O Destino do CEO - Carol Moura

28 de abril de 2018

Título: O Destino do CEO
Autor: Carol Moura
Páginas: 490
Ano: 2017
Editora: Independente
Gênero: Romance
Adicione: Skoob
Nota:    
Sinopse: Quem via o forte, imponente e misterioso CEO Dashier Colt não sabia o quanto ele era quebrado. Aqueles que perceberam Quinn suspirando, cansada, toda molhada e sozinha enquanto via sua festa sendo arruinada pela chuva, não imaginavam o quanto ela era forte e obstinada. Dash passou os últimos cinco anos de sua vida com dois objetivos: gerir sua empresa e obter a guarda de seu filho, o simpático e inocente Hazel. Para manter tudo em ordem, ele leva a privação como a sua filosofia de vida, até encontrar Quinn Miles, uma organizadora de eventos independente, cordial e linda como um doce cupcake decorado.
Quando Quinn coloca os olhos no misterioso homem bem-vestido e absurdamente lindo parado à sua frente, tudo o que ela enxerga é alguém desesperado pelo bem-estar do seu filho. Acostumada a não ligar para o que pensam dela e a pegar o que quer, ela se vê em uma relação conturbada e delicada.
A paixão pode não estar lá à primeira vista, mas a atração e o destino estão, com toda a certeza. Quinn e Dashier estão destinados a ficar juntos, mesmo com todas as dificuldades que espreitam sua relação.
Paixão, sexo quente, muito amor e cumplicidade. Um romance diferente de tudo o que você já viu sobre CEOs e suas paixões avassaladoras.

Resenha:
O destino não é engraçado. Ele faz coisas cruéis com você, mas também faz coisas lindas que se encaixam tão perfeitamente, que você apenas sente. Sente que era para ser.
Em minhas andanças pela Amazon, me deparei com esse livro.  Como eu simplesmente AMO uma história de CEO não pensei duas vezes e iniciei a leitura.

Ficar sozinho é bom. Quando é sua opção.
Estar acompanhado é bom, quando é sua opção.
Mandar se foder é bom quando é para libertar você.

Meu trecho preferido! Bom, Dashier é um homem bem sucedido, nerd, sexy e um paizão. Mas o que poucos sabem é que Dashier tem feridas profundas, feridas essas, causadas pelas suas inconsequências do passado. Mesmo anos depois, essas feridas ainda sangram, ele tenta viver um dia de cada vez cuidando de seu filho Hazel. Um garotinho muito doce, inteligente e divertido.

Quinn é uma mulher independente, obstinada, linda, organizadora de eventos e principalmente, ela é uma mulher que não está nem ai para o que os outros pensam. Desde o momento em que Quinn vê Dashier em seu terno, lindo de viver, procurando por seu filho, ela sente faíscas. Quinn de imediato já gosta de Hazel.

Quinn não é aquele tipo de mocinha cheia de mimimi que a gente costuma ler por ai. Ela é bem decidida, apaixonada pelas coisas boas da vida. Dashier vem tentando ser o melhor pai que um garotinho possa desejar, ele vem acima de tudo, tentando conviver com seus erros.

Queria dar a Hazel tudo o que eu não dei no início de sua vida. Eu estava bem com isso. Até conhecer a maldita Quinn Cupcake Miles.
...
Cabelos bagunçados, óculos gigantescos, moletom, calças, tênis e cara lavada. Chame isso de: feita sob medida para o nerd da faculdade, Dashier Colt.
O pequeno Hazel gosta de Quinn no momento em que a conhece, e acaba colocando um apelido nela " Cupcake". Dashier e Quinn, acabam se reencontrando em outros momentos, o destino parecia querer que eles se conhecessem. Mas não pense que Dashier é um homem fácil de lidar, pelo contrário.
— Acho melhor não fazermos isso. — Eu entendia a sua recusa ao meu convite, eu tinha sido um idiota com ela.
 — Dê-me seu telefone. — Pedi, puxando meu próprio do bolso e o esticando para ela.
 — Dashier... — Ela tentou negar novamente. — Dê-me seu número e me deixe convencê-la. — O que eu precisava fazer? Droga Quinn, não me negue agora.
Então ela sorriu para mim.
 — Descubra o meu número e você me terá para um encontro.
Fácil assim? Ela estava brincando, certo?

O começo desse relacionamento é bem conturbado, Dashier tem seus fantasmas e algumas coisas ele simplesmente não consegue superar, ele não consegue encarar. E sabe que antes de iniciar algo mais sério com Quinn, ela precisa saber de todo o seu doloroso passado. Quinn é muito compreensiva e entende os limites de Dashier. Entende como ele sofreu e sofre por algo de seu passado, entende que ele sempre colocará Hazel em primeiro lugar.

A história é muito bem escrita, me diverti horrores. Essa não é mais uma história clichê sobre CEO'S que costumo ler por ai (mesmo que clichê seja vida 😍).Esse livro fala sobre amor, cura, a sensibilidade escorre pelas páginas e me vi virando a noite, totalmente presa, doida pra saber o que aconteceria a seguir.
Ele era tão simples mesmo dentro da sua complexidade... Dashier Colt estava apenas quebrado. Mas, ao contrário de muitos, ele não estava negando seu conserto. Não estava evitando o meu querer. Estava disposto a seguir comigo. E eu o levaria. Para onde ele quisesse. Da forma que ele pudesse.

Recomendo e muuuuuuuuuuuuito!
Beeeeeeeeeeeeeeeeeeijos :*


5 comentários

  1. Também sou fã de um bom clichê! Mas este livro apesar dos pontos comuns, parece ter algo diferente:História!
    Nem sempre há histórias em livros assim, fica apenas no romance, no sexo e pronto. Já era.
    Gosto quando os personagens trazem essa parte de passado sofrido junto. Onde precisam aprender juntos a se conhecerem e de mãos dadas, recomeçarem. Não esquecendo o passado, mas sim, traçando um futuro.
    Vai para a lista de desejados com certeza.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi, Yohanna.

    Acho que a Quinn, se viu encantada pelo Dashier por talvez, enxergar um lado dele inimaginável de um CEO.

    E é muito muito ver esse amor do Dashier pelo filho. Ele com certeza não é desprovido de sentimentos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Yohanna,
    É a primeira vez que vejo um livro de CEO que já mostra como o protagonista é amoroso, nesse caso com o relacionamento que tem com o filho, e Quinn também é uma protagonista diferente, bom saber da determinação dela, gosto de mulheres assim nos livros do gênero!
    Vou colocar na listinha, gostei.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Yoahnna!
    Eu tinha visto esse livro nas redes sociais mais ainda não tinha lido nd sobre ele, adorei!
    Esse gênero é o que mais tenho lido, amo um bom clichê, nem ligo... rsrs
    Vou add nos desejados!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oi Yohanna.
    Adorei saber que esse livro sobre CEO foge do clichê. Parei de ler livros com esse tipo de trama por sempre serem mais do mesmo.
    Achie bem diferente o personagem masculino ser um pai amoroso. Fiquei bem curiosa para conhecer Hazel (que parece um fofo) e Dashier e seus segredos do passado.
    Quinn parece uma personagem feminina forte e nada submissa. Adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir