Desejo Concedido - Megan Maxwell

Título: Desejo Concedido (Guerreiras, 1)
Autor: Megan Maxwell
Páginas: 464
Ano: 2016
Editora: Essência
Gênero: Literatura Estrangeira, Romance
Adicione: Skoob
Nota:      
Sinopse:
Na Inglaterra do século XIV, após a morte dos pais, a jovem lady Megan Phillips, de vinte anos, segue uma vida tranquila, focada na educação e na criação de seus dois irmãos mais novos. Para fugir de um casamento arranjado por sua tia, Megan e a irmã, Shelma, vão para o castelo de Dunstaffnage, na Escócia, onde vive seu avô Angus de Atholl, do clã McDougall. Anos depois, durante o casamento de um de seus primos, Megan – uma mulher aguerrida, pronta a empunhar uma espada pra defender sua família e que não se dobra por nada e nem por ninguém –, conhece o temido guerreiro de olhos verdes Duncan McRae – um homem acostumado a liderar exércitos, mas que nunca esteve preparado para enfrentar o gênio forte de uma mulher. O destino trama contra (ou a favor de) Megan, que, contra a sua vontade, acaba se casando com Duncan. Conseguirão os dois se entender e seguir a vida como um casal feliz? Ou viverão às turras, como se estivessem num campo de batalha?

Resenha: 

Ainda estou meio boquiaberta com esse livro. Sinceramente não sei se rio ou choro. Que livro ruim! Me senti em uma grande trama mexicana, cada coisa absurda, cada drama desnecessário!

Megan é infantil, mal educada e cabeça dura. Ela não parece ter mais de vinte anos, e sim 13 no auge de sua rebeldia.

Imaginei que Duncan seria um homem, e não um adolescente também. Ele não é fofo, nem divertido, nem romântico, quem dirá um grande highlander.

Já li outros títulos com grandes guerreiros e esse não chega nem aos pés.

Megan perde seus pais ainda muito jovem e então tem que morar com seus tios que são os piores tutores de todos os tempos. Querem que Megan e sua irmã Shelma se casem para que possam finalmente se ver livre delas, ficando apenas com Zac, que ainda é um bebê. Megan consegue fugir e levar seus irmãos até o clã em que seu avô mora na Escócia. Na Inglaterra eram considerados escoceses selvagens e na Escócia são sassenachs.

 Quando Duncan vê Megan pela primeira vez, fica fascinado por sua beleza e coragem. Conforme vão se conhecendo percebem que sentem uma grande atração, mas claro que eles negam isso até a morte.
Megan era uma linda jovem que atraía os olhares dos homens por causa de seu cabelo escuro exuberante e seus olhos negros como a noite.
Zac o irmão mais novo de Megan vive se metendo em confusão, na verdade ele é muito inconsequente e mal educado, tem coisas que a criança faz uma vez e a gente ensina pra que ela não faça novamente. Mas Megan só passa a mão na cabeça dele.

Duncan McRae e seu amigo Lolach, que estão encantados por Megan e Shelma, acabam prometendo ao avô das moças que irão protegê-las a qualquer custo. Assim, quando Mauled morre eles se casam com as irmãs para poder protegê-las. Shelma fica totalmente feliz pelo seu casamento com Lolach e se casam perante Deus,mas não Megan, claro que não. Então Duncan e Megan acabam optando por um handfasting, que é um casamento que dura apenas um ano e um dia. Ainda não entendi o porque deles se casarem, afinal o objetivo seria proteger as irmãs, mas isso é resolvido antes do casamento... tô com essa pulga trás da orelha.

No período de um ano acompanhamos a vida do casal. E que vida cansativa.

Estou até com preguiça de escrever essa resenha, pois estou tão decepcionada com o livro que nem acho que vale a pena que alguém saiba do enredo dessa história.

 Achei tão, mas tão patética, foi uma perda total do meu tempo. Uma história por vezes sem pé nem cabeça. Brigas bobas com uma reconciliação depois. Muitas cenas eróticas e nenhum enredo. Alguns segredos revelados e pronto, temos uma heroína. Duncan é sempre muito rude com Megan que por sua vez é uma bomba relógio e fala o que quer sem se preocupar com quem está ou não ouvindo.

Qualquer homem que apareça nesse livro, fica doido por Megan, ela deve meesmo ser muito linda, pois isso é sem precedentes, jamais li algo assim!

Enfim, não vou mais encher linguiça falando desse livro. Eu odiei, e quanto mais penso na história com mais raiva fico!


2 comentários

  1. Pra você ver como são opiniões. Pra mim o melhor livro da Megan. Amei...kkkk. adoro essas diferenças! Mesmo assim amei sua resenha, pois você fundamentou e expôs sua opinião de maneira sincera.

    ResponderExcluir
  2. Mah gente! Não sei se pegou ou não para ler.

    ResponderExcluir