Luz, Câmera, Ação!!! Cemitério Maldito

3 de junho de 2019

Diretor ou produtor: Kevin Kolsch
Ano : 2019
Gênero: Terror
Elenco: Jason Clarke,Amy Seimetz,John Lithgow
Nota: 
Sinopse: Uma família se muda para uma nova casa, localizada nos arredores de um antigo cemitério amaldiçoado, usado para enterrar animais de estimação, mas que já foi usado para sepultamento de indígenas. Algumas coisas estranhas começam a acontecer, transformando a vida cotidiana dos moradores em um pesadelo.


Resenha: 


"Às vezes, estar morto é melhor."

“ — O solo do coração de um homem é mais empedernido, Louis — murmurou o moribundo. — Um homem planta o que pode... E cuida do que plantou.”

O filme começa com nosso protagonista, Louis, se mudando para uma pequena cidade junto com sua família, sua esposa Rachel e seus dois filhos, uma menina e um menino. O objetivo era ter mais tempo para a família e diminuir o ritmo que a cidade grande impõe às pessoas.



Louis ocupa um cargo de médico no campus de uma universidade da cidade, e sente que ali poderia ser menos pesado e que exigisse bem menos dele, o quão enganado ele estaria quando nos seus primeiros dias ele atende um rapaz, que não resiste a um acidente e acaba morrendo em suas mãos.

Enquanto isso, Ellie, sua filha mais velha, 8 anos mais ou menos, faz amizade com o vizinho, um senhor solitário. E ao mesmo tempo ela começa a explorar a área ao redor da casa, que dá para uma imensa e misteriosa floresta.

Quando avista uma cena no mínimo intrigante: crianças que usam mascaras de animais e fazem um cortejo fúnebre para enterrar algum animal de estimação.




Então ela descobre que existe um cemitério de animais, e com isso seu pai lhe explica sobre a morte. Sua mãe não gosta muito do assunto já que ela quando criança, viu sua irmã  que tinha uma doença degenerativa morrer enquanto estavam apenas as duas na casa.

Como se fosse um complô, o gato de Ellie, Churchill,  morre atropelado já que a casa fica bem próxima a uma rodovia. O vizinho decide mostrar algo a Louis que iria desencadear todo o mal que viria a acontecer em suas vidas.

Além do Cemitério de animais, há um antigo cemitério indígena que se você enterrar algo lá, ele volta a vida. Como Ellie gostava muito de Churchill, eles acabam enterrando o gato lá sem que ela soubesse. Porém, o que retorna de lá, não é algo bom.

O rapaz que morreu, aparece para Louis como fantasma em seus sonhos e o alerta sobre o Cemitério Indígena, mas algumas fatalidades fazem Louis tomar medidas desesperadas, que acabarão  certamente em tragédia.



Cemitério Maldito é um filme de terror, porém ele é  extremante melancólico do ponto de vista emocional porque mexe com a morte de entes queridos, pessoas que amamos e pelas quais faríamos qualquer coisa.

Li o livro começo desse ano, e embora alguns digam ser um livro assustador, só consegui sentir pena do protagonista que se afoga lentamente em escolhas e caminhos sem volta.

Talvez seja assustador para quem  não é muito familiarizado com esse gênero ou com os livros de King, não recomendo muito se você é facilmente sugestionável e sente medo.

Confesso que a versão de 1989, é superior a essa nova versão do filme. Ela chega mais próximo ao livro, para se ter uma ideia no livro quem morre é o menino, assim como na versão antiga. Nesse remake, quem morre é a menina, mas até aí ficaria tudo bem se não fosse o final, extremamente tosco. 

Achei ruim de um modo geral, mas pode ser que foi apenas porque criei muitas expectativas. Fico no aguardo da continuação de IT, que tenho certeza que será assustador.

Vou deixar o trailer de Cemitério aqui, mas o filme em si é bem menos assustador...







18 comentários

  1. Oi Karla,
    Essa é uma das obras do King que só fui conhecer por causa desse filme, que na verdade é um remake de uma adaptação que também não conhecia. Mas em se tratando de King é difícil não ficar curiosa em conhecer a história. Só o fato do filme abordar a morte, cemitério e rituais já dá um arrepio em imaginar tudo isso em cena. Mas entendo a parte melancólica e imagino que faz sentido quando se entende a história. Uma pena que essa adaptação não tenha feito jus a obra original e acho que quando eu for assistir vou procurar a versão de 1989 para conferir primeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Então, geralmente sou muito de boas com a adaptações mas essa realmente foi muito mal, o que é uma pena já que os atores são muito bons...mas veja a primeira versão e depois compare
      ;)

      Excluir
  2. Olá!
    Já vi muitas criticas negativas sobre esse filme, e confesso que isso me fez perder um pouco a vontade de ver. Sou da mesma opinião que você, que os livros do King não são tão terror assim, mas mesmo assim a história é imensamente interessante. Esse me chamou a atenção por causa da melancolia, também.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!
      Apesar de todo o sobrenatural contido na historia, acho que o fator humano nas historias do autor são muito mais interessantes.
      Eu não gostei do filme como fã do King, mas quem não conhece provavelmente irá curtir!
      =)

      Excluir
  3. Não sou lá de ler livro do tipo e filme então é que fujo. Mas achei interessante falar que sentiu mais pena que medo. É mesmo um tema que se você parar pra pensar dá pena mesmo, mexer com o luto desse jeito...e os caminhos que o personagem parece se deixar levar não devem ser dos melhores então. Nem sabia era que tinha outra versão de filme. E deixar o final tosco é quase um clichê desse gênero. Quantos filmes de terror já não vi as pessoas reclamando de final ou de coisas que ficaram bobas né...
    Acho que esse filme vai ter mais graça pra quem é fã do autor, mas talvez não tenha exatamente por isso porque a facilidade pra cair no clichê do filme de terror bobo tá ali também. Bem, fica a dica pra quem gosta né.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cristiane.
      Acho que os fãs do autor ficaram meio decepcionados como eu, rsrsrs. Mas como há a licença poética nas adaptações, creio que alguns irão curtir.
      Ps: a versão de 89 é muito melhor embora já tenha 30 anos.

      Excluir
  4. Oiee

    Eu me senti tão triste lendo o livro, como você disse, impossível não sentir uma tristeza pelo protagonista que vai se afundando em decisões terríveis e precisa lidar com a perda e luto.
    Porém, recordo muito pouco do filme original, mas ao assistir o novo a certeza do final decepcionante foi concreta. Eu estava esperando bem mais desse novo filme.
    Só que gostei das atuações do pai nesse filme. E da fotografia em geral. O trauma da mãe foi bem mais impactante nesse filme.
    Não entendi direito as escolhas criativas de mudarem quem morre etc. Talvez realmente quisessem sair da sombra do filme original.
    No geral gostei, menos do final.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vivis!
      Nossa, eu fiquei mega decepcionada rsrsrs. Queria ter saído apavorada do cinema, mas quase dormi ....¬¬
      Mas realmente a fotografia e as atuações para mim foram ótimas, sem comparação com o primeiro, mas ainda assim a versão de 89 para mim é a melhor ❤
      PS: ninguém merece aquele final...

      Bjs!

      Excluir
  5. Olá Karla!
    Não curto terror por isso o filme não me chamou a atenção. Não achei a história tão sobrenatural, e a agonia dos personagens é bem palpável. Geralmente esses remakes não ficam tão bons quanto o original, e a situação só piora quando tem o livro pra comparar também.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline!
      Infelizmente foi até agora a minha maior decepção em questão de adaptação de 2019. A historia em si é permeada por elementos sobrenaturais ao fato de que o protagonista enlouquecido enterra sua filha para que a mesma volte...é bem tenso. Mas realmente comparar com outra versão e o livro, é um pouco injusto...mas esperei sinceramente que fosse bem melhor que o filme antigo...

      Excluir
  6. Oi, Karla
    Não li o livro, e nem assisti os filmes. Quero muito um dia ler King.
    Se não fosse você dizer nem ia saber que era o menino que morre e nesse filme escolheram a menina.
    Obrigada por alertar que o filme não é tão assustador como parece no trailer, como tenho um pouco de medo prefiro assistir no conforto do meu lar.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana!
      Não sou muito parâmetro para coisas assustadoras, rsrsrs, mas essa versão em comparação com a outra e até mesmo com os filmes atuais de terror, é bem fraco.
      Espero que um dia leia algum livro dele, eu indico Misery, mas só fica bom mesmo depois da página 50 rsrsrs ( um dos meus favoritos).
      =)

      Excluir
  7. Olá! Tenho muita curiosidade em conhecer a escrita do King, mas confesso que tenho um pouco de receio, já que não sou fã de terror.
    Ultimamente estou fugindo de livros e filmes melancólicos e tristes, não estou na vibe de ler e assistir coisas nesse estilo.
    Fiquei com pena do protagonista, ele parece sofrer bastante.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rayssa!
      Tenho uma relação de amor e ódio pelo protagonista, rsrsrs.
      Eu preciso assistir e ler coisas mais leves,as vezes cansa se agarrar a um só estilo rsrsrs.
      Se quiser ler King, comece com Misery ou Joyland que não tem terrorzão, garanto. ❤
      =)

      Excluir
  8. Enquanto lia a sua resenha não me pareceu ter muito terror, e infelizmente o filme não chamou a minha atenção, o que é realmente uma pena pois estou a procura de filme de terror para assistir.
    Apesar de gostar de assistir filmes de terror, os livros de terror não chamam tanto a minha atenção, mas o livro até que eu daria uma chance, quem sabe eu gostem né

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Se você curte filme tipo Invocação do mal, essa versão de Cemitério é bem leve. Indico o livro sim, algumas pessoas disseram que sentiram medo ao ler, eu nem tanto. Mas é um bom livro, mórbido, mas bom.
      Vale a leitura ;)

      Excluir
  9. Olá! Taí mais uma adaptação que deixou e muito a desejar, apesar de não curti o gênero, até pensei em dar uma chance ao filme, mas algumas críticas me fizeram desistir. Quanto a leitura do livro, não sei se um dia serei capaz de dar uma chance, afinal não é o meu gênero favorito (risos, de nervoso).

    ResponderExcluir
  10. Oiii ❤ Em primeiro lugar, me dá arrepios só de saber que eles se mudam pra perto de um cemitério, sinistro! rsrsrs.
    Esse filme parece daqueles que vai ficando mais bizarro a cada minuto.
    Não sou muito fã de terror, só assisti alguns filmes do gênero, mas em relação a esse filme, acho que não assistiria, se só de ler a resenha achei tudo muito bizarro, imagina vendo o filme.

    ResponderExcluir