Nova York HQ - Will Eisner

13 de outubro de 2018

Título: Nova York - A vida na grande cidade
Autor: Will Eisner
Páginas: 440
Ano: 2009
Editora: Companhia de letras, Quadrinhos na Companhia
Gênero: HQ
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse: Na estréia do selo Quadrinhos na Cia., o grande mestre do gênero não podia ficar de fora: nas quatro graphic novels reunidas neste livro, escritas nos anos 80 e 90, Will Eisner traça um retrato genuíno, ao mesmo tempo brutal e profundamente humano, da vida na cidade grande. Protagonizadas por personagens singulares, essas pequenas histórias registram momentos às vezes irônicos, às vezes trágicos, da vida dos habitantes da metrópole, revelando muito mais do que "um acúmulo de grandes edifícios, grandes populações e grandes áreas".
Resenha:
"Pelos canais da cidade, suas sentinelas montam guarda, vigias num turno interminável."

Esse volume nos traz quatro Graphic novels de Eisner em um só volume, são elas: Nova York a grande cidade, O edifício, Cadernos de tipos Urbanos e Pessoas invisíveis.

Em cada volume, o cartunista nos passa o sentimento de pertencimento ou não aquele pensamento ou momento.

Nesse primeiro volume intitulado Nova York a grande cidade, Eisner nos diz que a cidade é  aquilo que os seus habitantes vivenciam a cada dia, vai muito além dos prédios e suas aglomerações de concretos e mais concretos.

Gostei particularmente da história retratada dentro do metrô aonde os pensamentos de duas pessoas  que provavelmente pegam sempre o mesmo metrô no mesmo horário,relacionam entre si de forma amorosa porém um pouco diferente.

Em O edifício, temos a história de um prédio que ficava em cruzamento central, e ali muitos dramas foram se desenvolvendo dentro  e ao fora de suas paredes. Mas um dia ele foi demolido e surgia ali um novo prédio. Num dia qualquer aparecem quatro fantasmas em frente ao prédio novo e cada um conta sua história junto ao prédio antigo, já desaparecido assim como a existência substancial dos espectros.

"A vida Urbana não garante o anonimato . Há forças que afetam as leis da probabilidade."

Já em Caderno de tipos de urbanos, como o nome já nos diz, iremos testemunhar os variados tipos de pessoas que ocupam a grande Big Apple.

Acompanhamos a rotina de um assalariado, observando como ele apenas existe dia após dia, com seus horários sempre tão certinhos e rotineiros.

Podemos observar também o choque de cheiros de uma cidade, como o da rua com um salão de barbeiro, uma padaria...


"A vida urbana induz à competição e providencia os acasos."

No nosso último tomo, temos então Pessoas Invisíveis. Esse talvez tenha sido um dos que mais me chamou atenção. Sabe aquela pessoa que outra pessoa fala para você: "Fulano fez isso e aconteceu isso com ele." E você fala : "Mas como nunca vi essa pessoa antes?". Esse volume trata exatamente disso: o anonimato de pessoas invisíveis, que vão vivendo sua vida e muitos nem se dão conta do quanto eles já passaram, por serem apenas mais um na multidão.

A história que mais me marcou nesse foi a última, onde um homem de meia idade que  mora com a mãe, começa a namorar uma quarentona que quer se casar mas sua mãe não deixa. 
Aí por uma fatalidade meio cômica, a mãe dele quase comete suicídio e fica inconsciente por um tempo. Até que a namorada vai morar lá para ajudar. O final é bem surpreende.

Confesso que gostei muito da edição, do traço e das histórias. Ela me deixaram um quê de saudade, nostalgia de algo que nem vivi. De fato uma obra para quem curte um lado meio filosófico e observador dos tipos da cidade.

Como sou suspeita por se tratar de HQ, já sabem o que acho não é mesmo? leiam com certeza, não irão se arrepender.

"Solidão ainda mais pungente numa cidade grande por ser tão inesperada."

3 comentários

  1. Oi, Karla,

    Nunca tinha visto uma premissa de uma HQ tão inovadora, indo à fundo no que a mesma propõe. Só isso já chama a minha atenção e desperta o meu desejo em lê-lo, e mostra que o autor tem algo a entregar ao leitor.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Gosto muito de HQs e essa parece ser bem diferente as que costumo ler, por isso a dica esta mais que anotada. Também chamou minha atenção o último conto e fiquei bem curiosa para descobrir o que aconteceu com a chegada dessa nova hóspede. É sempre muito bacana quando a leitura nos traz esse clima de lembranças, muitas vezes esquecidas.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Não cheguei muito a ler HQ mas já ouvir fala que são ótimos, porém tem alguns que não chamaram minha atenção.Esse tem umas historias ótimos, com filosofia da vida e bem interessante..Gostei!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir