Resenha: Além - Mundos - Scott Westerfeld


Autor: Scott Westerfeld
Páginas: 546
Ano: 2016
Editora: Galera Record
Adicione: Skoob
Livro Cedido pela Editora para Resenha


Sinopse: Scott Westerfeld, autor da série Feios, retorna em mais uma aventura de tirar o fôlego.
Darcy Patel escreveu seu primeiro livro em um mês. Não muito tempo depois, se mudou para Nova York, para realizar o sonho de viver de escrever. Lizzie se prepara para mais uma viagem de avião, até terroristas invadirem o aeroporto e começarem a atirar em todos. Desesperada, Lizzie se joga no chão. Eu estou morta, eu estou morta... No fim, está tão convencida de pertencer ao lugar dos mortos que acaba atravessando a fronteira do além-mundo. Darcy criou Lizzie. A menina de Além-mundos é sua protagonista. Enquanto Lizzie se vê cada vez mais envolvida nos assuntos dos mortos e do submundo, Darcy luta para se manter no paraíso do YA, na Big Apple, e quanto mais Darcy aprende e amadurece, mais a história de Lizzie também cresce. Ou seria o contrário? Sempre atravessando as barreiras entremundos, as duas irão se redescobrir, se reescrever e explorar os infinitos mundos dentro de si mesmas.


Lançamento do autor da trilogia Feios, Além - Mundos é o primeiro livro de sua nova série. Com sinopse extremamente confusa, Além - Mundos me provocou uma enorme curiosidade. Encarei a missão de ler o maior livro da minha vida e agora vim contar pra vocês.

Comecei essa leitura de maneira inusitada, como não sabia o que estava por vir, dividi a sensação das primeiras páginas com meu namorado, como uma contadora de história cheia de entonação disparei a ler o primeiro capítulo em voz alta para o coitado. Quando dei por mim estava cansada e empolgadíssima com o capítulo dois já finalizado. Tive que respirar fundo "Uau, que história!". E essa foi minha primeira impressão de Além - Mundos.

Darcy é uma adolescente indiana, de aproximadamente 18 anos que mora na Filadélfia. Ela escreveu seu primeiro livro em um mês e se vê dividida entre fechar contrato com uma grande editora e mudar de estado para publicar seu livro ou ingressar na faculdade. Darcy é irmã de Nisha de apenas 14 anos, que muitas vezes parece ser bem mais velha do que ela e é quem a apoia a seguir em frente com seu mais novo objetivo. A contra gosto dos pais e com apoio da irmã, Darcy segue em busca do sonho de lançar seu livro indo para Nova York enquanto adia a ida para faculdade.

Em N.Y, Darcy tem uma missão ainda maior que simplesmente publicar seu livro, ela precisa antes de mais nada aprender a se virar sozinha, em seguida revisar sua obra que tem previsão para ser lançada em um ano e ainda planejar o livro 2. O que parece ser bem difícil, pois Darcy é bem imatura e insegura e considera ter sido uma grande sorte ter criado Além – Mundos em apenas um mês. Será que a Jovem autora consegue superar suas próprias expectativas? Posso adiantar que ela amadurece e aprende bastante... rs

O livro intercala entre a realidade da escritora Darcy e a história de seu livro com a protagonista Lizzie de 17 anos. São duas histórias rolando simultaneamente e em locais diferentes. Os capítulos ímpares são narrados em terceira pessoa e falam sobre a história de Darcy, os desafios, amadurecimento e sua jornada para publicação do livro. Os capítulos pares são narrados em primeira pessoa por Lizzie, a personagem do livro de Darcy e sua experiência com o "Além -Mundos".

Lizzie é filha de pais separados e viaja para conhecer a nova namorada do pai. Ao retornar, já no aeroporto sua vida toma um rumo extremamente diferente do simples retorno pra casa. A caminho do portão de embarque, um ataque, aparentemente um ataque terrorista. Nada que fizesse muito sentido ou fosse justificável. Lizzie se vê no meio de um tiroteio, encurralada e em questões de segundos tudo o que ela vê são corpos no chão, sangue, homens de máscara portando armas, uma cortina de fumaça e muitos gritos. Ela tenta fugir, mas não tem pra onde ir. Numa tentativa de avisar a polícia, Lizzie se abaixa e liga para a emergência e essa ligação salva sua vida. Sem saída a única coisa que a moça do outro lado da linha diz para ela é "finja-se de morta".

Assim ocorre a experiência de Lizzie com o outro lado. Deitada em meio aos corpos e com muito medo, ela faz o melhor que pode para parecer morta, força sua respiração a acalmar e repete mentalmente “estou morta”. De olhos fechados mergulha no que descreve ser "a escuridão". Lizzie se desliga do que chamo de mundo físico e se transporta ao "Além - Mundos". Nesse primeiro momento nós conhecemos Yami e Yamaraj. Yami é uma menininha de aparentemente 13 anos e é irmã de Yamaraj. Yamaraj é um carinha muito lindo "do outro lado" que deixou Lizzie encantada.

Sem muitos rodeios o “mistério” do que séria o Além – Mundos é logo desvendado. Yamaraj explica que ali é "o local onde os fantasmas são recebidos". Quem os recebe? Bem, existem muitos responsáveis por essa tarefa, mas no aeroporto, quem faz isso é sua irmã Yami (ela é um fantasma). A única coisa que não me agradou muito foi o fato “dos vivos", quando estão do outro lado, possuírem aparência física brilhantes tipo Edward de Crepúsculo na adaptação cinematográfica. rs

A transição entre mundos que Lizzie conseguiu (e consegue fazer) é algo incomum para alguém vivo. Yamaraj explica tudo isso para a jovem enquanto terroristas, sem nenhum motivo tiram a vida de dezenas de pessoas. Sendo Lizzie a única sobrevivente do ataque, ela retorna de sua "visita ao mundo dos mortos" do lado de fora, deitada entre corpos empacotados e com seu óbito devidamente assinado, afinal, ela realmente estava morta enquanto fazia a visita ao outro lado. Ou não estava?

A equipe de pronto atendimento não acredita quando a vê levantar. Seus sinais vitais são checados. A jovem encontra-se com pressão arterial "quatro por quatro" - aqui uma observação que, essa pressão é bem complexa e anuncia um bye bye praticamente irreversível para o paciente. O paciente que "retorna" desse tipo de situação geralmente relata ter visto todo o procedimento de emergência do teto ou ao lado do próprio corpo, dentre outras coisas. rs... Ponto pra esse autor que foi fundo até nos detalhes.

Darcy explica para a irmã e para alguns autores da editora que faz parte sobre o caminho que seguiu para criação de seus personagens. E inevitavelmente é mais um ponto forte do livro. Quem nunca leu e ficou se perguntando como o autor criou determinado cenário ou por onde buscou referências? Darcy explica em detalhes como criou Yamaraj cita Vedas e as escrituras Hindus (que ela usou como inspiração), refere-se a Yamaraj como Ceifador, “deus da morte” ou simplesmente "uma foca encantada por quem você se apaixona" dito por ela mesma, o que não considero a real do fofo Yamaraj. E vou parar por aqui pra não dar Spolier. Senti como se estivesse tendo um papo com o autor. O que não deixa de ser verdade, não é? Adorei isso!

Lizzie desenvolve cada vez mais sua habilidade de “ir ao outro lado” e se torna cada vez mais sensível aos mortos (ela consegue ve-los, percebe-los e ajuda a guia-los). Yamaraj e Lizzie possuem uma ligação, uma paixão que se deu desde o primeiro contato dos dois. Só pra ficar claro: Yamaraj, assim como Lizzie, não é um fantasma.

 Esse enredo me revelou boas surpresas, isso se deu em razão da evolução de Lizzie, a medida que ela conhece o outro lado, seu envolvimento se aprofunda e a leitura fica com uma pegada policial sobrenatural. Se você acompanha, ou já assistiu algum capítulo de “Supernatural” sabe do que estou falando! Não sei como UM livro conseguiu unir tantos temas de maneira tão harmônica!

Até a Ravena gostou do livro e não quis soltar, oh. rs

Além – Mundos é um livro extremamente envolvente, rico em detalhes e diferente de tudo que li até então. Ainda estou sem saber de qual parte gostei mais. Apesar da narrativa de Lizzie ter tirado meu fôlego diversas vezes, o jeitinho despretensioso e doce de Darcy também me encantaram. A história flui, a leitura é leve e eu torci demais por Lizzie e Darcy, do início ao fim! Se você está esperando algo surpreendente, pode encarar essa leitura que garante tirar o folego.

Agora nos resta aguardar os próximos livros, até lá, estou na torcida para serem lançados logo!

bjs e boa leitura :*

16 comentários

  1. Oie

    Eu estou com muita vontade de ler esse livro.
    Essa é a segunda resenha que vejo e adorei, vejo que não vou me decepcionar.
    E a capa é linda!!!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda, tenho certeza que vc não se arrependerá!!

      Excluir
  2. Nossa, que história criativa, depois que abandonei a série FEIOS prometi a mim mesma que ia ler algo do Scott pois sua escrita era maravilhosa, agora já sei o que irei ler.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriela!
      O único problema: esperar a sequência.
      Kkk
      Isso é dose!

      Excluir
  3. Nossa que inusitado, eu não sei se leria, mas sua empolgação e a determinação e a surpresa que levou ao ler me deixou um tanto curiosa, eu estou tentando sair um pouco do meu conforto de leitura, não sei se pegaria esse por agora mas quem sabe mais para frente.
    Ótima resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karine, obrigada!
      A empolgação foi pela surpresa. Esse livro me surpreendeu.
      Provavelmente eu não teria dado uma chance a ele se já soubesse que o tema era fantasia e teria perdido uma história fascinante!
      Vai sem medo. rs

      Excluir
  4. Oi Jessica,tudo bom? Confesso que achei a premissa desse livro bem maluca, mas agora fiquei com vontade de ler. Vi falarem super bem dele no Mochilão da Record, mas só agora me interessei realmente. Espero que a leitura me cative também e que eu possa ler em breve. Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah, você foi no mochilão, garota de sorte! Eu não fui 😭
      Então, também achei meio doido. Como era lançamento não sabia nem o que esperar do livro.
      Foi interessantíssimo ler e a descoberta vir a cada página.
      Obrigada e volte sempre. \0/

      Excluir
  5. Oiii Jessica, tudo bem?
    Confesso que achei a história bem estranha e diferente do que costumo ler, mas mesmo assim a leria, e gostaria de saber como seria esse desfecho e se a personagem vai descobrir que realmente está viva, não apenas em outra dimensão.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Morgana, acho que essa deve ser uma dúvida geral.
      Quando citado sobre o crescimento da personagem e sobre descobertas estamos bem longe do imaginado. O livro te pega de jeito por isso, pois consegue ser surpreendente.
      Acho que muitos considerariam um Spolier, pois essa é a curiosidade de muitos.
      Kkkkk
      Mas as histórias não se misturam. A percepção de evolução das personagens e "descobertas" que cito, é sobre a evolução da autora, que diretamente está ligado ao livro, pois enquanto ela "se descobre autora" vai realizando correções e alterações no livro, mudando ou alterando um pouco o rumo da trama.
      Então é perceptível a evolução de ambas, mas a história não se mistura. Pelo menos no primeiro livro, ne. rs

      Excluir
  6. Um livro curioso e me despertou o desejo em ler essa obra. Sua resenha me deixou ainda mais com vontade, pelo jeito vou ter que colocar na lista de desejados.

    ResponderExcluir
  7. Oi, essa é a segunda resenha que leio sobre esse livro e cada vez que leio algo sobre ele, fico com mais vontade de lê-lo, por no inicio, pela sinopse parecer tão confuso, mas quando leio as resenhas, vejo que vai além do que eu esperava desse livro, onde duas realidades se confundem e não podemos presumir nada em relação ao futuro das duas personagens. Amei a sua resenha e já está anotada a dica. Vou correndo adquirir e ler.
    bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thatyane!
      Que ótimo!
      Obrigada!
      Tomara que goste, depois vem nos contar. rs
      Bjs

      Excluir
  8. Ooi! Eu estou com esse livro aqui para ler, e após sua resenha, só me deixou mais curiosa para conhecer a escrita do autor e esse enredo tão diferente!
    Parabéns pela resenha, você me empolgou com a sua própria animação com a leitura :D
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruhh, vcs não é a primeira que cita essa "empolgação", tô começando a achar que sou muito empolgadinha.
      Kkkkkk
      Obrigada e fico feliz de ter conseguido te animar com a leitura.
      Bjs

      Excluir