O Livro do Juízo Final - Connie Willis

Título: O Livro do Juízo Final - Oxford Time Travel, 1
Autor: Connie Willis
Páginas: 576
Ano: 2017
Editora: Suma
Gênero: Fantasia, Ficção, Ficção científica, Literatura Estrangeira, Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino
Nota: 
Sinopse: Para Kivrin, que se prepara para um estudo de campo em uma das eras mais mortais da história humana, viajar no tempo é tão simples quanto tomar uma vacina desde que seja uma vacina contra as doenças encontradas na Idade Média. Já para seus professores, isso significa cálculos complexos e um monitoramento constante para garantir o reencontro. No entanto, uma crise de proporções inimagináveis pode colocar o futuro de Kivrin, e de todo o Reino Unido, em perigo. Seu professor mais próximo, o sr. Dunworthy, fará de tudo para resgatá-la. Mas até que ponto é possível desafiar a morte.
De 1300 a 2050, Connie Willis faz um trabalho magnífico na construção de personagens complexos, densos e pelos quais é impossível não sentir empatia. O livro do juízo final é ao mesmo tempo uma incrível reconstrução histórica e uma aula sobre o poder da amizade.

Resenha: Lá em 2050, ano em que o livro se passa mais ou menos a metade do tempo, a viagem no tempo é algo comum e relativamente fácil de se fazer e a historiadora Kivrin está se preparando para ir à 1320, um ano até que calmo, sem maiores conflitos e sem doenças, ainda assim, a preparação é minuciosamente feita. Toma todos os remédios possíveis, deixa o cabelo crescer, até o apêndice é removido para que não haja nenhum problema nas duas semanas que ela vai ficar por lá.

Mesmo assim, seu professor Dunworthy é absolutamente contra essa viagem, porque nunca foi feita nenhuma para a idade média. Eles sempre foram para locais mais recentes e mais fáceis, além do mais, uma mulher chegar sozinha na idade média, além de suspeito, é perigoso!

Mas o diretor do departamento de História entrou de férias e deixou o cargo para um outro professor, o Gilchrist, na minha opinião, meio sem escrúpulos, que decide que vai aproveitar a chance que tem e e vai enviar a moça, mesmo sem ter todas as pesquisas e providências tomadas.

Mas não tem jeito, o então diretor autorizou e Krivin está irredutível, e vai.

Tem outros personagens de igual importância: Mary, que é uma médica e está acompanhando tudo, Colin, um garoto de doze anos, sobrinho neto de Mary, Badri que é o técnico responsável e Montoya, que estava lá mas mais preocupada com sua escavação do que com qualquer outra coisa.

É importante salientar que em 2050 não existem doenças infecciosas, tipo gripe.

Então Krivin vai, com as roupas da época, os cabelos compridos, as unhas sujas, uma carroça e uma história bem elaborada para enganar os habitantes locais. A ideia é chegar, conhecer o povo, estudar seus costumes, visitar o cemitério que Montoya está escavando e duas semanas depois, voltar para casa. Então, duas coisas acontecem paralelamente: Ela chega na Idade Média e horas depois fica muito doente e Badri, o homem responsável por saber se ela chegou bem e ao local certo, fica com os mesmos sintomas de Kivrin. A mesma doença em 2050 e em 1320, Kivrin começa a delirar e fica com uma febre muito alta, é resgatada e levada para uma família de um vilarejo próximo e Badri é levado inconsciente para o hospital.

Dunworthy começa então um verdadeiro martírio a fim de arrumar alguém que traga a garota de volta, sempre barrado por Gilchrist, mas pode contar com Mary e com Colin, que acaba ficando aos cuidados dele, já que furou o bloqueio da quarentena e agora não pode mais sair dali. Só que muita gente começa a cair doente e a coisa vai tomando proporções enormes. Ninguém sabe de onde vem essa doença e consequentemente, não fazem ideia de como tratá-la.

Lá na Idade Média, Kivrin vai se recuperando, e estranhamente, ninguém pega a doença dela, acaba se apegando à família e tenta desesperadamente descobrir onde foi que a encontraram, afinal de contas ela tem que estar lá na hora de voltar pra casa né...

Muita coisa acontece, mas se eu começar a contar, vai perder a graça porque muita coisa será spoiler, mas posso dizer que foi uma surpresa essa doença e foi uma maior ainda descobrir onde, afinal, e em que ano Kivrin foi parar e como tudo foi (será?) resolvido, já que ela perdeu mesmo o local do encontro!

De modo geral, eu gostei bastante da leitura, algumas partes foram cansativas e desnecessárias, penso que uma 100 páginas a menos seria de mais agradável leitura. O livro é lindo, de capa dura, com a diagramação excelente e nenhum erro ao longo da leitura. É uma estória fascinante e os relatos da Idade Média são ótimos, assim como os de 2050. Os personagens são bem construídos e eu recomendo a leitura se você gosta de viagens no tempo, doenças que matam e uma boa dose de história!

18 comentários

  1. Achei bem interessante por ser um livro que brinca com o tempo e com esse negócio das doenças. Em 2050 não existir algumas e essa volta no tempo, toda a preparação e as coisas médicas e cientificas, o perigo da viagem e etc me chamaram atenção e acho que iria gostar de ler. Já chama minha atenção histórias que falam do passado ou de um futuro bem diferente, sempre acaba me deixando curiosa. E por como as coisas dão erradas pra garota deixa a gente louco pra saber o que vai acontecer, se ela volta, onde foi parar e tudo mais. Gostaria de conhecer essa história. Parece boa mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Que história interessante! Adoro o tema viagens no tempo, acho fascinante, mas o autor levou isso muito além. Afinal, não é só um período da história o escritor nos levou a dois possíveis (2050 e Idade Média). Sem sobra de dúvidas, está na minha lista. Quero ver como Krivin vai sair dessa.

    ResponderExcluir
  3. Olá Denise! Essa história de viagem no tempo me lembro de Doctor Who rsrsrs. Bom, a trama é bem original e eu adoro esse mix de futuro e passado. Achei muito suspeito esse surto de doença, desconfio desse Gilchrist. Fiquei com muita vontade de ler e descobrir se Krivin conseguirá retornar para casa em 2050. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá, pela resenha a obra parece ser diferenciada dos livros de viagens do tempo convencionais, a autora consegue caracterizar o futuro e o passado de forma verossímil, sendo fácil para o leitor imaginar as particularidades de cada um. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Parece muito bom, gosto muito de libros de misterio/ficcao. Fiquei muito curiosa sobre o que vai acontecer Kivrin, sera que ela vai conseguir voltar, que doenca e essa, o que vai acontecer??
    Ja esta na minha lista de leitutas.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Gostei bastante do livro, tem uma premissa muito boa. A trama me deixou bastante curiosa com a historia que é contada, a forma de mostra épocas totalmente diferente entre si e também ficção cientifica de viagem no tempo. Espero ler o livro!

    ResponderExcluir
  7. Denise!
    Deve mesmo ser fascinate um livro que traz um enredo no futuro, querendo estudar o passado e acaba dando tudo errado.
    Amo livros sobre viagem no tempo e mesmo com suas ressalvas a respeito do livro poder ser um pouco menor, gostaria de poder fazer a leitura.
    Fã de ficção já sabe como é, né? Tem que ler para crer...
    Um final de semana alegre e feliz!
    “Não há nada que faça um homem suspeitar tanto como o fato de saber pouco.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  8. Oi Denise.
    Eu adoro livros que fale sobre viagem no tempo e tudo mais e esse foi um dos principais motivos que esse livro me chamou bastante atenção desde que vi o anúncio do lançamento fora o fato de que essa capa é linda eu adorei essa premissa e estou ansiosa para saber qual o desfecho final, achei uma pena o fato de que algumas partes do livro desnecessários e cansativos mas infelizmente acontece.
    Portanto esse é uma leitura muito esperada por mim

    ResponderExcluir
  9. Achei bem diferente este livro ser sobre viagem no tempo, e envolve uma
    viagem para o ano de 1320, na idade média; Após eu ler sua resenha eu fiquei muito curiosa para saber o que vai acontecer com Kivrin.
    Adicionei O Livro do Juízo Final em minha lista de leituras e pretendo ler ele em breve.

    ResponderExcluir
  10. Oi Denise.
    Gostei bastante da premissa desse livro.
    A ideia de viagens no tempo é sempre muito fascinante para mim. Fiquei com bastante vontade de ler esse livro.
    Parece que Kivrin passa por muitas aventuras.
    Gostei bastante da capa!
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Adorei a trama do livro, gosto bastante de ficção científica e acho que com esse livro não seria diferente, fiquei super curiosa para descobrir que doença é essa e porque ela é contagiosa somente em 2050, também estou super intrigada para descobrir como vai terminar toda essa confusão.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Eu já vi esse livro, e também achei ele lindo! Foi isso que me chamou a atenção nele. Mas esse não é o tipo de história que me interessa muito, ele até parece ser muito bom, mas eu não tenho muita vontade de ler. E é uma pena que algumas partes são cansativas. Esse é um livro que eu não tenho muita vontade de ler no momento, mas talvez eu leia algum dia.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Viagem no tempo, Idade Média, doenças contagiosas, cenário histórico... já quero! Me parece uma história bem tensa, o tempo limitado, as informações que precisam ser descobertas, a experiência. Me interessei bastante, já anotei!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Viagem no tempo? Já me ganhou só nisso ! Gosto demais de histórias assim e mais ainda se tratando de idade média. E confesso que estou bastente curiosa com essa doença. Dica mais que aderida! Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Eu li resenhas sobre esse livro e me deixa bem curiosa a trama. Eu no momento pensei que fosse um livro mas para lado criminal por causa do título, mas a história é totalmente diferente. Gostei muito da forma de viaje no tempo, as coisas que fazem. Eu estou curiosa para ler esse livro.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  16. Oi, Denise!!
    Gostei bastante da resenha e acho interessante a estória se passar no ano 2050. Adoro livros que tenham viagem no tempo, sem dúvida vou querer adquirir essa estória tão interessante!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  17. Oi, Denise!
    Gostei bastante da resenha e achei o livro bem curioso por se passar no ano 2050. É também por ter viagens no tempo!! Sem dúvida adoraria ler essa estória!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  18. ooi!
    adoro uma ficção cientifica (acho que já deixei claro em algum outro comentário) e iria começar a ler esse livro porém matéria escura ganhou e o li primeiro e até agora nada de o juio final, tenho fé que o lerei.. bela resenha

    ResponderExcluir