Resenha: Todo dia – David Levithan

Autor: David Levithan
Páginas: 218
Ano: 2016
Editora: Galera
Adicione: Skoob

Sinopse: Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.
Resenha:
A bondade tem a ver com quem você é, enquanto a gentileza tem a ver com o modo como quer ser visto.

Ganhei esse livro de aniversário e já estava interessada em conhecer a escrita e os temas que o autor aborda nos livros dele.

O livro, realmente, é um encanto. Levithan trata de vários temas polêmicos de uma maneira suave, tranquila e, se você para pensar o modo como ele nos mostra parece tão natural que não haveria formas de julgamento.

Quando você entende que a fase da adolescência já é difícil, pois eles (jovens) não sabem ao que eles pertencem, onde se encaixam. Não são mais crianças e nem ainda adultos, então ficam várias perguntas.

Não imaginei que iria gostar tanto e ele coloca tantas frases e questões para refletimos que ainda não tinha li em uma escrita tão desprendida e solta. Alguns temas são (sei que vou esquecer alguns, mas...rsrs): amor ou a descoberta dele, paixão, as relações entre casais do mesmo ou de sexo diferente, a amizade, enfim vários poderia discorrer, mas o amor é sempre um tema que gosto de falar. É tão genuíno, ingênuo o que eles sente... como se tudo fosse possível entre outras coisas.


A narrativa é fantástica. Não imagino outro autor abordando tão bem. É simples de entender a escrita é bem tranquila. Eu literalmente entrei na história com A e senti as aflições e decepções que ele sentiu. Não sei definir o que ele é, mas lendo você, com certeza, entenderá.

Espero e muito que vocês possam ler esse livro. Ainda estou muito encantada com ele e me apaixonei por esse livro. Doida para ler o segundo que é Outro dia.





Um comentário

  1. Oi, Raquel. Eu comprei o livro tem uns dias e me indicaram ele porque ele é muito bom. Eu fiquei apaixonada e encantada pela premissa, estou muito curiosa sobre A e sobre a narrativa do autor.
    Abraço! Leitora Encantada

    ResponderExcluir