A Maldição do Vencedor - Marie Rutkoski

Título: A Maldição do Vencedor (Trilogia do Vencedor, 1)
Autor: Marie Rutkoski
Páginas: 328
Ano: 2016
Editora: Plataforma21
Gênero: Fantasia
Adicione: Skoob
Onde Comprar: AmazonAmericanas | SaraivaSubmarino,
Nota:
Sinopse: Kestrel quer ser dona do próprio destino. Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai - o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos -, a jovem insiste em sua rebeldia. Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas. O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los. Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida... As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que os obrigarão a lutarem juntos, mas por razões opostas. A Maldição do Vencedor é um verdadeiro triunfo lírico no universo das narrativas fantásticas. Com sua escrita poderosa, Marie Rutkoski constrói um épico de beleza indômita. Em um mundo dividido entre o desejo e a escolha, o dominador e o dominado, a razão e a emoção, de que lado você permanecerá?

Resenha: 
"- A maldição do vencedor é quando você vence as ofertas, mas só pagando um preço muito exorbitante."
Ainda estou bastante confusa em relação aos meus sentimentos, mas vamos lá, vou ver se consigo explicar sem que os que amaram essa trilogia me odeiem!

Primeiro vamos falar desse povo: Kestrel é a única filha do General de Valória, um poderoso General aliás e um que não mede esforços para chegar onde quer. Foi assim que ele conquistou e escravizou o povo Herrani dez anos atrás, quando Kestrel ainda era uma criança. Ele atacou a cidade, tomou as casas dos moradores dali, sendo eles servos ou aristocratas, foram feitos escravos dos valorianos que para lá se mudaram.

O tempo passou, a menina cresceu e agora vive um dilema "terrível"...está com 17 anos e aos 20 todos os jovens, homens ou mulheres devem decidir entrar para o exército ou casar e formar família, ter filhos para que então, estes entrem para o exército, um ciclo estranho e que a menina não está muito a fim de seguir. Mas a reclamação dela pára por aí, pois acaba sempre baixando a cabeça para o pai. Isso mesmo, apesar de parecer o contrário, a guria quer mesmo é a aprovação do pai para os seus atos...😏

Ainda assim ela é muito rebelde e escondida do pai vai jogar, fora de casa e se arriscar pelas ruas (sempre acompanhada), e é numa dessas escapadas que ela vai parar num leilão de escravos, lá acaba comprando Arin, um escravo bem bonitinho que acaba sendo meio que sua companhia constante. Mas bom, parece que o cara não é bem o que parece que é, ele é meio misterioso e tem umas amizades bem preocupantes, mas ela não vê nada disso. ela enxerga só o que convém  e no momento, o que convém é pouco...

O tempo vai passando e uma amizade vai surgindo entre os dois, mesmo se tratando de um escravo e sua senhora....até que o pai dela vai viajar e uma tragédia acaba por acontecer, há uma revolta do povo herrani para retomar a cidade e Kestrel está bem no meio de tudo.

O povo herrani era tido como erudito enquanto os valorianos eram bárbaros. Kestrel, contrariando esse "detalhe" adorava tocar piano e meio que foi assim que Arin conquistou a simpatia da menina, e ela foi tão superficial não viu o que estava embaixo do nariz dela!
"Você pode não me ver como amiga — Kestrel disse a Arin —, mas eu vejo você como um"
Bom, eu achei a trama toda meio fraca, ainda não me convenceu. Kestrel é uma menina revolucionária e que tem seus próprios pensamentos acerca da vida como é vivida, mas só na teoria, na prática a achei fraca e sem iniciativa. Arin é um amor, meigo demais para um revolucionário, também não me convenceu. Como casal, eu torço por eles, aí me convence e o lance de povos rivais se "misturando" me agrada bastante, mas achei o envolvimento meio fraco, sem raízes, sem muita estrutura. O pai da Kestrel é um General tirano e malvado muito pateta, que aceita tudo meio fácil demais e sei lá....acho que ele não vai ser muito legal lá pra frente, não me convenceu.

Os irmãos Jess (a melhor amiga da Kestrel) e Ronan (apaixonado pela menina) são bem legais e não gostei do rumo que eles tomaram lá no final, espero que isso mude daqui pra frente.

E o grande vilão desse livro levou o que merecia...ô coisa bem feita! 😝

Enfim, em um misto de gosta/não gosta ainda estou meio dividida e espero que mude no próximo! Fui dar uma olhada nas avaliações e vi que são bem positivas então eu tenho pra mim que eu que sou meio chata mesmo, ainda não me envolvi com a obra, ou estava mesmo esperando demais...sei lá...mas não vou desistir, estou indo para o segundo livro agorinha mesmo!!!!

Fiz a leitura em ebook (Amazon) e não encontrei erro nenhum, as capas são lindas e eu queria muito que a Amazon as fizesse coloridas (No Kindle)...hehe

Recomendo a leitura, pelo muito que vi por aí, eu estou julgando demais...mas as opiniões sinceras são o principal aqui! 😉

beijos e até a próxima! 😍💋





11 comentários

  1. Mah gente que pessoa dividida. Vou ter que ler para me decidir se vale a pena ler.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante de sua opinião. Expôs de maneira direta os pontos fracos da história. Minha vontade de aprecia-lo continua. Bjks.

    ResponderExcluir
  3. Olá! A capa é linda mesmo, até fiquei interessada. Adoro romances com revira voltas, lutas e revolução. Lendo a sua resenha, tive mesmo a impressão de a mesma ser fraca e com um enredo não tão fascinante. Apreciei você ter dado uma opinião sincera, isso é muito importante para os leitores do blog!
    Desejo ótima leitura do segundo volume!
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Só lendo a resenha não entendi muito bem como é a história do livro. Eu acho que sou do contra, não gostei tanto da capa :x
    Não sei se seria uma série que me agradaria ler, mas talvez no futuro eu dê uma chance aos livros da Marie Rutkoski.
    Espero que a leitura dos próximos seja melhor para você :)
    Beijos.

    http://ultimasfolhasdooutono.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem.

    Cheguei ao final da resenha e respirei aliviada, finalmente uma resenha da Denise que eu não vou sair correndo pra conseguir o livro. Ufa.

    Confesso que precisei ler duas vezes a resenha para entender um pouco do livro. A resenha eu entendi, Denise gostou desgostando ou desgostou gostando. Amo isso, gostar de algo, mas conseguir ver e ser respeitoso o suficiente em dizer o que não é tão empolgante e envolvente assim.

    Denise, mais uma vez arrasou.

    bjsss

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Sou uma das que positivam a história. Eu adorei, mas confesso super que esse primeiro é o livro mais fraco da série. Também não tinha conseguido me conectar com a Krestel mas o que acontece no segundo é pra segurar o fôlego. A história está mais pra romance que fantasia, então o pano de fundo é meio raso sim. Mas é meu xodó do ano <3 ótima resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi, Denise! Achei a história bem interessante, com um povo com costumes diferentes, um pai tirano, uma mocinha querendo lutar pelo seu destino, mas ao mesmo tempo está em conflito entre fazer a vontade do pai e o que ela realmente quer. E agora com o Arin na história, acaba complicando ainda mais a vida da Krestel. Adorei haha! Parece conter uma estória bem envolvente, já vou adicionar na minha lista. Bjss!

    ResponderExcluir
  8. Oi Denise! Tenho muita vontade de ler esse livro, a capa é linda e a sinopse me agradou. Você está tendo uma relação de amor e ódio com o livro rsrsrs Mas, suas ressalvas só me deixaram mais curiosa para conhecer o livro, espero que goste da continuação, beijos!

    ResponderExcluir
  9. OI, Denise
    Nada como uma opinião sincera. Vejo que as pessoas tem uma opinião divida com esse livro, já ouvi gente dizendo que odiou haha.
    Às vezes vai do momento que faz a leitura também. Gostei de ver sua opinião.


    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  10. Apesar de toda a hype deste livro, não tenho interesse em conferi-lo. Mas acho a capa maravilhosa.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Te entendo completamente, já passei por isso várias vezes, quanto ao livro fiquei meio com o pé atrás, essa mocinha parece indecisa demais para mim, vou esperar suas próximas resenhas da série para me decidir.

    ResponderExcluir