mas estão prestes a aprender, no entanto, que aquilo que os uniu pode se transformar, justamente, na razão de sua separação. O amor pode não ser o bastante.
Depois de testado por tragédias, proibições e desencontros, o relacionamento de Layken e Will enfrenta novos desafios. Talvez a poesia desse casal acabe num verão solitário... Sem direito a rimas ou ritmo. A ex-namorada de Will retorna arrependida de ter deixado o rapaz. E está disposta a tudo para reconquistá-lo. Insegura, Layken começa a ler novas reações no comportamento do rapaz. E na insistência para adiar a "primeira vez" de ambos.Presos em uma ironia cruel do destino, eles precisam descobrir se o que sentem é verdadeiro ou fruto da extraordinária situação que os uniu. Será que é amor? Ou apenas compaixão? Layken passa a questionar a base de seu relacionamento com Will. E ele precisa provar seu amor para uma garota que parece não conseguir parar de "esculpir abóboras". Mas quando tudo parece resolvido, o casal se depara com um desafio ainda maior - e que talvez mude não só suas vidas, mas também as vidas de todos que dependem deles.


Resenha: Leia a resenha de Métrica aqui.

Já se pegou lendo um livro e aplicando uma trilha sonora a ele? Desculpa aí Collen, mas The Avett Brothers e todos aquelas letras com sentido são lindas, você só não conhecia Fresno, então eu te perdoo. E por favor, queridos, não me odeiem por pensar isso, mas se você já leu, escuta aí se essa música não faz algum sentido:
E desde quando você se foi, me pego pensando em nós dois e eu não consigo ver onde que eu errei. Se um dia eu fiz você chorar, nem meses vão te recuperar 

Observação a parte, voltemos ao principal...

Em Pausa, Collen Hoover nos agracia com uma história emocionante que não envolve somente Laken e Will na trama principal. E o mais interessante nisso, foi a capacidade da autora em fazer com que até os personagens secundários conseguissem me cativar.

Narrado em primeira pessoa somente por Will, Pausa, é um livro que assim como o primeiro, possui inicio meio e fim, com personagens bem construídos e uma carga emocional até certo ponto bem construída também, mas por vezes um pouco rasa para personagens tão ricos.

Will e Laken encontram ainda mais dificuldades que em Métrica para conseguirem manter a relação. Mas citando o título de Tropa de Elite II, "o inimigo agora é outro". Com o passar de páginas você se depara com "uau" atrás de "uau".

Uma ex namorada arrependida, um melhor amigo do passado que retorna para vida do cara como se tivesse saído para comprar pão e voltado rápido, Will precisa tomar decisões e lutar  por seus ideais.
Teria o amor de Will e Laken a possibilidade de resistir a todas as provas? Seria um erro os dois juntos, tendo apenas como base da relação as trágicas mortes de seus pais? E se nada disso acontecesse, o que os uniriam? O que os une também os separa?

Esse Gif expressa meu estado lendo essas livro em alguns momentos...

Essa imagem também me representa...
É um tanto triste ver o desenrolar de alguns trechos, pois as certezas de Will são diversas vezes testadas e o moço se vê diante de algumas situações dolorosas e outras intensamente felizes,  levado-o ao limite de suas emoções como um Mercedes vai de 0 a 100 em 1 seg.

- Aguenta coração! O negócio não é mole não...

"Pergunto-me se uma pessoa não pode chorar demais. Se puder, eu com certeza estou chegando ao meu limite esse mês." Ref: Alegria de Will ao ouvir uma apresentação de Slam

- Particularmente, Pausa foi ainda mais legal que Métrica. E dentre outras questões,a que mais me chamou atenção foi a mensagem de amor passada pelo modelo familiar nada tradicional mas cheio de amor e respeito que os personagens envolvidos formam. Sério, isso me emocionou demais.

Eddie, a melhor amiga de Lake e seu par Gavin, o mais novo melhor amigo de Will, estão também enfrentando algumas barreiras em seu relacionamento. O amor é posto a prova e os dois precisam tomar algumas decisões difíceis.

Kiersten, a pequena prodígio, amiga de 11 anos dos pequenos Clauder e Kel, junto com sua excêntrica e doce mãe Sherry, são uma atração a parte. E trazem para trama alguns questionamentos formidáveis, exemplo, o que seria o palavrão, quando e por qual motivo não dize-los.

"- (...) Tipo, pegue a palavra "borboleta", por exemplo. E se um dia alguém decidisse que "borboleta" é um palavrão? As pessoas acabariam usando "borboleta como insulto, para enfatizar coisas de maneira negativa. A palavra mesmo não significa nada. É o sentido negativo que as pessoas associam a ela que a transforma." Ref: Kiersten explicando seu ponto de vista.
A irreverente Kiersten aprovaria essa imagem que achei aqui


- Gente, acredito que capa do livro seja justamente por causa da fatídica Borboleta que vira piada interna entre o grupo de amigos. Depois desse livro essa palavrinha mudou de sentido pra mim. E a qualquer um que me tirar do sério, corre um sério risco de ouvir um "Aaah, vá se Borboletar!". rs

Foi difícil conseguir parar de ler, apesar de me pegar chorando em alguns momentos, parar de ler não foi cogitado em nenhum momento. Apesar da história possuir alguns pequenos clichês, os desfechos são sempre envolventes e com uma pitada de surpresa.

Amores, perdas amizades, lealdade, família, constância da vida, tudo isso a toda prova, junto e misturado com o tempero que Colleen Hoover adiciona fizeram de Pausa um livro Único, que conseguiu me conectar a realidade de cada personagem e me prendeu do início ao fim com uma leitura fluída e tiradas divertidas.

Origami de estrelinha em pote, item muito citado no livro, não vou contar o motivo, leiam e descubram!  


Emendei o Terceiro Livro, "Essa Garota" e volto com resenha e visão geral para vocês em breve!

Bjs e boa Leitura!

Um comentário

  1. Oi!
    Já li quase todos os livros da autora publicado no Brasil e sou completamente apaixonada por seus livros. Apesar de ter uma relação de amor e ódio com seus livros, mas o amor sempre vence. Gostei muito da sua resenha e também acho o livro completamente emocionante, por se tratar de uma historia muito real e é esse o motivo desse ser um dos meus livros favoritos. Por falar do amor de uma forma onde nós podemos nos identificar, questões familiares e amizade.
    Parabéns pela resenha e beijos!!!

    ResponderExcluir