Torre do Alvorecer - Trono de Vidro, 6 - Sarah J. Maas

7 de junho de 2022


Título: 
Torre do Alvorecer - Trono de Vidro, 6
Autor: Sarah J. Maas
Páginas: 644
Ano: 2018
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse: No novo volume da série best-seller do The New York Times acompanhamos Chaol em uma tortuosa viagem a um império distante.

Chaol Westfall sempre se definiu por sua lealdade inquebrável, sua força e sua posição como capitão da Guarda. Mas tudo mudou desde que o Castelo de Vidro se quebrou, seus homens foram abatidos e o rei de Adarlan o poupou de um golpe de morte, mas deixou seu corpo quebrado. Sua única chance de recuperação reside nos lendários curandeiros da Torre Cesme em Antica ― a fortaleza do poderoso império do continente do sul.

E é para lá que ruma Chaol, acompanhado de Nesryn, única mulher na Guarda Real e sua nova capitã, depois de Chaol ter sido nomeado Mão do Rei. Mas com a guerra se aproximando de Dorian e com Aelin lutando por seu trono de direito, Chaol pode ser uma peça-chave para a sobrevivência dos dois jovens monarcas, convencendo outros governantes a se aliarem a eles.

O que Chaol e Nesryn descobrem na Antica, no entanto, vai mudar os dois ― e ser mais vital para salvar Erilea do que eles poderiam ter imaginado.


Resenhas anteriores da série, clique na imagem se quiser ler, só não esqueça de que podem haver spoilers....

 

 

“Não tenho interesse em amigos fáceis… em pessoas fáceis. Acho que confio menos nelas que nas difíceis, e também as acho muito menos interessantes.”

Resenha:
Resolvi ler algumas resenhas de Torre do Alvorecer e acabei descobrindo que esse livro é meio importante para entender os últimos livros, que eu já li aliás. Então, embarquei logo na leitura do livro do personagem mais chato desta série.

“Porque era o amor que cobria o mundo, que o iluminava. Amor e felicidade"  

Eu "comi" essa série quando li, mas sempre fiquei com um pé atrás com esse livro. Não sei se é porque eu não vou muito com a cara do Chaol ou se é por saber que não teriam os outros personagens, o fato é que eu simplesmente ignorei a leitura. Até agora!

Então, comecei, enfim e vi que sim, eu tinha motivos para implicar e não, eu não tinha motivos! Entendeu? Pois é...nem eu!

Bom, esse livro começa no mesmo ponto que Império de Tempestades, só que em outro lugar no mapa. Enquanto Aelin e sua corte estão finalmente voltando pra casa, Chaol e Nesryn  chegam em Antica, em busca dos poderosos curandeiros da Torre Cesme, já que, depois de um ataque do Rei de Adarlan, o ex Capitão da Guarda e agora Mão do Rei Dorian ficou paralisado da cintura para baixo.

"Caminhos mudam. Sabe disso melhor que qualquer um. "

Ele tem como objetivo se curar e como missão, conseguir aliados. Em um lugar cheio de cobras ardilosas, um Reino próspero sim, mas onde nada do que é dito fica em segredo, onde espiões são sabidos e conhecidos, já que o trono lá é meio que herdado ao estilo "Jogos Vorazes". Os filhos meio que competem pelo trono a vida toda e quando o pai morrer, o filho, ou filha que o herdar, poderá eliminar seus irmãos e descendentes para acabar com qualquer ameaça... Bem estranho isso...

“E o medo podia ser uma motivação que ajudaria muito ou destruiria qualquer chance de aliança.”

Mas então, voltando ao Chaol, ele chega lá e o rei o deixa se tratar com a sua melhor curandeira, outra pessoa quebrada e cheia de segredos do passado, que aliás, odeia Adarlan e todos de lá! Acontece que Yrene veio do mesmo continente de Chaol e foi ajudada por uma antiga conhecida nossa...anos atrás...inclusive ela apareceu no livro A Lâmina Assassina, isso mostra com que maestria a autora escreve e entrelaça suas histórias, percebemos que nada é por acaso e que pessoas que nos pareciam completamente aleatórias, não são de maneira alguma.

É o caso da Yrene, que vem para curar o Chaol de várias maneiras e que vai também, curar suas mágoas, porque precisa seguir em frente e só poderá fazer isso, voltando para o seu continente com Chaol e enfrentando seus medos. E a guerra.

“Ficaria surpreso com o quanto a cura de ferimentos físicos está ligada à cura dos emocionais.”

Chaol e Nesryn saíram de Adarlan como um casal, mas não me pareceu que chegaram a Antica da mesma forma e eles acabaram por fim, se distanciando, assim, ele encontrou seu destino e ela, parece, encontrou o dela.

Reviravoltas interessantes aconteceram, e o que eu li nas resenhas no skoob se confirmou, esse livro precisava ser lido para eu poder entender o último e caramba.... surpresas e revelações bombásticas aconteceram, que me deixou pensando, como raios a Aelin vai se safar????

“Essa será a maior guerra da nossa era. Quando estivermos mortos, até mesmo quando nossos descendentes mais distantes estiverem mortos, eles ainda falarão sobre essa guerra. Eles sussurrarão as histórias em volta das fogueiras, cantarão sobre elas nos grandes salões. Quem viveu e quem morreu, quem lutou e quem fugiu.”

Ahhhh, vem logo Reino de cinzas ....o ebook já está comprado. Assim que baixar no meu kindle, largo qualquer outra leitura!

Enfim, não é o meu livro favorito da série, mas não tem como não gostar. Achei meio cansativo, é bem verdade, poderia ser menor, sem tantos detalhes e tantas descrições, mas tá valendo né. Conhecemos novos personagens, que aliás serão vitais pata o fim da guerra...É...não foi o melhor livro da autora, mas se você quer estar por dentro do que está por vir no último livro, leia logo. Vale a pena para descobrir coisas que vão te deixar de cabelo em pé!

"O que Aelin prometeu a você?"
"Um mundo melhor."

14 comentários

  1. Toda vez que aparecia Chaol eu lia Chatol kkkkk
    SJM tem esse dom de nos fazer devorar os livros dela mesmo quando os protagonistas são insuportáveis ou com vibe de vilão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivian Drecco07/06/2022 10:21

      Mas é Chatol mesmo! Hahaha

      Excluir
  2. Se ela não entende, imagina a gente que tá aqui do outro lado, tentando decidir se quer ler ou se vai mais uma vez, reclamar que tem calhamaço entre a série e que a gente corre deles rs
    Eu ainda estou nessa indecisão, admito. Mas eu acho isso bom, primeiro por não me fazer desperdiçar dindin que não tenho e outra, eu adoro essa indecisão rs
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Quando a série tem muitos livros tem sempre aquele que até tem partes necessárias para a história no todo, mas que a maioria do livro poderíamos ter vivido sem, que poderiam ser bem menores e diretos.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ola
    A autora soube criar um universo extenso.sâo tantos personagens que fiquei perdida aqui rsrs.

    ResponderExcluir
  5. Ah, adoro quando vocês trazem meus gêneros favoritos aqui pro blog. Meu Deus, como eu amo uma fantasia! Devo dizer que esse é um dos poucos livros que fico com pé atrás também, será que isso é unânime entre leitores? Não sei se é por causa da premissa da história ou por eu achar muito jovem... Não sei, mas sinto uma curiosidade aguçar toda vez que falam dessa série. Nossa, mas compartilho desse teu "largo tudo pra ler o novo livro" porque também sou desse jeitos com outras histórias. Cheirinhos de livro novo.

    ResponderExcluir
  6. Denise!
    É como dizem, um livro de passagem, mas necessário par a continuidade.
    E ainda assim, pelo jeito aconteceu muita coisa o que é bom para dar mais ação e movimento ao livro.
    Aguardemos o próximo.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Eu fiquei muito tempo travada nessa série, só consegui continuar ela esse ano hahah Eu amei os primeiros livros, mas ai a série não parava de aumentar, e os livros viravam calhamaços, que travei. Ainda não li esse livro, mas achava que era pra ler ele depois do Reino de Cinzas, já ia ler errado hahahha
    Eu gosto muito do Chaol, acho que vou gostar do livro, mas pelo tamanho dele, devo achar um pouco cansativo também

    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  8. Oiiie,
    Eu não li nada da autora (Ainda).. vejo muitos leitores panfletando trono de vidro e alguns outros reclamando.. eu pretendo dar uma chance pros livros dela..e parece ser uma fantasia boa!

    ResponderExcluir
  9. Olá! Daqueles livros que sem ler já não gostamos né, o que para mim, nem é tão difícil assim, se meu amor por essa série é minúsculo, acho que não vai ser com esse livro que as coisas hão de mudar hein.

    ResponderExcluir
  10. É bem bom quando estamos enrolando, criamos coragem e lemos e acaba sendo uma boa leitura. É uma espécie de recompensa. Eu não entendo nada dessa série, nunca li então não posso opinar sobre esse livro kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  11. Conhecendo os demais livros da série, também ficaria com um pé atrás. Mas se é para o bom entendimento da história é bem valida, mesmo não sendo das melhores.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Denise!
    Tenho uma certa curiosidade em relação a série Trono de Vidro, gosto do gênero fantasia e as capas são bem chamativas, mas como não li nenhum dos livros não conheço nenhum dos personagens de Torre do Alvorecer que você citou... Mas se um dia eu decidir ler a série com certeza vou querer ler esse sexto livro também, afinal como você disse, é preciso ler o livro do Chaol para enterder o último livro.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  13. Oi,
    Aiii tenho que continuar essa série também.
    Li até o segundo.
    Parece ter muitos personagens o que não curto muito. Mas todos parecem passar por momentos eletrizantes.
    Bjs

    ResponderExcluir