A Contrapartida - Uranio Bonoldi

3 de abril de 2019

Título: A Contrapartida
Autor: Uranio Bonoldi
Páginas: 336
Ano: 2019
Editora: Valentina
Gênero: Thriller, Suspense, Literatura Brasileira
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:    
Sinopse: O que poucas pessoas têm em mente é que Cultura, no sentido mais amplo da palavra, não se restringe apenas ao entretenimento. O objetivo maior e primeiro da Cultura é nos transformar em pessoas melhores, agregando novos conhecimentos e percepções sobre nós mesmos, os outros e o entorno em que vivemos – é isso que A Contrapartida faz. A sua leitura nos proporciona uma série de profundas e valiosas reflexões sem, contudo, deixar o entretenimento e o suspense de lado. Com relação ao suspense, gostaria de fazer uma breve analogia com o mundo do cinema para ser mais claro em minha exposição. Um bom thriller é aquele que nos causa ansiedade para ver a próxima cena e nele os acontecimentos não são óbvios e declarados. Enfim, é o que aconteceu comigo quando li A Contrapartida – eu queria saber o que estava para acontecer na próxima página, de modo a poder ligar os fatos apresentados no livro e ter as respostas às perguntas que a leitura indiretamente me fazia. Inevitavelmente, a leitura do livro me remeteu à Hollywood. Quando nos referimos a thrillers, logo vem à mente o nome de Alfred Hitchcock, cuja genialidade se encontrava em entender profundamente a psiquê do ser humano e em criar um estado emocional tão intenso no público, que seus filmes se transformavam imediatamente em sucesso. Essa mesma genialidade foi reproduzida aqui neste livro. O autor conseguiu criar caminhos mentais de condução de nós, leitores, em um mundo imaginativo de suspense e mistério dignos de um grande blockbuster.” 
Lion Andreassa – produtor e diretor de cinema da Lumix Art Films

Este livro foi cedido pela Editora Valentina, porém as opiniões são completamente sinceras. Não sofremos nenhum tipo de intervenção por parte da Editora. 

Resenha:

Ao receber a chance de escolher esse livro para ler, eu dei uma olhada no material enviado da divulgação, e apesar de ler, não tive uma ideia do que realmente seria a leitura de A Contrapartida, do autor brasileiro Uranio Bonoldi, lançamento do mês de março da Editora Valentina. Porém, ficou aquela semente da curiosidade plantada, e aguardei pela leitura deste livro com ansiedade.

E não poderia deixar de dizer que não me decepcionei. É um thriller inteligente, cujo suspense está presente durante toda a trama. Mesmo, quando somos levados a acompanhar o dia a dia do protagonista, fica sempre uma impressão... De o que está acontecendo realmente ali?

Falar muito sobre o livro pode tirar um pouco da magia que é ler ele sem muitas informações ou spoilers, pois eu lhe digo: Fui surpreendida com a reviravolta no final do livro. Criei N teorias para explicar em minha mente o que estava sendo me descrito, e não cheguei perto da verdade. Digamos que apenas adivinhei 50%, desconfiei das pessoas certas, dos motivos dessa pessoa, mas não imaginei o que a pessoa fez para conseguir aquilo.


Vou falar então brevemente sobre a trama principal de A Contrapartida.

Somos levados a conhecer o jovem prodígio da medicina Dr. Octávio de Albuquerque Junior, para 90% das pessoas do livro conhecido como Tavinho. Assim que somos apresentados a ele, vemos uma pessoa que chegou ao limite da exaustão, cuja mente está lhe pregando peças e está diante de uma situação, que o faz refletir: “Eu sou um monstro?”

“... foi até o aparelho de som que ficara ligado a noite toda sem tocar música alguma. Buscou ajuda em letras da Legião Urbana que talvez pudessem decifrar o que acontecera.”

Então para entendermos como chegou a esse ponto, a narrativa retrocede no tempo, e nos apresenta uma criança amorosa e carinhosa, cujo maior sonho é dar orgulho a sua mãe e a memória do pai.

Tavinho é uma criança criativa, porém, na escola não consegue acompanhar o ritmo esperado para ele dos professores, que esperam que ele seja um gênio como seu falecido pai e tão bom quanto à mãe de sucesso, essa expectativa cria um profundo vazio dentro de Tavinho, que tem consolo apenas no carinho da mãe e amigos e de sua mais fiel protetora, a índia Iaúna, está trabalha para a sua família desde que a mãe de Tavinho a trouxe anos atrás, a ajudando a encontrar um lar e trabalho seguro, já que ela corria risco de vida em sua terra natal.

Iaúna é um personagem essencial na história de vida de Tavinho, sua melhor amiga por anos, é ela que o ajuda com seu sonho: Ser uma pessoa inteligente, e com um futuro promissor.

É nesse ponto, que está o grande ponto focal da trama, o que você faria para conseguir realizar seus sonhos? O que estaria disposto a fazer? O que estaria disposto a entregar em contrapartida do que deseja?

“Com certeza o episódio faria com que Tavinho se transformasse, e para pior... Sorriu e, como quem se sente aliviado por romper com tantos compromissos e deles se poupar, dormiu, mas não sonhou.”

O autor Uranio é um profissional com vasta experiência em governança corporativa e gestão estratégica empresarial, ele nos leva a profundas análises da importância da reflexão diante das tomadas de decisão em nossas vidas, ele coloca toda a sua expertise em nos guiar por essa reflexão enquanto somos jogados em sua trama de suspense. Cada ação tem a sua reação, e para podermos as enfrentar corretamente devemos compreender o que nos será pedido em troca e o que vamos obter após cada tomada de decisão de nossas vidas.

Uma única decisão muda totalmente a vida de Tavinho, uma que ele tomou muito cedo, será que ele estava pronto? É correto culpá-lo? Ele foi manipulado ou simplesmente diante das opções que lhe foram dadas ele aceitou e escolheu o caminho de sua vida?

Todas essas indagações vão passar por sua mente enquanto lê esse livro, eu mesma, tirei minhas próprias impressões e tenho minha opinião, após encerrar a leitura... Mesmo que nem todas as minhas perguntas tenham sido respondidas...

O Final...
O final desse livro foi incrível, me deixou simplesmente querendo ir ate o autor e ter uma conversinha assim a cara a cara com ele, por que... Eu preciso de mais respostas!

E não pense que ele não nos deixou tudo ali escrito, está! Porém... 

Leiam e vão entender.

“Meu Deus, quantos ela já terá matado para ter chegado aonde chegou?”

Um excelente thriller nacional, que nos foi entregue pela Editora Valentina, o livro é muito bonito, as páginas têm uma sensação ao toque bem suave, que me fez até ir dar uma olhada na escolha de tipo de papel, adorei. A arte da capa foi adoravelmente sombria e condiz muito com o tema geral do livro.
Este é o primeiro livro do autor, e já podemos esperar que venham mais livros que valem a pena serem colocados em nossa lista de leitura infindável.

Coloquem esse livro em suas listas, e vamos conversar... Eu PRECISO conversar sobre ele!

Beijos e até a próxima.


14 comentários

  1. Oi Vivian, é bom quando somos surpreendidas positivamente por uma história e ainda melhor quando é nacional. Eu ainda não tinha ouvido falar desse livro, mas achei a resenha bem intrigante, me despertou curiosidade e gostei de saber que ele reserva surpresas, que você não conseguiu adivinhar tudo na história. A capa deixa uma impressão forte e mesmo que esse não seja um gênero que eu leia com frequência, eu fiquei bem curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lili, eu adorei ler este livro, a sinopse deixou muito mistério, e om isso me surpreendeu muito. E então optei por deixar poucos indícios da trama para que se surpreendam também.
      Os livros nacionais tem me deixado bem felizes ultimamente.
      Este é um lançamento que vale a pena ler!


      Beijos.

      Excluir
  2. Adoro uns livros assim e faz tempo que não leio nada do tipo. Acho legal essa temática por brincar muito com a mente e o passado das pessoas. O que faz a pessoa chegar a tal ponto? É errado culpar essa pessoa? Ela tem redenção? É errado usar desculpas pra justificar o que ela faz? Até que ponto ela pode chegar pra conseguir o que quer? Essas coisas. Parece ter um pouco disso na história e mostrar o passado e traçar esse caminho é algo bem interessante mesmo porque faz a gente se indagar e conectar bem com a história por isso. Achei esses pontos bem legais. Parece um livro que gostaria de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cristiane.
      Sim. O livro nos leva mesmo em uma jornada para tentar entender o que houve para chegar nesse ponto do início.
      Que tenha uma boa experiência de leitura assim que possível com esse livro 😄

      Excluir
  3. Olá! Eu comecei recentemente a ler esse gênero e estou adorando, logo lá se vai mais um para a lista. É tão bacana quando o autor consegue nos envolver durante a leitura de uma maneira que ficamos presas a cada virada de folha e só largamos o livro quando terminamos. Não conhecia o autor, mas fiquei contente em descobrir que essa história tão incrível vem de terras tupiniquins, mais um incentivo para começar logo a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elizete, tudo bom?
      Eu amo um bom thriller e este é um ótimo nacional. Estou vendo uma grande safra de bons autores nacionais nesse estilo e estou incluindo alguns novos na minha meta de leitura esse ano. Tem sido ótimo.
      Que tenha uma experiência de leitura tão boa quanto a minha.
      Beijos 😘😄

      Excluir
  4. Adorei a capa. Eu não sabia que o autor era brasileiro. Adoro thrillers apesar de ler muito pouco e esse já me chamou atenção principalmente por curiosidade sobre esse final que voce comentou.
    Com certeza pretendo ler esse primeiro livro desse autor nacional que parece que tem muito futuro e que venham mais livros dele :)
    https://infinitasleituras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi.
      Eu fui surpreendida. Já conhecia o autor porém, como palestrante na minha área profissional. Como autor desse estilo foi uma surpresa que adorei.
      Vale muito a pena ler sim este livro.
      Que tenha uma ótima experiência assim que possível. 😄

      Excluir
  5. Olá Vivian!
    A sinopse não é nada reveladora mas a consistência da trama é surpreendente. O autor tem um ramo bem crítico e passa a importância da reflexão ao tomar decisões. O que mais chamou mais atenção foram as consequências que tanta cobrança e superestima na infância do garoto que influenciaram suas condutas, fica uma mensagem bem interessante sobre sobrecarregar demais nossas crianças com expectativas.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline.
      Exatamente isso!
      Eu li a sinopse e ela não me disse nada. É claro, que me fez ficar curiosa. E a leitura me prendeu.
      Foi uma sólida crítica à esse ciclo vicioso que é a pressão que a sociedade faz nas crianças, esperando cada vez mais delas é sem levar em conta seus talentos e aptidões .
      Um ponto para refletir e debater.

      Beijos. 😄

      Excluir
  6. Vivian!
    Gostei por vários aspectos: é de um autor nacional, é thriller cheio de suspense e com reviravolta no final e ainda traz análises reflexivas para tomadas de decisões, o que mostra um pouco mais do aspecto psicológico, concorda?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy.
      Super concordo contigo. É um livro que além de trazer uma diversão, nos leva a uma profunda reflexão.
      Uma crítica sólida e bem escrita sobre exigir demais de nossas crianças enquanto não as preparamos para serem capazes de tomarem decisões corretas em suas vidas.
      Um ótimo livro.

      Beijos 😄😉

      Excluir
  7. Vivian,
    Vendo a capa eu, sinceramente, não pensaria em ler esse livro. Mas com a sua resenha o bichinho da curiosidade me picou. Fico querendo saber o que será que ele decidiu tão jovem que mudou sua vida? A índia teve influência sobre ele e sua decisão? Ah, quero ler logo pra ver o que acontece com o Tavinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nil 😄
      Meu trabalho foi feito!! 😎
      Existe realmente um suspense nesse livro que nos prende e sua curiosidade está indo na direção correta.
      É uma intrincada rede de manipulação nesse livro
      Que possa o ler em breve e que tenha uma ótima experiência de leitura como eum tive.
      Beijos.

      😉

      Excluir