Viagem Mortal - Série Mortal, 33 - J. D. Robb (Nora Roberts)

23 de junho de 2022

Título:
Viagem Mortal - Série Mortal, 33
Autor: J. D. Robb (Nora Roberts)
Páginas: 462
Ano: 2021
Editora: Bertrand
Gênero: Romance Policial
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:   .
Sinopse: A fuga de um estuprador em série que Eve Dallas prendeu doze anos atrás leva a tenente à sua cidade natal - ; e a mergulhar nos pesadelos de sua infância traumática...
Iniciada com Nudez Mortal, a famosa Série Mortal tornou-se a mais bem-sucedida série policial do mundo e criou uma espantosa legião de fãs que aguardam os novos títulos com muita ansiedade. A tenente Eve Dallas, acompanhada de seu marido, o multibilionário Roarke, é a protagonista das histórias.
Um dos primeiros criminosos que Eve Dallas prendeu, ainda quando recruta, o monstro Isaac McQueen raptava e estuprava garotinhas, deixando-as para sempre com cicatrizes no corpo e na alma. Graças a Eve, o pedófilo acabou atrás das grades, longe do convívio da sociedade. Por doze anos, a fera ficou enjaulada. Não mais.
Depois de uma fuga improvável, Isaac tem apenas duas coisas em mente: primeiro, continuar sua vida de onde tinha parado, atuando como predador de meninas inocentes, sempre com o auxílio de uma parceira mais velha que atrai e engana as vítimas; segundo, se vingar da mulher que interrompeu sua vida no crime tantos anos antes, agora uma respeitada tenente da Polícia de Nova York, casada com um dos homens mais ricos da cidade.
Atraindo a atenção de Eve com um crime perverso e ousado, Isaac dá início a sua caçada pessoal, forçando Eve a enveredar por uma estrada pavimentada com sangue e lágrimas. Uma estrada que, por fim, levará a Dallas, Texas, o lugar onde Eve enterrara um passado sombrio. E cada nova reviravolta no caso a aproxima da pungente lembrança de sua infância, quando era uma menina vulnerável e muito parecida com as vítimas inocentes de Isaac.
Enquanto seu marido, Roarke, tenta resgatá-la dos pesadelos constantes que ainda a afligem e sua parceira Peabody trabalha de forma incansável para ajudá-la, Eve precisa enfrentar e vencer os fantasmas do passado para conseguir sobreviver.
Viagem Mortal é o 33º volume da Série Mortal. As série pode ser lida tanto na sua ordem cronológica, que recomendamos para maior imersão nas histórias, ou como livros independentes.



Resenha: Finalmente um livro desta série que eu posso dizer que não é o meu preferido até agora!

Nem sempre fazemos o que é certo ou bom. Nem mesmo um pelo outro. Mas, quando a questão é importante, nós fazemos exatamente isso: o que é certo e bom um para o outro. Não existe regra para isso, Eve. É apenas uma questão de amor.

Estava ficando estranho eu sempre gostar mais do próximo, e do outro depois do próximo!!!

Mas antes de eu contar os meus motivos, deixa eu colocar os links das resenhas na imagem abaixo, para ler, é só clicar:


Então, deixa eu explicar aqui. Primeiro esta capa! Gente, porque a Editora fez isso comigo??? A capa é vermelha! Vermelha gente, não preta, olha acima, tudo preto, tá... menos aquele que tem o rosto, mas aquele tem dois livros em um e o primeiro é no passado, sem a nossa Equipe! vermelha gente, vermelhinha! Diferente de todas as outras. Porqueeee????

A única explicação que eu encontrei para isso foi por ser o livro que nos leva diretamente ao passado da Eve! Mas mesmo assim, não é igual as outras!!!!

Pronto, reclamei! Agora deixa eu contar outro ponto que, na minha opinião, deixou a leitura mais fraca. Não, deixa eu falar da história em si, depois eu falo do que eu não gostei.

Você precisa confiar nas pessoas, ou viverá pela metade. Tem que tentar ajudar, senão até mesmo essa metade será vazia.

Bom, doze anos atrás, Eve como uma policial de rua, desconfiou de Issac, um estuprador em série. Ele foi preso por ela, ou com a ajuda dela né, que desde muito cedo na polícia já tinha uma visão bem aguçada para identificar criminosos.

Então, o cara fugiu e o seu objetivo de vida seria se vingar daquela que o privou da liberdade.

Issac era um cara muito esperto, com talento para se esconder, uma grande parte de maldade no coração e nenhuma empatia. Anos preso não o fez melhorar, muito pelo contrário, ele piorou, e muito, além de ter tido tempo para estudar Eve.

Na rua, o cara só quer vingança, e então arma um jeito de atrair Eve para seu encalço. E para onde ele vai levar a nossa Tenente? Para Dallas, lugar de onde ela veio.

— Não preciso comprar roupas íntimas sensuais porque você já compra o bastante para abastecer um galinheiro de acompanhantes licenciadas de luxo. 
— É uma fraqueza minha. Um galinheiro? Amor, você está muito cansada.

E foi isso, este detalhe que me incomodou, oras, quanta gente tem no mundo? Qual é a probabilidade de o bandido se envolver, sem querer, com alguém muito ligado ao passado da Eve? Se fosse qualquer outro personagem em qualquer outra trama, beleza, mas justamente um que quer vingança? Improvável né?

Mas aconteceu e nem foi isso o que mais me incomodou, foi que bem no livro que a Eve, tecnicamente mais precisava do pessoal dela, estava sozinha em Dallas, tudo bem que o Roarke estava junto e que sua equipe a ajudou a distância, mas mesmo assim, seria muito mais legal se estivessem com ela!

Mas o livro foi muito bom, a história muito boa. Pudemos ver em primeira mão muito do que aconteceu com a Eve no passado e dá para entender muita coisa também, fiquei com pena dela e com raiva de ela não ter dado um belo troco em quem deveria, mas enfim...vejamos se o teor dos livros não vai mudar daqui pra frente, espero que ela tenha conseguido enterrar o passado de vez e viver o presente e esperar tranquilamente o futuro agora!

...— De nada, porra! — disse ele, às suas costas. Eve respondeu erguendo o dedo do meio no ar, antes de bater com força a porta do quarto. — Para você também, amor.

Claro que o romance está às mil maravilhas entre o nosso casal, afinal, são Eve e Roarke né?

Ele digitou alguma coisa no teclado. 
— Ah, obrigada, Jesus. 
— Meu nome é Roarke. — Ele bateu com o dedo na cabeça de Eve. — Não devia esquecer o nome do seu marido. 

10 comentários

  1. Enquanto montava a wishlist especial da série Mortal, também estranhei a capa diferente e até me questionei se era mesmo da série....
    Imagino o quão vulnerável nossa detetive se sentiu! Ainda bem que nosso herói Roarke estava lá

    ResponderExcluir
  2. Tá que eu amo vermelho, mas como assim? Colocar um vermelho no meio de mais de 33 livros? Não é possível isso. O Toc ataca com força.
    Entendi que é por conta disso do passado de Eve, mas mesmo assim, ficou bom não rs
    A história parece forte, aliás, como todos os livros e tem ali a pimentinha e os corações, que a gente já se acostumou muito a ver nessa coleção de Nora!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Ola
    Realmente é estranho ver uma capa tão diferente.Mas é muito bom ver a nota que o livro recebeu .Por isso Nora Roberts é uma das minhas autoras preferidas.E que bom que relacionamento de Eve e Roarke continua maravilhoso.

    ResponderExcluir
  4. Passo essa mesma agonia de capa com O pecador da J.R. Ward que é branco, sendo que os 22 livros antes desse são pretos. Não importa se tem um motivo, isso dá uma agonia!
    Achei legal esse livro de volta ao passado, dá pra saber um pouco mais sobre a Eve e dar a ela o gostinho de arrasar o cara duas vezes.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Denise, sempre tem um livro de alguma série que a gente gosta menos, né?! Complicado, sua hora chegou. rs A capa vermelha até me chamou mais atenção, porque achei muito igualzinho entre sim, ficou muito igual, sei lá, gostei mais. Preto não é muito bem minha cor favorita. Bom, acho que é uma das autoras e de livros que não vou dar uma chance porque tem uma pegada forte e não é um gênero que me chama muito atenção, mas parece ser eletrizante pra quem gosta. Cheirinhos de livro novo.

    ResponderExcluir
  6. Não conheço essa série, então vou fazer a Glória e prefiro não opinar. Porem vou concordar com você em relação a cor da capa que ficou totalmente destoando das outras e isso irrita muito.

    ResponderExcluir
  7. Oiii
    Realmente é bem curiosa a capa desse livro ser vermelha, diferente de todos da série. Se eu acompanhasse a série ia ficar sem entender isso kkkkkk
    Achei legal esse livro mostrar um pouco mais do passado da Eve. Mas esse detalhe do cara se envolver justo com alguém próximo dela realmente ficou bem viajado, ia me incomodar também

    ResponderExcluir
  8. Ah! Denise!
    Achei a capa vermelha linda, embora entenda sua indignação, porque fica diferente das outras da série, né?
    Achei bom o livro trazer um pouco mais do passado de Eve, assim podemos entender seu comportamento.
    Não entendi por que a equipe dela não a acompanhou, mas enfim, ao mesmo Rourke estava por perto.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  9. Nossa, reaver casos antigos è legal, e principalmente por que me interessei. Como só leio as resenhas, não lembro dessa história, mas estou torcendo pela tenente em ter que voltar em algo acontecido há 12 anos. Quero muito saber o que acontece no final.

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Aiii amo suas resenhas dessa série kkkk e preciso continuar a lê -la logo!!!
    A Eve não tem paz, hein!
    Cada hora uma coisa,affs agora até bandido querendo perturbar ela sobre o passado. Mas saber sobre o seu passado também deve ter sido interessante, além de libertador para ela.
    Bjs

    ResponderExcluir