Luz, Câmera, Ação: Boneco do Mal

Direção: William Brent Bell
Ano: 2016
Classificação14 anos
Produtora:  Imagem Filmes
Distribuidor Brasileiro: Diamond Films
Elenco: Lauren Cohan como Greta
Rupert Evans como Malcom
Ben Robson como Cole
Jim Norton como Sr. Heelshire
Diana Hardcastle como Sra. Heelshire
Stephanie Lemelin como Sandy

Nota: 
Sinopse: Greta (Lauren Cohan) é uma jovem americana que aceita um trabalho como babá em uma pequena vila inglesa. Porém, o garoto de 8 anos de quem ela tem que cuidar é, na verdade, um boneco de quem o casal cuida como se fosse um menino de verdade, como uma forma de lidarem com a morte do filho, ocorrida 20 anos antes. Após violar uma lista de regras do garoto, uma série de eventos inexplicáveis transformam a vida dela em um pesadelo.


Imagine um ser humano medroso? Imaginou? Agora multiplique por 10 e some tagarelices infinitas a esse ser humano. Bem, essa sou eu assistindo filme. E assistir terror sozinha com a luz apagada, nem pensar...

Com o filme "Boneco do Mal" não foi diferente, fiquei morrendo de medo, no escuro e enrolada num cobertor pra ninguém puxar meu pé, mas tive um surpresa que vocês também terão.

No Netflix esse filme encontra-se na categoria "terror e suspense", mas não é bem assim. Se fosse separar filmes que já assisti por gênero, colocaria esse na categoria de "Terror Psicológico e Drama".
Boneco do Mal conta a história de uma moça que precisa de um emprego e de uma família em busca de uma nova babá para seu filho. Ah, a família mora bem longe do centro da cidade. O cenário já começa a ficar sinistro aí.


A moça, chamada Greta, se candidata a vaga de babá do filho da família, eles precisam fazer uma viagem e o filho não pode acompanha-los. Mas para a surpresa da jovem, o que ela encontra na casa é: um casal consideravelmente idoso cuidando de um boneco terrivelmente medonho como se ele fosse um molequinho de uns 8 anos.

- Meu, a casa é enorme e antiga, ainda que estivesse com o maior problema financeiro do mundo, EU NUNCA FICARIA NUMA casa desse tamanho sozinha com um boneco com cara de psicopata.
Comecei a falar e não deu outra, ela ficou na casa sozinha, coisas de filme né... rs

Greta recebe uma lista de instruções com tópicos do que fazer e o que não fazer enquanto o casal se apronta para sair. Aparentemente o Boneco ouve, sente, fala e quando fica com raiva age como uma criança rebelde, sem contar que faz "traquinagens", tipo esconder o calçado de Greta assim que ela chega. Porém, essas "movimentações" acontecem como um jogo de percepção para ela, pois na frente dela o Boneco nunca se mexe.

O que Greta não esperava, além desse cenário assustador montado na casa do casal, é que o entregador do mercado e morador antigo da cidade, Malcom, sentasse para conversar com ela e contasse que na realidade o boneco que ela toma conta apareceu na casa após um incêndio onde o filho do casal não sobreviveu. Ou seja, aquela ser inanimado apareceu do nada e o casal idoso cuida dele para curar a tristeza. Seria realmente isso?

- pronto, morri! Ia embora NA MESMA HORA! Só para piorar a situação a casa só tem UM telefone e o celular dela fica sem sinal dentro de uma gaveta.

O problema mesmo é que depois que os pais do Boneco saem, Greta passa a não seguir as regras que estavam anotadas e além de ignora-lo, recebe visita em casa, o entregador Malcom-gato que a corteja o tempo inteiro. A partir daí coisas estranhas começam a acontecer. O Boneco começa a se manifestar, Greta fica trancada em casa, tem suas coisas escondidas e recebe uma ligação medonha do Boneco.

- vai embora daí e não volta nunca mais, sua doida! Gritei...

Não adianta ficar nervoso com esses filmes, eles sempre fazem o menos óbvio e sempre se colocam em risco. Mas a mocinha do filme tem um bom motivo para aceitar a situação assustadora, que por outro lado paga bem e ainda é "confortavelmente" distante de tudo. Do que ela estaria fugindo para aceitar tudo isso? No decorrer do filme esse mistério é sanado e a gente até entende a situação.

Depois de ver tudo que o Boneco é capaz de fazer, Greta ACEITA a possibilidade dele ser possuído e que tenha que seguir as regras que os pais deixaram para tudo ficar "bem". Daí para frente ela cuida dele como os pais cuidavam e apesar disso, Greta não está pirada. Achei isso muito interessante, pois ela projeta a sua dor no boneco. Mas qual dor?

Malcom alerta que ficar na casa seria perigoso, pois o espirito da criança que possivelmente habita o corpo do Boneco não seria o modelo mais fofo a existir. A criança em questão era um tanto cruel e doentia, nesse clima, ele decide contar todas as coisas que sabe e que ouviu na cidade sobre Brahms, o Boneco, apesar da históia terrível Greta não se assusta e permanece na casa.

As cenas seguintes são eletrizantes e desvendam muitos mistérios que eu nem imaginava que poderiam ocorrer. O maior medo da jovem surge, tem morte, tem sangue, tem revelações. Ficam duas hipóteses no ar e se essa dúvida surgir para você também, volte aqui e comente para discutirmos o caso.

Acredito que por ser um tanto divergente da categoria que foi colocado, esse filme dividiu opiniões, pois criou expectativa de uma coisa e no final foi outra. Porém, se você curte um nom filme de Suspense, com um enredo consideravelmente profundo, assista esse!

Apesar de não chegar aos pés de qualquer terror clássico, o filme possui sustos extremamente BEM COLOCADOS. Então posso afirmar que pelo menos alguns bons sustos o filme garante.

Então acho melhor você correr para o Netflix e assistir o Boneco do Mal, você vai se surpreender. Não é o melhor filme do mundo, mas com certeza é interessante e conseguiu me prender do início ao fim.
Bjs e bom filme :*

Nenhum comentário

Postar um comentário