O Instituto - Stephen King - Cia das Letras

13 de novembro de 2019

Título: O Instituto
Autor: Stephen King
Páginas: 544
Ano: 2019
Editora: Suma
Gênero: Suspense, Ficção, Terror, Literatura Estrangeira.
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon 
Nota: 
Sinopse: O novo livro de Stephen King, o Mestre do Terror, traz uma história inesquecível sobre um grupo de crianças com talentos especiais que precisam se unir para derrubar um grande mal.
No meio da noite, em uma casa no subúrbio de Minneapolis, um grupo de invasores assassina os pais de Luke e sequestra silenciosamente o menino de doze anos. A operação leva menos de dois minutos.
Quando Luke acorda, ele está no Instituto, em um quarto que parece muito o dele, exceto pelo fato de que não tem janela. E do lado de fora tem outras portas, e atrás delas, outras crianças com talentos especiais, que chegaram àquele lugar do mesmo jeito que Luke. O grupo formado por ele, Kalisha, Nick, George, Iris e o caçula, Avery Dixon, de apenas dez anos, está na Parte da Frente. Outros jovens, Luke descobre, foram levados para a Parte de Trás e nunca mais vistos.
Nessa instituição sinistra, a equipe se dedica impiedosamente a extrair dessas crianças toda a força de seus poderes paranormais. Não existem escrúpulos. Conforme cada nova vítima vai desaparecendo para a Parte de Trás, Luke fica mais e mais desesperado para escapar e procurar ajuda. Mas até hoje ninguém nunca conseguiu fugir do Instituto.
Tão aterrorizante quanto A incendiária e tão espetacular quando It: a Coisa, este novo livro de Stephen King mostra um mundo onde o bem nem sempre vence o mal.
Este livro foi cedido pela Editora companhia das letras, porém as opiniões são completamente sinceras. Não sofremos nenhum tipo de intervenção por parte da Editora. 

Resenha:




 “Grandes eventos se apoiam em pequenos suportes.”

O Instituto é o novo livro do rei dos livros de terror e horror pessoal, Stephen King lançado pelo selo editorial Suma do grupo Companhia das Letras, que me trouxe uma nostalgia deliciosa durante a leitura.

Com uma trama, que me fez relembrar os filmes que marcaram minha infância, onde um grupo de crianças se erguia contra uma ameaça, laços de amizades eram criados ou fortalecidos, aquela verdadeira jornada de herói. Impossível, não se relacionar e torcer por cada um deles.

Porém, este é um livro do King e de tal forma, não somente sobre amizade, mas uma verdadeira estória sobre pessoas... Do melhor que elas podem ser ao pior.

São personagens com personalidades complexas e multifacetadas, que brilham, seja por sua bondade inerente como pela mais crua maldade.

O livro nos entrega a historia uma historia dividida em partes. Primeiro conhecemos Tim Jamieson, um ex-policial, que por um impulso, abandona um vôo que o levaria direto para New York e resolve seguir viagem de carona até lá.

Essa jornada o leva até uma pequena cidade, chamada DuPray, na Carolina do sul, onde se deparou com a seguinte oferta de emprego: precisa-se de vigia noturno.
Seguindo outro impulso, entrou no local e foi em busca do emprego.
Acompanhamos sua história enquanto ele deixa de ser andarilho para se tornar parte daquela pequena comunidade.

Para depois conhecermos Luke Ellis, uma criança de doze anos, com inteligência a nível gênio, e não somente isso, um gênio global, cuja inteligência não cria limitações para sua capacidade interpessoal, ele ao mesmo tempo em que pode estar trabalhando em uma equação inimaginável, pode estar jogando basquete com os amigos e conversando sobre desenhos animados. Aluno de uma escola para crianças prodígios chegou ao ponto em que os pais e professores precisam conversar sobre ele ir para a faculdade. Esse tipo de gênio.

“- mãe?
– o que?
– você acha que a memória é uma benção ou uma maldição?
Ela nem precisou pensar: Deus sabia do que ela estava se lembrando. – as duas coisas, querido.”

É claro, que não apenas um gênio, mas ele possui uma habilidade especial, e é exatamente por isso que em um dia acorda longe de casa, porém, em um quarto assustadoramente igual ao dele, sem saber o que está acontecendo.

Neste local, sua vida vai sofrer uma grande mudança, vai conhecer outras crianças que também, possuem alguma habilidade. Como Kalisha, Nicky, Helen, Avery e outros.

Lá é o Instituto.

Um local de horrores. Do fim da inocência e da consolidação do mal intrínseco da humanidade.

“- o que é este lugar? Kalisha chama de instituto, mas o que isso quer dizer?
- podemos chamar de lar da Sra. Sigbsy para Crianças Desobedientes Com Poderes Psíquicos – disse Iris e cuspiu.”

Comandado por mãos de ferro por um grupo misterioso, que tem em seu quadro médicos, cientistas e militares, comandando pela Sra. Sigby e pelo chefe de segurança Stackhouse, Luke logo irá conhecer o quão horrível pode vir a ser o ser humano, que apoiado em suas próprias convicções do que é o correto a ser feito, é capaz das maiores monstruosidades, mesmo quando as vítimas são meras crianças.



O instituto, como outros livros do King, está repleto de momentos sobrenaturais, poderes inexplicáveis e mistérios não revelados ou mostrados como um todo. Enquanto passamos por uma verdadeira montanha russa de emoções ao ler o livro, temos a certeza que de que monstros são reais, assim como heróis.

“Lembrem-se que Eles foram Heróis”

Uma estória sobre o poder da amizade e lealdade, do sacrifício e que nos conecta a emoções que eram muito comuns enquanto éramos jovens e inocentes, e por alguns motivos, para alguns não são mais tão fortes na vida adulta. A vida pode nos endurecer, contudo, aqueles que ainda mantêm a chama viva dentro de si, se mostram corajosos para fazer o que é certo.

“Ele ficou comovido e surpreso, não pela primeira vez, com a gentileza e a generosidade do gesto, comum a gente comum, principalmente no caso de quem não tinha muito a oferecer. Os estados unidos ainda eram um bom lugar, por mais que alguns (inclusive ele mesmo, de vez em quando) pudesse discordar.”

Para os fãs do King, que referencias maravilhosas ao Kingverse, eu adorei encontrar outros personagens que li em outras obras do autor, é algo que sempre dá a impressão de que estamos todos conectados, assim como os personagens. Muitos momentos no Maine.

Um excelente livro de horror psicológico, que recomendo a todos a lerem.
Com uma trama ágil, e cujas reviravoltas me deixaram grudada no livro até o final. Que agridoce ele foi.

O Inferno se aproxima. Estarei lá pra receber vocês.

Definitivamente uma das melhores leituras do mês.
E já quero filme ou série desse livro.

Até a próxima resenha.


9 comentários

  1. Ahh!Eu estava com medo de ler a resenha quando só vi 4 estrelinhas ali em cima..rs
    Este livro é uma das minhas próximas leituras(meu livrinho logo chega) e não vejo a hora de poder conferir.
    Sou fã assumida das letras do Mestre King, mas foi bom demais ver e ler que a história é só pra variar, maravilhosa e com as pitadinhas generosas de humanidade e sobrenatural que só o autor sabe colocar na medida exata em seus enredos!!!
    Lerei com toda a certeza do mundo!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ângela
      Não tema, não ganhou 5 estrelas apenas por um detalhe! Mas foi uma leitura maravilhosa, acredito que você vá adorar!

      Excluir
  2. Olá Vivian!
    King tem optado por se dedicar a livros sobrenaturais mas voltados para o terror psicológico do que o horror visual em si, e nesta trama, assim como ocorre com o recente Belas Adormecidas, a caracterização densa dos personagens é o que rouba a cena. Cada uma dessas crianças é descrita tão singularmente que o leitor facilmente começa a se apegar, sem contar que os poderes envolvendo o grupo deixam a história ainda melhor.
    Gosto dessa aura sombria que o autor destina ao Instituto, um local imponente que é palco para os mais diversos horrores, sendo que no aspecto de impactar a construção do cenário não deixa a desejar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Vivian!
    Fico sempre imaginando onde King tira tanta criatividade para elaborar seus livros e sempre tem resultados excepcionais.
    E quando é um livro de terror psicológico, fico ainda mais envolvida, porque mesmo com uma escrita por veze linear, tem tantas coisas inéditas no final.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. OI, Vivian
    Quero ler mais do Stephen King, os de terror dele tenho bastante medo, mas esse eu achei mais interessante e menos aterrorizante.
    Esse instituto parece ser cheio de surpresas e reviravoltas, além de mostrar o horror da maldade humano.
    Fiquei curiosa e com certeza lerei!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    King sempre sendo King né. Eu não li nada dele mas desejo muito porque os comentários que são feitos dos livros deles, faz com que eu fiquei bastante curiosa e entusiasmada para ter uma leitura. Estou bastante curiosa por esse novo livro do autor, vejo que a trama é bem envolvente e muito boa. Espero ler logo!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  6. Oi Vivian,
    Estamos ai de frente com o rei do terror, não? Como tinha ouvido uma menina falar uma vez, caramba, o King só coloca como personagens principais homens, né. Queria ter conhecimento se tem uma história com mulheres, o que parece meio bizarro, mas seria interessante ver a perspectiva dele escrita/contada por uma mulher, uma mulher como personagem. O livro parece muito interessante, mas tenho um medo de ler terror, acho que é o gênero que menos gosto junto com hot/erótico. Mas, bom é o King né.
    Ótima resenha,
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  7. Olá! Taí uma resenha de King que não me deixou amedrontada e com aquela necessidade de fugir para as colinas (risos). Não tenho muita experiência com o autor, afinal terror definitivamente não é a minha praia, apesar dos receios e poréns, acho que finalmente vou poder dizer que tenho aqui um livro (do King) que entrará para a minha lista de leitura e espero ( em breve) conhecer esse Instituto (risos).

    ResponderExcluir
  8. Como em todos os livros de King, estou me preparando psicologicamente para iniciar a leitura. Pela premissa do livro, sabemos que surpresa não vai faltar. Com certeza vou ler e me surpreender até o fim.

    ResponderExcluir