Psicose - Robert Bloch

Autor: Robert Bloch
Páginas: 256
Ano:2013
Editora:DarkSide
Gênero: Suspense,Terror
Adicione: Skoob
Onde Comprar:Amazon
Nota:                       
Sinopse: Psicose, o clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O protagonista Norman Bates, assim como Gein, era um assassino solitário que vivia em uma localidade rural isolada, teve uma mãe dominadora, construiu um santuário para ela em um quarto e se vestia com roupas femininas.

Resenha: Depois que conhece o livro, o diretor de cinema Alfred Hitchcock compra os direitos da obra, e o tira o de circulação até o lançamento do filme, pois não queria que ninguém soubesse como era a historia, e muito menos como terminava.
Isso foi em 1959, e desde então o filme tornou-se um clássico, um ícone do terror. Mas e o livro,você já leu?
"Eu acho que todos nós somos um pouco loucos de vez em quando."
O livro conta a história de Marion Crane, que leva uma vida normal trabalhando em uma imobiliária e tem um relacionamento com Sam, seu noivo, que no momento não pode se casar por estar passando por problemas financeiros.

Quando seu chefe lhe confia 40 mil dólares, Marion vê a chance de transformar sua vida, e então decide ir ao encontro de Sam em outra cidade.

Na estrada, fatigada de tanto dirigir e um tanto nervosa, acaba encontrando o Motel Bates, onde decide passar a noite. O proprietário,um homem baixo e barrigudo: Norman Bates; aparentemente solitário, criado pela mãe - hoje doente.

Vivem numa casa numa colina, nos fundos da propriedade. Ao atender Marion, notamos o desconforto de Norman e também a reação de sua mãe ao saber da hóspede. Superprotetora,a Senhora Bates  controla todos os passos de seu filho,e ela se torna sua única referência na vida. Extremamente rigorosa, chamando todas as mulheres de “vadias”, e por esse motivo,jamais deixara que seu filho se relacionar com uma.Ele por sua vez, demonstra um amor acima do normal por sua mãe e não tem coragem de confronta-la, o que faz com que o destino de Marion tenha sido traçado desde o momento que entrara ali.
"Você odeia as pessoas. Porque, na verdade, você tem medo delas, não é? Sempre teve medo, desde pequeno. Melhor se enroscar numa cadeira debaixo de um abajur e ler um livro. Você fazia isso há trinta anos e continua fazendo agora: se esconder entre páginas de livros."
 Na história teremos também um detetive contratado pela empresa que Marion trabalha, para investigar seu desaparecimento com o dinheiro.E nesse momento sua irmã e seu noivo também entram na história querendo saber exatamente o que acontecera à Marion.
"Quando você começa a especular desse jeito, uma vez que reconhece que ninguém sabe como funciona a mente de outra pessoa, você tem de admitir: tudo era possível."
Uma das coisas mais extraordinárias no livro, é o fato de como podemos observar como funciona a mente de Norman,todo seu trauma transformado naquela obsessão psicótica pela figura de sua mãe.
Também temos acesso ao que se passa na cabeça de Marion, porque ela faz o que faz, e achei bem fraca a motivação da moça...

Psicose é  leitura obrigatória, afinal um dos clássicos do terror,a cena épica do banheiro quem não conhece?,foi baseado nele.E embora o livro, ou o filme tenham um final esperado,duvido muito você ficar indiferente ao teor psicológico que ele transmite. Leiam e (ou) assistam, os dois são ótimos.

Um comentário

  1. Vou colocar para ser lido.
    Que resenha boa! Tenho que saber esse filme.

    Beiji

    ResponderExcluir