Edenbrooke - Julianne Donaldson

Título: Edenbrooke, 1
Autor: Julianne Donaldson
Páginas:304
Ano: 2017
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:     
Sinopse: Marianne Daventry fará qualquer coisa para escapar do tédio de Bath e das atenções amorosas de um pretendente indesejado. Então, quando chega um convite de sua irmã gêmea, Cecily, para se juntar a ela em uma enorme casa de campo, ela agarra a chance na hora. Pensando que vai poder relaxar e desfrutar de seu amado interior inglês enquanto sua irmã tenta fisgar o belo herdeiro de Edenbrooke, Marianne descobre que até mesmo os melhores planos dão errado. De um aterrorizante encontro com um salteador a um aparentemente inofensivo flerte, a jovem se encontra envolvida em uma aventura inesperada e cheia de romance e intrigas, suficientes para manter sua mente agitada. Ela será capaz de controlar seu coração traidor, ou um estranho misterioso irá arrebatá-lo? O destino estava pensando em algo diferente de um verão relaxante quando mandou Marianne para Edenbrooke.

Resenha: O livro conta a história de Marianne, uma jovem de 17 anos que perdera sua mãe há 1 ano  e após isso, seu pai a deixara morando com a vó em Bath partindo  logo em seguida para a França.
Nossa protagonista tem uma irmã gêmea (não idêntica) que é totalmente seu oposto: Cecily que diferente dela, mora em Londres e gosta de frequentar a sociedade, bailes e tudo mais.

Marianne recebe uma carta de sua irmã lhe avisando que foram convidadas por Lady Caroline, melhor amiga de sua mãe, para irem passar uma temporada na casa de campo deles, Edenbrooke.
Muito animada, pede permissão à sua avó que a deixa ir mas não sem antes lhe dizer que só irá para que possa aprender a ser uma jovem dama  para que  se torne a sua herdeira, pois seu primo acabara de jogar o nome da família na lama e sua avó acha melhor deserda-lo. 


Atordoada com a noticia Marianne parte em sua viagem junto com sua dama de companhia,e no caminho para Edenbrooke acontece uma fatalidade e sua carruagem é atacada por um bandido que atira no seu cocheiro e leva seu medalhão, único bem aonde estava uma fotografia de sua mãe.
 Como nossa protagonista tem atitude, ela acalma Betsy  pede ajuda dela para carregar o cocheiro desacordado para dentro da carruagem, enquanto vai para o lugar dele, guiando a carruagem até uma hospedaria ali perto.

Cansada,com fome e assustada Marianne entra na hospedaria num rompante batendo a porta e dá de cara com um homem no bar. Ela imediatamente pede ajuda, mas o estranho lhe olha com desdém e diz que ele não é a pessoa certa para lhe ajudar. Leva apenas um segundo para saber que não gosta nem pouco daquele senhor, e decidi lhe responder a altura o que o deixa espantado, afinal Philip Wyndham não era acostumado a ser desprezado.

Após a antipatia inicial, Philip com peso na consciência por ter lhe tratado mal, segura  Marianne na escada e a ajuda quando desmaia. Ela acorda numa saleta aonde está a dona da hospedaria que lhe oferece comida e lhe deixa a sós com o "cavalheiro" de mais cedo.

Nossa protagonista é sagaz, inteligente e tem resposta para tudo, e isso fascina Philip que nunca havia conhecido nenhuma jovem assim. Enquanto trocam farpas,risadas e amenidades, ele lhe pergunta o nome. Marianne não vê nada demais e lhe fala, porém ele prefere esconder sua identidade, deixando nossa protagonista com raiva e a única coisa que lhe alivia o sentimento é saber que com certeza nunca mais haveria de vê-lo novamente.
"-Muito bem. Como minha amiga, pode me chamar de Philip.
-Eu não posso chamá-lo pelo nome de batismo- a consternação coloriu minha voz.
-você se sentiria mais confortável se eu a chamasse de Marianne?
-O senhor não se sentiria.
-Sim, Marianne.- Ele tinha um brilho provocante no olho.
Senti meu próprio rubor.
-O senhor é muito impróprio!"
Marianne chega finalmente a Edenbrooke aonde é recebida calorosamente por Lady Caroline, e ela instantaneamente se apaixona pelo lugar, afinal ela amava o campo. Sentindo-se feliz, enquanto dá uma volta ao redor da propriedade próxima a uma ponte, Marianne decide rodopiar o que a faz cair no rio, ela se esconde ao ouvir barulho de cascos se aproximando mas ao ver de quem se trata o susto é tanto que cai novamente no rio. Não era possível que fosse  realmente Philip, essa com certeza seria uma longa viagem.
"Não pense que só porque gosto de provocá-la que não vou levar você a sério- ele disse baixinho- É uma honra saber o que há em seu coração, Marianne."
Esse livro foi uma adorável surpresa para mim, pois lembra em muito Orgulho e Preconceito um dos meus 9 livros favoritos e conseguiu o décimo livro da minha lista com facilidade.

A amizade entre eles dois é muito fofa, a forma como Philip flerta com Marianne a faz nunca leva-lo a sério afinal ela ouvira que ele era um galanteador,  tem também o fato de que sua irmã o reivindica primeiro, pois enquanto estava em Londres frequentaram o mesmo circulo.Entre pinturas, cavalgadas e conversas na biblioteca sentimentos serão revelados.Será que Marianne conseguirá descobrir seus reais sentimentos por Philip?Ele realmente é um galanteador como alguns dizem? Leiam e descubram.


12 comentários

  1. Realmente o enredo lembra Orgulho e Preconceito(um dos meus favoritos também).
    Eu adoro histórias assim, que trazem protagonistas delicadas,mas ao mesmo tempo, com uma força que nos surpreende!
    Não conhecia o livro,mas fiquei encantada com tudo que li acima. Essa "amizade" improvável, as diferenças com a irmã, as dores do passado...
    Quero muito ter a oportunidade de ler!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Orgulho e Preconceito é tudo de bom né?
      Achei esse livro por acaso e li em um dia.
      Quando tiver a chance, leia sim e depois me diz o que achou ;)
      Beijo!

      Excluir
  2. Adoro um bom romance assim, com personagem de língua afiada então só ajuda. Gostei dessa garota e ela parece tão forte e fácil de admirar e torcer. O encontro com o Philip deve ter rendido uma bela de uma cena e só posso imaginar como é a relação desses dois ao decorrer do livro. Lembrar de Orgulho e Preconceito é uma coisa que achei legal, pois também adoro esse livro. É uma dica bem interessante e gostei dessa história ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cristiane!
      Que bom que gostou da dica^^
      A história é bem leve e ao mesmo tempo envolvente.Espero que tenha a oportunidade de lê-lo algum dia.
      =)

      Excluir
  3. Oi Karla.
    Eu estou muito ansiosa para ler esse livro e fico muito feliz em saber que a mocinha é forte e tem uma língua ferina, ela realmente tem uma má sorte hem, estou com pena dela pela perda de seu colar, porém muito ansiosa para descobrir tudo o que irá acontecer, e como o casal vai se envolver.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Marlene!
      Sim, adoro a forma como Mariane responde aos gracejos de Philip, embora ela seja um pouco "tapada" a história é muito boa, rsrsrs.
      Boa leitura, depois me fala o que achou ;)

      Excluir
  4. Olá Karla!
    Que capa mais linda, o enredo tbm parece lindo, preciso conhecer essa obra já que o gênero eh um dos meus preferidos!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Aline!
      Sim, adoro essa capa <3
      Se você gosta do gênero, tem que ler esse livro, tenho certeza que irá gostar ^^

      Excluir
  5. Karla!
    Ah! Como gosto de romances de época nesse estilo, onde a protagonista apesar de ingênua tem seus próprios sonhos.
    E bom ver Marianne e Philip vão provar o melhor e o pior de si mesmos, e, ainda tem as grandes reviravoltas, é tudo que gosto em um livro do tipo.
    Desejo uma semana carregadinho de luz e paz!
    “ Inteligência não é não cometer erros, mas saber resolvê-los rapidamente.” (Bertolt Brecht)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Oi Karla!
    Amo romances de época, é clichê, mas o tipo de clichê que me conquista. Marianne é uma personagem que já adorei, afiada, isso torna o romance bem mais divertido... Estou curiosa para saber quem realmente é o Philip, tenho a impressão de que ele não é bem o "mocinho" que esperamos, rs.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. nunca vi mocinha mais lerda!! seria mto bom se não fosse esse fora da autora. Mas de resto o livro e bem bonito

    ResponderExcluir
  8. Olá! Adoro romances de época, e esse é maravilhoso, super leve, tem uma escrita envolvente e personagens lindos, Marianne e Philip são ótimos juntos, é uma história pura e delicada para ser lida com uma xícara de chocolate bem quente (no inverno) ou um smoothie de morango (no verão).

    ResponderExcluir