Luz, Câmera, Ação!!! O Mistério do Relógio na Parede

3 de janeiro de 2019

Diretor: Eli Roth
Roteiro: Eric Kripke (roteiro e adaptação), John Bellairs (romance)
Ano (filmes): 2018
Gênero: Fantasia
Elenco: Kyle MacLachlan, Owen Vaccaro, Cate Blanchett, Jack Black
Nota:  
Sinopse: Lewis (Owen Vaccaro), de apenas 10 anos, acaba de perder os pais e vai morar em Michigan com o tio Jonathan Barnavelt (Jack Black). O que o jovem não tem ideia é que seu tio e a vizinha da casa ao lado, Sra. Zimmerman (Cate Blanchett), são, na verdade, feiticeiros.


Resenha: Assisti o filme com meu marido e meu filho e preciso dizer que eu tenho a impressão de que eles não têm a menor imaginação, não é possível! Eles não gostaram! Não gostaram!!!! Mas olha, não deem ouvidos à eles. realmente não sabem de nada....😁


Bom, deu para perceber que eu gostei né? Tá que eu não amei, mas gostei bastante. Eu gosto muito dos atores, e a Cate Blanchett com aquele jeito austero, sem dar um sorrisinho em cena, arrasou!


Bom, a história traz Lews (Owen Vaccaro) indo viver com seu tio após a morte dos seus pais, então ele descobre que seu tio Jonathan (Jack Black) é um mago, pois é aí que ele começa a praticar magia também, sob os cuidados de Jonathan e Mrs, Zimmerman (Cate Blanchett). Lá ele encontra um armário que, segundo seu tio, jamais deveria ser aberto.


Ao levar um amigo (daqueles metidinhos, que nem são amigos de verdade) à sua casa, o menino  abre o tal armário e Lews acaba ressuscitando o feiticeiro malvado Isaac (Kyle MacLachlan), então o menino precisa se unir ao tio e a Mrs, Zimmerman para derrotar o malvado antes que ele faça uma magia que vai acabar com as pessoas, para tanto, precisam encontrar o tal relógio, que está escondido.

Preciso dizer que o filme traz uma mistura bastante esquisita de fantasia, humor e uma tentativa de terrorzinho escrachado que eu não entendi se foi proposital ou não, que na minha opinião, funcionou.


De início eu comparei com Harry Potter, um menino, órfão, que não sabe ser capaz de fazer magia e tal, mas as comparações acabam por aí pois segue uma linha bastante distinta.

Outra coisa que me chamou atenção foi a fotografia, gostei das cenas e o colorido e brilho mostrados tirou aquela "sombra sombria"que a produção tinha tudo para ter.


Com roteiro de Eric Kripke, criador da série Supernatural, o que rapidamente chamou minha atenção, dá para dizer que o filme é um terror(zinho) infanto-juvenil. A narrativa tem um ritmo muito bom, que não dificulta para o telespectador identificar quem são os personagens, ao mesmo tempo em que mantém um ar de mistério.


O Mistério do Relógio na Parede veio de uma obra de mesmo nome, de 1973, escrita por John Bellairs e que deu origem a mais dois livros chamados "O Volto na Escuridão" e "A carta, a bruxa e o anel", agora fiquei curiosa para saber se teremos mais filmes para assistir, e claro, vou atrás dos livros.



7 comentários

  1. Olá! Só pelo elenco já me interessei pelo filme, mas o enredo pareceu ser bem interessante, é daqueles tipos de filme que eu curto bastante, por isso, sem dúvida vou querer conferir e lógico que também vou atrás dos livros, porque sou dessas.

    ResponderExcluir
  2. Por ser um filme mais para o público infantil, fico chocada que seu filho não tenha gostado. Achei a história um pouco enrolada, mas o elenco em si é muito bom!

    ResponderExcluir
  3. Oi Denise,
    Tô rindo e imaginando a discussão na sua casa do "é bom" "é ruim" kkkkk
    Achei bacana a proposta, e também gostei do elenco, principalmente do tio, é um ator excelente para comédia. Mas, achei bem parecido com vários "sessão da tarde" sabe? Nada espetacular! KKK
    Bacana que eles apostaram em algo um pouco mais dark, pelas fotos da para perceber o clima mais sombrio do filme.
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Adorei! Certeza entrou na minha lista de filmes de janeiro. Gosto muito de Eric e sua visão criativa.
    Obrigada pela dica 😉

    ResponderExcluir
  5. Oi, Denise
    Já estou até imaginado como foi seu filho e marido contra você sobre o filme.
    Gostei do filme, da trama, mas confesso que me interessei mais pelo elenco. O ator que faz o tio é maravilhoso só de olhar pra ele dá vontade de rir.
    Mas quando achar os livros resenha pra gente, quem sabe nos livros tem mais aventura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Lendo um pouco sobre e imaginando as cenas do filme... tenho que concordar com seu marido e filho. Comecei lendo o resumo e, como sempre, há um inicio bem clichê: algo secreto que jamais pode ser aberto (mas é aberto). Mas o pior é que parece ter um mau desenvolvimento. A única salvação parece ser o elenco.

    ResponderExcluir
  7. Olá! Como você, também gosto muito dos atores. Parece ser um filme legal para assistir e passar o tempo. O enredo é bom e parece prender. Tudo que envolve feitiços já me conquista hahaha
    Vou dar uma conferida!

    ResponderExcluir