Corte de Espinhos e Rosas - Corte de Espinhos e Rosas, 1 - Sarah J. Maas

19 de novembro de 2021

Título:
Corte de Espinhos e Rosas - Corte de Espinhos e Rosas, 1
Autor: Sarah J. Maas
Páginas: 431
Ano: 2015
Editora: Galera Record
Gênero: Ficção, Fantasia
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:  
Sinopse: Depois de anos sendo escravizados pelos feéricos, os humanos enfim se rebelaram; mas a liberdade tem seu preço e, em meio a batalhas épicas, um Tratado é forjado para selar a paz e determinar os espólios de guerra. Uma muralha mágica então separa as espécies. Do lado feérico, mistério; do humano, apenas medo, desconfiança e dificuldade.
Num mundo sem futuro ou esperança, Feyre, filha caçula de um mercador humano falido, se torna caçadora para sustentar a família. Dura como as flechas que carrega, letal como sua pontaria, ela abandona as fantasias de garota pela árdua vida nas florestas ao redor de sua aldeia.
Sua única alegria é observar as cores e sonhar em capturá-las. Mas, na floresta coberta de neve, tudo é branco e árido; como o ódio pelos feéricos que carrega no coração; como as telas que não pode comprar ou colorir. Até que um enorme lobo cruza seu caminho... Sem hesitar, Feyre dispara... uma flecha. Um ato de rebelião.
Após matar o lobo, uma criatura bestial surge, exigindo uma reparação. Arrastada para além do muro, para uma terra mágica e traiçoeira - que ela só conhecia por meio de lendas -, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, Grão-Senhor da Corte Primaveril. Um feérico com um segredo, escondido sob uma máscara.
À medida que ela aprende mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade a uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas, e Feyre deve provar seu amor para detê-la... ou Tamlin e seu povo estarão condenados.



Resenha: Olá minha gente! Uma das leituras que mais me deixam feliz é a desta série, como eu amooo!

"Não se mantém poder ao ser amigo de todos. E entre os Feéricos, inferiores e grão-Feéricos, a mão firme é necessária. Somos poderosos demais, entediados demais com a imortalidade para sermos reprimidos por qualquer coisa."

Eu já havia lido para a Leitura Coletiva que fizemos aqui no blog, mas não resenhei pois a Karla já tinha resenhado logo que lançou, aliás, a resenha dela está na imagem abaixo:


E se você quiser relembrar a nossa leitura coletiva, clica na imagem:


                            
Mas então, agora vamos a minha resenha, 6 anos depois do lançamento como se fosse uma novidade. Uma que eu estou lendo pela terceira vez aliás!

"Tamlin parou no degrau mais baixo, esperando que eu alcançasse.
- Uma puca. Elas usam nossos desejos para nos atrair até algum lugar remoto. Depois, nos devoram. Devagar. Provavelmente sentiu seu cheiro humano no bosque e o seguiu até a casa..."

Acredito que a grande maioria dos leitores já conhece o livro e a história, mas vou repassar as coisas rapidinho aqui.

Feyre é uma garota humana que após ver seu pai perder toda a fortuna e se deixar abater a tal ponto que não pensava mais sequer em prover o sustento da família, tomou as rédeas da vida e passou a sustentar como podia a ela mesma, as irmãs e o pai inválido.

O pai dela ficou com um sério problema na perna após ser muito espancado pelos homens que foram a casa deles a fim de cobrar dívidas não saudadas.

Feyre aprendeu a caçar para que assim pudesse alimentar a família com a carne e comprar outros mantimentos com as peles dos animais, viviam no limite da pobreza, mesmo assim, seu pai seguia prostrado e suas irmãs, alheias aos sacrifícios que Feyre fazia para mantê-las.

A vida segue assim até que ela de repente, mata um lobo enorme. A partir daí, sua vida muda completamente. O lobo na verdade era um dos homens da corte de Tamlin. Um feérico que nos deixa pra lá de confusos neste primeiro livro.

Ao invadir a casa de Feyre e avisá-la de que ela tem duas escolhas agora a fim de pagar a vida que tirou, o cara parece muito malvadão. Bom, ele dá uma escolha à ela. Ele pode matá-la ali mesmo, ou ela pode ir viver com ele do outro lado da muralha, com os Feéricos, a escolha parece óbvia né, ela vai.

"- Por que não posso olhar para ela?
- Porque, quando a olha, quando reconhece sua existência, é quando ela se torna real. É quando pode matar você."

Então, como eu falei, a gente meio que se perde com a personalidade do Tamlin, foi mau com a Feyre na casa dela, pare depois se tornar indiferente quando a levou para a sua casa, para então, aos poucos, se apaixonar por ela. E ela por ele.

Só que é por eles estarem apaixonadinhos que as coisas começam a acontecer, há uma maldição, que todo mundo lá conhece, mas não conseguem contar à garota. Ela assim se vê no meio de uma confusão muito maior do que poderia esperar, acaba conhecendo outros senhores, de outras cortes, um em especial, é claro que da primeira vez que li não entendi muito e impliquei como cara. Mas agora eu adorei desde a sua primeira aparição a forma como ele é e age!

"...- Por que sua alegria humana me fascina, o modo como vivencia as coisas em sua curta existência, tão selvagem e intensamente e tudo de uma vez, é...hipnotizante. Sou atraído por isso, mesmo quando sei que não deveria, mesmo quando tento não ser."

Enfim, muita coisa ainda tem que acontecer para que Feyre encontre seu lugar no mundo, mas uma coisa eu posso garantir, o lugar dela já está garantido, ela só não sabe disso ainda! 

"- Os Grão-Feéricos em geral se casam - explicou Tamlin, a pele dourada corando um pouco. - Mas, se forem abençoados, encontram seu parceiro. Seu igual, aquele com quem combinam em todos os sentidos. Grão-Feéricos se casam sem a ligação da parceria, mas, se você encontrar seu parceiro, a ligação é tão profunda que o casamento é...insignificante em comparação."

Olha, eu não estou exagerando quando digo que amo esta série. É sério mesmo, é a minha favorita dentre todas as que eu já li na minha vidinha.

Provavelmente, quando for lançado o próximo livro, lerei todos os anteriores novamente antes de ler o que será lançado. Este primeiro não é o meu favorito inclusive, acho ele até bem enrolado, mas sigo amando....eu gosto pra caramba da escrita da autora, amo as capas dos livros e nossa, adoro o mundo que ela criou!

8 comentários

  1. Denise,
    Como já falei por aqui, não sou muito de ler fantasia, mas como ganhei os três primeiros livros, resolvi ler e entender o hype. Apesar de já ter pego, involuntariamente spoiler, e saber o grande plot do livro.
    Foi uma leitura ok, curti Feyre e Rhys, alguns personagens me deixaram com r@nço eterno

    ResponderExcluir
  2. Ainda não comecei a série pois falta comprar os 2 últimos volumes, mas quero muito ler.
    A série divide opiniões, mas a maioria diz que gostou. Talvez como você disse que o primeiro é meio enrolado, as pessoas tenham abandonado a série e perdido o que vinha depois.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu namoro essa série há tanto tempo. Mas é como um sonho. O box cai pouco o preço e enquanto não resolver minha vida de desempregada doente, as coisas só se complicam ainda mais.
    Mas além da belezas das capas, a fantasia parece ser muito bem construída e com personagens tão intensos!!!
    Sim, sonho em ler todos!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. Olá Denise
    Não sou muito de ler fantasia ainda mais quando são serie .não tenho dinheiro para investir em um gênero que pouco aprecio . Tenho receio de comprar e não gostar .
    Sei que essa serie divide opiniões e por enquanto náo pretendo me arriscar e adquirir os livros .

    ResponderExcluir
  5. Oi, Deni :) é minha série favorita de fantasia e tenho a ousadia de dizer que está entre o meu TOP 5 de favoritos da vida!! Indico pra Deus e o mundo. Eu li em 2018, quando Corte de Gelo e Estrelas tinha acabado de lançar. Mas eu não conhecia nada da história, era uma época muito boa porque não tinha spoiler. Existiam grupos de facebook, mas as pessoas respeitavam bastante a experiência da leitura e eu nunca vi sequer uma imagem sugestiva. Decidi ler bem na doida, não era fã de fantasia e decidi não ver fanarts (a melhor coisa que fiz da vida KKKK). Foi uma completa surpresa tudo que aconteceu, eu sofri, fiquei chocada, desesperada, me apaixonei perdidamente... enfim, acho que já deu pra perceber que a série pra mim é um presente sem tamanho. Tenho um lugar especial na minha estante só pra eles quando consegui comprar o box ainda na pré-venda :) Hoje TOG está em primeiro lugar de livros mais caros, mas acotar vem logo em seguida (que minha mãe não veja esse comentário KKKKKKK)
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Denise!
    Estou tentando comprar a série, já tenho 3 livros e espero em breve ter os que faltam.
    É uma das séries que mais tenho vontade de ler desde o lançamento.
    Gosto da fantasia, misturada com romance e toda expectativa que o livro traz.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Também amo essa série e acho que é minha favorita da vida kkkkk
    Esse ano reli pela terceira vez toda a série, por causa do livro novo e concordo com você, quando for lançar outro livro, vou ler tudooo novamente.
    Eu amo tanto. Sarah J. Mass é incrível e espero que ela nunca pare de escrever sobre esse universo.

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá! Hahaha que foi por conta da leitura coletiva aqui do blog que eu finalmente tomei coragem para ler essa série, mas confesso que minha experiência com o primeiro livro foi um pouco assustadora, que eu quase não terminei, misericórdia, as 200 últimas páginas podem até compensar tamanha tortura #aexagerada, mas o trauma foi tão grande que ainda não tive coragem para me jogar no livro 2 não, quem sabe isso não mude para 2022.

    ResponderExcluir