Três Irmãs - Jung Chang

28 de março de 2021

Titulo:
Três Irmãs
Páginas: 392
Ano: 2020
Autor: Jung Chang
Editora: Companhia das Letras
Gênero: Biografia, História
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse: Em cem anos de guerras e revoluções constantes, as irmãs Soong estiveram no centro das mudanças do país e deixaram uma marca indelével na história chinesa. Elas desfrutaram privilégios e glórias, mas também se envolveram em disputas perigosas ― inclusive entre si. Neste épico de amor, guerra, exílio, intriga, glamour e traição, Jung Chang entrelaça os acontecimentos da China do século XX à vida de três mulheres inesquecíveis.

Este livro foi cedido pela Editora Companhia das Letras, porém as opiniões são completamente sinceras. Não sofremos nenhum tipo de intervenção por parte da Editora. 

Resenha:

Uma amava dinheiro, uma amava o poder e uma amava a China.


A obra conta a vida das três irmãs Soong: Ching-ling, May-Ling e Ei-Ling. A história da China e a vida das irmãs estão intrinsecamente interligadas, sendo impossível falar de uma sem mencionar a outra.

Ching Ling, foi casada com Sun Yat-sem, considerado o pai da China e um dos principais responsáveis pela derrubada da dinastia Qin em 1911, última dinastia imperial da China.

Essa era a irmã vermelha, comunista, da qual suas duas irmãs não concordavam. Na década de 50 ela costumava viajar bastante representando seu país quando havia encontros de nações.

Ai-Ling ou Eiling foi a mais velha das irmãs, chegou a trabalhar como secretária de Sun Yat Sen , sendo sucedida pela irmã que viria a casar com o mesmo.

Ai-Ling, nascera em Xangai e durante um tempo mora nos Estados Unidos, ao voltar para a China, casa-se com um dos homens mais ricos do país no início do século XX. Foi professora de inglês e se envolveu com trabalhos que envolviam o bem-estar infantil.

May-Ling, a mais nova das irmãs Soong, foi a primeira-dama da República da China entre 1948 a 1975, esposa de Chiang Kai-Shek, também foi pintora, politica e falava inglês fluentemente.

A obra nos traz capítulos cronológicos, que falam da vida das irmãs Soong ao mesmo tempo que conta a história politica ,econômica e social da China contemporânea. Além da extensiva pesquisa sobre a vida das irmãs , há várias fotos da trajetória dessas ilustres mulheres, uma edição impecável e ouso dizer, uma obra essencial para quem quiser compreender mais sobre o porquê e como a China se tornou essa potência econômica mundial que conhecemos.



Apesar de tudo, confesso que não sou fã de história, porém esse livro se mostrou interessante, com uma linguagem simples e uma narrativa que te prende. A vida das irmãs Soong foi algo tão incrível que me peguei pesquisando várias coisas para saber se de fato aconteceram, e também várias outras que envolvia a cultura chinesa, como o pé de Lotus que consistia em quebrar e dobrar os dedos em direção a sola do pé, criando um formato côncavo triangular. Os pés eram firmemente amarrados com tiras de tecido para impedir o crescimento e cicatrizar as fraturas naquela posição, e depois de ver as imagens fiquei bem desconfortável, meio que lembra um pé de porco ...

Então, espero que tenham gostado da resenha, até a próxima!

8 comentários

  1. Não é que eu também não goste de história, só ultimamente(culpa da pandemia) não procuro mais tanto sobre nosso passado.
    Mas claro que já havia lido muito por cima sobre as irmãs, até pelo Império e acredito que pela minha vaga lembrança, vi isso em uma série também.
    Por isso, me interessei muito pelo tema do livro e com certeza se puder, quero muito ler e aprender um pouco mais!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante mergulhar em uma cultur tão diferente quanto a Chinesa.
    Essas três irmãs, que não conhecia, são importantes figuras para a história de seu país.

    ResponderExcluir
  3. Ja tinha visto esse livro, mas nao tinha ficado tao interessada. Mas com a sua resenha e essas curiosidades da china que vc disse que via-se pesquisando depois me deixou curiosa.
    Vou deixar anotado e registrado na lista de livros pra ler. Eu gosto de ler geralmente sobre outras culturas, historia de um pais, enfim...
    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  4. Eu até gosto de ler obras que nos ensinam sobre um país, um período.
    Mas esse náo despertou minha vontade de ler .Náo por enquanto .
    Lendo a sua resenha fiquei um pouco confusa com os nomes das irmãs.
    Quem sabe futuramente se porventura encontrar esse livro na biblioteca pegaria para ler .

    ResponderExcluir
  5. Olá! Confesso que nunca me imaginei lendo algo desse tipo, por mais que eu ame conhecer a história ao nosso redor, definitivamente passaria batido por esse aqui.

    ResponderExcluir
  6. Caramba, adoro histórias de mulheres fortes e que conquistam coisas! E o que é mais importante, você percebe as dificuldades, cresce com elas. Não tem como não se emocionar ;)

    ResponderExcluir
  7. Karla!
    Vi uma vez uma reportagem sobre o que as mulheres faziam com seus pés e é realmente constrangedor.
    Adoraria poder conhecer um pouco mais sobre a cultura da China que é tão diferente da nossa e soube conseguir conquistar seu espaço pelo mundo, tornando uma das maiores potencias.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Adoro livros históricos, sempre tem algo a ensinar para nós. E nós como bons leitores temos muito aprender. Quero muito obter esse livro e aumentar meu conhecimento sobre a China.

    ResponderExcluir