Saco de Ossos - Stephen King

Título: Saco de Ossos
Autor: Stephen King
Páginas: 566
Ano: 2012 - Edição 06 (Escrita de 1998)
Editora: Suma de Letras
Gênero: Romance, Literatura Estrangeira, Suspense, Terror
Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:       
Sinopse: Mike Noonan é um romancista de sucesso que vê sua vida subitamente transformada com a morte da esposa Jo. Quatro anos já se passaram e o sentimento é o mesmo - o desânimo, a tristeza, a sensação de que nunca mais será capaz de escrever. Diante da tela branca do computador, ele vê o vazio doloroso que passou a dominar seus dias. Nem mesmo o sono lhe traz alívio. Noonan é agora atormentado por terríveis pesadelos com Sara Laughs e a casa do lago - o recanto de sonhos onde ele e Jo foram tão felizes. Voltar à pequena cidade. Esta parece ser a única saída. Mike sente que precisa enfrentar o passado e tentar reencontrar seu caminho.
Sara Laughs, no entanto, já não é a mesma. Apesar da aparente tranqüilidade de sempre, sua comunidade vive atormentada pelo domínio cruel do milionário Max Devore, que não mede esforços para atingir seu grande objetivo: arrancar a neta de três anos da guarda da jovem mãe viúva. Pouco a pouco, Mike redescobre a paixão.
Mike Noonan reencontra um motivo para seus dias, mas a luta não será fácil. Além da fúria de Max Devore, Noonan terá de enfrentar forças estranhas e malignas que agora dominam Sara Laughs. Ele terá de descobrir de onde vêm os pesadelos cada vez mais terríveis que insistem em atormentá-los. Mike Noonan subitamente volta a escrever, mas não terá sossego até encontrar as respostas para as dúvidas que o atormentam. Que forças são essas que dominam a pequena cidade? O que esperam dela?
Resenha:

Mike é um escritor romancista que desde o primeiro rascunho sempre teve sua esposa como grande admiradora e avaliadora sincera. Se não fosse Jo, ele teria desistido em sua primeira crítica negativa, pois seu agente e ex professor não foi muito legal ao avaliar sua sua obra. Nesse capítulo, senti levemente uma crítica aos agentes literários e no decorrer do livro, também às editoras. O motivo? Bem, você precisará ler. Entretanto, a pergunta que me fiz: estaria SK nos mandando uma mensagem através desse personagem?

Ainda que Mike não acreditasse que seus textos estivessem bons, para Jo, o que sempre importava era a felicidade que ele sentia enquanto escrevia:

- Felicidade é tudo. Você fica feliz quando escreve, Mike?
- Claro. - Era o que ela sabia, de qualquer modo.
Porém, de forma repentina e trágica, Jo morre e um mês após a morte de sua amada, Mike finaliza o último livro que consegue escrever antes da ficha cair, “Jo não vai voltar”. Isso faz com que ele mergulhe num sério bloqueio literário. A vida do cara fica devastada e sua criatividade parece ter sido arrancada e enterrada junto com sua esposa.

Extremamente meticuloso, Mike nos conta em primeira pessoa, de forma detalhada, toda sua angustiante trajetória. A história alterna fatos passados e atuais de maneira continua, durante todo o livro. O que pode ser cansativo em alguns momentos, mas se tem uma coisa que posso garantir sobre essa leitura é: TUDO QUE ESTÁ ESCRITO É IMPORTANTE, então preste muita atenção!

Em razão desse bloqueio, Mike experimenta todo tipo de sensação. Tentar escrever torna-se extremamente penoso:
“Tenho a sensação de que meus olhos vão pular da cabeça e ficar pendurados do rosto. Estou como um claustrofóbico num submarino afundando.”
Além de não conseguir escrever, Mike passa a ter pesadelos horríveis em Sara Laughs, a casa do lago no Maine, onde, segundo Mike, era “o local preferido de Jo no planeta Terra”. Sonhar que tem algo em baixo da cama é super comum, ler esse tipo de coisa é clichê, ler esse tipo de sonho narrado por SK é completamente assustador e DIFERENTE. Achei os pesadelos de Mike bem divertidos em alguns momentos, porém, a frequência dos sonhos se torna perturbadora, pois 4 anos se passam e nada muda na vida do cara, só piora.

Saco de Ossos foi adaptado para as telinhas e exibido pela A&E nos EUA em Dezembro de 2011. Quem deu vida a Mike foi o ator Pierce Brosnan. 
Decidido a acabar com seus problemas e retomar sua vida, Mike vai atrás de respostas e confrontar o cenário de seus pesadelos, a casa do lago, parece a melhor forma de recomeçar. Ele só não contava que a casa fosse de alguma forma perigosa, que seus pesadelos tornariam-se ainda mais reais dentro de Sara Laugh e que sua amada esposa, quem ele achava que conhecia, morreu sem lhe contar algumas coisas. Por qual motivo? Daí em diante amigos, o negócio fica ainda mais tenso e envolvente, é impossível parar de ler.

O Sr Devore, o "Figurão" que mora e domina toda a cidade onde a casa mal assombrada de Mike está, é a cereja do bolo. E com toda certeza, se teve alguém nesse livro que eu odiei, foi esse cara! Em contrapartida, a pequena Kyra, neta por parte de pai do Sr Devore é um espetáculo a parte nessa história. Ela rouba a cena e conseguiu conquistar meu coração! Confesso que senti vontade de ler um Spin Off sobre a Kyra, mas, não custa sonhar.

Lembrando às vezes o clima de suspense policial que assistimos em filmes, diversas vezes me peguei tensa e cheia de expectativa, que por sorte, foram atendidas. Os sustos também são garantidos, e comigo aconteceram como se o conteúdo lido pulasse diante dos meus olhos e gritasse “Te peguei, leitora!”.

Então se você gosta de sustos, cenários bem descritos e elaborados, história de fantasmas, vultos e sons bizarros, esse é um livro perfeito pra você! E prepare-se, aqui SK também fala de amor...

Saco de Ossos é, sem dúvidas, um livro Rico e com desfecho surpreendente!

Bjs e boa leitura :*

3 comentários

  1. King como sempre surpreende. Essa história tem uma carga dramática grande. Amei sua resenha!

    ResponderExcluir
  2. King como sempre surpreende. Essa história tem uma carga dramática grande. Amei sua resenha!

    ResponderExcluir
  3. Gente! Para tudo! Só eu que até hoje não li nada dele.
    Ótima resenha. Livro assim é bom. Faz querermos a continuar a ler.

    ResponderExcluir