Resenha: Amanhã, Quando a Guerra Começou (Amanhã, livro 1) - John Marsden

Autor: John Marsden
Páginas: 256
Ano: 2008
Editora: Fundamento
Gênero: Ficção, Literatura Juvenil
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:   
Sinopse: O que você faria se descobrisse que todo o mundo que conhece deixasse de existir da noite para o dia?
Ao voltar de uma semana de acampamento, Ellie e seus amigos descobrem que a cidade em que viviam foi invadida por um inimigo desconhecido. Suas famílias foram aprisionadas e uma guerra está acontecendo em seu país. Agora, eles estão sozinhos em uma cidade sitiada, lutando para descobrir o que aconteceu com seu país e tentando sobreviver.
AMANHÃ é a história de uma aventura extraordinária em tempos extraordinários, em que esconderijos, explosões e fugas passam a fazer parte da rotina desse grupo de amigos. Sozinhos e sem ter para onde ir, Ellie e seus amigos vão precisar de toda a coragem e ousadia para sobreviver.
Amanhã, quando a guerra começou é o primeiro livro da série que foi escolhida como a mais fascinante pelos jovens leitores nos EUA, na Suécia e Austrália. Uma história que prende o leitor do início ao fim. Amanhã, quando a guerra começou vai ficar na sua memória para sempre.
Resenha: Hoje eu venho com uma série longa...bem longa! São 7 livros da Série "Amanhã" e mais 3 livros da série "Depois de Amanhã", você encontra todos os títulos aqui.

Achava que seria uma Distopia, por pura imaginação mesmo, nada me dizia que fosse, mas eu resolvi que era e pronto! Só fui me dar conta do erro lá pela metade do livro, as vezes eu não sei em que mundo eu vivo, mas...né...vamos lá!

Estamos onde eu presumi ser a Austrália, de acordo com as explicações na Nota do Autor aí ao lado! Já é uma coisa diferente, nunca li nada que trouxesse esse ponto do continente, achei isso o máximo!

Bom, Ellie, uma adolescente normal, nada normal, resolve que quer acampar com alguns amigos, pede aos seus pais que, depois de muita conversa, permitem, desde que somente ela dirija e levem um número mínimo de amigos, já que segundo ele, com mais gente eles não ficarão tentados a aprontar. Então ela parte para a segunda etapa de seu plano, convidar mais alguns amigos e convencer seus pais de que o tal acampamento será seguro. A ideia é ir para o Inferno, nome dado ao lugar que, depois de uma descida bem complicada enfim, Ellie, Fi, Robyn, Corrie, Kevin, Homer e Lee se isolam da civilização durante 5 dias.

Se divertem, brincam, sem nenhuma preocupação além do que irão comer na próxima refeição.

O tempo acaba e eles voltam para casa, mas não há mais para onde voltar. Durante sua ausência, seu país foi tomado! Casas saqueadas, pessoas desaparecidas, animais de criação e estimação mortos...abandonados. Os garotos ficam perdidos, porém percebem logo, por sorte, que devem se manter escondidos e tentar descobrir o que aconteceu afinal de contas. Sua cidade parece abandonada, deserta, mas aos poucos eles descobrem os perigos que os cercam e meio que começam a se rebelar contra o que quer que tenha acontecido. Dos invasores, eles nada sabem, apenas que falam uma língua que não reconhecem e que querem fazer os habitantes locais de escravos.

Aos poucos, eles vão compreendendo como agir e como se manter nas sombras, mas são só adolescentes, será que isso faria algum efeito contra militares armados?

Bom, preciso dizer que amei esse primeiro livro. Li em um dia e já corri para o segundo! O livro é bem bonito, meio que implico com as capas, elas remetem (pelo menos pra mim) a distopia...mas são bem legais, as folhas são amarelas e têm uma grossura interessante, são mais grossas do que de costume, fica legal de manusear, a parte gráfica é muito bonita, agradável, e não encontrei erros durante a leitura, nenhum.

Se você gosta de fugas, explosões, algum mistério porque vai saber que invadiu esse lugar, uma pitada de romance e muita ação, esse livro foi feito pra você! Super recomendo a leitura!

2 comentários

  1. Olá. Eu amei também quando li esse livro, achei completamente diferente. Ás vezes foi difícil para mim imaginar alguns lugares que a personagem falava, porque se passava na Austrália, país que pouco conheço, mas depois que assisti o filme ficou tudo mais simples. Eu achei meio forçado o envolvimento da personagem principal com o Lee, mas no final acabei gostando. Espero que curta os outros, infelizmente eu não consegui ler ainda.
    Beijos, Visite o Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Menina....não sabia que tinha o filme! Quase surte aqui...hehe...achei na Netflix com o nome Guerreiros do amanhã.
      Adorei saber e já assisti...olha que até foi bem fiel ao livro, claro que não 100% né, mas foi dentro do possível.

      Também achei esse romance meio forçado, meio nada a ver....

      Bjs e obrigada pela visita 😍

      Excluir