Visão Mortal - Série Mortal, 19 - J. D. Robb (Nora Roberts)

7 de outubro de 2021

Título:
Visão Mortal - Série Mortal, 19
Autor: J. D. Robb (Nora Roberts)
Páginas: 462
Ano: 2012
Editora: Bertrand
Gênero: Romance Policial
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:   .
Sinopse: O verão de 2059 tinha sido muito longo, quente e sanguinolento. Em uma das noites mais quentes do ano, uma ligação da Emergência envia a tenente Eve Dallas ao Central Park, onde ela vai mergulhar de cabeça em uma investigação nada menos que infernal. A vítima foi encontrada nas pedras, pouco acima da superfície escura e plácida das águas do lago. Não usava roupa alguma, com exceção de uma fita vermelha, feita de gorgorão, atada em torno do pescoço. Suas mãos estão colocadas sobre os seios, em oração. Mas são os seus olhos – removidos com a precisão de quem tem a habilidade de um cirurgião veterano – que deixaram Dallas mais alarmada.



Resenha: Bom, antes de qualquer comentário, vou deixar abaixo o link das inúmeras resenhas anteriores. Para ler, basta clicar na imagem:


Agora vamos falar de Visão Mortal, que é o décimo nono da Série Mortal! Minha nossa e eu ainda não enjoei, pelo contrário, a cada livro quero ler mais e mais.

"— Pois vá esperando e você verá... transmissão ao vivo, isso é a cara de Mavis, até a raiz dos cabelos. E nós vamos topar. — Ela girou o corpo e ficou de frente para ele. — Vamos topar porque ela está nos sugando para esse momento. Está nos sugando como... — ela girou os braços, parecendo um cata-vento — ... como um monstro sugador. Um monstro sugador imenso e grávido."

Estou, de verdade, com pena pois sei que a série está acabando....ou não né, parece que temos uma média de 50 livros publicados, mas as traduções estão acabando. Temos só 33 (quase 34) publicados por enquanto, mas a parte boa é que a Editora continua trazendo os livros e em outubro ou novembro teremos mais um!

Mas enfim, só mais uns 15 livros, por enquanto! Bom, mas vamos pensar na tragédia quando ela acontecer....

Minha nossa, este livro foi tenso gente. Muito tenso!

"— Diga-me exatamente o que se passa em sua cabeça neste momento, tenente, e não tente me enrolar. É uma ordem. 
— Não estava pensando em nada específico, senhor. Mas estava, mentalmente, beijando seus pés."

Deixa eu contar um pouco dos crimes, depois eu conto as outras coisas. Pois bem, temos um assassino cruel e brutal, que mata as vítimas enforcadas com gorgorão vermelho, antes disso ele as espanca, muito e as estupra. Depois de mortas ele as coloca sempre em uma mesma posição e estrai os olhos das mulheres, e isso não acontece com uma vítima apenas, são várias!

Enquanto os crimes vão acontecendo, uma vidente aparece e eu preciso dizer que não gostei dela em nenhum momento, mas ela tem visões dos crimes enquanto vão acontecendo, mas as coisas começam a ficar esquisitas quando uma pessoa ligada à vidente acaba se tornando vítima do assassino. Um cara que obviamente tem problemas com as mulheres, por algum trauma do passado.

"— É o tipo de lógica comum em eventos paranormais. 
— Você não pode usar as palavras lógica e paranormal na mesma frase. — Claro que pode, oh, grande e teimosa incrédula!"

Então, se o cara tem problemas com as mulheres, o que pode acontecer ao se deparar com três mulheres cercando-o? Pois é o que acontece quando Eve, Peabody e Nadine (a repórter e amiga delas) aparecem juntas na TV. Agora ele decidiu que vai matar as três e minha nossa, quando ele pega uma delas e espanca quase até a morte (sem exagero) a coisa fica feia, pois a polícia em peso resolveu que vai pegar o cara e o clima de tensão e a carga dramática atingem o auge!

Durante as várias cirurgias que levaram horas a gente pôde ver o quão esta equipe, que lá no primeiro livro era feita apenas de pessoas aleatórias, se tornou unida. Isto tem acontecido a cada livro. Aos poucos percebemos uma amizade e uma união que foi crescendo e se fortalecendo devagar mas de forma inquebrável e é cada vez mais bonito de ver esta evolução.

"...Você andou tesourando o cabelo por conta própria novamente? 
— Ele estava caindo nos meus olhos. 
— Aqui atrás também? — Ele puxou uma mecha com força. — Fascinante! Será que o Departamento de Polícia de Nova York sabe que conta em seu quadro com uma tira que tem olhos atrás da cabeça? A CIA já foi informada desse fenômeno?"

Alguns personagens secundários têm se tornado tão presentes que ouso dizer que estão se tornando protagonistas. Peabody por exemplo, na minha opinião se tornou tão protagonista quanto Eve e Roarke e há outros no mesmo caminho, isso é muito interessante pois não ficamos somente naquele arco entre o casal principal e seus dramas, temos outros dramas....

"— Se você resolver expulsar alguém da sua vida para simplificar as coisas, sugiro começar dando um chute na bunda de Roarke. Sabe o que é?... McNab e eu fizemos um trato. Se Roarke estiver desimpedido, eu estou livre para dar em cima dele e McNab pode dar em cima de você. Quando Eve engasgou feio com o último gole da Pepsi, Peabody lhe deu um forte tapa nas costas. — Estou brincando, Dallas. Mais ou menos. 
— Peabody, você e McNab têm um relacionamento doentio, muito doentio. 
— Temos mesmo. — Peabody sorriu. — É isso que nos torna tão felizes.!"

Enfim, como eu já disse antes, não consigo mais dizer qual livro é o meu preferido. Nesta altura da leitura, cada livro tem uma passagem incrível e emocionante, em cada um vemos algo que nos emociona, encanta ou assusta e em todos temos a mesma dinâmica: assassinos cruéis, uma equipe bem unida e um casal (agora mais de um) apaixonante.

"— Coloque-se de pé, soldado! Entrevista coletiva daqui a quinze minutos na praça aqui em frente. 
— Ok. Vou só me esbofetear um pouco para acordar e já estou indo. 
— Vá direto. As bofetadas eu lhe dou pessoalmente. 
— Você é um doce, como sempre. Os lábios de Eve se abriram de leve quando Peabody desligou. Talvez não fosse tão ruim abrir um pouco mais a sua vida e deixar que algumas pessoas entrassem nela, aqui e ali."

É impressionante ver como uma leitura com praticamente a mesma "receita" pode ser tão surpreendente a cada nova aventura!

6 comentários

  1. Como Nora consegue a cada livro criar histórias tão fascinantes? Tão envolventes?!
    Espero que Eve esteja bem.....
    Ainda irei conhecer essa série, Denise

    ResponderExcluir
  2. Eu acho tão simplório ela falar que só tem 33 ou quase 34 volumes prontinhos e que pode sim, vir chegando mais alguns, só mais uns rs
    Jesus me acuda rs
    Mas brincadeiras à parte, o mais gostoso em acompanhar tudo sobre essa série é que não cai o nível e se dá uma deslizada pequena, logo dona Nora vai e coloca tudo no lugar novamente!!!
    Coisa de diva né?
    Amei saber sobre esse volume e lá vamos nós, aguardar o próximo(próximos rs)
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Puxa esse livro trouxe um assassino bem cruel hein .
    Imagino a angústia que os personagens passaram ao ver alguém da equipe sendo alvo desse criminoso frio e cruel.
    Incrível como Nora Roberts não deixa o alto nível dos livros caírem . Já vi outras resenhas dessa imensa serie e e sempre é a mesma opinião de que os livros são otimos mesmo sendo tantos volumes .

    ResponderExcluir
  4. Olá! Eu acho que conforme a gente vai lendo os livros e ficando cada vez mais íntimo dos personagens, fica até difícil ter que passar por momentos tão tensos quanto o desse livro, só pela resenha, já fiquei aflita para saber quem foi pega, o jeito é correr atrás do prejuízo e me colocar em dia com a leitura.

    ResponderExcluir
  5. Gente, não é possível! Essa autora tem mãos mágicas? Sempre achei que sim, mas suas resenhas me confirmam isso HAHAHA que maravilha! Estava ansiosa pra ver outra resenha aqui nesse mês. Já me sinto até triste em pensar que um momento vai terminar. Eu adoro esse gênero, parece todos muitos incríveis!

    ResponderExcluir
  6. Denise!
    É a Nora, né? E ela tem o dom de transformar tudo em coisa boa, falo em relação aos seus livros.
    O assassino desse livro parece bem cruel, afffffee!
    E o bom de ver que a equipe agora é unida e tem uma amizade mais sólida, faz toda diferença.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir