🌞 Leitura Coletiva: Ruína e Ascensão - Trilogia Grisha, 3 - Leigh Bardugo ⛅

10 de fevereiro de 2020



Ah, terminamos Grisha, meio que demoramos né? Mas a gente insiste em colocar outras leituras no meio, não dá...é irresistível!
Para ler nossos posts anteriores da Trilogia Grisha, clica na imagem abaixo:



Vivian:

"Tudo que vale a pena ser feito, sempre começa com uma má idéia"

O último livro da trilogia Grisha começa já aos pedaços! Deixa explicar Alina está assim e isso é interessante pois é a jornada de Alina o centro dessa história de uma criança que achava ser comum e sem nada especial se provou ser mais especial do que tudo! E com isso ela precisou rever tudo o que imaginava que era, compreender a si mesmo e seu objetivo de vida fora o que os outros esperam dela.
No terceiro livro ela está menos insegura, não muito já que precisa encontrar forças dentro de si.

"Eu não estou arruinada. Eu sou a ruína"

Com o desfecho da guerra contra o Darkling (vilão que amamos! Odiamos, mas amamos!!) Temos algumas surpresas intensas. Alina na busca do último amplificador para lutar contra Darkling vai finalmente compreender o preço que se paga pelo poder.

O final do livro é controverso. Contudo até que gostei bastante.

Não dá para falar muito já que é o final então vou só falar dos pontos altos.

👑 Melhor personagem: Nikolai (Rei do meu 💚)

"Pelos Santos, Alina! Espero que não espere que justo eu seja a voz da razão. Mantenho uma dieta rígida de entusiasmo imprudente e arrependimento sincero."

👑💗 Núcleo que eu queria mais: Nikolai, Genya, Zoya.

💔 Destino que gostaria de mudar: Aleksander

"- O que é infinito?
- O universo e a ambição do homem."

Outras citações que amo:

" - Talvez você esteja com fome - disse Zoya - Eu sempre fico cruel quando estou com fome."

Márcia:

"O que é infinito?", ela recitou. Eu conhecia bem aquele texto. 'O universo e a ambição do homem', eu respondi a citação."

Aqui finalizei uma leitura prazerosa e ao mesmo tempo arrastada. Bem, esse foi o meu desenvolver com esse livro. Ele tinha momentos de muita ação, o que adoro em terceiros livros de trilogias... Mas tinham muitos detalhes que ao meu ver eram desnecessários!!

Finalmente Alina teve seu momento de heroína máxima, a Sankta que todos esperavam que ela fosse, e me desculpem pelo spoiler, mas ela enfim acabou com a escuridão e desolação causadas pelo Darkling. Meu vilão lindo e charmoso 😔.

Hahaha, mas que precisava morrer (pelamordedeus), o homem sabia como causar dor viu! E como sempre reclamo, o livro foi 90% maldade e apenas 10% ascensão dos bons.

"[...]Eu sei, eu sei. Eu ñ entendo. Eu só sei que não há como viver sem dor - não importa quão longa ou curta sua vida for. As pessoas vão desapontar vc. Você vai ser magoada e vai causar danos também[...]."

E deixando esse momento resmungo de lado, eu amei esse  livro. Me vi várias vezes mergulhada no universo Grisha, as vezes chorando com as perdas deles, as vezes surtando com seus progressos.

Tomei cada susto, vocês nem imaginam.  E de novo me apaixonei por um certo príncipe Lantsov que não era herdeiro de verdade, mas era mais homem que os verdadeiros reis.

O final foi lindo, apesar de melancólico. O garoto e a garota, finalmente tiveram paz. Puderam cuidar de outras crianças que assim como eles eram órfãs e que por causa de uma guerra interminável, precisavam de cuidados, amor e proteção.

"Não há poder maior do que a fé,  e não haverá um exército maior do que aquele impulsionado pela fé."

Denise: Sobrou alguma coisa para eu falar?

Os comentários das meninas foram fantásticos!

Tirando, é claro, a eterna implicância dessas duas com os mocinhos, que eu defendo até a morte! E a mania delas de gostar dos vilões, que eu implico até a morte. Deles!

É uma trilogia maravilhosa! A escrita da autora é fluída. O universo que ela criou é intrincado e muito inteligente, os personagens são cativantes (até os vilões, segundo essa duas aí de cima....). Tá, a mocinha foi chatinha e enrolada demais, mas qual não é? (sei que elas vão dizer que a Fallon, da trilogia A Escolhida da Nora Roberts não é, tááá....eu sei....).

Enfim. Defendam as mocinhas e mocinhos comigo gente, xinguem os vilões! Não é possível que essas matraqueiras aí vão levar a melhor com os "vilõezinhos" delas!

Mais uma leitura coletiva prazerosa demais feita com essas meninas!

4 comentários

  1. Vivian!
    Mesmo com final controverso, gostou e isso é o mais importante, ainda mais por ser final de série.

    Márcia!
    Delícia quando temos um final de trilogia prazerosa, mesmo sendo arastada. Até que enfim Alina teve seu momento de heroína. Final melancólico da uma gonia no coraçaõ, né?

    Denise!
    Bem, como não li a trilogia, nem posso ficar do lado dos mocinhos ou dos vilões, porém tem horas que os vilões dão um que a mais na história, não é? Bom saber que a trilogia foi maravilhosa.

    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Olá Meninas!
    Vejo que cada uma tem uma opinião diferente do final do livro né.
    Até no momento não tive uma paixão por algum vilão mas estou doida para conhecer esse. haha

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  3. Ah...o importante é que vocês concluíram e que mesmo com alguns probleminhas, tudo acabou ficando bem.
    Não se envolver com o enredo e suas dores e alegrias parece que foi algo quase impossível e foi muito gostoso acompanhar as opiniões de vocês, ao mesmo tempo tão iguais e mesmo assim, diferentes entre si.
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  4. Olá! Primeiro eu preciso comentar que super me identifiquei com aquele quote sobre ser mais cruel quando se está com fome, gente ri demais e até já mandei para minha irmã! Quanto à história... ai ai acho que não foi dessa vez, pelo menos, por enquanto (risos). Já em relação aos vilões, confesso que eles têm minha torcida em algumas histórias sim.

    ResponderExcluir