A Casa das Orquídeas - Lucinda Riley

5 de outubro de 2018

Título: A Casa das Orquídeas
Autor:Lucinda Riley
Páginas: 528
Ano: 2018
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse: Nova edição de um dos maiores sucessos de Lucinda Riley.

Com mais de 13 milhões de livros vendidos em todo o mundo, Lucinda Riley está na lista de autores mais vendidos da Inglaterra, Estados Unidos, Itália, Noruega, Alemanha e Brasil.

Quando criança, Julia viveu na grandiosa propriedade de Wharton Park, na Inglaterra, ao lado de seus avós. Lá, a tímida menina cresceu entre o perfume das orquídeas e a paixão pelo piano.
Décadas mais tarde, agora uma pianista famosa, Julia é obrigada a retornar ao local de infância na pacata Norfolk após uma tragédia familiar. Abalada e frágil, ela terá que reconstruir sua vida.
Durante sua recuperação, ela conhece Kit Crawford, herdeiro de Wharton Park, que também carrega marcas do passado. Ele lhe entrega um velho diário que trará à tona um grande mistério, antes guardado a sete chaves pela avó dela.
Ao mergulhar em suas páginas, Julia descobre a história de amor que provocou a ruína da propriedade: separados pela Segunda Guerra Mundial, Olivia e Harry Crawford acabaram influenciando o destino e a felicidade das gerações futuras.
Repleto de suspense, A Casa das Orquídeas viaja da conturbada Europa dos anos 1940 às paisagens multicoloridas da Tailândia, tecendo uma trama complexa e inesquecível.

Resenha:

"Toda casa tem seus segredos e todo amor, seu preço."

Primeiro livro que li da autora e posso dizer que gostei bastante. Já tinha ouvido falar de sua escrita e da profundidade de suas histórias, então meio que já sabia o que esperar. Não amei, porque aqui eu saí completamente da minha zona de conforto, mas sim, gostei...

“A verdade completa de repente fica clara para mim. Porém, ela me consola ou me assusta? Wharton Park não pertence aos Crawford. Nós pertencemos a ela.” 

Conhecemos  um romance encantador, um amor nascendo, que não pode ser vivido, escolhas difíceis, perdas, segredos, reviravoltas, enfim....

Julia é uma famosa pianista que teve uma perda inimaginável e está tentando, muito, se recuperar disso. Mas nada do que sua família ou amigos façam ou falem ajuda. Passa seus dias triste, não tem mais vontade de seguir sua vida.

"Disseram-me, certa vez, que a morte é tão natural quanto o nascimento, parte do ciclo infinito de alegria e de dor para os humanos. Virá para nós todos e nossa incapacidade de aceitar nossa própria mortalidade e daqueles que amamos também faz parte da condição humana.
Qualquer que seja a maneira como a morte vem, a perda é inaceitável para quem fica." 

Porém em uma das tentativas da irmã de Júlia, de fazer com que ela saia do chalé onde vive, ela acaba indo parar em Wharton Park, onde viveu sua infância. Um lugar que ela sempre gostou.  E lá ela reencontra Kit Crawford.

Ele é o herdeiro de Wharton Park, e não preciso dizer que é um homem encantador né... Eles se conheceram ainda crianças, durante uma visita de Júlia a sua tia, foi rápido, mas foi o suficiente para fazer com que o cara se encantasse por ela.

"Assim como o universo, não existe começo nem fim. Nós apenas somos."

Acontece que eles eram só crianças e claro, muita coisa mudou de lá para cá. Ainda assim, esse reencontro mudará a vida dos dois para sempre e eles vão descobrir que estão mais ligados do que poderiam imaginar.

O casal encontra um diário que Julia a princípio pensa ser de seu avô, mas quando ela pergunta à sua avó Elsie, acaba descobrindo que pertencia ao Harry Crawford, antigo dono de Wharton Park.

A partir daí, somos transportados à outra época através do diário e vamos conhecer a história de Harry e Olívia, que se passa na época da segunda guerra mundial, vamos conhecer a história desse casal juntamente com a história de Julia e Kit, no presente.

Vamos conhecer vários personagens do passado que influenciaram bastante a vida de outras pessoas, personagens como Harry, que não despertaram a minha simpatia...além de conhecermos vários segredos e grandes reviravoltas.

Temos personagens maravilhosos como Bill e Elsie que me fizeram suspirar cada vez que os via. Harry e Olivia me encantaram e me fizeram torcer por eles, até Harry pisar na bola e eu passar a não gostar mais dele... Ah e tem a Julia e o Kit.... e quando parece que nada vai dar certo, tudo fica no seu devido lugar! A leitura tem um final bem inesperado. Todos os personagens tem segredos e muitos mistérios, no final, são revelados. 

“Quando você mexe em um segredo do passado, é como se abrisse as comportas de uma represa. Porque a água cai e se espalha por lugares que você não esperava.”



4 comentários

  1. Oi, Denise,

    Tenho certeza de que é um livro que eu iria gostar, pois apresenta uma carga intensa de sentimentos. O período histórico só contribue para uma boa formação - aparente - da história.

    ResponderExcluir
  2. Olá! A história parece ser linda e emocionante, fiquei curiosa para conferir todo esse mistério que envolve o passado de alguns personagens, e como essas descobertas impactarão o presente dos demais envolvidos, a capa é muito bonita.

    ResponderExcluir
  3. Oi Denise!
    Aah pensa numa pessoa ansiosa pra ler os livros da autora?
    Ganhei aqui no blog O segredo de Helena, ainda não pude ler, mas estou namorando ele aqui na estante e qro passar ele na frente de alguns livros...
    Este tbm parece ser lindo, na vdd, pelo que li, a leitura é excelente e vale a pena.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Um livro encantador. Me deixou bem curiosa sobre esse romance e as historias e as reviravoltas, com certeza terá muito coisas..Eu fiquei curiosa em ler e também de conhecer o trabalho da autora.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir